sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Hemopa Castanhal supera meta de doações no carnaval

Foi um sucesso a campanha do carnaval desenvolvida pelo Hemocentro Regional de Castanhal, dirigido pela médica Sandra Lobato. A ação estratégica resultou em 288 coletas de sangue e 66 cadastros de medula óssea, superando as metas de 250 doações e 50 inscrições para cadastro de medula. A campanha foi promovida do dia primeiro ao 10/02, sendo encerrada oficialmente no dia 12/02, com o arrastão do “Bloco da Solidariedade”, cuja concentração foi na orla do igarapé do Apeú, prosseguindo até a Praça Matriz de Castanhal, marcando a abertura do carnaval 2010, daquele município.
A agremiação solidária contou com a participação de servidores, doadores de sangue e familiares, no corredor da folia da Vila de Apeú. Alegria, paz e solidariedade foram os temas escolhidos.Palhaços empolgados comandaram ao lado da Banda Municipal 28 de Janeiro . O bloco do Hemopa uniu-se as outras agremiações, entre elas, o das “Mascaradas na Avenida”. A banda foi conduzida num trenzinho, puxado por um trator, e percorreu a principal avenida da folia.
Antigas marchinhas de carnaval embalaram os foliões.“Fique de bem com a vida, doe sangue”. Esta foi a mensagem principal do bloco da solidariedade, para sensibilizar e gerar estímulo ao ato solidário em antigos e novos doadores voluntários de sangue. Mais de 3 mil brincantes fizeram parte dos projetos sociais da Secretaria Municipal de Assistência Social.
A campanha do carnaval contou a importante parceria da Polícia Militar, Prefeitura Municipal, instituições públicas e privadas e imprensa local.
O Hemopa Castanhal funciona para coleta de sangue de 7h às 13h, de segunda a sexta-feira, na Travessa Floriano Peixoto, Alameda Rita de Cássia, Conj. Maria Alice, casa B-2 e B-3. Fone: (91) 3721.2986 / 3721.4008. E-mail: hrc@linknet.com.br ou ainda hemopacastanhal@yahoo.com.br.

Doações de alunos do CEFAP reforçam estoque de sangue

Cerca de 1.592 pacientes adultos deverão ser atendidos graças a campanha com alunos do Centro de Formação e Aperfeiçoamento da Polçicia Militar (PM), realizada nos dias 10, 11, 12, 13 e 17 deste mês, na sede da Fundação Hemopa, que resultou em 398 comparecimentos.
Essa é a segunda grande campanha realizada em parceria com esses mesmos alunos do CEFAP. A primeira foi em meado do ano pasado. Segundo a gerente de Captação de Doadores, a assistente social, Juciara Farias, o obtivo é fidelizar esses militares. "Nossa meta é torná-los doadores de repetição", comentou, agradecendo a inestimável contribuição dos militares para o atendimento satisfatóeio da demanda transfusional do Hemocentro que, atualmente, corresponde ao abastecimento de leitos esplahados em 218 hospitais no Estado. Somente em Belém são 85.

"Nossa responsabilidade é muito grande e só conseguimos isso graças a essas parcerias. Hoje ninguém trabalha isoladamente, espcialmente, quando se trara de ações de responsabilidade social, em nosso caso, de salvar vidas com a doação de sangue e cadastramento de doadores de medula óssea", obsevrou Juciara Farias, fazendo apelo para antigos e novos exercitarem esse ato solidário.

Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis,Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.

O Hemopa fica na tv. Pe. Eutíquio, 2109. Mais informações: 32429100.

Hemopa de Abaetetuba supera meta de doações

A direção e funcionários do Núcleo de Hemoterapia de Abaetetuba, que está sob a direção do médico Elias Serruya, comemorou o excelente resultado da campanha de doação de sangue referente ao carnaval, promovida no período de 08 a 12/02, que resultou no saldo de 225 coletas, superando a meta de 200 doações.
Durante a campanha houve distribuição de kit´s com camiseta e panfleto, além de realização de sorteios de abadás dos blocos de micareta KAMAKA, HIABADABADU, PÂNICO NA FOLIA e PIMENTA.
Na unidade, os candidatos à doação voluntária de sangue desfrutaram de ambiente decorado com muitas máscaras e balões coloridos. A música ao vivo ficou por conta do cantor da terra GEBA, que alegrou a festa com marchinhas de carnaval. A sensibilização e captação de doadores contou com a parceria do Rotary Clube que, juntamente com as técnicas do setor de Captação, reforçou a divulgação nos meios de comunicação local com visitas nas rádios, Tv´s e jornais. A panfletagem no centro comercial também foi outra alternativa desenvolvida para reforçar o apelo para adesão da população à ação estratégica Segundo o dr. Elias Serruya, o resultado da campanha reflete não apenas o empenho da equipe da unidade em aumentar o número de doadores, como também a responsabilidade social daqueles que atenderam o chamado para coleta de sangue, que garantiu o atendimento satisfatório da demanda transfusional do período momesco.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis,Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.
O Hemopa de Abaeté espera por você na Tv. Santos Dumont, S/N, bairro de São Lourenço. Mais informações: 3751.4458.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Bloco do Hemopa Castanhal agitou carnaval local

No dia 12/02, o Hemocentro Regional de Castanhal marcou presença na abertura do carnaval 2010, daquele município com o bloco solidário que reuniu servidores, doadores de sangue e familiares, no corredor da folia da Vila de Apeú. Alegria, paz e solidariedade foram os temas escolhidos.Palhaços empolgados comandaram ao lado da Banda Municipal 28 de Janeiro . O bloco do Hemopa uniu-se as outras agremiações, entre elas, o das “Mascaradas na Avenida”. A banda foi conduzida num trenzinho, puxado por um trator, e percorreu a principal avenida da folia. Antigas marchinhas de carnaval embalaram os foliões.“Fique de bem com a vida, doe sangue”. Esta foi a mensagem principal do bloco da solidariedade, que desfilou até o final do carnaval no intuito de sensibilizar e gerar estímulo ao ato solidário em antigos e novos doadores voluntários de sangue. Mais de 3 brincantes fizeram parte dos projetos sociais da Secretaria Municipal de Assistência Social, o bloco trouxe como tema “Alegria e Paz”.O Hemopa Castanhal está sob a responsabilidade técnica da médica, Sandra Lobato. A unidade funciona para coleta de sangue de 7h às 13h, de segunda a sexta-feira, na Travessa Floriano Peixoto, Alameda Rita de Cássia, Conj. Maria Alice, casa B-2 e B-3. Fone: (91) 3721.2986 / 3721.4008. E-mail: hrc@linknet.com.br ou ainda hemopacastanhal@yahoo.com.br.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Parcerias estimulam doação de sangue e de medula óssea

A Fundação Hemopa, através da Gerência de Captação de Doadores (GECAD), está intensificando ações de sensibilização e captação de doadores voluntários de sangue e de medula óssea, para melhorar ainda mais o atendimento aos serviços oferecidos à população. Para tanto, estão sendo realizadas várias atividades em parcerias com instituições públicas e privadas. Nesta quarta-feira, 24, até às 18h, a unidade móvel de coleta de sangue do hemocentro está participando de coleta externa no pátio do Hospital “Porto Dias”. A meta é de 100 coletas de bolsas de sangue.
Na terça-feira, 23, o Hemopa realizou campanha externa durante Mutirão da Cidadania do Governo do Estado, na Praça Brasil, que resultou em 103 comparecimentos de doadores de sangue. A atividade fez parte da programação comemorativa aos 360 anos da Fundação Hospital de Santa Casa de Misericórdia do Pará.
No dia 20, de 8h às 14h, o hemocentro promoveu campanha externa para cadastramento de doadores de medula óssea em parceria com a Igreja Universal, templo central do Entroncamento, resultou em 11 inscrições para o REDOME. A ação foi desenvolvida com o apoio do grupo ‘Força Jovem”, que atuou em comunidades atendida pelo templo.
Segundo a responsável pela GECAD, a assistente social Juciara Farias, essas parcerias são fundamentais para a melhoria do atendimento e serviços oferecidos pela instituição. “Agradecemos todas as instituições que nos ajudam a salvar vidas. Quem tiver interesse de fazer parte dessa rede solidária é só entrar em contato”, destacou, informando que os contatos devem ser feitos de segunda a sexta-feira, de 8h às 14h, para GECAD, 3242-9100- R- 205.
Para doação de sangue
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis,Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.
Para cadastro de doadores de medula
É muito fácil: basta ter vontade, idade entre 18 e 55 anos, estar bem de saúde. O candidato tira suas dúvidas sobre procedimento, faz o cadastro, coleta uma pequena quantidade de sangue (5ml), que será tipado por exame de histocompatibilidade (HLA), cujos resultados são enviados para o Redome, que fica no Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Rio de Janeiro.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 0800 280 8118 ou pelo site: http://www.hemopa.pa.gov.br/ ou pelo blog: http://fundacaohemopa.blogspot.com/.


Cursos de Especialização Enfermagem

O Hospital Ophir Loyola, através da Diretoria de Ensino e Pesquisa, em parceria com a Universidade do Estado do Pará (UEPA), realizará o processo seletivo para o Curso de Especialização em Enfermagem para as áreas de Clínica Cirúrgica, Clinica Médica,Terapia Intensiva e Oncologia. Cada curso oferece 3 vagas, todos com duração de dois anos.
Os interessados podem fazer suas inscrições no período de 22/02 a 22/03/2010, das 9h às 12h, e das 14h às 17h, na Divisão de Ensino da Diretoria de Ensino e Pesquisa do Ophir Loyola, no Av. Magalhães Barata nº 952, São Brás.A taxa de inscrição é de R$ 130,00, podendo ser paga na Tesouraria do HOL. Maiores informações: Diário Oficial Nº 31611 de 24/02/2010, ou pelo tel (91) 3342-1320

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

SASS promove campanha de vacinação

Os funcionários da Fundação Hemopa estão convocados a participar da I Campanha de Vacinação de 2010, contra Hepatite B, Tétano e Dupla Viral (sarampo e rubéola), de 8h às 12h, e de 14 às 17h, na sala do Serviço de Assistência à Saúde do Servidor (SASS), que está promovendo a ação, que faz parte do Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional (PCMSO).
Hepatite B- A hepatite B, doença sexualmente transmissível, é o mais sério problema de saúde pública em países como a China, por exemplo. Sem tratamento, a doença provoca aumento na incidência de cirrose e tumores de fígado. Vacinar a população é uma medida importantíssima de saúde pública.
O Tétano- É uma doença infecciosa, não transmissível de um indivíduo para outro, que pode ocorrer em pessoas não imunes ou seja, sem níveis adequados de anticorpos protetores. Os anticorpos protetores são induzidos exclusivamente pela aplicação da vacina antitetânica, uma vez que a neurotoxina, em razão de atuar em quantidades extremamente reduzidas, é capaz de produzir a doença, mas não a imunidade. O tétano pode ser adquirido através da contaminação de ferimentos (tétano acidental), inclusive os crônicos (como úlceras varicosas) ou do cordão umbilical (tétano neonatal).
Sarampo- É uma doença infecto-contagiosa provocada pelo morbili vírus e transmitida por secreções das vias respiratórias como gotículas eliminadas pelo espirro ou pela tosse. O período de incubação, ou seja, o tempo entre o contágio e o aparecimento dos sintomas, é de cerca de 12 dias e a transmissão pode ocorrer antes do aparecimento dos sintomas e estender-se até o quarto dia depois que surgiram placas avermelhadas na pele. O sarampo é uma doença potencialmente grave. Em gestantes, pode provocar aborto ou parto prematuro.
Rubéola- É uma doença infecto-contagiosa causada pelo Togavírus. Sua característica mais marcante são as manchas vermelhas que aparecem primeiro na face e atrás da orelha e depois se espalham pelo corpo inteiro. O contágio ocorre comumente pelas vias respiratórias com a aspiração de gotículas de saliva ou secreção nasal. A rubéola congênita, ou seja, transmitida da mãe para o feto, é a forma mais grave da doença, porque pode provocar malformações como surdez e problemas visuais na criança.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Hemopa comemora saldo de doações de sangue

A população paraense atendeu o apelo da campanha de doação de sangue do carnaval, promovida pela Fundação hemopa no período de 02 a 09/02, resultando num significativo saldo de 2.241 comparecimentos, que correspondeu a uma média diária de 421 participantes, superando a meta de 300 coletas/dia. O quantitativo também ultrapassou o número de comparecimentos registrado na campanha de 2009, quando 2.145 doadores efetivaram doações, representando uma média/dia de 306 participações.
A campanha contou com importantes parcerias, entre elas, do Grupo de Comunicação RBA, que fez o lançamento da ação estratégica no dia 02, com entrevistas ao vivo em todas as programações da tv, de 8h ás 18h. A parceria contou ainda com produção de chamadas para Tv e rádio, uma semana antes da mobilização, sensibilizando a população para aderir à campanha, que resultou em 338 coletas. Das 10 campanhas realizadas em parceria com a RBA, foram coletadas 13.850, que garante atendimento de aproximadamente 55.400 pacientes adultos, tendo em vista que a bolsa é fracionada em quatro hemocomponentes.
A campanha do carnaval também foi realizada nos Hemocentros Regionais de Marabá, Santarém e Castanhal; e nos Núcleos de Hemoterapia de Abaetetuba, Altamira, Tucuruí, Redenção e Capanema
Para a assistente gerente de captação de Doadores, a assistente social Juciara, o resultado da campanha dói bastante satisfatório, e ela agradece, inclusive, os parceiros. “Contamos com apoio de vários parceiros, entre eles, a RBA, a agremiação carnavalesca jurunense “Rancho Não Posso Me Amofiná”, dos sambistas Ademir do Cavaco e Claudionor Gonçalves (autores e interpretes da letra do samba enredo do Hemopa), além da imprensa local”, destacou, informando que a campanha continuará até o final deste mês, mas sem distribuição de brindes.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis,Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado. O Homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118 ou pelo site: www.hemopa.pa.gov.br ou pelo blog: http://fundacaohemopa.blogspot.com

Contagem regressiva para entrega do BSCUP

Representantes da Fundação Hemopa e da Fundação do Câncer reunirão nos próximos dias 24 e 25, para tratar da finalização das obras do Banco de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário (BSCUP), que deverá ser entregue até abril deste ano. Dia 24, às 14h30, o evento contará com a presença do Técnico de Projetos da Fundação do Câncer, Marson Rebuzzi; e do Engenheiro Evandro Pires da empresa Centro Sul, para discutir o andamento das obras e intervenções na maternidade do Hospital de Clínicas “Gaspar Viana”, entre outros pontos pertinentes. Seguindo a programação, no dia 25, às 9h, a visita técnica contará com a presença dos representantes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Projeto rede Brasilcord, os Técnicos do BNDES, Daniel Salek e Rodrigo Campos, respectivamente.
O QUE SÃO CÉLULAS TRONCO?
São células encontradas em embriões, no cordão umbilical e em tecidos adultos, como o sangue, a medula óssea e o trato intestinal, por exemplo, as células-tronco possuem grande capacidade de transformação celular, podendo dar origem a diferentes tecidos no organismo. As células-tronco têm a capacidade de auto-replicação, ou seja, de gerar cópias idênticas de si mesmas.
Foto: Visita técnica realizada no dia 20/01.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Hemopa Castanhal faz arrastão com bloco da solidariedade

Nesta sexta-feira, 12, a partir das 17h, o Hemocentro Regional de Castanhal, em parceria com a prefeitura local, estará fazendo o arrastão do “Bloco da Solidariedade”. A concentração será ao largo do Igarapé de Apeú, seguindo até a Praça Matriz de Castanhal. Tudo isso animado com trio elétrico e samba enredo do Hemopa, que fala a solidariedade universal da doação voluntária de sangue, cuja letra e interpretação são dos sambistas Ademir do Cavaco e Claudionor Gonçalves. A atividade faz parte do encerramento da campanha que foi desenvolvida desde o dia primeiro deste mês. A meta ´de 50 coletas/dia.
Segundo a responsável técnica pela unidade, a dra. Sandra Lobato, o “Bloco da Solidariedade” será composto por funcionários, doadores, familiares e brincantes em geral, sem restrição de idade sexo ou cor. “Vamos cantar e dançar em favor da vida, mostrando que a doação de sangue pode e deve ser estimulada com arte e alegria”, comentou a médica, demonstrando bastante otimismo com relação a adesão ao bloco.
Com a responsabilidade de garantir atendimento transfusional para leitos de 48 municípios daquela região, o Hemopa Castanhal efetivou em 2009, 3.317 transfusões. Das doações realizadas, 70% foram espontâneas; 48,5% de repetição; 46% de doadores jovens; 33,5% de mulheres, superando a meta nacional estabelecida pelo Ministério da Saúde (MS), que é de 30%.
Segundo a médica Sandra Lobato, a mobilização para reforçar estoque técnico de sangue daquele hemocentro não encerra no carnaval. “Sempre há pacientes necessitando de sua solidariedade”, comentou, convidando todas aquelas pessoas que, por algum motivo, ainda não passaram pela experiência, para comparecer ao hemocentro e salvar vidas com um simples gesto: doando sangue.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis,Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado. O Hemopa Castanhal funciona para coleta de sangue de 7h às 13h, de segunda a sexta-feira, na Travessa Floriano Peixoto, Alameda Rita de Cássia, Conj. Maria Alice, casa B-2 e B-3. Fone: (91) 3721.2986 / 3721.4008. E-mail: hrc@linknet.com.br ou ainda hemopacastanhal@yahoo.com.br.

2ª Reunião de Análise Crítica de Desempenho

A Fundação Hemopa realiza nos dias 10 e 11 de fevereiro, a 2ª Reunião de Avaliação de Análise Crítica de Desempenho, referente ao segundo semestre de 2009, de modo que os resultados a serem apresentados deverão referir-se aos programas/ações/metas programadas/executadas contidas no plano plurianual 2008-2011, cabendo ser feita análise crítica dos resultados alcançados, ou seja, os fatores positivos ou ainda, as dificuldades que levaram aos resultados obtidos e o que precisa ser melhorado.
A Presidência, a Diretoria Técnica, a Diretoria de Administração e Finanças e Assessorias, além dos resultados do PPA, também deverão apresentar os resultados dos objetivos estratégicos, estabelecidos no planejamento estratégico institucional, descrevendo a situação atual, as ações estratégicas para garantir tais metas, o tempo projetado para cumprimento dos resultados, além dos responsáveis por cada ação e indicadores.
Foto: Presidente do Hemopa, dra. Fátima Montoril, recepcionando participantes ao fazer abertura oficial do evento.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Hemopa convoca doadores de sangue

A insuficiência do estoque de sangue da hemorrede brasileira, para atendimento da demanda transfusional do carnaval, fez com que o coordenador Geral de Sangue e Hemoderivados, (CGSH), do Ministério da Saúde (MS), Guilherme Genovês, convocasse a população potencialmente doadora de sangue a comparecer nos hemocentros estaduais para efetivar a coleta de sangue e colaborar para o abastecimento das unidades em todo Brasil, cuja população doadora não chega a 2%, quando a sugerida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), é de 3% a 5%.

No Pará, com a proximidade do feriadão do carnaval, a Fundação Hemopa reforça atividades da campanha de incentivo à doação de sangue para manter estoque técnico e, assim, garantir o abastecimento da demanda transfusional dos leitos hospitalares do Estado. Desde o início da ação estratégica, dia 02/02, até ontem, 09, o hemocentro registrou 2.241 comparecimentos, que corresponde a uma média diária de 320 coletas. “Quem doa sangue tem amor no coração”. É o tema da campanha que se estenderá até o dia 11, com distribuição de camiseta, preservativos, material educativo e CD com samba enredo e Melody do Hemopa, além de lanche especial com caldo verde, sanduíches, suco, picolé e frutas.
Atualmente cerca de 218 hospitais paraenses são atendidos pelo Hemopa, entre elas as emergências, maternidades e unidades de tratamento intensivo. No Pará, cerca de 1.7% de toda sua população é doadora de sangue. O quantitativo precisa aumentar e chegar entre 3% e 5% como determina a Organização Mundial de Saúde (OMS).
Para a gerente de Captação de Doadores, a assistente social Juciara Farias no período monesco, as unidade de atendimento de urgência emergência ficam sobrecarregadas. ‘Por isso precisamos da solidariedade daqueles que podem doar sangue. Antes de cair na folia, passe em qualquer unidade do hemopa, capital ou interior, a faça a sua parte, doando sangue”, sugeriu, informando que a campanha está sendo realizada, simultaneamente nos Hemocentros Regionais de Castanhal, Marabá e Santarém; e nos Núcleos de Hemoterapia (NH) de Abaetetuba, Altamira, Tucuruí, Redenção e Capanema.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis,Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado. O Homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118 ou pelo site: www.hemopa.pa.gov.br ou pelo blog: http://fundacaohemopa.blogspot.com.
Fotos: 1- Doadores atendem apelo da campanha. Foto 2-Apresentação do Coral do Hemopa na programação da campanha. Foto 3-Copa ambientada com música e adereços carnavelescos

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Hemopa dá início a campanha do carnaval

A presidente da Fundação Hemopa, dra. Maria de Fátima Pombo Montoril, recepcionou um grupo de mais de cem universitários, na sua maioria de calouros, do curso de Medicina da Universidade Estadual do Pará (UEPA), na manhã de hoje, 02, durante abertura da campanha de incentivo à doação de sangue e cadastro de doadores de medula óssea, que vai até o dia 09/02. “Quem doa sangue tem amor no coração”. É o tema da ação estratégica que visa o abastecimento de sangue da rede hospitalar pública e privada, neste feriadão do carnaval.
A recepção aos calouros faz parte do programa ‘Trote Solidário”, que a Gerência de Captação de Doadores (GECAD), realiza junto as instituições de ensino superior para estimular o ato solidário. “A doação de sangue é de fundamental importância para atendimento de pacientes que precisam de sangue para sobreviver. É um gesto simples, rápido e que salva vidas”, observou o futuro médico e doador de sangue, Luiz Cota, que está no segundo ano do curso de medicina.
O “Trote Solidário”, também contou com aula inaugural do professor Nelson Ribeiro, sobre ‘Fisiologia do Sistema Circulatório”. Logo em seguida, a titular da GECAD, a assistente social Juciara Farias ministrou palestra sobre “A importância da participação da sociedade no processo da doação de sangue e cadastramento de doadores de medula óssea”. Logo após, ele fizeram visita nas instalações do Hemopa, para em seguida doar sangue e fazer cadastro de doador de medula.
A campanha de carnaval prossegue até a próxima terça-feira, com distribuição de kit com camiseta, CD com samba enredo e Melody do Hemopa, panfleto e preservativos aos doadores no período. Paralelamente, a ação estratégica está sendo desenvolvida nos Hemocentros Regionais de Castanhal, Marabá e Santarém; e nos Núcleos de Hemoterapia de Abaetetuba, Altamira, Tucuruí, Redenção e Capanema.
O êxito da campanha dependerá diretamente do comparecimento de doadores na hemorrede. Para tanto, Juciara Farias sugere para aquelas pessoas que passarem o carnaval fora de Belém , efetivarem suas doações de sangue onde houve unidade do Hemopa, no interior do Estado, tendo em vista que os hemocentros brasileiros enfrentam dificuldade com a redução do número de coletas nesse período. Aqui no Pará não é diferente. “O período de chuva intensa também é um importante fator de dificuldade de acesso ao hemocentro coordenador.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis,Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado. O Homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118 ou pelo site: www.hemopa.pa.gov.br ou pelo blog: http://fundacaohemopa.blogspot.com

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Carnaval incremenatará estoque de sangue


O Governo do Estado, através da Fundação Hemopa, promoverá nesta terça-feira, 02, lançamento da primeira grande ação estratégica deste ano, com a campanha de incentivo à doação voluntária de sangue do carnaval, que se estenderá até o dia 09/02. A abertura contará com a parceria do Grupo de Comunicação da RBA, que fará flashes ao vivo da sede do hemocentro, das 8h às 18h. A mobilização tem o objetivo de formar estoque técnico de sangue parta atendimento das solicitações de sangue da rede hospitalar que, em épocas festivas, costuma aumentar em torno de 25%, enquanto que a oferta reduz quase que na mesma proporção.A meta é de 300 coletas/dia.
Outra atração da campanha é a participação de aproximadamente 100 calouros do curso de Medicina da Universidade Estadual do Pará (UEPA).A atividade faz do “Trote Solidário”, que estimula a doação de sangue na comunidade acadêmica de estabelecimentos de ensino superior público e privado. Eles serão recebidos pela presidente do Hemopa, dra.Maria de Fátima Pombo Montoril, no auditório do hemocentro.Logo após será ministrada palestra sobre “A importância da Doação de Sangue”.Ao término, os novos universitários farão o “Hemotur”, para conhecer as instalações do prédio e, os que aceitarem o convite, doarão sangue.
“Quem doa sangue tem amor no coração”.É o tema da campanha do carnaval que distribuirá kit com camiseta, preservativos, panfletos e um CD com o Samba Enredo do Hemopa, além de lanche especial. Para a gerente de Captação de Doadores, a assistente social Juciara Farias, a expectativa de comparecimento de doadores é a melhor possível. “Quanto mais pessoas doarem, mais pessoas serão beneficiadas. Por isso, contamos com a população potencialmente doadora para que possamos reforçar nosso estoque de sangue e garantir atendimento da demanda, tendo em vista que neste período o comparecimento de doadores é reduzida por causa das festas e chuvas”, comentou, destacando que a autoria da letra do samba é de Ademir do Cavaco e Claudionor Gonçalves.
A assistente social avisa ainda que a campanha será desenvolvidas, simultaneamente, nos Hemocentro regionais de Castanhal, Marabá e Santarém; e nos Núcleos de Hemoterapia (NH) de Abaetetuba, Altamira, Tucuruí, Redenção e Capanema. Portanto, sugeriu Juciara Farias, as pessoas que se deslocarem de Belém para essas localidades podem efetuar a sua doação de sangue, antes de cair na folia, até porque a coleta de sangue não impede diversão.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis,Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado. O Homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118 ou pelo site: www.hemopa.pa.gov.br ou pelo blog:: http://fundacaohemopa.blogspot.com