quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Paciente homenageia doadores de sangue


Mesmo sem me conhecer você tem me ajudado a sobreviver, pois compreende e acima de tudo pratica a solidariedade, através da doação de sangue.

Quero que você saiba que só um dia é pouco para dedicar a você, que tem me ajudado a viver 34 anos.

Nasci com a doença falciforme e por causa dela vejo-me diante de crises de dor horríveis, as quais são controladas com as transfusões de sangue que faço com muita frequência, graças a você, que voluntariamente se dispõe a me ajudar.

Sei que não sou a única alcançada com seu ato voluntário e solidário, mas muitas outras pessoas que assim como eu necessitam do seu sangue para sobreviver, quer seja por causa de uma doença, ou outra situação, por isso agradeço em nome de todos aqueles que você não conhece, mas que em uma dimensão muito grande tem ajudado.

Também não o conheço, mas peço àquele que através do seu sangue derramado na cruz, deu sua vida em amor à humanidade, que derrame sobre você muitas bênçãos, de vida, saúde, amor, paz, prosperidade, e tudo aquilo que seu coração desejar.

Você é muito especial para nós!
Beijo Coração,
Sonia Dias de Paiva (Paciente HEMOPA)

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Corpo funcional do Hemopa parabeniza doadores

Todos hemocentros brasileiros festejaram, hoje, 25, Dia Nacional dos Doadores Voluntários de Sangue. No Hemopa, presidente, diretores, assessores, gerentes e funcionários de todos os níveis parabenizaram essas pessoas nobres e solidárias. A campanha promovida pelo Hemopa desde o dia 23, se estenderá até o dia 28.Até às 13h, de hoje, foram registrados 1.144 comparecimentos, sendo que somente nesta quarta-feira, 488. A meta é de 300 doações/dia.
GABINETE DO HEMOPA:A presidente da Fundação Hemopa, dra. Fátima Montoril, agradece e parabeniza cada doador de sangue que ajuda a estocar solidariedade. “‘Doar sangue é o gesto mais nobre que existe. O Hemopa não seria nada sem vocês, pessoas que amam o próximo como a si mesmo”, ressaltou, desejando muita saúde e paz em todos os dias do ano. A médica finalizou sugerindo, como a letra da música Fábrica da Vida: “Seja doador da esperança, seja doador de um sorriso, seja doador da vida, que está em cada coração.”
PORTARIA:“Doador, com um gesto simples você consegue ser um salvador de vidas. Parabéns pelo seu dia!”.
PACIENTES :“Parabéns, doador, você está fazendo algo muito importante.Jesus dou seu sangue por nós para que tivéssemos vida e com abundância.Dessa forma, você está seguindo o exemplo de Jesus, doando seu próprio sangue por muitas vidas”, do paciente Edílson Teixeira e sua irmã Elizanete Teixeira.
GERÊNCIA DE ENFERMAGEM (GEREN):“A equipe de Enfermagem da sala de Transfusão agradece esse dom de solidariedade que vocês oferecem aos pacientes que cuidamos”.










terça-feira, 24 de novembro de 2009

Parabéns, doador de sangue!

Nesta quarta-feira, 25, a hemorrede da Fundação Hemopa, prepara-se para receber seus doadores de sangue com programação festiva em sua homenagem.Na sede hemocentro será realizada comemoração com parabéns e bolo de metro, apresentação de artistas, coral, distribuição de brindes, cartão de agradecimnento, lanche especial.Tudo isso a partir das 8h.A meta é de 300 coletas/dia.A ação se estenderá até este sábado, 28. A campanha tem o objetivo de parabenizar e agradecer antigos e novos doadores, além de reforçar estoque técnico de sangue para atendimento satisfatório da demanda de transfusões de sangue de dezembro, quando normalmente o índice de comparecimento de candidatos à doação reduz em torno de 35%, no Pará e no resto dos hemocentros brasileiros.
No Brasil, a população doadora é de aproximadamente 1.,7%.No Pará esse percentual chega a 1.8%.No entanto, a Organização Mundial de Saúde (OMS) e Ministério da Saúde (MS), sugerem que esse índice varie entre 3% e 4%.Para tanto, os hemocentros do Brasil desenvolvem várias ações para incrementar o número de coletas.No Pará não é diferente. Com uma média diária de 250 doações e cerca de 300 transfusões, o Hemopa atende sua demanda, mas não forma estoque técnico, o que melhora com desenvolvimento de campanhas, execução de programas de incentivo à doação em vários segmentos, e composição de parcerias. Isso representa uma média anual de mais de 100 mil doações.
A campanha em homenagem ao Doador de Sangue é uma das principais dos hemocentros. No Pará, a programação conta com inúmeras atrações para agradecer essas pessoas solidárias que amam o próximo como a si mesmo. A ação estratégica está acontecendo, simultaneamente, nos Hemocentros Regionais de Castanhal, Marabá e Santarém; e nos Núcleos de Hemoterapias de Abaetetuba, Redenção, Capanema, Altamira, Tucuruí.
No dia 26, a programação será voltada para apresentação oficial do novo site da instituição, bem como seu BLOG, página do Orkut, comunidades “Doe Vida.Doe Sangue”, “Redome Pará”, e apresentação de Grupo de Dança de Rua.Tudo isso, com auxílio e animação de arte-educadores Taquaquá, em toda programação.
No dia 27, os doadores presentes poderão aproveitar para ouvir música do cantor e compositor, Alcyr Guimarães que, com sua presença voluntária, doará seu tempo e talento em favor da vida, como a causa da doação A campanha será encerrada dia 28, com culto ecumênico e apoio da mídia local durante toda programação, demonstrando o compromisso para a formação de uma sociedade mais cidadã e solidária. A coleta de sangue será realizada de 23 a 27, de 7h30 às 18h, e no dia 28, de 7h30 às 12h30de sangue.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis,Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado. O Homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis,Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado. O Homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses

Sessão Especial em homenagem ao doador de sangue.



O plenário da Câmara Municipal de Belém lotou na manha de hoje, 24, com a Sessão Especial em homenagem ao Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, comemorado nesta quarta-feira, 25. A sessão que solicitada pelo vereador Augusto Pantoja (PPS), reuniu representantes de segmentos da área da saúde, funcionários das duas instituições, parceiros e doadores de sangue.O evento fez parte da programação festiva em homenagem ao Dia do Doador promovido pela Fundação Hemopa desde o dia 23 e que se estenderá até o dia 28. Amanhã, 25, a atenção de todos os funcionários da hemorrede, composta por 42 unidades, estará voltada para agradecer e parabenizar os antigos e novos doadores.
A sessão foi aberta por volta das 12h, pelo vereador Augusto Pantoja que parabenizou a direção do hemocentro pelo atendimento destinado aos seus usuários. “Quem dera que todo serviço público fosse eficiente como o do Hemopa, que é referência no Pará e no Brasil. Parabenizo, sobretudo, aos doadores que mantém o estoque de sangue que mantém a vida”, ressaltou, sugerindo que o órgão deveria ter o título de “Guardião da Saúde”.
Em seguida, a presidente do hemocentro, dra. Maria de Fátima Pombo Montoril, agradeceu a sessão especial em homenagem aos doadores. “Sem eles não estaríamos aqui. Nada mais solidário do que a doação de sangue. São mais de 100 mil pessoas que salvam vidas anualmente no Pará”, disse, afirmando que até hoje, com 25 anos como funcionária do hemocentro, ainda fica muito emocionada ao falar sobre doação de sangue.Ela encerrou suas palavras agradecendo também o governo do Estado pelo apoio na melhoria do atendimento ao usuário cidadão, que foi brindado este ano, com a Certificação dos serviços pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), como único hemocentro público do Brasil a conquistar tal reconhecimento.Ele esteve acompanhada pela diretora Técnica, Dra. Alessandra Bentes; demais diretores, assessores, gerentes e funcionários.
Os vereadores Fernando Dourado e Carlos Augusto também prestaram homenagm aos doadores de sangue.
“Se dez vidas eu tivesse, dez vidas eu daria”.A afirmação, plagiada de Tiradentes, foi a expressão usada pelo ex-doador de sangue e atual voluntário na atividade de captação de doadores do Hemopa,Oswaldo Bellarmino, 70 anos, dos quais 43 repetindo esse ato solidário, salvando inúmeras vidas, tendo em vista que cada bolsa de sangue pode atender até quatro pacientes adultos.
Muito emocionado e emocionando a platéia, ele comparou o ato da doação como o de Jesus que deu sangue para salvar a humanidade. “A doação está alma.Se você não pode fazer o mesmo,faça divulgação desse ato que fez bem para a saúde e para o coração”.
A representante do Conselho Municipal de Saúde, Cristina Freitas, também parabenizou o autor da sessão, bem como os doadores voluntários. “Sabemos que o Hemopa valoriza seus funcionários e usuários”. Logo após, Paulo Ivan, da Albrás, reforçou os elogios ao ato solidário dos doadores e enfatizou que a cultura da doação de sangue entre os funcionários da mineradora é motivo de orgulho para todos. “A Albrás desenvolve inúmeros projetos de responsabilidade social, entre eles, a campanha de doação de sangue em parceria com o Hemopa.Este ano realizamos a 11ª edição da ação estratégica que já efetivou 16.500 coletas de sangue.A doação é o ato solidário mais nobre que existe”, afirmou.
O funcionário do Hemopa Jairo Leal, lotado no Almoxarifado, ressaltou sua experiência de vivenciar os lados da moeda: funcionário e doador.A titular do núcleo de Qualidade do Hemocentro, a socióloga Lígia Garcia falou do modelo de excelência de gestão praticada pelo hemocentro, sempre primando pela gestão de pessoas.

Sociedade Brasileira de Hematologia e Hemoterapia reforça a necessidade da doação de sangue

25 de novembro - Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue

O número de doadores de sangue está abaixo do esperado no Brasil. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o ideal seria ter em torno de 3 a 4% da população como voluntários, porém atualmente representam apenas 1,7% dela. “Um dos motivos de não termos um número considerável de doadores é a falta de informação. As pessoas têm receio do material utilizado, medo de contaminação, além dos mitos que doar sangue emagrece, engorda, vicia ou enfraquece o organismo”, afirma o presidente da Sociedade Brasileira de Hematologia e Hemoterapia (SBHH), Dr. Carlos Chiattone.

Outra razão que faz com que os bancos de sangue tenham falta de bolsas é a proximidade de um feriado, data que as pessoas costumam viajar e deixam de comparecer nos hemocentros. Porém, nessas épocas também aumentam o número de acidentes nas estradas. De acordo com Chiattone, nos feriados há uma queda de 30% nas doações, o que pode comprometer o atendimento aos pacientes.

Além de obter doações suficientes para realizar as transfusões, o presidente espera que a sociedade colabore também para ajudar as pessoas que sofrem de doenças crônicas, de leucemia e as que estão internadas em serviço de emergência. “Há risco real de morte para os pacientes que precisam de plaquetas, e diversos serviços de hemoterapia no país já estão com o estoque esgotado. O sangue e seus componentes salvam muitas vidas, por isso não há gesto mais humano do que o de doar sangue”, diz.

Os candidatos à doação deverão somente ter entre 18 e 65 anos, peso igual ou superior a 50 kg, estar em boas condições de saúde e apresentar um documento de identificação com foto.

Hemopa parabeniza doadores com campanha

A semana comemorativa em homenagem ao Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue começou nesta segunda-feira, 23, e se estenderá até o sábado, 28.A ação teve início com Especial RBA X Hemopa, com atrações musicais e entrevistas ao vivo da sala de coleta. Estiveram no hemocentro Banda La Pupunha, Banda HGB3, Marquinho e Banda, a cantora Gaby Amarantes, Grupo Paranóia e o Grupo de arte educadores “Taquaquá”, com Tititica e Neize. A programação estendeu-se com a realização da “II Oficina de Multiplicadores do Clube 25”, que foi lançado em novembro do ano passado com 60 integrantes e hoje conta com 180 jovens da faixa etária de 18 a 21 anos. Ontem houve 310 comparecimentos de doadores, atendendo a meta de 300.
Na abertura da oficina a presidente do Hemopa, dra. Maria de Fátima Montoril parabenizou e agradeceu os associados do clube, inclusive os voluntários da Cruz Vermelha/Pa, na pessoa de sua presidente, Marilene de Brito Malheiros. A médica também fez o lançamento de uma cartilha com informaçõe4s sobre os produtos e serviços disponibilizados pelo hemocentro. Ao final ela compartilhou sua felicidade pela obtenção da Certificação da Organização e pacientes”, ressaltou, enfatizando a mensagem que a governadora Ana Júlia Carepa fez em homenagem aos doadores de sangue, que está site e Blog do Hemopa.
Com a palavra, Marilene Malheiros enfatizou a importância da parceria com o Hemopa. “São 25 anos de parceria e solidariedade”, comentou, ressaltando que a instituição também possui seu “Clube 25, que valoriza o papel do jovem na sociedade, especialmente nas suas de responsabilidade social.
Logo em seguida, a Gerência de Captação de Doadores (GECAD) entregou 14 certificados de doação de sangue para jovens do Clube com cinco doações: Alexandre José Soares, Carlos Anderson Santana, Cleiton Ribeiro, Douglas Barbosa, Jhonny Ferreira, Josivan Fernandes Bahia, Kleber Albuquerque da Silva, Patrícia Carvalho, Raphael Rosevelt Bahia, Salande Ferreira, Wandrew Freire Guimarães. O jovem Carlos Nery da Silva recebeu certificado pelas suas 10 doações.
Hoje, 23, às 11h45, haverá sessão Especial na Câmara Municipal de Belém solicitada pelo vereador Augusto Pantoja (PPS), em homenagem ao Dia Nacional do Doador Voluntáriode Sangue, comemorado no dia 25. A sessão contará com a presença da dra. Maria de Fátima, e demais diretores, assessores, gerentes e funcionários.Durante a sessão serão reportados os depoimentos das seguintes pessoas: do doado de sangue , psicólogo, João Pinheiro Miranda, que já efetivou 38 doações; o paciente Fábio Henrique Almeida da Conceição, que vai falar de sua experiência e a importância do doador em sua vida; o ex doador e atual captador de doadores de sangue, Osvaldo Bellarminino que efetuou 176 doações ao longo de sua vida.
A programação festiva em homenagem ao doador de sangue, prossegue amanhã com sua comemoração máxima: Dia nacional do Doador de Sangue, com muitas atrações bolo de metro, cantores, música ao vivo, lançamento oficial do site do Hemopa, distribuição da cartilha de serviços do hemocentro, entre outras ações. A campanha vai até sábado, às 12h30.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis,Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado. O Homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118 ou pelo site: http://www.hemopa.pa.gov.br/ .Blog: http//:fundacaohemopa.blogspot.com.
Fotos:1-Copa de doadores movimentada com música.2-Associados do Clibe 25 receberam ceriticados de cinco e 10 doações.3-Sala de coleta.4- Especial RBA e Hemopa com Grupo La Pupunha.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Parabéns, doador voluntário de sangue!

"Doar sangue é um dos mais belos gestos de solidariedade humana. Quando estendemos o braço para fazer a doação, garantimos o abastecimento dos hemocentros e ajudamos a salvar milhares de vidas. Esse gesto nobre precisa ser repetido por um número cada vez maior de voluntários para que as unidades do Hemopa possam atender sempre quem precisa. No Dia Nacional do Doador de Sangue, reflita sobre isso e arregace as mangas você também. O governo do Pará agradece e se orgulha de você, doador. Quem doa sangue, distribui esperanças de vida”, mensagem da governadora do Estado do Pará, Ana Júlia Carepa, em homenagem ao Dia Nacional do Doador de Sangue.Ela é doadora de sangue.
O Hemopa promove semana comemorativa de 23 a 28/11.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Hemopa conquista Certificação inédita no Brasil

A administração eficiente é o ponto de partida para a garantia da qualidade dos produtos e serviços ao usuário, que procura na instituição pública, pelo atendimento humanizado. Esse é o maior desafio da Fundação Hemopa que vem construindo uma gestão efetiva e orientada para o cidadão ao longo dos seus 31 anos, e que fortifica-se a cada reconhecimento da excelência do modelo de gestão, concretizada com a mais recente conquista da Certificação concedida pela Organização Nacional de Acreditação –ONA-, que permite o aprimoramento contínuo de seus processos e suas práticas, destacando-se como única hemorrede pública do Brasil a alcançar esse patamar. Isso significa mais agilidade e qualidade de seu produto final: a vida.
Com esse mais novo reconhecimento, a Fundação Hemopa terá a responsabilidade de manter a credibilidade de sua gestão, visando a melhoria da capacidade de produção de resultados com menor custo, que corresponde a qualidade e segurança na busca incessante pelo refinamento de suas ações. Sempre atento às rápidas e profundas mudanças que vem passando o sistema público de saúde, o hemocentro encarou esse mais novo desafio como forma de corresponder aos anseios de seus usuários que a cada dia tornam-se mais exigentes e cientes de seus direitos de dispor de qualidade no atendimento do serviço público.
Para a presidente do hemocentro, dra. Maria de Fátima Montoril, a obtenção desse mais novo e importante reconhecimento é o resultado do trabalho de uma equipe profissional bem treinada, estrutura institucional, efetivamente organizada e de confiabilidade. “Isso impacta em importantes resultados nas políticas públicas voltadas para o bem estar da sociedade. Estamos todos de parabéns. Compartilho minha felicidade e agradeço a cada funcionário da hemorrede”, ressaltou Fátima Montoril.
Segundo ela, os serviços de hemoterapia que aderirem ao Programa Brasileiro de Acreditação em Hemoterapia demonstram responsabilidade e comprometimento com a segurança, contribuindo para a melhoria da qualidade do sangue que é fornecido aos usuários.
O status de instituição Acreditada provê confiança no serviço, em seus diversos níveis de complexidade, por parte de clientes internos e externos, bem como dos órgãos governamentais, uma vez que é reconhecido oficialmente pela Associação Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e Ministério da Saúde (MS). No caso do Hemopa, a Certificação foi concedida para toda hemorrede.
A Acreditação é um sistema de avaliação externa da qualidade de serviço de saúde, que visa garantir a melhoria contínua da assistência por meio da aderência a padrões e níveis de excelência previamente estabelecidos. A ONA é uma organização não governamental, caracterizada como pessoa jurídica de direito privado e sem fins lucrativos e de interesse coletivo, com abrangência nacional.
A solenidade de entrega do Certificado será no dia 07/12, na Assembléia Paraense. Paralelamente será realizada confraternização entre os funcionários da hemorrede.

Hemopa é Prata da Casa

A Fundação Hemopa conquistou pelo terceiro ano consecutivo a premiação do Programa Estadual de Qualidade (PEQ/PA)/2009, na Faixa Prata, Ciclo 2009, ao alcançar maior pontuação pela excelência no modelo de gestão. As instituições participantes do certame foram avaliadas nos critérios: liderança, estratégias e planos, cidadãos e sociedade, informação e conhecimento, pessoas, processos e resultados. A presidente do Hemopa compartilha a premiação com todos os funcionários da hemorrede e dedica essa mais nova conquista à sociedade em geral que o maior beneficiado pela qualidade dos serviços oferecidos. A cerimônia de premiação será no próximo dia 10 de dezembro, no Teatro Maria Sylvia Nunes, com a presença da governadora do Estado, Ana Julia Carepa.
Dessa vez, o hemocentro superou a pontuação obtida ano passado. Outras nove organizações foram reconhecidas com Medalha de Bronze. São elas: Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Viana – FHCGV; Junta Comercial do Estado do Pará – JUCEPA; Secretaria de Estado da Fazenda – SEFA; Empresa de Processamento de Dados do Estado do Pará – PRODEPA; Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará – FSCMP; Banco do Estado do Pará – BANPARÁ.A Central de Abastecimento do Pará (CEASA) e Companhia de Habitação do Estado do Pará – COHAB e Hospital Ofir Loyola – HOL, ganharam Menção Honrosa.
As organizações enfrentaram mais de quatro meses de avaliações, que foram desde a análise de um Relatório de Gestão, visitas técnicas realizadas por profissionais especialmente treinados, para verificarem as práticas de gestão. O processo movimentou 50 voluntários do PEQ. A equipe de juízes do Prêmio Estadual da Qualidade 2009 foi composta por Eraldo Alves Arraes ( Gerente na área de Produção da Empresa de Correios e Telégrafos – ECT), João Batista Pinto Lourenço (Técnico em Pesquisa e Desenvolvimento em Gestão da Qualidade do INMETRO - RJ ) e Edvaldo Menezes de Sales ( Coordenador da Qualidade da ALBRÁS – Alumínio Brasileiro S/A).Cerca de 30 examinadores seniores de organizações do Estado e do Governo Federal foram elaboraram os relatórios avaliados pelos juízes. O trabalho voluntário será reconhecido pela Secretaria Estadual de Administração, que irá criar uma portaria de agradecimento a cada um deles.O Prêmio Estadual da Qualidade, realizado pelo Governo do Estado, através da Sead, é uma vertente do Programa de Qualidade na Gestão Pública do Estado do Pará, que tem como coordenador, Flavio Augusto Ferreira da Silva. A equipe do PEQ é formada por uma equipe de nove técnicos que trabalham na organização e consolidação do prêmio durante todo ano. Além das medalhas de prata e bronze, as organizações premiadas vão receber no dia 30 de janeiro de 2010, um relatório de orientações, com oportunidades de melhoria e os pontos fortes da organização.
Dra Fátima Montoril agradece ainda o Governo do Estado, através da SEAD, pela organização do evento que prima pela melhoria contínua do serviço público. "É sempre uma honra participar de um evento que foca a busca pela satisfação do usuário.É muito bom perceber que a cada ano, mais organizações estaduais aderem ao PEQ/PA", finalizou.
Fotos: Dra. Fátima Montoril recebendo premiação em 2008 e 2007.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Educação continuada em Hemovigilância

No próximo dia 19, de 8h às 11h, a Gerência de Hemovigilância e Supervisão (GEHES), promoverá curso de Educação continuada em Hemovigilância, no auditório do hemocentro. Público alvo: corpo técnico do Hemopa e dos hospitais atendidos pela instituição.
Durante aquela manhã, serão ministradas as seguintes palestras: “Reações Transfusionais”- dra. Alessandra Bentes. “Uso Racional do Sangue”- dra. Ana Luisa Lasnganke.”Controle de Qualidade e a Hemovigilância”- dra. Adriana Estácio. “Imunohematologia em Hemovigilância”,- dra. Márcia Ribeiro.Os interessados podem fazer suas inscrições gratuitas até o dia18, de 8h às 14h, na CATEC/GEHES, Fone: 32429100/ramal: 303.

HEMO 2009

Nesta quarta-feira, 11, tem início o 32º Congresso Brasileiro de Hemoterapia e Hematologia, que será realizado no centro de Convenções de Florianópolis (SC). O evento se estenderá até o dia 14. A presidente do Hemopa, a dra. Fátima Montoril e a assessora de Imprensa, Vera Rojas, foram convidas para ministrar palestra sobre “Gestão de Custo em Serviços de Hemoterapia “ e “Benchmaking como Ferramenta de Comunicação na Captação de Doadores”, respectivamente, dias 12 e 13/11. O ex-presidente do hemocentro e atual membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Hemoterapia e Hematologia (SBHH), dr. João Carlos Saraiva também participará do evento, ministrando palestra sobre "Qual o melhor referencial de remuneração dos serviços de hemoterapia”, no dia 13, às 11h40.

Voluntariado incrementa cadastro de doadores de medula óssea

Em 2007, a estudante de arquitetura Thaíssa Leal atendeu o convite de uma vizinha para fazer parte do cadastro de doadores de medula óssea, na Fundação Hemopa, em favor do menino Mário Henrique, que precisava encontrar um doador compatível. Foi o início de uma atitude solidária que transformou-se no projeto “Toda quarta é dia do Hemopa”, quando ela trás, em seu próprio carro, potenciais doadores para cadastro no hemocentro. Hoje, o projeto ganhou a adesão de sua amiga e estudante de fisioterapia, Fernanda Marvão. Essa atuação solidária já somou cerca de 80 novos cadastros de doadores de medula óssea, aumentando as chances de vida de pacientes que procuram doadores não aparentados.
“Logo após a situação de Mário Henrique, entrei de cabeça na campanha em favor de garoto Arthur, que também precisava fazer transplante de medula óssea”. A partir desse momento ela decidiu continuar na sensibilização e passou a levar outras pessoas para o Hemopa, em seu próprio carro, por pura solidariedade. Segundo Thaíssa Leal, a amiga Fernanda aderiu á sua idéia mais ou menos nessa época. “Decidimos tocar esse projeto de vida em favor dessas pessoas que dependem da solidariedade dos outros para encontar doador compatível”, comentou, ressaltando que as chances de encontrar doador na família varia entre 25% e 35%. As chances diminuem para encontrar doador não aparentado: no Estado é de uma em 10 mil.No Brasil de uma a 100 mil e no mundo de uma em um milhão.
“Todos tem um propósito na vida, e esse é o nosso, levando as pessoas para se cadastrar, levamos esperança para os pacientes e quem sabe a gente devolve a alegria de viver pra eles também”, aposta Fernanda Marvão.
A iniciativa de captação de doadores das duas amigas é efetiva. Elas tem o conhecimento dos critérios básicos para cadastramento. Por isso, elas já fazem uma espécie de pré triagem entre os candidatos, e só os doadores em potencial chegam até o Hemopa para efetuar o cadastramento.“Explicamos tudo para as pessoas. Fazemos captação corpo-a-corpo junto aos familiares, amigos e desconhecidos também”, informou Fernanda Marvão, revelando, que elas convocando também os jovens, através da internet, com a utilização de email, Orkut e outros espaços virtuais.
Além do hemocentro coordenador de Belém, o Hemopa realizada campanhas externas para cadastramento de doadores de medula óssea nos Hemocentros Regionais de Marabá, Santarém e Castanhal; e nos Núcleos de Hemoterapia de Altamira, Tucuruí, Abaeteuba, redenção e Capanema. No Pará cerca de 150 aguardam por um transplante de medula
Para ajudar é muito fácil: basta ter vontade, idade entre 18 e 55 anos, estar bem de saúde. O candidato tira suas dúvidas sobre procedimento, faz o cadastro, coleta uma pequena quantidade de sangue (5ml), que será tipado por exame de histocompatibilidade (HLA), cujos resultados são enviados para o Redome, que fica no Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Rio de Janeiro.
Foto:Fernanda e Thaíssa

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Usando de minhas atribuições estatutárias (Art.16), e em cumprimento ao disposto no parágrafo 4º, do
Art. 15 do Estatuto da ABHH, convoco os sócios de todas as categorias, quites com suas obrigações
sociais, reservados os direitos de votar e ser votado aos sócios fundadores, efetivos e remidos, devendo
todos assinarem o Livro de Presenças, para a AGO – Assembléia Geral Ordinária a ser realizada no dia 11
de novembro de 2009, no Centro de Convenções de Florianópolis, Centro Sul - Centro de Convenções, Av.
Gustavo Richard, s/n – Baía Sul – Centro, Florianópolis – SC , no âmbito do HEMO 2009, em primeira
convocação às 16h30min com a presença da maioria absoluta dos sócios acima citados e, às 17h00min,
em segunda convocação, com qualquer número deles, obedecendo à seguinte Ordem do Dia:
1. Referendar a Eleição dos novos membros do Conselho Deliberativo (Art. 19, item 2);
2. Empossar os novos membros do Conselho Deliberativo (Art. 19, item 2);
3. Eleição dos novos membros da Diretoria Executiva – Biênio 2010/2011 (Art. 19, item 3);
4. Discutir e votar a proposição de candidatura dos próximos "HEMO" (Art. 19, item 8);
5. Assuntos Gerais (Art. 19, item 18).
São Paulo, 17 de setembro de 2009.
Prof. Dr. José Orlando Bordin
Presidente da ABHH

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Hemopa é Prata em Qualidade

A Fundação Hemopa conquistou pelo terceiro ano consecutivo a premiação do Programa Estadual de Qualidade (PEQ/PA)/2009, obtendo a Medalha de Prata, ao obter maior pontuação pela excelência no modelo de gestão. As instituições participantes do certame foram avaliadas nos critérios: liderança, estratégias e planos, cidadãos e sociedade, informação e conhecimento, pessoas, processos e resultados. A presidente do Hemopa compartilha a premiação com todos os funcionários da hemorrede e dedica essa mais nova conquista à sociedade em geral que é a maior beneficiada pela qualidade dos serviços oferecidos. A cerimônia de premiação será no próximo dia 10 de dezembro, no Teatro Maria Sylvia Nunes, com a presença da governadora do Estado, Ana Julia Carepa.
Dessa vez, o hemocentro superou a pontuação obtida ano passado. Outras nove organizações foram reconhecidas com Medalha de Bronze. São elas: Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Viana – FHCGV; Junta Comercial do Estado do Pará – JUCEPA; Secretaria de Estado da Fazenda – SEFA; Empresa de Processamento de Dados do Estado do Pará – PRODEPA; Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará – FSCMP; Banco do Estado do Pará – BANPARÁ.A Central de Abastecimento do Pará (CEASA) e Companhia de Habitação do Estado do Pará – COHAB e Hospital Ofir Loyola – HOL, ganharam Menção Honrosa.
As organizações enfrentaram mais de quatro meses de avaliações, que foram desde a análise de um Relatório de Gestão, visitas técnicas realizadas por profissionais especialmente treinados, para verificarem as práticas de gestão. O processo movimentou 50 voluntários do PEQ. A equipe de juízes do Prêmio Estadual da Qualidade 2009 foi composta por Eraldo Alves Arraes ( Gerente na área de Produção da Empresa de Correios e Telégrafos – ECT), João Batista Pinto Lourenço (Técnico em Pesquisa e Desenvolvimento em Gestão da Qualidade do INMETRO - RJ ) e Edvaldo Menezes de Sales ( Coordenador da Qualidade da ALBRÁS – Alumínio Brasileiro S/A).Cerca de 30 examinadores seniores de organizações do Estado e do Governo Federal foram elaboraram os relatórios avaliados pelos juízes. O trabalho voluntário será reconhecido pela Secretaria Estadual de Administração, que irá criar uma portaria de agradecimento a cada um deles.O Prêmio Estadual da Qualidade, realizado pelo Governo do Estado, através da Sead, é uma vertente do Programa de Qualidade na Gestão Pública do Estado do Pará, que tem como coordenador, Flavio Augusto Ferreira da Silva. A equipe do PEQ é formada por uma equipe de nove técnicos que trabalham na organização e consolidação do prêmio durante todo ano. Além das medalhas de prata e bronze, as organizações premiadas vão receber no dia 30 de janeiro de 2010, um relatório de orientações, com oportunidades de melhoria e os pontos fortes da organização.
Dra Fátima Montoril agradece ainda o Governo do Estado, através da SEAD, pela organização do evento que prima pela melhoria contínua do serviço público. "É sempre uma honra participar de um evento que foca a busca pela satisfação do usuário.É muito bom perceber que a cada ano, mais organizações estaduais aderem ao PEQ/PA", finalizou.
Fotos: Dra. Fátima Montoril recebendo premiação "Troféu Prata", Ciclos 2007/2008.

BSCUP com obras adiantadas

Nos dias 28 e 29/10, a Fundação Hemopa recebeu a VIII Visita Técnica de acompanhamento da construção de seu Banco de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário (BSCUP), que iniciou em junho deste ano e deve ser concluído em março de 2010. A visita nas instalações da instituição contou com a presença dos engenheiros Marson Rebuzzi e Evandro Pireis, gestor de projetos da Fundação do Câncer e representante da empresa Ferraz Engenharia, respectivamente.
Eles foram recebido pela alta administração do Hemopa e pela assessora Técnica e de Planejamento, a economista Terezinha Negrão, que é responsável pelo projeto de construção do BSCUP no Hemocentro. Inicialmente, o BSCUP do Hemopa terá tanque com capacidade de armazenamento para 3.600 amostras de sangue de cordão umbilical. No primeiro ano de funcionamento, o Hemopa atuará em duas maternidades cuja meta de armazenamento será de 960 coletas. Atualmente, a demanda por transplantes de medula óssea no país é de três mil pacientes por ano. Desses, 1.100 transplantes são realizados anualmente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). No Pará, são cerca de 150 pessoas que esperam na fila.