terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Festas de final de ano provocam queda em coletra de sangue

Assim como toda hemorrede brasileira, a Fundação Hemopa está enfrentando dificuldades com a redução do número de comparecimento de doadores neste período marcado pelas festas de final de ano e de férias. No Pará, a queda de doações de sangue já chega a 41%, que corresponde a redução de 250 para 147 coletas/dia. Aos sábados, essa diferença aumenta para 72%, que representa uma diminuição de aproximadamente 90 para 25 coletas. Para reverter a situação e garantir atendimento satisfatório da demanda transfusional do Estado, a direção do hemocentro está convocando a população potencialmente doadora a comparecer no Hemopa antes de sair da cidade. Ou ainda, comparecer em algumas das unidades do hemocentro no interior do Estado, entre elas, Marabá, Santarém, Castanhal, Abaetetuba, Redenção, Capanema, Altamira e Tucuruí.
Segundo a assistente social Lílian Bouth, da Gerência de Captação de Doadores (GECAD), a colaboração de antigos e novos doadores é fundamental para atendimento satisfatório das solicitações hospitalares. “Temos uma demanda gigantesca. São mais de 200 hospitais com inúmeros pacientes aguardando por transfusão de sangue. Contamos com a sensibilidade de todos para exercitar um simples gesto: estender o braço, porque infelizmente ainda não inventaram nada que substitua o sangue humano”, destacou, demonstrando preocupação com a queda do estoque e eventual priorização no atendimento de urgência e emergência.
De acordo com o Ministério da Saúde (MS), o estoque brasileiro de sangue vive em estado de emergência.Ano passado, foram coletadas 3,1 milhão de bolsas de sangue no território nacional, o que não atende a demanda de forma eficaz. Para reverter a situação, cada hemocentro estadual desenvolve ações estratégicas para superar as dificuldade. No Pará, a média diária de coleta é de 250 unidades de sangue e cerca de 300 transfusões/dia. Para Lílian Bouth, o ideal seria uma média diária de 300 coletas para formar estoque técnico.
Além da campanha na sede do hemocentro, a unidade móvel de coleta de sangue do Hemopa está hoje e amanhã, 30, na Presidente Vargas, em frente ao prédio do banco do Brasil, efetuando coleta externa de sangue. A meta é de 80 doações/dia. A assistente social finaliza repassando a informação de que o hemocentro funcionará para coleta de sangue até o dia 31/12, sendo que no horário de 7h30 às 13h.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e peso acima de 50 quilos é um doador em potencial. É necessário portar Documento de Identidade. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis,Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118 ou pelo site: www.hemopa.pa.gov.br ou pelo blog:: http://fundacaohemopa.blogspot.com.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

HEMOPA convoca população para campanha do Natal

A Fundação Hemopa está contando com todas as pessoas, potencialmente doadoras de sangue, para garantir o abastecimento da rede hospitalar pública e privada, e oferecer aos milhares pacientes espalhados pelos leitos de todo estado, uma festa natalina mais feliz e solidária. “Neste Natal presenteie um paciente com sua bolsa de sangue”. É o tema da campanha que o hemocentro desenvolverá de 21 a 31 deste mês. A meta será de 300 coletas/dia.
A ação estratégica tem o objetivo de assegurar atendimento satisfatório da demanda transfusional, que neste mês normalmente reduz em cerca de 35%.A situação se alastra por todo Brasil.No Pará, a direção do hemocentro tentará reverter a situação com ação estratégica na sede e nos hemocentros Regionais de Marabá, Santarém, Castanhal; e nos Núcleos de Hemoterapia de Abaetetuba, Altamira, Tucuruí, Redenção e Capanema.
“Queremos formar estoque preventivo para garantir atendimento aos nossos usuários dos 218 hospitais do Pará. Isso é uma grande responsabilidade que temos que dividir com a população”, comentou a gerente de Captação de Doadores do hemocentro, a assistente social Juciara Farias, ao ressaltar que o sangue só pode ser coletado de um braço solidário.
De acordo com ela, do dia primeiro deste mês até hoje, o Hemopa já registra uma redução de 17%, no número de comparecimento de doadores. A constatação exige medidas preventivas de alerta à população para fazer a coleta de sangue antes de sair da capital. Ou, orientar a doação, para municípios onde o hemocentro possui unidades para coleta de sangue.
Segundo Juciara Farias, as festividades de final de ano impedem o maior número de doações, cor diversos motivos, entre elas, viagens de férias, deslocamentos das pessoas para interior ou fora do estado e excessos de confraternizações onde, normalmente, as pessoas ingerem bebidas alcoólicas. “Mas precisamos destacar que a doação não impede a diversão. Quem doar pela manhã, por exemplo, pode divertir-se à noite, mas com moderação, como tudo na vida”, ponderou.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado. O Homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118 ou pelo site: http://www.hemopa.pa.gov.br/ ou pelo blog: http://fundacaohemopa.blogspot.com/.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Cartunistas usam criatividade na doação de sangue

Foi bastante concorrido o “I Salão Nacional de Humor de Marabá”, realizado de 23 a 29/11, naquela cidade promovido pelo cartunista local, Rildo Vieira Brasil, o evento contou com a participação de 88 trabalhos de artistas de todo Brasil. O salão teve o objetivo de estimular a doação voluntária de sangue. ‘Doar sangue é doar vidas”, foi o tema do evento que premiou as seguintes categorias: 1º lugar Cartum Nacional Roberto Kroll (SP), 2º lugar Cartum nacional R.Waldez (PA). 1º lugar Cartum Regional Rilcircley Vieira Brasil, Marabá (PA), 2º lugar Cartum Regional, Rildo Vieira Brasil, Marabá (PA), 1º lugar Tira Nacional- Paulo Sérgio (PA), 2º Lugar Tira Nacional- Marcelo Barreto (SP), 1º lugar Tira Regional Jorge Washington- Itupirnga (PA), 2º lugar Tira Regional - Rilcirley Vieira Brasil, que também ganhou Menção Honrosa juntamente com Marcelo Barreto.
O evento fez parte do programa “Sorria Marabá”, promovido pelo cartunista local Rildo Brasil.
Os trabalhos selecionados foram expostos em dois momentos: de 26 a 28 de novembro, no Ginásio Olímpico da Folha 16, por ocasião da Feira do Livro de Marabá; e de 30 de novembro a 18 de dezembro, na redação do jornal “Correio do Tocantins”, Folha 32.
O primeiro lugar na categoria nacional recebeu prêmio no valor de R$ 1.000,00; e o 2º lugar: R$ 400,00. O primeiro lugar na categoria regional: R$ 700,00 e para o segundo lugar: R$ 300,00.Segundo o organizador do evento, os trabalhos selecionados, posteriormente, serão doados à Fundação Hemopa para utilização em campanhas de sensibilização a esse ato solidário. A presidente do hemocentro, dra. Maria de Fátima Montoril, parabeniza a iniciativa e agradece a doação de Brasil pela atitide inovadora e solidária.

Gincana solidária agita funcionários do Hemopa.

Até esta sexta-feira, 11, a arrecadação de brinquedos da “II Gincana Solidária” promovida pela Coordenadoria de Atendimento Ambulatorial (COAMB), da Fundação Hemopa, já superou a meta de 200 doações, atingindo 212 coletas de brinquedos novos que serão doados aos pacientes atendidos pelo hemocentro. A gincana também está arrecadando doações de alimentos não perecíveis para compor 50 cestas básicas. A coleta se dará até o dia 16 deste mês. A entrega será no dia 21, de 8h às 12h, por ocasião da festa de confraternização dos pacientes, no espaço Fuzuê.
Organizada pela Gerência de Serviço Social dos Pacientes (GESES), a gincana tem a finalidade de promover um Natal mais feliz aos atendidos pelo hemocentro. Segundo a titular da GESES, a assistente social Marilda Brito Fernandes, a atividade envolve as diretorias Técnica (DITEC) e Administrativa Financeira (DAFIN). De acordo com o regulamento do concurso solidário, a contagem das doações será proporcional ao número de servidores dos respectivos setores. Serão aceitos apenas brinquedos no valor igual ou superior a R$ 3,00. Com relação aos alimentos foi sugerido: feijão, arroz, café, açúcar, leite em pó, biscoito salgado, óleo, margarina e macarrão.
De cada diretoria sairá uma equipe vencedora que será premiada com Certificado e duas folgads para cada servidor, em data a ser negociada com a respectiva gerência. A divulgação do resultado será feita através do ENFOQUE, fonia, Comunicação Interna (CI), Mural de avisos, Site, Blog e jornal do Hemopa.
Até o momento, Marilda Brito adianta que a DITEC está vencendo a DAFIN. “Isso é uma competição saudável, solidária e muito incentivadora, que também provoca maior integração entre colegas de trabalho, que estão unidos para fazer o bem”, observou, apostando na superação de todas as metas em favor de um Natal mais feliz para todos os pacientes atendidos pelo Hemopa.
Ftos:1-Assistenets sociais recebendo doações. 2-Ambulatório pediátrico do Hemopa.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Funcionários do Hemopa fazem Natal solidário

Faça o Natal dos pacientes da Fundação Hemopa mais feliz. Essa é a proposta da “II Gincana a Solidariedade”, que está sendo promovida pela Coordenação de Atendimento Ambulatorial (COAMB), através da Gerência de Serviço Social (GESES), que está arrecadando brinquedos novos e alimentos não perecíveis. A meta é coletar 200 brinquedos e compor 50 cestas básicas. A entrega até o dia 15/12, na GESES, de 8h às 14h.
O evento envolverá as diretorias Técnica (DITEC) e Administrativa Financeira (DAFIN). De acordo com o regulamento do concurso solidário, a contagem das doações será proporcional ao número de servidores dos respectivos setores. Com relação aos alimentos foi sugerido: feijão, arroz, café, açúcar, leite em pó, bicoito salgado, óleo, margarina e macarrão.
De cada diretoria sairá uma equipe vencedora que será premiada com Certificado e duas folgads para cada servidor, em data a ser negociada com a respectiva gerência. A divulgação do resultado será feita através do ENFOQUE, fonia, Comunicação Interna (CI), Mural de avisos, Site, Blog e jornal do Hemopa.Segundo a gerente da GESES, Marilda Brito Fernandes, “a premiação maior será a certeza de ter contribuído para um Natal mais solidário e feliz”.
O paciente Marcos Vinicius Souza Eufrázio, 8 anos, nunca perdeu uma festa de confraternização. Segundo sua mãe, Ivanilde de Souza Sodré, mal chega dezembro e ele não para de perguntar sobre a confraternização.” É muito divertido.Sem sombra de dúvida que o Natal do meu filho é sempre mais feliz na festa do Hemopa”, afirmou, comentando que é um momento de união entre de amigos que acabam fazendo com a convivência no hemocentro.
.Para a funcionária Crissia Amaro, lotada na Assessoria de Imprensa da instituição, é muito importante participar dessa competição solidária. “Vou pedir ajuda para minha família e amigos”, comentou, demonstrando muita empolgação para arredacação de alimentos.A arrecadação dos brinquedos e cestas básicas deverão serão entregues aos pacientes carentes do Hemopa, durante a festa de confraternização, no dia 21/12, no espaço Fuzuê, de 8h às 12h.
Fotos: 1- o garoto Vinicius e sua mãe.2- Confraternização de 2008.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

FINAL DA CAMPANHA DO DOADOR

Campanha mobiliza mais de 2.500 mil coletas de sangue.
A população atendeu ao apelo da campanha comemorativa ao Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, promovida pela Fundação Hemopa, de 23 a 28/11, quando compareceram 2.632 candidatos à doação de sangue, que resultou em 2.175 coletas. A programação foi elaborada para agradecer e parabenizar essas pessoas anônimas que amam o próximo como a si mesmo. “Ajude a estocar solidariedade. Doe sangue”. Foi o tema da ação estratégica que contou com a parceria de instituições públicas e privadas, cantores locais, grupos folclóricos e de arte.
Um dos pontos altos foi a realização da II Oficina de Multiplicadores do Clube 25 do Hemopa e da Cruz Vermelha Brasileira/PA, quando houve entrega de Certificados para associados com 05 e 10 doações, foram eles: 05 doações: Alexandre Soares, Carlos Anderson Santana, Cleiton Roniere Ribeiro, Douglas Antunes Barbosa, Johnny Ferreira, Josivan Bahia, Kleber Felipe da Silva, Patrícia Carvalho, Raphael Fernandes Bahia, Solange Ferreira e Wandrew Guimarães. Com 10 doações: Carlos Alexandre da Silva.
Neste mesmo dia, a presidente do Hemopa, dra. Maria de Fátima Montoril fez o lançamento oficial da Cartilha de Serviços do hemocentro para orientar e melhorar atendimento aos usuários. No dia 25, toda equipe do hemocentro concentrou esforços para agradecer e parabenizar os doadores que comemoraram a data com parabéns e bolo de metro.
Durante todo o período da ação estratégica, os doadores receberam kit com camiseta, cartão de agradecimento, panfleto, Cartilha de Serviços do Hemopa e preservativos, além de lanche especial e música ao vivo na copa.
A Sessão Especial na Câmara Municipal de Belém em homenagem ao doador também ganhou destaque na programação, no dia 24. A sessão foi solicitada pelo vereador Augusto Pantoja, que parabenizou a direção do hemocentro pelo atendimento destinado aos seus usuários. “Quem dera que todo serviço público fosse eficiente como o do Hemopa, que é referência no Pará e no Brasil. Parabenizo, sobretudo, aos doadores que mantém o estoque de sangue que mantém a vida”, ressaltou, sugerindo que o órgão deveria ter o título de “Guardião da Saúde”.
A campanha também teve a finalidade de formar estoque técnico para a primeira quinzena de dezembro, quando normalmente há uma redução de aproximadamente 30% no estoque de sangue, cuja situação é vivenciada em todos os hemocentros brasileiros.
Para a gerente de Captação de Doadores do Hemopa, a assistente social Juciara Farias, o resultado da campanha atendeu as expectativas. “Agradecemos a todos aqueles que direta ou indiretamente contribuíram com a vida, doando sangue; ou que ainda sensibilizaram outras pessoas para exercitar esse ato solidário e de amor ao próximo”, comentou.

Hemopa debate reações transfusionais

Levando-se em consideração a significante adesão ao Projeto de Educação Continuada em Hemovigilância”, que promoveu curso no dia 19/11, a Fundação Hemopa realizou Oficina de Reações Transfusionais, na manha de hoje, 01/12, de 9h às 12h, que complementará o projeto acima citado. O evento está sendo coordenado pela Gerência de Hemovigilância e Supervisão (GEHES), através da dra.Shirley Oliveira e dos enfermeiros Rubenilson Valois e Ana Amélia Gonçalves.
Foto:Dra.Ana Luiza, da Coordenação de Apoio Técnico (CATEC)

Certificação confraterniza sevidores

A presidente da Fundação Hemopa convida todos os funcionários para participarem da solenidade de Certificação do Hemocentro pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), no próximo dia 07/12, a partir das 21h, na sede Campestre da Assembléia Paraense.Na oportunidade, também será realizada festa de confraternização dos funcionários da hemorrede.
O Hemopa fortifica-se a cada reconhecimento da excelência do modelo de gestão, que permite o aprimoramento contínuo de seus processos e suas práticas, destacando-se como único hemocentro brasileiro a alcançar esse patamar. Isso significa mais agilidade e qualidade de seu produto final: a vida.
Participe dessa festa

INÍCIO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO DO HEMOPA

Será nesta terça-feira, dia 02/12, às 18h, no auditório da Universidade Federal do Pará (UEPA), aula inaugural do I Módulo do Curso de Especialização em Hemoterapia. A etapa será cumprida de 02 a 04/12, de 8h às 13h , e 17h às 22h.Mais informações nna UEPA. As aulas serão efetivadas na sala 42/Bloco D-CCBS/UEPA.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Paciente homenageia doadores de sangue


Mesmo sem me conhecer você tem me ajudado a sobreviver, pois compreende e acima de tudo pratica a solidariedade, através da doação de sangue.

Quero que você saiba que só um dia é pouco para dedicar a você, que tem me ajudado a viver 34 anos.

Nasci com a doença falciforme e por causa dela vejo-me diante de crises de dor horríveis, as quais são controladas com as transfusões de sangue que faço com muita frequência, graças a você, que voluntariamente se dispõe a me ajudar.

Sei que não sou a única alcançada com seu ato voluntário e solidário, mas muitas outras pessoas que assim como eu necessitam do seu sangue para sobreviver, quer seja por causa de uma doença, ou outra situação, por isso agradeço em nome de todos aqueles que você não conhece, mas que em uma dimensão muito grande tem ajudado.

Também não o conheço, mas peço àquele que através do seu sangue derramado na cruz, deu sua vida em amor à humanidade, que derrame sobre você muitas bênçãos, de vida, saúde, amor, paz, prosperidade, e tudo aquilo que seu coração desejar.

Você é muito especial para nós!
Beijo Coração,
Sonia Dias de Paiva (Paciente HEMOPA)

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Corpo funcional do Hemopa parabeniza doadores

Todos hemocentros brasileiros festejaram, hoje, 25, Dia Nacional dos Doadores Voluntários de Sangue. No Hemopa, presidente, diretores, assessores, gerentes e funcionários de todos os níveis parabenizaram essas pessoas nobres e solidárias. A campanha promovida pelo Hemopa desde o dia 23, se estenderá até o dia 28.Até às 13h, de hoje, foram registrados 1.144 comparecimentos, sendo que somente nesta quarta-feira, 488. A meta é de 300 doações/dia.
GABINETE DO HEMOPA:A presidente da Fundação Hemopa, dra. Fátima Montoril, agradece e parabeniza cada doador de sangue que ajuda a estocar solidariedade. “‘Doar sangue é o gesto mais nobre que existe. O Hemopa não seria nada sem vocês, pessoas que amam o próximo como a si mesmo”, ressaltou, desejando muita saúde e paz em todos os dias do ano. A médica finalizou sugerindo, como a letra da música Fábrica da Vida: “Seja doador da esperança, seja doador de um sorriso, seja doador da vida, que está em cada coração.”
PORTARIA:“Doador, com um gesto simples você consegue ser um salvador de vidas. Parabéns pelo seu dia!”.
PACIENTES :“Parabéns, doador, você está fazendo algo muito importante.Jesus dou seu sangue por nós para que tivéssemos vida e com abundância.Dessa forma, você está seguindo o exemplo de Jesus, doando seu próprio sangue por muitas vidas”, do paciente Edílson Teixeira e sua irmã Elizanete Teixeira.
GERÊNCIA DE ENFERMAGEM (GEREN):“A equipe de Enfermagem da sala de Transfusão agradece esse dom de solidariedade que vocês oferecem aos pacientes que cuidamos”.










terça-feira, 24 de novembro de 2009

Parabéns, doador de sangue!

Nesta quarta-feira, 25, a hemorrede da Fundação Hemopa, prepara-se para receber seus doadores de sangue com programação festiva em sua homenagem.Na sede hemocentro será realizada comemoração com parabéns e bolo de metro, apresentação de artistas, coral, distribuição de brindes, cartão de agradecimnento, lanche especial.Tudo isso a partir das 8h.A meta é de 300 coletas/dia.A ação se estenderá até este sábado, 28. A campanha tem o objetivo de parabenizar e agradecer antigos e novos doadores, além de reforçar estoque técnico de sangue para atendimento satisfatório da demanda de transfusões de sangue de dezembro, quando normalmente o índice de comparecimento de candidatos à doação reduz em torno de 35%, no Pará e no resto dos hemocentros brasileiros.
No Brasil, a população doadora é de aproximadamente 1.,7%.No Pará esse percentual chega a 1.8%.No entanto, a Organização Mundial de Saúde (OMS) e Ministério da Saúde (MS), sugerem que esse índice varie entre 3% e 4%.Para tanto, os hemocentros do Brasil desenvolvem várias ações para incrementar o número de coletas.No Pará não é diferente. Com uma média diária de 250 doações e cerca de 300 transfusões, o Hemopa atende sua demanda, mas não forma estoque técnico, o que melhora com desenvolvimento de campanhas, execução de programas de incentivo à doação em vários segmentos, e composição de parcerias. Isso representa uma média anual de mais de 100 mil doações.
A campanha em homenagem ao Doador de Sangue é uma das principais dos hemocentros. No Pará, a programação conta com inúmeras atrações para agradecer essas pessoas solidárias que amam o próximo como a si mesmo. A ação estratégica está acontecendo, simultaneamente, nos Hemocentros Regionais de Castanhal, Marabá e Santarém; e nos Núcleos de Hemoterapias de Abaetetuba, Redenção, Capanema, Altamira, Tucuruí.
No dia 26, a programação será voltada para apresentação oficial do novo site da instituição, bem como seu BLOG, página do Orkut, comunidades “Doe Vida.Doe Sangue”, “Redome Pará”, e apresentação de Grupo de Dança de Rua.Tudo isso, com auxílio e animação de arte-educadores Taquaquá, em toda programação.
No dia 27, os doadores presentes poderão aproveitar para ouvir música do cantor e compositor, Alcyr Guimarães que, com sua presença voluntária, doará seu tempo e talento em favor da vida, como a causa da doação A campanha será encerrada dia 28, com culto ecumênico e apoio da mídia local durante toda programação, demonstrando o compromisso para a formação de uma sociedade mais cidadã e solidária. A coleta de sangue será realizada de 23 a 27, de 7h30 às 18h, e no dia 28, de 7h30 às 12h30de sangue.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis,Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado. O Homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis,Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado. O Homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses

Sessão Especial em homenagem ao doador de sangue.



O plenário da Câmara Municipal de Belém lotou na manha de hoje, 24, com a Sessão Especial em homenagem ao Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, comemorado nesta quarta-feira, 25. A sessão que solicitada pelo vereador Augusto Pantoja (PPS), reuniu representantes de segmentos da área da saúde, funcionários das duas instituições, parceiros e doadores de sangue.O evento fez parte da programação festiva em homenagem ao Dia do Doador promovido pela Fundação Hemopa desde o dia 23 e que se estenderá até o dia 28. Amanhã, 25, a atenção de todos os funcionários da hemorrede, composta por 42 unidades, estará voltada para agradecer e parabenizar os antigos e novos doadores.
A sessão foi aberta por volta das 12h, pelo vereador Augusto Pantoja que parabenizou a direção do hemocentro pelo atendimento destinado aos seus usuários. “Quem dera que todo serviço público fosse eficiente como o do Hemopa, que é referência no Pará e no Brasil. Parabenizo, sobretudo, aos doadores que mantém o estoque de sangue que mantém a vida”, ressaltou, sugerindo que o órgão deveria ter o título de “Guardião da Saúde”.
Em seguida, a presidente do hemocentro, dra. Maria de Fátima Pombo Montoril, agradeceu a sessão especial em homenagem aos doadores. “Sem eles não estaríamos aqui. Nada mais solidário do que a doação de sangue. São mais de 100 mil pessoas que salvam vidas anualmente no Pará”, disse, afirmando que até hoje, com 25 anos como funcionária do hemocentro, ainda fica muito emocionada ao falar sobre doação de sangue.Ela encerrou suas palavras agradecendo também o governo do Estado pelo apoio na melhoria do atendimento ao usuário cidadão, que foi brindado este ano, com a Certificação dos serviços pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), como único hemocentro público do Brasil a conquistar tal reconhecimento.Ele esteve acompanhada pela diretora Técnica, Dra. Alessandra Bentes; demais diretores, assessores, gerentes e funcionários.
Os vereadores Fernando Dourado e Carlos Augusto também prestaram homenagm aos doadores de sangue.
“Se dez vidas eu tivesse, dez vidas eu daria”.A afirmação, plagiada de Tiradentes, foi a expressão usada pelo ex-doador de sangue e atual voluntário na atividade de captação de doadores do Hemopa,Oswaldo Bellarmino, 70 anos, dos quais 43 repetindo esse ato solidário, salvando inúmeras vidas, tendo em vista que cada bolsa de sangue pode atender até quatro pacientes adultos.
Muito emocionado e emocionando a platéia, ele comparou o ato da doação como o de Jesus que deu sangue para salvar a humanidade. “A doação está alma.Se você não pode fazer o mesmo,faça divulgação desse ato que fez bem para a saúde e para o coração”.
A representante do Conselho Municipal de Saúde, Cristina Freitas, também parabenizou o autor da sessão, bem como os doadores voluntários. “Sabemos que o Hemopa valoriza seus funcionários e usuários”. Logo após, Paulo Ivan, da Albrás, reforçou os elogios ao ato solidário dos doadores e enfatizou que a cultura da doação de sangue entre os funcionários da mineradora é motivo de orgulho para todos. “A Albrás desenvolve inúmeros projetos de responsabilidade social, entre eles, a campanha de doação de sangue em parceria com o Hemopa.Este ano realizamos a 11ª edição da ação estratégica que já efetivou 16.500 coletas de sangue.A doação é o ato solidário mais nobre que existe”, afirmou.
O funcionário do Hemopa Jairo Leal, lotado no Almoxarifado, ressaltou sua experiência de vivenciar os lados da moeda: funcionário e doador.A titular do núcleo de Qualidade do Hemocentro, a socióloga Lígia Garcia falou do modelo de excelência de gestão praticada pelo hemocentro, sempre primando pela gestão de pessoas.

Sociedade Brasileira de Hematologia e Hemoterapia reforça a necessidade da doação de sangue

25 de novembro - Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue

O número de doadores de sangue está abaixo do esperado no Brasil. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o ideal seria ter em torno de 3 a 4% da população como voluntários, porém atualmente representam apenas 1,7% dela. “Um dos motivos de não termos um número considerável de doadores é a falta de informação. As pessoas têm receio do material utilizado, medo de contaminação, além dos mitos que doar sangue emagrece, engorda, vicia ou enfraquece o organismo”, afirma o presidente da Sociedade Brasileira de Hematologia e Hemoterapia (SBHH), Dr. Carlos Chiattone.

Outra razão que faz com que os bancos de sangue tenham falta de bolsas é a proximidade de um feriado, data que as pessoas costumam viajar e deixam de comparecer nos hemocentros. Porém, nessas épocas também aumentam o número de acidentes nas estradas. De acordo com Chiattone, nos feriados há uma queda de 30% nas doações, o que pode comprometer o atendimento aos pacientes.

Além de obter doações suficientes para realizar as transfusões, o presidente espera que a sociedade colabore também para ajudar as pessoas que sofrem de doenças crônicas, de leucemia e as que estão internadas em serviço de emergência. “Há risco real de morte para os pacientes que precisam de plaquetas, e diversos serviços de hemoterapia no país já estão com o estoque esgotado. O sangue e seus componentes salvam muitas vidas, por isso não há gesto mais humano do que o de doar sangue”, diz.

Os candidatos à doação deverão somente ter entre 18 e 65 anos, peso igual ou superior a 50 kg, estar em boas condições de saúde e apresentar um documento de identificação com foto.

Hemopa parabeniza doadores com campanha

A semana comemorativa em homenagem ao Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue começou nesta segunda-feira, 23, e se estenderá até o sábado, 28.A ação teve início com Especial RBA X Hemopa, com atrações musicais e entrevistas ao vivo da sala de coleta. Estiveram no hemocentro Banda La Pupunha, Banda HGB3, Marquinho e Banda, a cantora Gaby Amarantes, Grupo Paranóia e o Grupo de arte educadores “Taquaquá”, com Tititica e Neize. A programação estendeu-se com a realização da “II Oficina de Multiplicadores do Clube 25”, que foi lançado em novembro do ano passado com 60 integrantes e hoje conta com 180 jovens da faixa etária de 18 a 21 anos. Ontem houve 310 comparecimentos de doadores, atendendo a meta de 300.
Na abertura da oficina a presidente do Hemopa, dra. Maria de Fátima Montoril parabenizou e agradeceu os associados do clube, inclusive os voluntários da Cruz Vermelha/Pa, na pessoa de sua presidente, Marilene de Brito Malheiros. A médica também fez o lançamento de uma cartilha com informaçõe4s sobre os produtos e serviços disponibilizados pelo hemocentro. Ao final ela compartilhou sua felicidade pela obtenção da Certificação da Organização e pacientes”, ressaltou, enfatizando a mensagem que a governadora Ana Júlia Carepa fez em homenagem aos doadores de sangue, que está site e Blog do Hemopa.
Com a palavra, Marilene Malheiros enfatizou a importância da parceria com o Hemopa. “São 25 anos de parceria e solidariedade”, comentou, ressaltando que a instituição também possui seu “Clube 25, que valoriza o papel do jovem na sociedade, especialmente nas suas de responsabilidade social.
Logo em seguida, a Gerência de Captação de Doadores (GECAD) entregou 14 certificados de doação de sangue para jovens do Clube com cinco doações: Alexandre José Soares, Carlos Anderson Santana, Cleiton Ribeiro, Douglas Barbosa, Jhonny Ferreira, Josivan Fernandes Bahia, Kleber Albuquerque da Silva, Patrícia Carvalho, Raphael Rosevelt Bahia, Salande Ferreira, Wandrew Freire Guimarães. O jovem Carlos Nery da Silva recebeu certificado pelas suas 10 doações.
Hoje, 23, às 11h45, haverá sessão Especial na Câmara Municipal de Belém solicitada pelo vereador Augusto Pantoja (PPS), em homenagem ao Dia Nacional do Doador Voluntáriode Sangue, comemorado no dia 25. A sessão contará com a presença da dra. Maria de Fátima, e demais diretores, assessores, gerentes e funcionários.Durante a sessão serão reportados os depoimentos das seguintes pessoas: do doado de sangue , psicólogo, João Pinheiro Miranda, que já efetivou 38 doações; o paciente Fábio Henrique Almeida da Conceição, que vai falar de sua experiência e a importância do doador em sua vida; o ex doador e atual captador de doadores de sangue, Osvaldo Bellarminino que efetuou 176 doações ao longo de sua vida.
A programação festiva em homenagem ao doador de sangue, prossegue amanhã com sua comemoração máxima: Dia nacional do Doador de Sangue, com muitas atrações bolo de metro, cantores, música ao vivo, lançamento oficial do site do Hemopa, distribuição da cartilha de serviços do hemocentro, entre outras ações. A campanha vai até sábado, às 12h30.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis,Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado. O Homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118 ou pelo site: http://www.hemopa.pa.gov.br/ .Blog: http//:fundacaohemopa.blogspot.com.
Fotos:1-Copa de doadores movimentada com música.2-Associados do Clibe 25 receberam ceriticados de cinco e 10 doações.3-Sala de coleta.4- Especial RBA e Hemopa com Grupo La Pupunha.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Parabéns, doador voluntário de sangue!

"Doar sangue é um dos mais belos gestos de solidariedade humana. Quando estendemos o braço para fazer a doação, garantimos o abastecimento dos hemocentros e ajudamos a salvar milhares de vidas. Esse gesto nobre precisa ser repetido por um número cada vez maior de voluntários para que as unidades do Hemopa possam atender sempre quem precisa. No Dia Nacional do Doador de Sangue, reflita sobre isso e arregace as mangas você também. O governo do Pará agradece e se orgulha de você, doador. Quem doa sangue, distribui esperanças de vida”, mensagem da governadora do Estado do Pará, Ana Júlia Carepa, em homenagem ao Dia Nacional do Doador de Sangue.Ela é doadora de sangue.
O Hemopa promove semana comemorativa de 23 a 28/11.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Hemopa conquista Certificação inédita no Brasil

A administração eficiente é o ponto de partida para a garantia da qualidade dos produtos e serviços ao usuário, que procura na instituição pública, pelo atendimento humanizado. Esse é o maior desafio da Fundação Hemopa que vem construindo uma gestão efetiva e orientada para o cidadão ao longo dos seus 31 anos, e que fortifica-se a cada reconhecimento da excelência do modelo de gestão, concretizada com a mais recente conquista da Certificação concedida pela Organização Nacional de Acreditação –ONA-, que permite o aprimoramento contínuo de seus processos e suas práticas, destacando-se como única hemorrede pública do Brasil a alcançar esse patamar. Isso significa mais agilidade e qualidade de seu produto final: a vida.
Com esse mais novo reconhecimento, a Fundação Hemopa terá a responsabilidade de manter a credibilidade de sua gestão, visando a melhoria da capacidade de produção de resultados com menor custo, que corresponde a qualidade e segurança na busca incessante pelo refinamento de suas ações. Sempre atento às rápidas e profundas mudanças que vem passando o sistema público de saúde, o hemocentro encarou esse mais novo desafio como forma de corresponder aos anseios de seus usuários que a cada dia tornam-se mais exigentes e cientes de seus direitos de dispor de qualidade no atendimento do serviço público.
Para a presidente do hemocentro, dra. Maria de Fátima Montoril, a obtenção desse mais novo e importante reconhecimento é o resultado do trabalho de uma equipe profissional bem treinada, estrutura institucional, efetivamente organizada e de confiabilidade. “Isso impacta em importantes resultados nas políticas públicas voltadas para o bem estar da sociedade. Estamos todos de parabéns. Compartilho minha felicidade e agradeço a cada funcionário da hemorrede”, ressaltou Fátima Montoril.
Segundo ela, os serviços de hemoterapia que aderirem ao Programa Brasileiro de Acreditação em Hemoterapia demonstram responsabilidade e comprometimento com a segurança, contribuindo para a melhoria da qualidade do sangue que é fornecido aos usuários.
O status de instituição Acreditada provê confiança no serviço, em seus diversos níveis de complexidade, por parte de clientes internos e externos, bem como dos órgãos governamentais, uma vez que é reconhecido oficialmente pela Associação Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e Ministério da Saúde (MS). No caso do Hemopa, a Certificação foi concedida para toda hemorrede.
A Acreditação é um sistema de avaliação externa da qualidade de serviço de saúde, que visa garantir a melhoria contínua da assistência por meio da aderência a padrões e níveis de excelência previamente estabelecidos. A ONA é uma organização não governamental, caracterizada como pessoa jurídica de direito privado e sem fins lucrativos e de interesse coletivo, com abrangência nacional.
A solenidade de entrega do Certificado será no dia 07/12, na Assembléia Paraense. Paralelamente será realizada confraternização entre os funcionários da hemorrede.

Hemopa é Prata da Casa

A Fundação Hemopa conquistou pelo terceiro ano consecutivo a premiação do Programa Estadual de Qualidade (PEQ/PA)/2009, na Faixa Prata, Ciclo 2009, ao alcançar maior pontuação pela excelência no modelo de gestão. As instituições participantes do certame foram avaliadas nos critérios: liderança, estratégias e planos, cidadãos e sociedade, informação e conhecimento, pessoas, processos e resultados. A presidente do Hemopa compartilha a premiação com todos os funcionários da hemorrede e dedica essa mais nova conquista à sociedade em geral que o maior beneficiado pela qualidade dos serviços oferecidos. A cerimônia de premiação será no próximo dia 10 de dezembro, no Teatro Maria Sylvia Nunes, com a presença da governadora do Estado, Ana Julia Carepa.
Dessa vez, o hemocentro superou a pontuação obtida ano passado. Outras nove organizações foram reconhecidas com Medalha de Bronze. São elas: Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Viana – FHCGV; Junta Comercial do Estado do Pará – JUCEPA; Secretaria de Estado da Fazenda – SEFA; Empresa de Processamento de Dados do Estado do Pará – PRODEPA; Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará – FSCMP; Banco do Estado do Pará – BANPARÁ.A Central de Abastecimento do Pará (CEASA) e Companhia de Habitação do Estado do Pará – COHAB e Hospital Ofir Loyola – HOL, ganharam Menção Honrosa.
As organizações enfrentaram mais de quatro meses de avaliações, que foram desde a análise de um Relatório de Gestão, visitas técnicas realizadas por profissionais especialmente treinados, para verificarem as práticas de gestão. O processo movimentou 50 voluntários do PEQ. A equipe de juízes do Prêmio Estadual da Qualidade 2009 foi composta por Eraldo Alves Arraes ( Gerente na área de Produção da Empresa de Correios e Telégrafos – ECT), João Batista Pinto Lourenço (Técnico em Pesquisa e Desenvolvimento em Gestão da Qualidade do INMETRO - RJ ) e Edvaldo Menezes de Sales ( Coordenador da Qualidade da ALBRÁS – Alumínio Brasileiro S/A).Cerca de 30 examinadores seniores de organizações do Estado e do Governo Federal foram elaboraram os relatórios avaliados pelos juízes. O trabalho voluntário será reconhecido pela Secretaria Estadual de Administração, que irá criar uma portaria de agradecimento a cada um deles.O Prêmio Estadual da Qualidade, realizado pelo Governo do Estado, através da Sead, é uma vertente do Programa de Qualidade na Gestão Pública do Estado do Pará, que tem como coordenador, Flavio Augusto Ferreira da Silva. A equipe do PEQ é formada por uma equipe de nove técnicos que trabalham na organização e consolidação do prêmio durante todo ano. Além das medalhas de prata e bronze, as organizações premiadas vão receber no dia 30 de janeiro de 2010, um relatório de orientações, com oportunidades de melhoria e os pontos fortes da organização.
Dra Fátima Montoril agradece ainda o Governo do Estado, através da SEAD, pela organização do evento que prima pela melhoria contínua do serviço público. "É sempre uma honra participar de um evento que foca a busca pela satisfação do usuário.É muito bom perceber que a cada ano, mais organizações estaduais aderem ao PEQ/PA", finalizou.
Fotos: Dra. Fátima Montoril recebendo premiação em 2008 e 2007.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Educação continuada em Hemovigilância

No próximo dia 19, de 8h às 11h, a Gerência de Hemovigilância e Supervisão (GEHES), promoverá curso de Educação continuada em Hemovigilância, no auditório do hemocentro. Público alvo: corpo técnico do Hemopa e dos hospitais atendidos pela instituição.
Durante aquela manhã, serão ministradas as seguintes palestras: “Reações Transfusionais”- dra. Alessandra Bentes. “Uso Racional do Sangue”- dra. Ana Luisa Lasnganke.”Controle de Qualidade e a Hemovigilância”- dra. Adriana Estácio. “Imunohematologia em Hemovigilância”,- dra. Márcia Ribeiro.Os interessados podem fazer suas inscrições gratuitas até o dia18, de 8h às 14h, na CATEC/GEHES, Fone: 32429100/ramal: 303.

HEMO 2009

Nesta quarta-feira, 11, tem início o 32º Congresso Brasileiro de Hemoterapia e Hematologia, que será realizado no centro de Convenções de Florianópolis (SC). O evento se estenderá até o dia 14. A presidente do Hemopa, a dra. Fátima Montoril e a assessora de Imprensa, Vera Rojas, foram convidas para ministrar palestra sobre “Gestão de Custo em Serviços de Hemoterapia “ e “Benchmaking como Ferramenta de Comunicação na Captação de Doadores”, respectivamente, dias 12 e 13/11. O ex-presidente do hemocentro e atual membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Hemoterapia e Hematologia (SBHH), dr. João Carlos Saraiva também participará do evento, ministrando palestra sobre "Qual o melhor referencial de remuneração dos serviços de hemoterapia”, no dia 13, às 11h40.

Voluntariado incrementa cadastro de doadores de medula óssea

Em 2007, a estudante de arquitetura Thaíssa Leal atendeu o convite de uma vizinha para fazer parte do cadastro de doadores de medula óssea, na Fundação Hemopa, em favor do menino Mário Henrique, que precisava encontrar um doador compatível. Foi o início de uma atitude solidária que transformou-se no projeto “Toda quarta é dia do Hemopa”, quando ela trás, em seu próprio carro, potenciais doadores para cadastro no hemocentro. Hoje, o projeto ganhou a adesão de sua amiga e estudante de fisioterapia, Fernanda Marvão. Essa atuação solidária já somou cerca de 80 novos cadastros de doadores de medula óssea, aumentando as chances de vida de pacientes que procuram doadores não aparentados.
“Logo após a situação de Mário Henrique, entrei de cabeça na campanha em favor de garoto Arthur, que também precisava fazer transplante de medula óssea”. A partir desse momento ela decidiu continuar na sensibilização e passou a levar outras pessoas para o Hemopa, em seu próprio carro, por pura solidariedade. Segundo Thaíssa Leal, a amiga Fernanda aderiu á sua idéia mais ou menos nessa época. “Decidimos tocar esse projeto de vida em favor dessas pessoas que dependem da solidariedade dos outros para encontar doador compatível”, comentou, ressaltando que as chances de encontrar doador na família varia entre 25% e 35%. As chances diminuem para encontrar doador não aparentado: no Estado é de uma em 10 mil.No Brasil de uma a 100 mil e no mundo de uma em um milhão.
“Todos tem um propósito na vida, e esse é o nosso, levando as pessoas para se cadastrar, levamos esperança para os pacientes e quem sabe a gente devolve a alegria de viver pra eles também”, aposta Fernanda Marvão.
A iniciativa de captação de doadores das duas amigas é efetiva. Elas tem o conhecimento dos critérios básicos para cadastramento. Por isso, elas já fazem uma espécie de pré triagem entre os candidatos, e só os doadores em potencial chegam até o Hemopa para efetuar o cadastramento.“Explicamos tudo para as pessoas. Fazemos captação corpo-a-corpo junto aos familiares, amigos e desconhecidos também”, informou Fernanda Marvão, revelando, que elas convocando também os jovens, através da internet, com a utilização de email, Orkut e outros espaços virtuais.
Além do hemocentro coordenador de Belém, o Hemopa realizada campanhas externas para cadastramento de doadores de medula óssea nos Hemocentros Regionais de Marabá, Santarém e Castanhal; e nos Núcleos de Hemoterapia de Altamira, Tucuruí, Abaeteuba, redenção e Capanema. No Pará cerca de 150 aguardam por um transplante de medula
Para ajudar é muito fácil: basta ter vontade, idade entre 18 e 55 anos, estar bem de saúde. O candidato tira suas dúvidas sobre procedimento, faz o cadastro, coleta uma pequena quantidade de sangue (5ml), que será tipado por exame de histocompatibilidade (HLA), cujos resultados são enviados para o Redome, que fica no Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Rio de Janeiro.
Foto:Fernanda e Thaíssa

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Usando de minhas atribuições estatutárias (Art.16), e em cumprimento ao disposto no parágrafo 4º, do
Art. 15 do Estatuto da ABHH, convoco os sócios de todas as categorias, quites com suas obrigações
sociais, reservados os direitos de votar e ser votado aos sócios fundadores, efetivos e remidos, devendo
todos assinarem o Livro de Presenças, para a AGO – Assembléia Geral Ordinária a ser realizada no dia 11
de novembro de 2009, no Centro de Convenções de Florianópolis, Centro Sul - Centro de Convenções, Av.
Gustavo Richard, s/n – Baía Sul – Centro, Florianópolis – SC , no âmbito do HEMO 2009, em primeira
convocação às 16h30min com a presença da maioria absoluta dos sócios acima citados e, às 17h00min,
em segunda convocação, com qualquer número deles, obedecendo à seguinte Ordem do Dia:
1. Referendar a Eleição dos novos membros do Conselho Deliberativo (Art. 19, item 2);
2. Empossar os novos membros do Conselho Deliberativo (Art. 19, item 2);
3. Eleição dos novos membros da Diretoria Executiva – Biênio 2010/2011 (Art. 19, item 3);
4. Discutir e votar a proposição de candidatura dos próximos "HEMO" (Art. 19, item 8);
5. Assuntos Gerais (Art. 19, item 18).
São Paulo, 17 de setembro de 2009.
Prof. Dr. José Orlando Bordin
Presidente da ABHH

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Hemopa é Prata em Qualidade

A Fundação Hemopa conquistou pelo terceiro ano consecutivo a premiação do Programa Estadual de Qualidade (PEQ/PA)/2009, obtendo a Medalha de Prata, ao obter maior pontuação pela excelência no modelo de gestão. As instituições participantes do certame foram avaliadas nos critérios: liderança, estratégias e planos, cidadãos e sociedade, informação e conhecimento, pessoas, processos e resultados. A presidente do Hemopa compartilha a premiação com todos os funcionários da hemorrede e dedica essa mais nova conquista à sociedade em geral que é a maior beneficiada pela qualidade dos serviços oferecidos. A cerimônia de premiação será no próximo dia 10 de dezembro, no Teatro Maria Sylvia Nunes, com a presença da governadora do Estado, Ana Julia Carepa.
Dessa vez, o hemocentro superou a pontuação obtida ano passado. Outras nove organizações foram reconhecidas com Medalha de Bronze. São elas: Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Viana – FHCGV; Junta Comercial do Estado do Pará – JUCEPA; Secretaria de Estado da Fazenda – SEFA; Empresa de Processamento de Dados do Estado do Pará – PRODEPA; Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará – FSCMP; Banco do Estado do Pará – BANPARÁ.A Central de Abastecimento do Pará (CEASA) e Companhia de Habitação do Estado do Pará – COHAB e Hospital Ofir Loyola – HOL, ganharam Menção Honrosa.
As organizações enfrentaram mais de quatro meses de avaliações, que foram desde a análise de um Relatório de Gestão, visitas técnicas realizadas por profissionais especialmente treinados, para verificarem as práticas de gestão. O processo movimentou 50 voluntários do PEQ. A equipe de juízes do Prêmio Estadual da Qualidade 2009 foi composta por Eraldo Alves Arraes ( Gerente na área de Produção da Empresa de Correios e Telégrafos – ECT), João Batista Pinto Lourenço (Técnico em Pesquisa e Desenvolvimento em Gestão da Qualidade do INMETRO - RJ ) e Edvaldo Menezes de Sales ( Coordenador da Qualidade da ALBRÁS – Alumínio Brasileiro S/A).Cerca de 30 examinadores seniores de organizações do Estado e do Governo Federal foram elaboraram os relatórios avaliados pelos juízes. O trabalho voluntário será reconhecido pela Secretaria Estadual de Administração, que irá criar uma portaria de agradecimento a cada um deles.O Prêmio Estadual da Qualidade, realizado pelo Governo do Estado, através da Sead, é uma vertente do Programa de Qualidade na Gestão Pública do Estado do Pará, que tem como coordenador, Flavio Augusto Ferreira da Silva. A equipe do PEQ é formada por uma equipe de nove técnicos que trabalham na organização e consolidação do prêmio durante todo ano. Além das medalhas de prata e bronze, as organizações premiadas vão receber no dia 30 de janeiro de 2010, um relatório de orientações, com oportunidades de melhoria e os pontos fortes da organização.
Dra Fátima Montoril agradece ainda o Governo do Estado, através da SEAD, pela organização do evento que prima pela melhoria contínua do serviço público. "É sempre uma honra participar de um evento que foca a busca pela satisfação do usuário.É muito bom perceber que a cada ano, mais organizações estaduais aderem ao PEQ/PA", finalizou.
Fotos: Dra. Fátima Montoril recebendo premiação "Troféu Prata", Ciclos 2007/2008.

BSCUP com obras adiantadas

Nos dias 28 e 29/10, a Fundação Hemopa recebeu a VIII Visita Técnica de acompanhamento da construção de seu Banco de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário (BSCUP), que iniciou em junho deste ano e deve ser concluído em março de 2010. A visita nas instalações da instituição contou com a presença dos engenheiros Marson Rebuzzi e Evandro Pireis, gestor de projetos da Fundação do Câncer e representante da empresa Ferraz Engenharia, respectivamente.
Eles foram recebido pela alta administração do Hemopa e pela assessora Técnica e de Planejamento, a economista Terezinha Negrão, que é responsável pelo projeto de construção do BSCUP no Hemocentro. Inicialmente, o BSCUP do Hemopa terá tanque com capacidade de armazenamento para 3.600 amostras de sangue de cordão umbilical. No primeiro ano de funcionamento, o Hemopa atuará em duas maternidades cuja meta de armazenamento será de 960 coletas. Atualmente, a demanda por transplantes de medula óssea no país é de três mil pacientes por ano. Desses, 1.100 transplantes são realizados anualmente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). No Pará, são cerca de 150 pessoas que esperam na fila.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Hemopa vai à escola

No dia 27 deste mês, foi comemorado o Dia Nacional de Luta pelos Direitos das Pessoas com Doença Falciforme. Para comemorar a data, a Fundação Hemopa, através do Serviço Social de Pacientes, promoveu palestra sobre a doença, na Escola de Ensino Fundamental e Médio “Bom Pastor”. O tema foi ministrado pela pedagoga Joyce Cunha, enfermeira Lila Rivera, e pela assistente social Sandra Bentes. A atividade faz parte do Projeto VIDA EDUCA, que apresenta uma proposta de atuação junto às instituições de ensino, com o objetivo de informar, orientar sobre atendimento oferecido na instituição aos pacientes portadores de doenças do sangue. “Com isso, podemos proporcionar maior diálogo entre essas instituições e a Fundação HEMOPA”, comentou Sandra Bentes.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Doença de Gaucher:Tratamento especializado, melhor qualidade de vida

Com maior predominância na população judaica ashkennazi, a doença de Gaucher tem origem genética relacionada com o metabolismo dos lipídios. Ela possui cerca de 643 pacientes diagnosticados no Brasil. No Pará são 16 cadastrados e em tratamento na Fundação Hemopa. A doença é causada por uma deficiência na enzima glucocerebrosidase, que leva à acumulação do seu substrato. As pessoas devem ficar atentas porque os sinais e sintomas variam de indivíduo para indivíduo.
Segundo a gerente de Hematologia Clínica, a médica Saide Trindade, as principais características observadas são um aumento do fígado, baço, anemia, diminuição do número de plaquetas e doenças ósseas. “Ela Afeta um em cada 50.000 a 100.000 indivíduos”, explicou, enfatizando que a doença é herdada de uma forma autossômica recessiva.
A doença pode ser classificada em três formas: A tipo 1- denominada de neuropática que afeta crianças e adultos, cuja idade de início dos sinais e sintomas é muito variável. A tipo 2- surge na forma neuropática aguda, que normalmente afeta lactentes com idade entre quatro e cinco meses, comprometendo cérebro, baço, fígado e pulmão. O tipo 3- é uma forma neuropática crônica da doença, que atinge crianças e adolescentes, geralmente no pré-escolar.
De acordo com a médica, em 1991, surgiu um tratamento de reposição enzimática a partir da extração de enzimas de placenta humana. Mas, apenas em 1994 a enzima passou a ser produzida de forma sintética por técnica de DNA recombinante, o que permitiu sua maior distribuição.
Esta terapia atua diminuindo a formação dos lipídios, prevenindo assim o acúmulo dos mesmos. A terapia de redução de substrato está sendo utilizada em alguns países como opção na manutenção de pacientes com Doença de Gaucher tipo 1, sendo que estudos clínicos estão sendo feitos para a aplicação desta terapia na doença de Gaucher tipo 3.
A Fundação Hemopa oferece tratamento especializado com equipe multidisciplinar composta por médicos, enfermeiros, dentistas, assistentes sociais, psicólogos, fisiatras e fisioterapeutas. O tratamento aos pacientes inclui disponibilidade do medicamento para reposição enzimática que atua na redução da formação dos lipídios, garantindo assim, bem estar e melhor qualidade de vida.

Pacientes com doenças crônicas dependem de doações de sangue

“Os doadores de sangue são tão especiais como alguém de nossa família. Nunca esqueço que só estou viva graças a essas pessoas solidárias, que também nunca esqueço delas em minhas orações”. O desabafo emocionado é da paciente Arcilena Carvalho Santiago, 36 anos, dos quais 25 deles em tratamento na Fundação Hemopa, que está convocando doadores para reforçar estoque técnico de sangue e, assim, garantir atendimento satisfatório no feriadão deste final de semana.
Portadora de Anemia Falciforme, Arcilena Santiago faz tratamento no hemocentro há 25 anos e conhece muito bem as dificuldades em sensibilizar e captar doadores voluntários de sangue.Ela sabe mais ainda a importância dessas pessoas para todos que precisam desse gesto solidário para sobreviver ou ter maior qualidade de vida. “Quando sentimos dor, sabemos que ela só vai passar com a transfusão de sangue. Isso significa que as doações de sangue nos dão vida, alegria e esperança de viver”, afirmou com a voz embargada pela emoção de estar recebendo mais uma transfusão de sangue do tipo O Positivo, nesta quarta-feira, no ambulatório do hemocentro.
Segundo a gerente de Captação de Doadores, a assistente social Juciara Farias, o hemocentro precisa manter estoque de sangue para atendimento da demanda transfusional da rede hospital que sofre alteração com aumento de casos de internações em finais de semana e feriados prolongados. “Convidamos antigos e novos doadores para que façam sua coleta de sangue, antes de sair de Belém para aproveitar o feriadão do Dia de Finados”, sugeriu, enfatizando a necessidade da atualização dos dados cadastrais daqueles que mudaram de endereço ou de número de contato telefônico, tendo em vista, que em muitas situações, como convocação de doadores de sangue do tipo raro, são acionados por correios ou telefone/celular.
Ontem, 27, o hemocentro registrou o comparecimento de 265 candidatos à doação de sangue, sendo que 212 efetivaram a coleta de sangue. De acordo com Juciara Farias, o ideal seria de 300 doações/dia, tendo em vista que o Hemopa atende uma média de 300 transfusões diariamente. Composta por 42 unidades, a hemorrede do Hemopa garante uma cobertura transfusional de 85%, que corresponde a cerca de 218 hospitais no Pará.Somente na capital são 85 casas de saúde.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis,Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado. O Homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118 ou pelo site: http://www.hemopa.pa.gov.br/

Parabéns, servidor público!

A alta administração da Fundação Hemopa presta sua homenagem ao Dia do Servidor Público, homenageado hoje, dia 28. “Somos uma equipe de servidores que atua para servir cada vez mais e melhor ao nosso usuário cidadão. Somos uma instituição com credibilidade e que conquistou vários reconhecimentos pela excelência dos produtos e serviços oferecidos e isso deve-se ao profissionalismo, seriedade e dedicação de cada servidor da hemorrede”, ressaltou a presidente do Hemopa, dra. Maria de Fátima Pombo Montoril, enfatizando que os servidores são os grandes responsáveis pela manutenção e organização dos serviços prestados pelo poder público.
A data será comemorada pelo hemocentro às 10h de hoje com café da manhã, na sala de estar, no 3º piso. A comemoração contará com a presença da alta administração para prestar homenagens a todos os presentes.
Origem do Dia do servidor Público:
Em 1808, com a chegada da Família Real Portuguesa ao Brasil, formou-se o embrião daquilo que seria a máquina administrativa estatal. São, portanto, duzentos anos de funcionalismo público. O Brasil tornou-se independente, virou império, república. E lá estavam os servidores. Governos e governantes vieram e passaram, e os funcionários permaneceram. Tanto na ditadura quanto na democracia, a imensa máquina pública brasileira jamais deixou de funcionar. O cargo de funcionário público sempre foi muito cobiçado. A cada novo concurso, milhares de candidatos buscam uma vaga em instituições federais, estaduais e municipais. Em 1943, o então presidente Getúlio Vargas instituiu o 28 de outubro como o Dia do Funcionário Público, através do Decreto-Lei Nº 5.936.Em 1990, com o surgimento do novo Estatuto dos Servidores Públicos Civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais - Lei 8.112 - a denominação de funcionário foi substituída pela de servidor.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Parabéns, odontólogos!

A Fundaçao Hemopa deseja um feliz Dia dos Odontólogos, especialmente aos profissionais que fazem parte do quadro funcional deste hemocentro. A data é comemorada no dia 25 deste mês. "Que nesta data, recebam nossa gratidão e reconhecimento pelo trabalho dedicado a esta instituição".
Oração do Dentista:
Senhor! Tu és o Grande Mestre. Ajoelho-me diante de Ti. Já que tudo o que é bom vem de Ti, eu te peço: O senso estético de um artista, a destreza manual de um cirurgião e a paciência de um monge. Afasta do meu coração a cobiça e a mesquinhez. Dá-me correção nas atitudes e força para poder aliviar, ao menos uma parte da carga de sofrimentos dos meus semelhantes. Dá-me a graça de compreender o privilégio que tu me concedes. Dá-me a graça de confiar em Ti, com a Fé simples de uma criança

Hemopa com a Caravana do SUS no Pará

A Fundação Hemopa está participando da mobilização nacional em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS), que reúne profissionais de saúde, gestores e representantes de entidades que exercem o controle social. O evento seta sendo realizado, desde o dia 22, no Centro de Convenções da Amazônia - Hangar -, com o objetivo de despertar a atenção da sociedade para importância do maior sistema de saúde do mundo, o SUS. O evento se estenderá até esta sexta-feira, 23.
Profissionais do hemocentro estão fazendo parte de estandes com orientações e distribuição de material informativo sobre o Serviço de Ouvidoria e sobre a importância da doação voluntária de sangue, além da efetivação de cadastramento de doadores de medula óssea, que somente na quinta-feira, foram realizados 90 novas inscrições.A Caravana do SUS no Pará é um trabalho conjunto do Conselho Estadual de Saúde (CES/PA), Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), em parceria com as Regionais de Saúde, Hospitais, Corpo de Bombeiros, Conselhos Municipais de Saúde, Colegiados de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), prefeitas municipais, movimentos sociais e universidades. Belém foi a 14ª capital brasileira a receber a Caravana que tem como objetivo mobilizar a sociedade para se engajar na luta pelo SUS, e promover debates em torno da situação atual da saúde no país, levando em conta as características de cada região, estado e município e considerando as dificuldades no aumento de investimentos públicos e de serviços na área da saúde pública, principalmente no período pós-crise. Serviços de Saúde - Durante todo o dia a população paraense teve acesso às serviços de saúde, como orientações sobre prevenção e promoção da saúde; verificação de pressão arterial, de glicemia e de massa corporal; distribuição de preservativos; cadastramento de doadores de medula óssea; educação em saúde para prevenção de doenças como dengue, Aids, gripe H1N1; vacinação; e Serviço de Ouvidoria.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

MS investe no SNT e anuncia novas regras para transplantes

O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira (21) um investimento de R$ 24 milhões neste ano e para 2010, além de novas regras para aprimorar o SNT (Sistema Nacional de Transplantes).
Entre as medidas anunciadas pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão, durante evento realizado do Núcleo Estadual do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro, as principais são a mudança de valores pagos por procedimentos e a incorporação de novas ações envolvendo transplantes.
Uma das novidades beneficia crianças e adolescentes. Pelas novas regras, pessoas abaixo de 18 anos passaram a ter prioridade para receber órgãos de doadores da mesma faixa etária. Além disso, todas as crianças e adolescentes passaram a ter direito a se inscrever na lista para um transplante de rim antes de entrar na fase terminal da doença renal crônica e de ter indicação para diálise.
- As medidas anunciadas hoje tem duas facetas, ampliar e sensibilizar a população a se declarar doadora e ao mesmo tempo inovar em mecanismos que ampliem a captação de órgãos e, portanto, a realização de tranplantes, declarou o ministro.
O valor pago pelo MS pelos procedimentos de captação de órgãos deve dobrar, gerando um impacto de R$ 6,4 milhões nos dois anos. Entre as ações que vão pagar o dobro à equipe envolvida, estão a entrevista com a família do doador e a manutenção hemodinâmica desses prováveis doadores. Além disso, novos procedimentos, como consulta de acompanhamento pré-transplante, avaliação dos possíveis doadores, cirurgias para obtenção de tecidos humanos e processamento de pele, serão incorporados ao orçamento – o que terá um custo de R$ 14,3 milhões em 2009 e 2010.
O Ministério também anunciou a possibilidade de aumentar o número de transplantes de pele e ossos. Para isso, anuncia desdobramentos de procedimentos relacionados à doação de tecidos com o objetivo de permitir a integração de mais equipes. Isso ocorrerá mesmo em estados que ainda não tenham bancos de tecidos.
O transplante de pele é indicado para tratar grandes queimaduras. Além de amenizar o sofrimento dos pacientes, é uma terapia salvadora de vidas que ganha maior importância pelo fato de as queimaduras extensas serem muito prevalentes em crianças. O Ministério autoriza ainda a criação de bancos multitecidos, conferindo melhor aproveitamento à capacidade já instalada para processamento de tecidos humanos e otimizando os novos investimentos nesta área.
Dados divulgados recentemente pelo MS mostram que o número de transplantes de órgãos realizados em todo o país, com doador falecido, subiu 24,3% no primeiro semestre de 2009 em comparação com o mesmo período de 2008.
Novidade nas regras
Durante o evento, o ministro José Gomes Temporão assinou a consolidação do Regulamento Técnico do Sistema Nacional de Transplantes. O texto base foi publicado no ano passado e levado à consulta pública. Com sugestões de sociedades científicas, organizações não governamentais, gestores do SUS (Sistema Único de Saúde) e órgãos ligados ao MS, o regulamento ficou mais completo.
Uma das mudanças é o refinamento dos critérios de distribuição de órgãos com normas claras para garantir a segurança biológica, segundo Rosana Nothen, coordenadora do SNT. As equipes transplantadoras também precisam dar o consentimento. As definições complementam os preceitos da Lei Brasileira de Transplantes.
- Criamos mecanismos legais para consolidar o que antes estava na esfera das boas práticas, ou seja, impedir a transmissão de doenças por transplantes. Órgãos de um doador que tenha hepatite C, por exemplo, passam a poder ser transplantados em um paciente que também seja portador do mesmo vírus, e sob seu consentimento formal, disse Rosana Nothen.
As novas regras atingem também as doações intervivos de doadores não aparentados. Atualmente, esse tipo de procedimento precisa ser autorizado pela Justiça. De acordo com o novo regulamento, o transplante precisará passar pelo crivo de uma comissão de ética formada por funcionários do hospital onde será realizado o procedimento. Só com a aprovação dessa comissão é que o caso segue para análise judicial.
Saiba o que mudou com o Regulamento Técnico do Sistema Nacional de Transplantes
- Doadores que tenham alguma doença transmissível passam a poder doar para pacientes que tenham a mesma enfermidade
- A ficha do paciente deve estar sempre atualizada
- Pessoas abaixo de 18 anos passarão a ter prioridade para receber órgãos de doadores da mesma faixa etária
- Todas as crianças e adolescentes passaram a ter direito a se inscrever na lista para um transplante de rim antes de entrar na fase terminal da doença renal crônica e de ter indicação para diálise
- Criação de organizações de procura de órgãos
- A doação intervivos de doador não aparentado passa a precisar de autorização de uma comissão de ética formada por funcionários dos hospitais

Fonte:site R7.com

Fique Sabendo!!

O ferro melhora a capacidade de aprendizagem da criança, reduz o risco de nascimento de bebês prematuros e diminui as chances de morte materna no parto e pós-parto. O Ministério da Saúde possui um programa nacional com o objetivo de distribuir suplementos de ferro a crianças e gestantes.

Agenda da captação de doaodres do HR-CAS

- O Hemocentro Regional de Castanhal (HR- CAS) , fará parceria com o SESC – Regional Castanhal no projeto “Nesta Rua tem Saúde”, prestando orientações básicas de saúde e cadastro de voluntários à doação de medula óssea no bairro do Jaderlândia, no dia 24/10/09.

- 5ª Edição Nacional do Esporte e Cidadania do SESI - O evento contará com serviços do HR-CAS para cadastramento de candidatos á doação de medula óssea, que estará acontecendo no dia 07 de Novembro em Castanhal.

Hospital de Marabá reforça estoque de sangue do hemocentro

A direção do Hospital Regional do Sudeste “Dr Geraldo Veloso”, promoverá a VIII edição da campanha de doação de sangue, em parceria com o Hemocentro Regional de Marabá, no período de 26 a 30 deste mês, na sede hemocentro, de 7h às 13h. Mas, excepcionalmente, no dia 27, pela tarde, as coletas serão realizadas no próprio hospital, para incentivar a primeira doação de sangue dos funcionários daquele estabelecimento de saúde. A meta é de 200 coletas
A campanha é organizada pelo Grupo de Mobilização de doadores “Amigos do Sangue”, formado por funcionários do Hospital Regional, A ação estratégica já faz parte do cronograma anual de campanhas do Hemopa de Marabá, através do Projeto de Captação Hospitalar.
O diretor do hemocentro, dr. Fernando Monteiro, ressaltou a importância das parcerias. “Elas são fundamentais para o aumento do número de pessoas incentivadas a praticar a doação de sangue como gesto de solidariedade, além de reforçar o estoque de sangue do hemocentro”, destacou, revelando que a unidade tem a responsabilidade de atender as solicitações transfusionais da rede hospitalar de 38 municípios da região sul e sudeste do Pará.
Antecedendo a mobilização, o Grupo “Amigos do Sangue”, está realizando ampla divulgação através da fonia do Hospital, abordagem direta aos familiares de pacientes internos e divulgação da campanha em empresas e instituições daquele município.
Tanto a direção do hemocentro como a do hospital “Dr.Geraldo Azevedo” apostam na superação da meta da campanha. “Temos certeza de que a população de Marabá atenderá nossos apelos, como sempre tem feito”, finalizou dr. Fernando Monteiro.
Quem pode doar sangue
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos, peso a partir de 50 quilos e portar documento de identidade.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.
O Hemopa Marabá espera por você na Rod. Transamazônica, Quadra 12, S/N. Entre Av. Hiléia e Av. Amazônia. Bairro: Amapá Fone: (94) 3324.1645 / 3324.1810
E-mail: hemopa@skorpionet.com.br. Funcionamento para coleta de sangue: 7h30 às 13h, de segunda a sexta-feira

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Ouvidoria do Hemopa na Caravana do SUS

Nos dias 22 e 23 deste mês, de 8h às 18h, a responsável pelo Serviço de Ouvidoria da Fundação Hemopa, a socióloga Silvânia Assunção, estará participando da Caravana do Sistema Único de Saúde (SUS), no Hangar. A atividade se dará com orientações, exposição e distribuição de material impresso e banners sobre o serviço desenvolvido no hemocentro. Para tanto, será disponibilizado estande que abrigará representantes das Ouvidorias dos órgãos públicos integrados à área da saúde.Durante a programação, as ações serão desenvolvidas no atendimento junto aos participantes e visitantes do evento.Segundo ela, média mensal de atendimentos na Ouvidoria do Hemopa varia entre 50 a 60 registros, com um índice de respostas aos usuários acima da meta de 90%, que refere-se as respostas e resolutividades das demandas apresentadas pelos usuários. Nos últimos meses, houve um crescimento significativo da procura por meio do 0800, bem como do serviço on-line.A maioria dos registros refere-se a "informação".”Houve também um aumento na participação dos usuários das nossas unidades da Hemorrede. Isso significa que o serviço está desempenho seu papel para a melhoria do atendimento dos públicos interno e externo”, comentou a socióloga, apostando na grande movimentação na Caravana do SUS.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Empresa cidadã faz campanha em Abaetetuba

Foi um sucesso a campanha de doação de sangue realizada pelo Núcleo de Hemoterapia de Abaetetuba em parceria com a Distribuidora Oliveira & Oliveira LTDA, que resultou em 206 comparecimentos superando a meta de 200.Do total de participantes 149 foram masculinos e 57 femininos. A mobilização foi desenvolvida no período de 29 de setembro a 03 de outubro. Segundo o responsável técnico pelo Hemopa Abaetetuba, o dr. Elias Serruya, a mobilização envolveu funcionários e familiares da empresa Oliveira & Oliveira. “Eles não mediram esforços para a divulgação do evento, fazendo sensibilização, inclusive, nas principais avenidas e centro comercial da cidade que abraçou essa causa de responsabilidade social em favor da vida”, comentou o médico, agradecendo e parabenizando todos que direta ou indiretamente ajudaram a superar a meta de coletas.
Dentro da programação, no dia 01/09, houve carreata com panfletagem da campanha em homenagem ao Dia do Vendedor nas principais ruas da cidade O encerramento da campanha contou com música ao vivo, degustação de produtos e sorteios de brindes oferecidos pela revenda.A ação estratégica foi coordenada pela área de Gente & Gestão da empresa, através de Carlos Espindula.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Palestra sobre programa Doador de Sangue do Futuro

Nos dias 20, 21 e 22 deste mês, de 8h às 12h, assistentes sociais da Gerência de Captação de Doadores do Hemopa, ministrarão palestras sobre a “Importância da participação da sociedade no processo da doação de sangue”, para alunos da escola de Ensino Fundamental e Médio “Nossa Senhora Auxiliadora”, na Cidade Nova VI, WE 70, nº 752-Ananindeua. A atividade culminará em realização de campanha externa no dia 13/11, envolvendo alunos, pais, professores e pessoas da comunidade atendida pelo estabelecimento de ensino.
A atividades faz do Programa “Doador de Sangue do Futuro” que tem cunho educativo e visa levar ás escolas de ensino fundamental e médio, informações precisas e corretas sobre o ato de doar sangue, contribuindo para a formação de uma nova cultura em relação à doação voluntária de sangue.Se sua instituição tiver o interesse em participar desse programa, entrar em contato pelo telefone: (91) 3224-5048/ 32429100- R-205/243 ou pelo e-mail: gecad@hemopa.pa.gov.br

Programação de Campanhas Externas


A Fundação Hemopa, através da Gerência de Captação de Doadores (GECAD), está intensificando programação de campanhas de coletas externa para reforçar estoque técnico do hemocentro.

Dia: 20/10- De 13h às 21h- Na Universidade da Amazônia (UNAMA), da Alcindio Cacela.Meta:80 doações.

Dia: 21/10- De 13h às 21h- UNAMA Unidade da BR-316.Meta: 80 coletas.

Dia:22/10- De 8h às 17h, na Secretaria de Estado da fazenda. Meta: 80 doações.

Dia: 24/10- de 8h às 17h, na empresa Tramontina. Meta 100 doações.

Parabéns, pelo dia do Médico

A equipe da Fundação Hemopa parabeniza todos os médicos pelo seu dia, comemorado no dia 18/10. “Agradecemos a todos esses profissionais, especialmente, os que fazem parte do HEMOPA, pela dedicação e profissionalismo em favor da vida”, ressaltou a médica Maria de Fátima Montoril.
Oração do Médico:


"O Mestre!
Eu te agradeço porque me entregaste a missão de exercer a medicina, restituir a alegria de viver às pessoas que me são confiadas a qualquer hora, momento e lugar.Ofereço-te a minha vocação de servir a sociedade como instrumento de tua providência Grandes são os avanços da ciência, mas também são inúmeros os desafios à limitação humana que exige de mim seriedade, equilíbrio, sabedoria e fidelidade ao juramento que fiz.Ó Deus da vida! Ilumina-me e faça de mim um mensageiro de misericórdia e esperança.Que no final de cada jornada eu possa celebrar o renascer da vida, fruto do trabalho e entregar-te às situações da minha limitação quando não tiver êxito.Senhor, que vieste trazer vida e vida em abundância, tornar-me um instrumento de tua misericórdia."

Amém.

Dia alegre e com responsabilidade social

Dia 17/10, o Hemopa promoveu manhã alegre para cerca de 60 crianças das comunidades do Pantanal e Paraíso Verde, que faz parte do Programa de Responsabilidade Sociaç da instituição. Durante a comemoração, alusiva ao Dia da Criança, houve muita animação com apresentação de palhaços, distribuição de brinquedos e lanche. A comemoração aconteceu de 9h às 12h, sob a coordenação da assistente social Maria de Lurdes e da psicóloga Susana Repolho.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Programa do Clube de Hematologia

O Núcleo de Ensino e Pesquisa (NEPES), divulga a nova programação do Clube de Hematologia e Hemoterapia da Fundação Hemopa:
Dia: 30/10- Às 11h30- Palestra sobre “HLA e Célula NK, ministrada pelo prof.Doutor Eduardo Santos, com mediação do prof.Doutor Alexandre Lemos.
Dia: 06/11- Às 11h30- Palestra sobre “Avaliação Retrospectiva dos Casos de Leucemia Mileóide Aguda Tratados no Hospital das Clínicas da faculdade de Medicina da USP entre 1978 a 2007, ministrada pelo dr. Murilo Chermont Azevedo, tendo com mediadora a dra. Iê Regina Bentes.
Dia 27/11- Às 11h30- Sessão de Apresentação oral dos trabalhos apresentados no HEMO 2009, ministrado pelo autor de cada trabalho. Mediador. prof.Doutor Lacyr de Brito Jr.Dia 11/12-Às 11h30- Estudo Epidemiológico de fatores de risco associados ao HIV.Palestrante: dra. Luciana Maradei. Mediador: Doutor Alexandre Lemos.

Hemopa anuncia vencedores do concurso de pintura

Os pacientes Murilo Augusto Gouveia, Izadora de Cássia Góes e Jessy Cleiciane França de 6, 7 e 10 anos, respectivamente, foram os grandes vencedores do “I Concurso de Pintura”, promovido pela Fundação Hemopa”, através da Coordenadoria de Atendimento Ambulatorial (COAMB). “Ser criança é....” Foi o tema do certamente que contou com a participação de mais de 100 pacientes na faixa etária de 4 a 12 anos. O concurso aconteceu no dia 14, de 9h às 12h, no na área de estacionamento da instituição, durante comemoração alusiva ao Dia das Crianças.
Em clima de muita animação, as crianças que são pacientes do Hemopa tiveram uma manhã alegre, com pintura facial, sorteio de brindes, lanche, leitura infantil e outras atividades recreativase cultural que contou com a presença de médicos, assistentes sociais, além da presidente e diretora Técnica da instituição, as médicas Maria de Fátima Pombo Montoril e Alessandra Quinto Bentes, respectivamente, que parabenizaram pelo Dia das Crianças, agradecendo a presença de todos, especialmente, aquelas que participaram do concurso de pintura.
“Ficamos muito felizes com a grande participação de nossas crianças nesse concurso, onde todos são vencedores da vida e da vontade de viver”, comentou Fátima Montoril, que teve apoio de Alessandra Bentes, ao complementar que “a atividade eleva a autoestima dos pacientes e fortalece a relação entre usuário e instituição. Estamos todos muito contentes com o excelente resultado do trabalho. Parabéns para todos: pacientes e à equipe multidisciplinar”.
Para a assistente social, Sandra Bentes a atividade foi de suma importância para uma maior integração entre os pacientes e equipe multidisciplinar do Hemopa, além de estimular atividades sócio educativas nas crianças.
O evento contou com a parceria da Fundação Tancredo Neves –Centur-, que disponibilizou sua “biblioteca na unidade móvel”, para estimular o prazer da leitura; A direção do Parque Infantil Fuzuê fez a doação de 10 passaportes; e a Cruz Vermelha Brasileira/Pa, cedeu barraca para desenvolvimento das atividades. Ao parabenizar todos os participantes do concurso, Sandra Bentes explicou que o certamente foi divido em três categorias: A, de 4 a 6 anos; B, de 7 a 9 anos; e a C, de 10 a 12 anos.
Fotos:Dra. Fátima Montoril prestigiando o evento/Atividade sócio educativa/os vencedores do concurso

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Programação do Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue

O Hemopa está elaborando vasta programação comemorativa ao Dia Nacional do Doador de Sangue, homenageado dia 25/11. “Ajude a estocar solidariedade. Doe sangue”.É o tema da ação que prevê 300 coletas/dia, e será realizada de 23 a 28/11. Haverá muitas atrações para agradecer e parabenizar essas pessoas anônimas que salvam vidas, diariamente.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Alinhamento estratégico de indicadores

Diversos gerentes da Fundação Hemopa participaram na manha de hoje do primeiro dia da “Oficina de Alinhamento estratégico de indicadores”, na sala de estar do hemocentro.A atividade será concluída no próximo dia 15, também de 8h às 12h. O evento está sob a coordenação do Núcleo de Qualidade (NQ), através da titular Ligia Garcia. O conteúdo programático está sendo ministrado pelo consultor ad doc engº elétrico Raimundo Pacheco.
A atividade faz do modelod e excelência de gestão do hemocentro, que já conquistou premiações e reconhecimentos nas esferas federal e estadual.

HEMOAM PROMOVE CAPACITAÇÃO

A direção do Hemocentro do Amazonas (HEMOAM) promoverá curso de Coagulograma (teórico), no período de 03 a 05 de novembro; e Coagulograma (prático), de 03 a 07 de novembro.Maiores informações no site do HEMOAM.

I CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA

O Núcleo de Ensino e Pesquisa (NEPES) informa que a Universidade Estadual do Pará (UEPA) , em parceria com a Fundação Hemopa, lançou edital para realização do “I Curso de Especialização em Hemoterapia”. Os interessados podem fazer suas inscrições no período de 15 a 19 deste mês. Maiores informações no site da UEPA ou no NEPES: 324291000/Ramal 361, de segunda a sexta-feira, de 8h às 14h.

1º SALÃO NACIONAL DE HUMOR DE MARABÁ

“Doar sangue é salvar vidas”. É o tema do “I Salão Nacional de Humor de Marabá”, que faz parte do programa “Sorria Marabá”, promovido pelo artista Rildo Brasil. O resultado prevê premiação em duas categorias: 1º e 2º lugares nas categorias nacional e regional. Os interessados em participar podem produzir material em Cartum ou tiras de máximo quatro quadrinhos. Contato:rildobrasil@oi.com.br. Ou ainda: (94) -91343758. Os trabalhos podem ser entregues até o dai 23 de novembro.
1º lugar na categoria nacional: prêmio de R$ 1.000,00; e 2º lugar: R$400,00. Primeiro lugar na categoria regional: R$ 700,00 e para o segundo lugar: R$ 300,00.