quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Hemopa é Ouro no PEQ Pará.

A Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará –HEMOPA-, conquista mais um título inédito no Pará ao obter o Troféu Ouro do Programa Estadual de Qualidade (PEQ/PA)/2010, concedido pelo Governo do Estado, às instituições públicas com práticas de excelência de gestão nos seus processos internos e atendimento aos usuários dos serviços. Desde que foi criado há cinco anos o PEQ nunca tinha premiado uma organização com a faixa Ouro. No entanto, o Hemopa já havia conquistado nesse período Troféu de Bronze e por três anos consecutivos Troféu de Prata. As instituições participantes foram avaliadas nos critérios liderança, estratégias e planos, cidadãos e sociedade, informação e conhecimento, pessoas, processos e resultados. A cerimônia de premiação será no dia 25 de novembro, no Teatro Maria Sylvia Nunes.
Ao receber o resultado da premiação, a presidente do Hemopa dra. Maria de Fátima Pombo Montoril reuniu com funcionários para parabenizar e agradecer a cada um deles por mais essa conquista que beneficia diretamente o usuário do serviço. “Eu também dedico esse reconhecimento à sociedade em geral que merece todo o nosso respeito e atendimento de qualidade”, ressaltou, enfatizando outra importante premiação conquistada pelo hemocentro com a obtenção da Faixa Prata do Prêmio de Qualidade do Governo Federal (PQGF), na qual o Hemopa concorreu com mais 34 instituições públicas do país. A cerimônia de entrega dos vencedores será em Brasília, também no dia 25 de novembro.
O Troféu de Prata do PQGF este ano foi para o Hospital de Clínicas “Gaspar Viana”. O Bronze foi dividido com o Laboratório Central (LACEN), Secretária de Estado da Fazenda (SEFA), Banpará, Hospital Santa Casa, Jucepa e Prodepa. A Menção Honrosa foi para a CEASA e Hospital Ofir Loyola..
Antecedendo a premiação, as organizações receberam visitas técnicas para verificação das práticas de gestão. A equipe de juízes voluntários do Prêmio Estadual da Qualidade foi composta por Edvaldo Menezes Sales (ex-coordenador de Qualidade da Albras), Cláudio Nascimento Cunha (analista de Qualidade do Sistema Integrado de Gestão da Albras), Jayme Celson Bentes Canto (oficial engenheiro Naval da Marinha do Brasil). O processo contou com a atuação de 30 examinadores seniores que defenderam os relatórios de gestão das organizações participantes.
O Prêmio Estadual da Qualidade, realizado pelo Governo do Estado, através da Sead, é uma vertente do Programa de Qualidade na Gestão Pública do Estado do Pará, que tem como coordenador, Flavio Augusto Ferreira da Silva. A equipe do PEQ é composta por técnicos que trabalham na organização e consolidação do prêmio durante todo ano.
Dra Fátima Montoril agradece ainda o Governo do Estado, através da SEAD, pela organização do evento que prima pela melhoria contínua do serviço público. "É sempre uma honra participar de um evento que foca a busca pela satisfação do usuário.É muito bom perceber que a cada ano, mais organizações estaduais aderem ao PEQ/PA", finalizou.
Foto 1- Dra. Fátima Montoril compartilha a premiação com a sociedade em geral. Foto 2- Funcionários comemoram mais uma vitória em prol da vida.

Parabéns, secretárias!!!

A Fundação Hemopa parabeniza todas as secretárias, em especial as que fazem parte de corpo funcional, pelo seu dia comemorado hoje, 30/10, que com paciência ,atenção e responsabilidade administram de forma competente as demandas de trabalho.
Histórico sobre a data
Lilian Sholes foi a primeira mulher a datilografar em público. Ela era filha de Christopher Sholes, um dos inventores da máquina de escrever, em 1867, durante a segunda fase da Revolução Industrial. Lílian fazia aniversário em 30 de setembro de 1850, e, no centenário de seu nascimento, as empresas fabricantes de máquinas de escrever fizeram comemorações e concursos para eleger a melhor datilógrafa. Muitas secretárias participavam dos concursos, que passaram a ser repetidos todos os anos, no dia 30 de setembro. O data tornou-se conhecida como o “Dia das Secretárias”.
Com o surgimento das associações de classe, a data foi popularizada como forma de reconhecimento da profissão. Alguns Estados brasileiros tornaram oficial o 30 de setembro. Existe também o Dia Internacional da Secretária, que é comemorado na última quarta-feira de abril. Segundo outra versão, São Jerônimo, homenageado em 30 de setembro, é o santo protetor das secretárias. Ele nasceu em Estrido, na Dalmácia. Estudou gramática, retórica e filosofia em Roma. São Jerônimo trabalhou como secretário do papa Damaso, que governou a Igreja Católica de 367 a 384. Chamado de “Doutor Máximo das Escrituras”, Jerônimo traduziu o Antigo e o Novo Testamento, a Vulgata, para o latim. Ele morreu no começo do século V.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Mineradoras promovem 12ª campanha de doação de sangue

O estoque de sangue da Fundação Hemopa receberá significativo reforço com a 12ª edição da campanha de doação de sangue, em parceria com as mineradoras Albras e Alunorte, no período de 29 de setembro a primeiro de outubro. A meta é de 1.000 coletas. A ação tem o objetivo de reforçar estoque técnico de sangue para atendimento da demanda hospitalar na primeira quinzena de outubro, quando a cidade recebe milhares de turistas em função do Círio de Nazaré, e é registrado aumento das solicitações transfusionais em torno de 10%.
Nesses 11 anos de parceria foram efetivadas 16.408 doações que atenderam uma média de 65.632 pacientes adultos, tendo em vista que com uma doação atende até quatro pacientes adultos. Segundo a coordenadora da ação estratégica, pelo hemocentro, a dra. Socorro Ferreira, a grande mobilização solidária da Albras e Alunorte envolverá funcionários e terceirizados de Barcarena e outros municípios vizinhos. A coleta se dará no ambulatório da Albras, nos dias 29 e 30/09,de 7h30 às 17h, e na sexta-feira, 01/10, de 7h30 às 12h.
Para a presidente do hemocentro, a médica Maria de Fátima Pombo Montoril, a realização de mais um ano de parceria com as duas mineradoras refletem a importância do trabalho entre as esferas pública e privada. “Precisamos desse tipo de parceria para melhorar cada vez mais o nosso atendimento”, observou, adiantando que o hemocentro elaborou programação para a realização da campanha de doação de sangue e formação de cadastro de doadores de medula óssea, no dia 06/10, quando o hemocentro disponibilizará a unidade móvel em frente a agência do Banco do Brasil, da Presidente Vargas, de 8h às 17h, somente para cadastro de medula, e na sede do hemocentro, de 7h30 às 18h, para coleta de sangue e cadastro de doadores de medula óssea.
Aproveitando a oportunidade, Fátima Montoril fez destaque a mais recente premiação da Fundação Hemopa que conquistou a Faixa Prata, Ciclo 2010, do Prêmio Nacional de Gestão Pública do Governo Federal, que significa a avaliação do alto desempenho institucional segurança e qualidade dos produtos e serviços oferecidos aos usuários. A cerimônia em homenagem aos vencedores do prêmio será em novembro deste ano, em Brasília. “Agradecemos essa premiação aos funcionários e instituições parceiras que impulsionam as ações desenvolvidas em prol da vida”, enfatizou a médica.O
A abertura oficial da campanha se dará às 8h com a presença da coordenadora de Hemoterapia do Hemopa, dra. Sheila Milisa e da dra. Socorro Ferreira. Pelas mineradoras estarão os diretores Industriais da Albrás, Luis Jorge Nunes; e da Alunorte, Daryush Khoshnervis; e demais funcionários.
Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118.
Fotos: Funcionários atenderam apelo da campanha do ano passado que resultou em 1.154 doações, superando a meta de 1.000 coletas.

Conhecendo a organização

A Fundação Hemopa juntamente com a Assessoria de gestão de Pessoas, convida os servidores a participarem da 3ª Reunião do Projeto “Conhecendo a Organização, que acontecerá no dia 30 deste mês, de 10h às 12h, no auditório do hemocentro. Essas ações fazem parte da Melhoria do Clima Organizacional, baseada na Pesquisa de Clima Organizacional, realizada em outubro de 2009 e tem como objetivo de promover a transparência, criar um espaço de escuta específico dos servidores e estreitar a relação entre servidor/organização.
As palestras apresentadas são: Disseminação das Atribuições da Comissão de Biossegurança/ CBIO Fundação Hemopa; Segurança do Trabalho: Riscos Ergonômicos, Isolamento acústico nas salas da GEHEC, Levantamento de Necessidade de EPI, Palestras sobre o uso de EPI e EPI para servidores da limpeza; Mapa Estratégico da Fundação Hemopa

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Ofir Loiola faz cadastro de medula

A Fundação Hemopa promove, em parceria com o Ofir Loyola, campanha externa para formação de cadastro de doadores de medula óssea, até ás 17h de hoje. A meta é de 200 cadastros que, posteriormente, farão parte do Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (REDOME), que fica no Instituto Nacional do Câncer e é consultado por pacientes que precisam encontrar doadores de medula não aparentados. No Brasil cerca de 1.200 aguardam na fila. No Pará a lista de espera chega a 150.
Referência para a promoção do serviço desde 2002, o Hemopa já enviou ao REDOME mais de 44 mil novas inscrições que somaram com os cerca de um milhão existentes na lista nacional, que deve ser elevada cada vez mais para aumentar as chances de quem precisa do procedimento para sobreviver.
Segundo a titular da Gerência de Captação de Doadores do Hemopa, a assistente social Juciara Farias, a dificuldade em encontrar doadores não aparentados se da pela grande miscigenação da população brasileira. “As chances são de uma em 10 mil no Estado, uma em 100 mil no país e uma em um milhão no mundo”, informou.
Na Fundação Hemopa, o cadastro pode ser feito de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Na unidade móvel de coleta, no dia 06/10, a inscrição será efetuada de 8h às 15h. A ação contará com apoio de instituições e familiares de pacientes que precisam do procedimento para sobreviver.
Se você está bem de saúde e tem entre 18 e 55 anos é um candidato à doação em potencial. Salve vidas.
Passo a passo para se tornar um doador
• Qualquer pessoa entre 18 e 55 anos com boa saúde poderá doar medula óssea. Esta é retirada do interior de ossos da bacia, por meio de punções, e se recompõe em apenas 15 dias.
• Os doadores preenchem um formulário com dados pessoais e é coletada uma amostra de sangue com 5ml para testes. Estes testes determinam as características genéticas que são necessárias para a compatibilidade entre o doador e o paciente.
• Os dados pessoais e os resultados dos testes são armazenados em um sistema informatizado que realiza o cruzamento com dados dos pacientes que estão necessitando de um transplante.
• Em caso de compatibilidade com um paciente, o doador é então chamado para exames complementares e para realizar a doação.
• Tudo seria muito simples e fácil, se não fosse o problema da compatibilidade entre as células do doador e do receptor. A chance de encontrar uma medula compatível é, em média, de UMA EM CEM MIL no país. Uma em 10 mil no Estado.
• Por isso, são organizados Registros de Doadores Voluntários de Medula Óssea, cuja função é cadastrar pessoas dispostas a doar. Quando um paciente necessita de transplante e não possui um doador na família, esse cadastro é consultado. Se for encontrado um doador compatível, ele será convidado a fazer a doação.
• Para o doador, a doação será apenas um incômodo passageiro. Para o doente, será a diferença entre a vida e a morte.
• A doação de medula óssea é um gesto de solidariedade e de amor ao próximo.
• É muito importante que sejam mantidos atualizados os dados cadastrais para facilitar e agilizar a chamada do doador no momento exato. Para atualizar o cadastro, basta que o doador ligue para o Serviço de Redome do Hemopa: 32429100/R-325.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Hemopa conquista prêmio nacional

A Fundação Hemopa conquistou mais um importante reconhecimento nacional com a premiação na Faixa Prata, Ciclo 2010, concedido pelo Programa de Qualidade do Governo Federal (PQGF), que faz parte das ações estratégicas do Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização. Isso significa a certificação de alto desempenho institucional, segurança e qualidade nos produtos e serviços oferecidos aos usuários cidadãos. O Hemopa concorreu com 34 instituições públicas do país. A cerimônia de homenagem aos vencedores do Prêmio Nacional de Gestão Pública, será realizada em novembro deste ano, em Brasília.
Essa não é a primeira vez que o Hemopa ganha destaque no PQGF. Em 2002, o hemocentro obteve a premiação na Faixa Bronze. Criado em 1998, a premiação entra na sua 12ª edição refinando cada vez mais seu modelo de avaliação do sistema de gestão do serviço brasileiro, visualizando a oportunidade de ganhos coletivos não apenas para o setor público, mas sobretudo para a sociedade.
Para a presidente do Hemopa, dra. Maria de Fátima Montoril, a conquista do Reconhecimento na Gestão na Faixa Prata no PQGF representa o respeito e o resgate da dignidade ao usuário do serviço público que deve sempre primar pela qualidade. “Parabenizo cada servidor público do Hemopa por mais essa vitória em favor da vida. Agradeço todo o esforço e dedicação dos que fazem desse hemocentro referência de qualidade em nosso estado e no Brasil. Essa premiação é o resultado concreto do trabalho contínuo que desenvolvemos nesses 32 anos de existência, sendo mantido por cada gestor que passou e, que certamente os que passarão, pela instituição. É muito bom fazer parte dessa equipe que promove a esperança”, disse sem esconder a emoção de dirigir o segundo melhor hemocentro do país.
Das 34 instituições inscritas, 29 foram confirmadas como candidatas e 11 foram selecionadas para figurarem como modelo de atuação, em função do alto desempenho institucional apresentado e das boas práticas gerenciais desenvolvidas.
Responsável pela política estadual do sangue, atualmente o hemocentro possui uma hemorrede composta por 45 unidades, que corresponde a 95% da cobertura transfusional do Estado. Ano passado o Hemopa coletou 92.995 bolsas de sangue e atendeu 119.918 solicitações transfusionais. O atendimento médico especializado aos cerca 13 mil pacientes portadores de doenças hematológicas é realizado por equipe multidisciplinar com médicos, odontológos, fisioterapeutas, fisiatras, assistentes sociais, psicólogos, pedagogos e enfermeiras. A diversificação das ações disponibiliza serviço para cadastramento de doadores de medula óssea e, mais recentemente, a implantação do único Banco de Sangue de Cordão Umbilical da região Norte. Na área de formação de recursos humanos, o Hemopa saiu na frente e implantou o I Curso de Especialização em Hemoterapia do Estado, para suprir a insuficiência do número de especialistas e atender os anseios da demanda.
O hemocentro tem um histórico de reconhecimento de seu modelo de excelência de gestão que foi impulsionada com a obtenção da certificação da hemorrede pelas normas da Organização Nacional de Acreditação (ONA)/ 2009, como único hemocentro público no país a conquistar tal referência; reconhecimento da gestão na Faixa Prata/Ciclo 2009, pelo Programa Estadual da Qualidade (PEQ/PA), pela 3ª vez consecutiva; participação no Programa Nacional de Qualificação da Hemorrede (PNQH), do Ministério da Saúde (MS), sendo classificado o 2ª melhor hemocentro do Brasil,entre outros.
Durante a solenidade de entrega das premiações, o HEMOPA também receberá homenagem por ter publicado a CARTA DE SERVIÇO AO CIDADÃO, conforme o Decreto N° 6.932, de 11 de Agosto de 2009, da Presidência da República . A edição tem o objetivo de orientar e facilitar o acesso aos serviços e produtos oferecidos pelo hemocentro, em respeito ao cidadão usuário.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Uso indevido do jaleco pode contaminar

O jornal Diário do Pará publicou nesta quinta-feira, 23, na Editoria de Cidades, importante matéria sobre os risco de contaminação com o uso inadequado do jaleco médico. Segundo pesquisa da Pontifica Universidade Católica (PUC-SP), campus de Sorocaba, 95% desses equipamentos de proteção individual para profissionais da área de saúde, apresentaram sinais de contaminação. Entre os microrganismos identificados nos jalecos está o staphilococcus aureus, bactéria considerada como um dos principais agentes de infecção hospitalar.
Segundo a matéria, a ideia da pesquisa surgiu a partir da constatação de que alunos do hospital-escola do Conjunto Hospitalar de Sorocaba, saíam para almoço em bares e restaurantes sem tirar o jaleco. O objetivo foi comparar a microbiota existente nos jalecos, sobretudo na região do punho e na pele dessas pessoas, com a dos não usuários.“Essa elevada taxa de contaminação pode estar relacionada ao contato direto com pacientes, aliada ao fato dos microrganismos poderem permanecer entre 10 e 98 dias em tecidos encontrados em hospitais, como algodão e poliéster!”, explicou Fernanda Dias, uma das autoras da pesquisa.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Parabéns, doador de medula óssea!

A Fundação Hemopa preparou vasta programação em homenagem ao Dia Estadual da Doação de Medula Óssea, comemorada no próximo dia 06 outubro. A previsão é de 400 cadastros. Participe dessa ação solidária na Fundação Hemopa ou na unidade móvel de coleta que estará em frente à Agência do Banco do Brasil, na Presidente Vargas.
“Você já pensou em salvar uma vida?”. É o tema de campanha que tem o objetivo de aumentar o número de candidatos à doação de medula óssea que atualmente é mais de um milhão no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (REDOME), que fica no Instituto Nacional do Câncer (INCA), que fica no Rio de Janeiro e é consultado por pacientes que precisam encontrar doador compatível. O Pará, através do serviço de REDOME do Hemopa, já enviou 44 cadastros efetivados desde 2002. Cerca de 150 pacientes paraenses aguardam na fila pelo transplante de medula.
Na Fundação Hemopa, o cadastro pode ser feito de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Na unidade móvel de coleta, no dia 06/10, a inscrição será efetuada de 8h às 15h. A ação contará com apoio de instituições e familiares de pacientes que precisam do procedimento para sobreviver.
Se você está bem de saúde e tem entre 18 e 55 anos é um candidato à doação em potencial. Salve vidas.
Passo a passo para se tornar um doador
• Qualquer pessoa entre 18 e 55 anos com boa saúde poderá doar medula óssea. Esta é retirada do interior de ossos da bacia, por meio de punções, e se recompõe em apenas 15 dias.
• Os doadores preenchem um formulário com dados pessoais e é coletada uma amostra de sangue com 5ml para testes. Estes testes determinam as características genéticas que são necessárias para a compatibilidade entre o doador e o paciente.
• Os dados pessoais e os resultados dos testes são armazenados em um sistema informatizado que realiza o cruzamento com dados dos pacientes que estão necessitando de um transplante.
• Em caso de compatibilidade com um paciente, o doador é então chamado para exames complementares e para realizar a doação.
• Tudo seria muito simples e fácil, se não fosse o problema da compatibilidade entre as células do doador e do receptor. A chance de encontrar uma medula compatível é, em média, de UMA EM CEM MIL no país. Uma em 10 mil no Estado.
• Por isso, são organizados Registros de Doadores Voluntários de Medula Óssea, cuja função é cadastrar pessoas dispostas a doar. Quando um paciente necessita de transplante e não possui um doador na família, esse cadastro é consultado. Se for encontrado um doador compatível, ele será convidado a fazer a doação.
• Para o doador, a doação será apenas um incômodo passageiro. Para o doente, será a diferença entre a vida e a morte.
• A doação de medula óssea é um gesto de solidariedade e de amor ao próximo.
• É muito importante que sejam mantidos atualizados os dados cadastrais para facilitar e agilizar a chamada do doador no momento exato. Para atualizar o cadastro, basta que o doador ligue para o Serviço de Redome do Hemopa: 32429100/R-325.

Debate sobre novo modelo de Gestão pública.

A titular do Núcleo da Qualidade da Fundação Hemopa, a socióloga Ligia Garcia, está participando, na manhã de hoje, 22, do debate sobre “O novo modelo de gestão pública: um olhar a partir da UFPA”. O debate será em conjunto com o prof. Dr. Erick Pedreira (PROPLAN) e com a prof. Dra. Nirvia Ravena. O evento está sendo promovido por intermédio do CAPACIT/UFPA, na sala Igarapé Uriboca, do Centro de Capacitação da universidade.O encontro faz parte do Módulo Institucional do Programa de Desenvolvimento de Gerentes Operacionais e Supervisores (DGOS), da Universidade Federal do Pará (UFPA), em parceria com ENAP.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Hemopa espera 300 doadores por dia na campanha do Círio

A Fundação Hemopa está finalizando programação de sua próxima campanha de incentivo à doação de sangue referente ao Círio de Nazaré, que será realizada no período de 6 a 9 de outubro. A ação contará com a parceria de várias instituições públicas, privadas e religiosas.A meta será de 300 v0luntários/dia.
A programação constará com apoio da Cruz Vermelha Brasileira/Seção Pará, paróquias, Guarda da Santa e dirigentes de peregrinações que antecedem o Círio de Nossa Senhora de Nazaré. A ação estratégica vai assegurar atendimento satisfatório da demanda hospitalar da quinzena da festividade nazarena, quando aumenta o fluxo turístico na cidade o que ocasiona eventual elevação de atendimentos médicos e posterior demanda transfusional.
Ano passado o Hemopa coletou 92.995 bolsas de sangue e efetivou 119.995 atendimentos transfusionais em todo o Estado. Isso demonstra a extrema necessidade de fortalecimento de parceria entre a instituição e a sociedade civil organizada, tendo em vista que o hemocentro tem a responsabilidade de garantir abastecimento de sangue com qualidade a rede hospitalar pública e privada, e por sua vez, a sociedade deve dispor de voluntariado e solidariedade na doação de sangue.
Para a gerente de Captação de Doadores do Hemopa,a assistente social Juciara Farias, a campanha deve superar sua meta. “Aposto nos antigos e novos doadores de sangue. Em 2009, somente em Belém, o Hemopa recebeu a coleta de 62.373 voluntários. Isso reflete o comprometimento da população e nós agradecemos”, enfatizou.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e peso acima de 50 quilos é um doador em potencial. O candidato deve estar bem alimentado. É necessário apresentar documento oficial original e com foto. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada três meses e a mulher a cada dois meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Seminário Regional de Psicologia e Políticas Públicas

O Conselho Regional de Psicologia da 10ª Região (CRP 10) e o CREPOP, estarão realizando o "Seminário Regional de Psicologia e Politicas Públicas", que acontecerá dias 23 e 24 deste mês, no auditório David Mufarrej- UNAMA da Alcinda Cacela, este é um evento preparatório para o Seminário Nacional de Psicologia e Politicas Públicas, 2011. Será realizado seminários nos Municipios: Belém, Marabá e Santarém; e em Macapá no Amapá.
Dentro da programação, serão realizados conferências, palestras, mesas redondas e rodas de conversas, para propiciar debate descentralizado e democrático acerca do tema.

Mais informações: 32246322/32246690.

Aniversariantes da Semana

Leila Campos da Silva (20), Jeovaci Moreira de Souza (21), Leda Cristina da Silva Ledo (22), Olinda da Silva Carvalho (22), Marluce Gonçalves Ramos (23), Auricelia Baia (23), Edileuza Barroso Lopes (23), Alessandra Fernandes de Oliveira (24), Jocivaldo Ladislau Batista (24), Karlla Cynthia Marques Freitas (24), Sidclay Luiz Fonseca (26), Jorge Luiz Rego (26), Kátia Pinheiro Galvão (27), Alexandre da Costa Ferreira (27).Abaetetuba: Lucia Maria Silva Rodrigues (26).Capanema: Katiucia Batista (20).Castanhal: Maria de Nazaré Neves do Vale (21). Tucurui: Adilson Jose Leite (20). Altamira: Bruno Carvalho Viterbino (20), Lauro Sodré Oliveira Franco (21), Laura Barros Costa de Souza (23).

Campanhas Externas

O Hemopa realizará campanhas externas, no mês de setembro: Dia 20, às 15h, palestra alunos de Biomedicina da Esamaz, no auditório.Dia 20, o Hemopa estará com um stand sobre Doação de Sangue e Cadastro de Medula Óssea, na Embrapa, Av. Perimetral.Dia 21, de 8h às 17h, Hospital Geral da Unimed- HGU,Tv. Domingos Marreiros, 1825.Dia 22, de 8h às 18h, Unimed Doca, Avenida Doca de Souza Franco.Dia 23, de 8h às 17h, Unimed Sede Administrativa, Tv. Curuzu, 2212.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Aniversariantes da semana

Jorge Marcio Gomes (13), Jairo leal Rocha (13), Josyane Braga Barbosa (14), Armando Gomes Ozório (15), Alvaro Vitório da Silva (15), Luiz Alberto Leite (15), Maximino Batista de Oliveira (16), Bruno Augusto Sierro (16), Josiane Helena da Silva (17), Marcela Maria Andrade (17), Érika Vanessa Oliveira (17), Odalea do Socorro Gomes (17), Eberson Costa (18), Débora Martins Lima (18), Carmen Priscila Farias (18), Cintya de Oliveira (18), Ivo Lameira (18), Kátia Cilene da Silva (19), Leila Campos da Silva (20).Capanema: Maristela Gonçalves de Carvalho (14), Michelly Lopes (18), Katiucia Batista (20).Castanhal: Sergio Roberto Assis (14), Igor da Silva (15), Iacy de Oliveira (19).Santarém: Aylanda Santos Aguiar (13), Ivanilde Paulo Silva (15), Jéssica Carine Freitas (17).Tucurui: Adilson Jose Leite (20).Marabá: Adriana Silva Carvalho (19).Altamira: Bruno Carvalho Viterbino (20).
PARABÉNS!

Campanhas Externas

A Fundação Hemopa estará realizando campanhas externas com sua unidade móvel de coleta de sangue, nos seguintes locais: Dia 11, de 8h às 15h, Campanha Clube do remo, no Baenão. Dia 11, de 11h à 12h, o Hemopa estará com stand na Igreja Santa Cruz da Alm. Barroso, divulgando as ações do hemocentro. Dia 12, de 8h às 12h, no Templo Central da Assembléia de Deus, na Rua 14 de Março. Dia 13, palestras sobre Doação de Sangue na Escola Batista Paraense e Escola Estadual Azulina Virgolina Dias, Ananindeua. Dias 14 e 15, de 8h às 15h, Campanha no Complexo de São Brás. Dias 14 e 15, às 15h, palestras alunos de Biomedicina da Esamaz, no auditório do Hemopa. Dia 15, Cronograma de palestras sobre doação de sangue, na Escola Técnica Anísio Teixeira. Dia 16, às 8h, Palestras sobre doação alunos Pró-jovem, no auditório. Dia 18, 8h às 14h, campanha Igreja Adventista, Conj. Pedro Teixeira. Dia 19, de 8 às 13h, Associação dos Ex- soldados da Aeronáutica, Praça da República. Dia 20, às 15h, palestra alunos de Biomedicina da Esamaz, no auditório.
Quem pode doar?
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e peso acima de 50 quilos é um doador em potencial. O candidato deve estar bem alimentado. É necessário apresentar documento oficial original e com foto. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada três meses e a mulher a cada dois meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118 ou pelo site: www.hemopa.pa.gov.br

Dia do Ortopedista

NICOLAS ANDRY DE BOISREGARD (1658-1742), seu nome também é grafado apenas como "Nicolas (ou Nicholas) Andry". Médico francês ao qual é atribuída a criação do termo "ortopedia". Em 1741 publicou um tratado com o título A Ortopedia ou a Arte de Prevenir e Corrigir, em Crianças, Deformidades do Corpo. O étimo do vocábulo (orthopédie em francês) é o grego orthós, "reto, direito", e país, paidós, "crianças". Andry dedicou-se ao estudo dos distúrbios de postura, o que foi muito bem representado pelo seu famoso desenho conhecido como "a árvore de Andry", considerado como o símbolo da ortopedia. Ele acreditava que as deformidades esqueléticas eram causadas por erros de postura e pelo encurtamento dos músculos. Nicolas Andry de Boisregard é considerado por alguns estudiosos como o "pai da ortopedia", porém a grande maioria discorda dessa homenagem por acreditar que o seu trabalho não era científico e que a única contribuição de real valor do médico francês foi a introdução da palavra "ortopedia".
O que é a Ortopedia?
Ortopedia é a especialidade direcionada para diagnóstico, tratamento, reabilitação e prevenção de lesões e doenças do sistema muscular e ósseo do seu corpo. Esse sistema complexo inclui seus ossos, articulações (juntas), ligamentos, tendões, músculos e nervos e permite que você se movimente, trabalhe e seja ativo.
No princípio voltada ao cuidado de crianças com deformidades na coluna e membros, agora a ortopedia cuida de pacientes de todas as idades, desde recém nascidos com pés tortos, passando por jovens atletas necessitando de cirurgias artroscópicas até idosos com artrite. Além de qualquer um poder quebrar um osso em qualquer idade.
O símbolo da Ortopedia mostra uma árvore arqueada ladeada e unida por enrolamento a uma haste retilínea, reproduzindo a maneira de correção então feita pra desvios de membros inferiores.