quinta-feira, 31 de março de 2011

Hemopa participa de ação social

O Hemonúcleo de Capanema participou de Ação de Cidadania no município de São João de Pirabas nos dias 25, 26 e 27 de março. A iniciativa foi uma iniciativa da Câmara Municipal em parceria com várias instituições, entre elas, a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (SEJUDH), a Fundação HEMOPA, o Serviço Social do Comércio (SESC/Pará), as Secretarias Municipais de Saúde e de Educação de São João de Pirabas e a Organização Não Governamental (ONG) “Filhos de Pirabas”. O Hemopa Capanema participou da ação com a divulgação de seus produtos e serviços; programas de sensibilização para captação de doadores de sangue e de cadastro de doação de medula óssea; agendamento de doadores de sangue para o Hemonúcleo Capanema; distribuição de preservativos masculinos e femininos e material informativo sobre prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs/AIDS). Durante todo o dia, a população que compareceu no evento foi brindada com a oferta de serviços de emissão de documentos, consultas médicas, triagem para cirurgia de catarata, tratamento odontológico e corte de cabelo.

terça-feira, 29 de março de 2011

III Pan-Amazônico em Belém

A cidade de Belém sediará o III Congresso Pan Amazônico de Hematologia e Hemoterapia, nos dias 26 e 27/05, no Centro de Convenções e Feiras da Amazônia- HANGAR. O evento que será promovido pela Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia- ABHH receberá participantes de todas as regiões do Brasil e de outros países, com o objetivo de promover intercâmbio e troca de experiências e conhecimentos.

Temas que serão debatidos: Coagulopatias Hereditárias; Doenças Hemorrágicas; Hemoglobinopatias; Hemostasia e Trombose; Leucemias Crônicas e Agudas; Linfomas; Logística da coleta e distribuição de sangue; Medicina Transfusional; Mieloma Múltiplo; Púrpura Trombocitopênica Trombótica; Síndromes Mielodisplásicas; Terapia Celular; Transfusão de sangue.Durante o congresso será realizado oficinas de Captação de Doação de Sangue, Enfermagem, Fisioterapia, Gestão em Hemoterapia, Hemovigilância, Hematologia Clínica e Laboratorial, Hematologia Pediátrica, Imunohematologia e Odontologia, além do IV Encontro Anual do Comitê de Glóbulos Vermelhos e do Ferro da ABHH.

Uma das novidades do evento será a instituição do prêmio “João Carlos Pina Saraiva” para os melhores trabalhos científicos inscritos no evento, nas modalidades de hemoterapia e hematologia. O médico homenageado é fundador do Hemopa e membro da ABHH. Mais informações: www.panamazonico.com.br.

Campanha em Marabá supera meta de coletas

O Hemocentro Regional de Marabá comemorou o resultado da campanha de incentivo à doação voluntária de sangue realizada em parceria com o Hospital Regional e UNIMDE –Sul, de 21 a 25/03, que culminou em 245 comparecimentos e 214 coletas de sangue, sendo que 11 de homens e 103 do público feminino, superando a meta de 200 doações. “Todo voluntário é sangue bom” foi o tema da 12ª ação que contou com o importante do grupo de Mobilização de Doadores “Amigos de Sangue”, do Hospital Regional . Da programação, apenas no dia 22, realizada nas dependências do hospital, compareceram 122 candidatos à doação de sangue permitindo a coleta de 103 bolsas de sangue. De 21 a 25, na sede do hemocentro compareceram 123 candidatos à doação, sendo efetivadas 111 delas, das quais 67 bolsas de doadores e 44 de doadoras, permitindo expressivo aumento do estoque de sangue assegurando atendimento satisfatório da demanda transfusional não apenas daquele município como também de toda a região. Segundo o responsável técnico pelo Hemopa Marabá, dr. Fernando Monteiro, a Unimed – Sul do Pará mais uma vez marcou presença com seu apoio e compromisso permanente com o incentivo à doação de sangue na região, sendo a responsável pelo oferecimento de camisetas aos doadores com o tema da campanha. Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e peso acima de 50 quilos é um doador em potencial. O candidato deve estar bem alimentado. É necessário apresentar documento oficial original e com foto. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado. O Hemopa Marabá espera por você na Rod. Transamazônica, Quadra 12, S/N. Entre Av. Hiléia e Av. Amazônia. Bairro: Amapá CEP: 68.502-290 Fone: (94) 3324.1645 / 3324.1810.E-mail: hemopa@skorpionet.com.br

Resultado campanha no Castanheira

O Hemopa agradece os 76 comparecimentos na campanha externa de doação de sangue, realizada no Shopping Castanheira, dias 23 e 24/03. Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portando documento de identidade oficial e com foto pode doar sangue. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado. O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118

Parabéns, funcionários

Aniversariants da Semana (28/03 a 04/04)- Sede: Belém: Vânia Lima dos Santos (28), Ana Glauce Oliveira (28), Lucilene da Conceição Rabelo (29), Talita Lima (30), Mardenilma Maia (31), Advaldo Marcelo dos Santos (31), Silvania Maria Martins (03/04), Danilo Henrique Sousa (04/04). Capanema: Elisangela Silva (31). Castanhal: Maria Idalina Pastori (31), Luiziana Neves (01/04). Tucurui: Ednilson do Carmo (30), Maria de Fátima Alves (01/04), Milena Keli Pontes (03/04). Santarém: Francisco Aldemar Maia (26), Roberta Leonor de Lima (01/04), Luzanilva Leal (02/04). Marabá: Carla Cristina Alves (28), Reginaldo Bezerra Vaz (28), Jose Iran Teixeira (02/04). Redenção: Valdemir Ferreira (30). Altamira: Nelice da Costa Goulart (04/04).

Campanhas externas

Para incrementar o número de doações de sangue e de cadastro de medula óssea, o Hemopa elaborou programação de campanhas externas: Dia 29, de 8h às 17h, no Campus Básico da Universidade Federal do Pará (UFPA), ao lado do Ginásio de Esportes. Dia 30, no Batalhão de Infantaria de Aeronáutica (BINFAE), de 8h às 15h.Dia 01/04, de 8h às 15h, no 8° Depósito de Suprimento do Exercito (DSUP), na Av. Arthur Bernardes.

As instituições públicas ou privadas interessadas em compor parceria com o Hemopa para desenvolvimento de campanhas externas ou atividade de sensibilização para doação voluntária de sangue e de cadastro de doação de medula óssea, devem entrar em contato com a Gerência de Captação de Doadores (GECAD), de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h, e aos sábados de 8h às 12h, através do fone 32429100 R-205.

Quem pode doar sangue: Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portando documento de identidade oficial e com foto pode doar sangue. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado. O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118 . Foto: 1- Unidade móvel atuando na captação hospitalar no "Ophir Loyola".

Café com a presidente

Nesta segunda-feira, 28, às 8h30, a presidente do Hemopa, dra Luciana Maradei, reuniu com seus diretores, coordenadores e assessores para um Café da Manhã, que será uma das ferramentas para sua gestão participativa. A reunião será periódica e será marcada pelo Gabinete, conforme necessidade da presidência.

Futuros enfermeiros visitam Hemopa

Na quinta-feira, 24, às 10h, a Fundação Hemopa recebeu a visita de aproximadamente 50 alunos do curso de Enfermagem da Universidade Estadual do Pará (UEPA). Eles assistiram palestra sobre incentivo à doação de sangue e medula óssea, ministrada pela assistente social Alessandra Leite, da Gerência de Captação de Doadores (GECAD). A atividade faz parte da grade curricular daquela instituição na categoria de educação continuada.Em seguida, eles conheceram as instalações do hemocentro, mas especificamente os setores da área técnica do processamento, armazenamento e distribuição do sangue para hemorrede. A atividade foi encerrada com a doação de sangue e cadastro de medula dos universitários.

Ações do SASS

A Assessoria de Gestão de Pessoas, através do Serviço de Assistência à Saúde do Servidor (SASS), realizará no dia 29, às 10h, na Sala de Estar, a I Reunião das futuras mães funcionárias que fazem parte do “Projeto Servidoras Grávidas”.No dia 29, de 9h às 12h, também haverá 2ª parte da Reunião do Projeto de Preparação para a Aposentadoria. No dia 30, às 12h, será realizado mais uma comemoração coletiva dos Aniversariantes do Trimestre (Jan/Fev/Mar), na Sala de Estar.Participem!

Congresso Pan Amazônico

Nesta segunda-feira, 28, a presidente do Hemopa, dra. Luciana Maradei coordenou mais uma reunião para a execução logística do III Congresso Pan -Amazônico de Hematologia e Hemoterapia, que será realizado nos dias 26 e 27/05, no Centro de Convenções e Feiras da Amazônia- HANGAR. Antecedendo o evento, será realizado cursos pré-congresso no dia 25/05, em várias instituições que estão dando apoio ao congresso. A grade de programações já está concluída, e foi repassada para os participantes, sendo que, a programação ainda pode sofrer alterações. Mais informações acesse o site www.panamazonico.com.br.

Luciana Maradei na ALEPA

No último dia 23, às 11h, a presidente do Hemopa dra Luciana Maradei, apresentou sua argüição no plenário da Assembléia Legislativa do Pará (ALEPA). A realização das argüições fortalece o papel legislativo de cada instituição, em que cada gestor expõe informações, ações, atividades desenvolvidas e as metas previstas para a nova gestão.“É fundamental a melhoria do sistema de gestão, o aumento da cobertura hemoterápica no Estado, e para isso precisamos estudar o perfil dos municípios que pleiteiam uma agência transfusional”, destacou a médica.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Captação hospitalar eleva doações de sangue

No próximo dia 29, às 10h, técnicos da Fundação Hemopa reunirão com o corpo clínico da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (FSCMP) para estreitar a parceria e melhorar o índice de doação de sangue de familiares de pacientes internados naquela casa de saúde. A atividade também será desenvolvida com o mesmo objetivo no Hospital Ophir Loyola, no dia 04/04. Essas a ações fazem parte do programa de “Captação Hospitalar” desenvolvido pelo hemocentro para reforçar estoque estratégico de sangue.
Durante reunião na “Santa Casa”, médicos, responsável técnico pela Agência Transfusional (AT), enfermeiros e técnicos de enfermagem assistirão palestra sobre “A importância das parcerias no processo da doação voluntária de sangue”, ministrada pela assistente social da Gerência de Captação de Doadores do Hemopa, Alessandra Leite. “Vamos traçar estratégias para maior envolvimento de familiares e amigos de pacientes que recebem transfusão de sangue, mostrando a necessidade da reposição do produto para que todos que sejam atendidos de forma satisfatória”, destacou.
No auditório do “Ophir Loyola” o grupo também será composto por médicos, enfermagem e titular da AT daquele hospital. O direcionamento da palestra será o mesmo. “Precisamos revitalizar a atuação conjunta do Hemopa com a rede hospitalar para que o usuário do serviço seja brindado com sangue em quantidade e qualidade”, observou a assistente social, afirmando que as ações culminarão em campanhas externas para incentivar a doação de sangue também nas comunidades atendidas pelos hospitais.
Atualmente o hemocentro coleta diariamente cerca de 250 bolsas de sangue para atender uma média diária de 300 solicitações transfusionais da rede hospitalar que somente em Belém são 85 casas de saúde.
Em 2010, o Hemopa coletou 93.502 bolsas de sangue e efetivou 146.344 atendimentos transfusionais. Nas unidades móveis o saldo anual foi de 136 campanhas externas que resultaram em 5.182 coletas. “É um quantitativo de coleta bastante significativo que melhora nosso atendimento transfusional”, comemorou Alessandra Leite.
O hemocentro tem a responsabilidade de abastecer cerca de 218 hospitais do estado, que corresponde a uma cobertura transfusional acima de 90%. Daí a necessidade imperativa de desenvolver frentes de trabalhos para maior sensibilização e captação de voluntariado da doação de sangue bem como de medula óssea.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portando documento de identidade oficial e com foto pode doar sangue. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118 . Foto:1- assistente social da Gerência de Captação de Doadores do Hemopa, Alessandra Leite; 2- Alunos do curso de enfermagem da UFPA .

quinta-feira, 24 de março de 2011

SASS promove ações preventivas

O Serviço de Assistência de Saúde ao Servidor (SASS)do Hemopa, preparou vasta programação educativa em Março. Nesta quinta-feira,24 e na sexta-efira,25, de 9h às 12h, na sala do SASS, está sendo realizada I Reunião do Projeto de Preparação para a Aposentadoria. Hoje (24), às 11h, na sala do SASS, foi realizada sessão de vídeo sobre Tuberculose. Na oportunidade houve sorteio de brindes, em comemoração ao Dia Nacional de Combate a Tuberculose.
No dia 29, às 10h, na Sala de Estar, será promovida a I Reunião das futuras mães funcionárias que fazem parte do “Projeto Servidoras Grávidas”. No dia 30, às 12h, na Sala de Estar, será realizado mais uma comemoração coletiva dos Aniversariantes do Trimestre (Jan/Fev/Mar). Mais informações: SASS Ramal 237.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118

Hemopa comemora 140 anos da Biblioteca Pública.

Nesta sexta-feira, 25, de 9h às 13h, a Fundação Hemopa estará participando das comemorações dos 140 anos da Biblioteca Pública, no Centro de Eventos Ismael Nery, no Centur ,com distribuição de material educativo e repasse de orientações sobre doação voluntária de sangue e formação de cadastramento de doadores de medula óssea.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118

Futuros enfermeiros visitam Hemopa

Nesta quinta-feira, às 10h, a Fundação Hemopa recebeu a visita de aproximadamente 50 alunos do curso de Enfermagem da Universidade Estadual do Pará (UEPA).Eles assistiram palestra sobre incentivo à doação de sangue e medula óssea, ministrada pela assistente social Alessandra Leite, da Gerência de Captação de Doadores (GECAD).A atividade faz parte da grade curricular daquela instituição na categoria de educação continuada.
Em seguida, eles conheceram as instalações do hemocentro, mas especificamente os setores da área técnica do processamento, armazenamento e distribuição do sangue para hemorrede. A atividade foi encerrada com a doação de sangue e cadastro de medula dos universitários.
Os estabelecimentos de ensino superior interessados em fazer parceria com o hemocentro devem entrar em contato com a GECAD, de 2ª a 6ª, de 8h às 17h, através do fone 32429100/R-205.
Quem pode doar sangue- Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portando documento de identidade oficial e com foto pode doar sangue. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118

terça-feira, 22 de março de 2011

Assembléia Geral dos Enfermeiros

O Sindicato do Enfermeiros do Estado do Pará convida para Assembléia Geral Ordinária, no dia 28 deste mês, às 15h, primeira convocação, e às 15h30, segunda convocação, na Sede provisória localizada na Tv. Padre Eutiquio579, bairro Campina. A assembléia terá como pauta a Filiação Internacional de Serviços Públicos; Vacância de Cargos da Diretoria e Conselho Fiscal; Ajuda de Representação Sindical; Plano de cargos, carreiras e salários para os Enfermeiros públicos e privados; e o que ocorrer

Residência médica na FSCM

A Fundação Santa Casa de Misericórdia abre as inscrições para o processo seletivo para residência médica, no período de 22 a 25 de março, das 8h às 14h. Poderão inscrever-se médicos brasileiros formados, ou alunos que concluíram o curso de medicina, no ano de 2010, em Instituições nacionais reconhecidas pelo MEC. Os candidatos brasileiros formados em instituições estrangeiras deverão comprovar a revalidação do diploma do Curso de Medicina no Brasil. As vagas ofertadas são: Ginecologia/Obstetrícia e Clinica Médica; Cirurgia Geral; Cirurgia Plástica; Pediatria, entre outras.
Mais informações pelo tel. (91) 40092303.

Coletas externas elevam doações

A Fundação Hemopa facilita o acesso à população potencialmente doadora que, por algum motivo, não tem tempo de vir até o hemocentro para efetivar a doação voluntária de sangue e/ou cadastramento de doação de medula óssea disponibilizando suas duas unidades móveis em pontos estratégicos da Região Metropolitana de Belém (RMB), Nesta quarta-feira (23), o Hemopa estará realizando campanha externa no Shopping Center Castanheira, de 13h às 20h. Dia 29, de 8h às 17h, a atividade será desenvolvida no Campus Básico da UFPA, ao lado do Ginásio de Esportes. Dia 30, de 8h às 15h, será no Batalhão de Infantaria de Aeronáutica (BINFAE).A meta de todas as ações da unidades móveis é de 100 coletas/dia.
Do dia 10/03 até o ontem (21) o saldo das campanhas externas garantiram 434 comparecimentos para doação de sangue, que correspondem ao atendimento transfusional de aproximadamente 1.736 pacientes da hemorrede. O cronograma começou no dia 10, com ação em frente a Agência do Banco do Brasil, que resultou em 82 comparecimentos.No dia 15, foi com fiéis da Igreja de Nª Srª do Perpétuo Socorro, que somou 140 comparecimentos. Dia 17, na sede do movimento Pró-Jovem, com 128 comparecimentos. Dia 21, de 8h às 15h, no Depósito Naval da Marinha, na Rod. Arthur Bernardes, resultando 84 comparecimentos para doação de sangue e 22 cadastros para doação de medula óssea.
Segundo a diretora Técnica do Hemopa, dra. Socorro Ferreira, as campanhas externas são de extrema importância para incrementar o estoque estratégico de sangue do hemocentro coordenador. “Hoje em dia ninguém trabalha isoladamente. O Hemopa tem a obrigação de fornecer produtos seguros e de qualidade aos usuários, mas a população tem papel imprescindível com a doação voluntária de sangue”, destacou, ressaltando ainda parceria com a rede hospitalar onde o corpo clínico dos hospitais tem papel fundamental ao incentivar a doação de sangue aos familiares e amigos dos pacientes.
Quem pode doar sangue: Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.
Serviço:O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Maiores informações pelo fone: 08002808118 ou 32429100.www.hemopa.pa.gov.br.

segunda-feira, 21 de março de 2011

O segmento feminino atendeu a campanha de doação de sangue que o Hemopa promoveu no dia 19/03, de 8h às 17h, em homenagem alusiva ao Dia da Mulher, que resultou em 176 comparecimentos e 147 coletas coletas, superando a média de 70 comparecimentos em sua rotina.”Mulher, sua beleza se traduz em seus atos,Doe sangue”.Foi o tema da mobilização para incentivo da participação do sexo no processo da doação de sangue e cadastro de doação de medula óssea na hemorrede estadual.
Durante todo o dia, as doadoras foram recepcionadas com rosas naturais, assistiram apresentação do Coral de Vozes do Movimento Familiar Cristão. O hemocentro ofereceu ainda serviços de beleza e lanche especial. A ação estratégica contou com a parceria da Força Sindical Secretaria da Mulher, Cruz Vermelha Brasileira/PA, Associação de Mulheres de Belém.
Após apresentação do Coral, a coordenadora do Movimento Familiar Cristão, Felicidade Deoclécia de Souza Silva, exaltou a campanha. “Nossa entidade existe há 45 anos. No Pará temos cerca de 45 membros atuantes na promoção da saúde e do bem estar dos mais carentes É um imenso prazer ter o Hemopa como mais um parceiro em favor da vida”, observou.
A coordenadora da Força Sindical Clara Maria Borges, agradeceu o convite para participar dessa ação. “Temos um grande carinho pelos serviços desenvolvidos no Hemopa que pode contar conosco em todas as suas ações”, comentou, ressaltando a importância do apoio de alunos do curso de Técnico de Enfermagem DNA, através da coordenadora pedagógica Sandra Francinete.
A campanha de doação de sangue em homenagem à mulher também contou com voluntariado do Movimento Fiel Belém- composto por torcedores do time do Corinthians. Após efetuar a doação de sangue, Alan Costa e Rafael Gouveia parabenizaram o hemocentro pela campanha e disponibilizaram o apoio do movimento para futuras atividades de sensibilização e captação de doadores do Hemopa. “É muito gratificante poder colaborar com a vida, através de um simples gesto: a doação voluntária de sangue.Contem com fiel de Belém”.
Bastante satisfeita com o resultado da campanha, a gerente de Captação de Doadores, a assistente social Juciara Farias, afirmou que as mulheres têm as mesmas condições físicas para doar sangue que os homens. Os únicos impedimentos temporários são no período gestacional e de amamentação. Ela lançou o convite para todas as mulheres potencialmente doadoras agendarem doações pelo menos duas vezes ao ano.
Quem pode doar sangue: Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade original e com foto.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Maiores informações pelo fone: 08002808118 ou 32429100.www.hemopa.pa.gov.br.

Parabéns, Ouvidores

A presidente da Fundação Hemopa, dra. Luciana Maradei e sua diretoria parabeniza os Ouvidores do Brasil, especialmente os que atuam no Serviço de Ouvidoria realizado pelo hemocentro desde 2004. Esses profissionais tiveram seu dia comemorado na quarta-feira passada, 16. No hemocentro, a Ouvidoria disponibiliza vários canais de acessos com seus usuários: presencial, formulário, on line, email e 0800. Em 2010, o serviço obteve 1.360 acessos, a maioria deles em busca de informações sobre os serviços prestados pelo hemocentro.
Segundo a responsável pela atividade no hemocentro, a socióloga Silvânia Assunção, que conta com a colaboração da psicóloga Priscila Miranda Menezes, a atividade vem sofrendo melhorias constantes para garantir a qualidade do atendimento aos seus usuários, contribuindo dessa forma para a democratização e transparência das ações e agilidade nas resposta aos anseios da sociedade.
Dos atendimentos efetuados ano passo, 555 foram por meio do 0800; 458 através de email; e 133 on line; e o restante por meio de formulários e presencial. Dos acessos disponibilizados, Silvânia Assunção destacou a necessidade de divulgação do meio on line. “É uma manifestação em tempo real que oferece também número de protocolo para acompanhamento. É uma forma de contato semelhante ao mundialmente conhecimento MSN”, comentou, enfatizando assegurando agilidade para aqueles que tem a internet como principal ferramenta de comunicação. O usuário tem acesso on line através do site do Hemopa.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109. Mais informações;08002808118 ou 32429100.
Origem da data
O Dia do Ouvidor foi criado em 2001, durante o VI Encontro Nacional de Ouvidores/Ombudsman realizado em Recife (PE). Essa data, 16 de março, também marca a criação da Associação Brasileira de Ouvidores no ano de 1995, em João Pessoa. Hoje, a ABO possui cerca de 770 associados em todo país.
As ouvidorias surgiram no Brasil como reflexo do processo de redemocratização e ganharam mais força com o Código de Defesa do Consumidor. São estruturas que favorecem o controle sobre o setor público através do acolhimento de manifestações da sociedade. No mundo, sua origem pode estar no império chinês, que abriu os primeiros canais para reclamações do povo contra as injustiças da administração pública.Mas foi na Suécia no início do século XIX, que o ouvidor ou ombudsman surgiu no formato atual. O primeiro ombudsman brasileiro que se tem notícia apareceu em 1989, instituído pelo jornal Folha de São Paulo. Hoje, estima-se que no setor público existam pelo menos 120 ouvidorias, estruturadas pela Ouvidoria Geral da União (órgão ligado a Controladoria Geral da União – CGU).

sexta-feira, 18 de março de 2011

Sespa intensifica campanha contra a Tuberculose

O Dia Mundial de Combate à Tuberculose é lembrado na próxima quinta-feira, 24, mas já neste domingo, 20, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) inicia a programação da campanha estadual na praça da República, em Belém, numa parceria com o Comitê Metropolitano de Controle da Tuberculose.

Sônia Obadia, coordenadora estadual do Programa de Controle da Tuberculose, explica que o tema deste ano, "Tuberculose: conhecer para controlar", foi proposto porque a população desconhece a real situação da doença no Pará, seus sinais e sintomas, formas de transmissão e a cura obtida por tratamento gratuito e disponível nas Unidades Municipais de Saúde.

O alerta ganha mais força porque o Estado registra, em média, 3.300 casos novos por ano e possui sete municípios - Abaetetuba, Ananindeua, Belém, Bragança, Castanhal, Marituba e Santarém - classificados pelo Ministério da Saúde como prioritários para o controle da doença. Ao todo são 181 municípios brasileiros com maior número de casos.

A estatística de 2010 registra, até agora, 3.309 novos casos de todas as formas de Tuberculose no Estado. "Ocupamos o terceiro lugar em incidência no país, com uma taxa de ocorrência de 47,8 por cada 100 mil habitantes. Esse valor nos coloca na classificação nacional como área endêmica, ou seja, temos casos de Tuberculose durante todo o ano e independente de qualquer fator externo", explica Sônia.

No mundo, são cerca de nove milhões de casos novos de Tuberculose com 1,7 milhões de mortes por ano. No Brasil ocorrem anualmente cerca de 72 mil casos novos e 4,7 mil mortes por ano. A doença é a quarta causa de mortes por doenças infecciosas e a primeira em pacientes portadores de HIV/AIDS.

A prioridade da Sespa, nesse sentido, é descobrir os casos e tratá-los corretamente, eliminando as fontes de infecção e quebrando a cadeia de transmissão. "O Estado hoje descobre cerca de 70% dos casos programados para cada ano, segundo o que preconiza o Programa Nacional, e os esforços despendidos têm sido voltados para o alcance das metas de cura de no mínimo 85% e abandono a menos de 5%", ressalta Sônia Obadia.

Segundo ela, o Pará vem mantendo ao longo dos últimos anos uma média de cura de 73% e abandono de tratamento em torno de 10%. "Por conta disso, nossa coordenação vem, juntamente com as coordenações municipais, empreendendo esforços para que possamos melhorar esses indicadores", explica.

Prevenção

Atualmente a doença vem sendo prevenida com o uso da vacina BCG, aplicada ainda no primeiro mês de vida, capaz de prevenir as formas mais graves da doença, principalmente nas crianças. No início desse ano uma portaria do Governo Federal estendeu a vacinação até os 19 anos de idade.

Ainda assim, a recomendação geral é que ao suspeitar de tuberculose, qualquer pessoa pode procurar uma unidade do Programa Saúde da Família (PSF) para realizar o exame, que é gratuito e fica pronto em três dias. Nas unidades é feito o exame por escarro, prioritário em suspeita de tuberculose. O tratamento é gratuito, dura cerca de seis meses e é mantido pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Sônia Obadia alerta que a tuberculose é uma doença infecciosa e contagiosa. Por isso é importante que todas as pessoas que residem com o paciente compareçam a uma Unidade de Saúde para a realização de consulta médica e, eventualmente, de alguns exames. "Pensamos que o conhecimento acerca da doença é o primeiro passo para seu controle e a participação da população é essencial para o sucesso na luta contra esse mal", explica.

A Tuberculose é causada por um microorganismo (Mycobacterium tuberculosis) e pode afetar pulmões, ossos, rins e meninges. Entre os sintomas estão tosse seca e contínua, tosse com pus ou sangue no catarro, febre baixa, suores noturnos, fraqueza, cansaço, perda de peso, dificuldade para respirar e dor no peito. Se esses sintomas persistirem por mais de 15 dias é indicado procurar ajuda especializada.

Todas essas orientações ganharão reforço especial junto à população na programação que acontecerá neste domingo, na praça da República. Além disso, no dia 23, será inaugurada a Referência Estadual do Programa de Controle da Tuberculose, que funcionará no hospital universitário João de Barros Barreto.

O dia 24 de março, em Belém, será marcado pelo Seminário de Lançamento da Campanha Estadual "Tuberculose: conhecer para controlar", que acontecerá a partir das 8h30 no auditório da Delegacia Geral da Polícia Civil, em que o palestrante Fernando Fiúza de Melo falará sobre "Tendências e riscos do programa de controle da tuberculose: como identificá-los".

Mozart Lira - Ascom/Sespa

quarta-feira, 16 de março de 2011

Hemopa homenageia mulher e estimula doação de sangue

Neste sábado, 19, de 7h30 às 17h, o Hemopa abrirá suas portas especialmente para parabenizar todas as doadoras de sangue em homenagem alusiva ao Dia Internacional da Mulher.Responsável por 26% das coletas efetivadas no Pará, a participação do sexo feminino no processo da doação de sangue está aumentando gradativamente, mas precisa atingir 30% como determina o Ministério da Saúde (MS) à hemorrede brasileira. “Mulher, sua beleza se traduz em seus atos: doe Sangue”.É o tema da campanha que tem a meta de 100 coletas.
Durante todo o dia, as doadoras serão recepcionadas com rosas naturais, apresentação do Coral de Vozes do Movimento Familiar Cristão, oferta e demonstração de serviços de beleza e lanche especial. A ação estratégica contará com a parceria da Força Sindical Secretaria da Mulher, Cruz Vermelha Brasileira/PA, Associação de Mulheres de Belém
Grávida de três meses, de seu segundo filho, a doadora de sangue e servidora do hemocentro Luanna Ematné de Matos é um exemplo a ser seguido por outras mulheres que salvam vidas com esse simples gesto. Com tipo de sangue A Positivo, ela faz parte do seleto grupo de funcionárias doadoras. “A sensação da primeira doação foi de tranqüilidade e de estar fazendo uma boa ação”, definiu, sugerindo que a falta de informação ou mitos são alguns fatores de impedimento da doação feminina. “Algumas mulheres ainda acham que são mais frágeis que os homens, por falta de peso, e outras ainda pensam que não podem doar sangue no período menstrual”, destacou, reforçando que tudo isso não é verdade. “Incentivo a doação de sangue na minha família. Meu marido e minha irmã são doadores e desde já quero passar um bom exemplo para os meus filhos”, afirmou.
Segundo a gerente de Captação de Doadores, a assistente social Juciara Farias, são para mulheres como Luanna Ematné, antigas e novas doadoras de sangue que o Hemopa está preparando vasta programação para campanha de incentivo à doação em homenagem às mulheres que tem as mesmas condições físicas para doar sangue que os homens. Os únicos impedimentos temporários são no período gestacional e de amamentação. “A mulher pode efetuar a coleta de sangue a cada três meses sem o menor problema para sua saúde. Se cada pessoa agendasse duas doações por ano, a hemorrede do Brasil não passaria por eventuais dificuldades com a redução do número de doadores”, observou, convidando antigas e novas doadoras para aderir à campanha e salvar vidas de pacientes espalhados por cerca de 218 hospitais do Pará.
Quem pode doar sangue: Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade original e com foto.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Maiores informações pelo fone: 08002808118 ou 32429100.www.hemopa.pa.gov.br. Foto 1-Hemopa preparou vasta homenagem para parabenizar as mulheres doadoras. Foto 2-Luanna Ematné estimula doações entre amigos e familiars.

terça-feira, 15 de março de 2011

Caléndário campanhas externas

Para incrementar o número de doações de sangue e de cadastro de medula óssea, em Março, a Fundação Hemopa elaborou a seguinte programação de campanhas externas: Di 15, de 8h às 17h, na Igreja de Nª Srª do Perpétuo Socorro, na Rodovia Arthur Bernardes. Dia 17, de 8h às 17h, na sede do movimento Pró-Jovem, na Rodovia Mário Covas, Dia 21, de 8h às 15h, no Depósito Naval da Marinha, na Rod.Arthur Bernardes. Dia 22, no Centro de Estudos Superiores do Pará (CESUPA), de 15h às 21h, Campus da Av. Alcindo Cacela.Dia 23, no Shopping Center Castanheira, de 13h às 20h.Dia 29, de 8h às 17h, no Campus Básico da UFPA, ao lado do Ginásio de Esportes.Dia 30, no BINFAE, de 8h às 15h.
Ressaltamos que pode ocorrer eventuais alterações no cronograma.

segunda-feira, 14 de março de 2011

Sapo Muiraquitã é bicampaeão com doação de sangue

"Doe, doe, doe. Que maravilha é você doar. Esse povão que se encontra na avenida, doando sangue vai salvar milhões de vida”.Foi o refrão do samba enredo do campeão do carnaval 2011 da Prefeitura Municipal de Belém, do Grêmio Recreativo Cultural Carnavalesco Bloco “Sapo Muiraquitã”, que levou o incentivo à doação de sangue, de medula óssea e outros órgãos para o desfile oficial dos blocos do Grupo A, no dia 07/02, na Aldeia Amazônica. Há 12 anos, a agremiação escolhe temas de incentivo a responsablidade social.

O bloco bicampeão levou cerca de 800 brincantes à Aldeia Amazônica com alas das mais diversas abordagens sobre doação de sangue, de medula óssea e de outros órgãos como coração, córnea e fígado. Bastante satisfeito com o resultado, o vice presidente do bloco, Francisco Pereira, mais conhecido como “Pereira PP” antecipou que o tema do próximo ano será sobre a “Dengue” com o tema do samba enredo “ “Zip-zi,zip-zun:uma picada mata um”. “Usamos o carnaval, a arte e a criatividade para sensibilizar as pessoas”, observou.

Segundo Francisco PP outra marca registrada do “Sapo Muiraquitã” é a reutilização da maior parte das fantasias, tendo em vista a comunidade carente. “Costumamos aproveitar a maior parte das fantasias como camisetas e outros acessórios”, admitiu, revelando ainda a necessidade de evitar desperdícios dos recursos públicos com temas que não agregam nada à sociedade. Para ele, a associação de iniciativas de preservação socioambientais é fundamental para o crescimento das pessoas. “Podemos nos divertir, educando ou incentivando ações de responsabilidade social”, observou Pedrinho Silva.

A presidente do hemocentro, dra. Luciana Maradei parabenizou a agremiação pela iniciativa de responsabilidade social e agradeceu a significativa parceria com a disseminação da importância da doação de sangue e outros órgãos junto a sociedade. “Levar mensagens corretas e com irreverência é a arte de sensibilizar com descontração.Isso mostra que podemos informar através da arte e da cultura”, ressaltou e médica, ressaltando que a experiência contribuiu decisivamente para a formação de novos doadores de sangue, medula e de outros órgãos.

Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portar documento de identidade é um doador em potencial.Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis,Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada três meses e a mulher a cada dois meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.

O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118 ou pelo site: www.hemopa.pa.gov.br ou pelo blog: http://fundacaohemopa.blogspot.com

quinta-feira, 10 de março de 2011

Coletas externas reforçam atendimento transfusional

A partir desta sexta-feira (10), até o dia 30 deste mês, a Fundação Hemopa realizará campanhas externas em parceria com várias instituições públicas e privadas para suprir estoque estratégico de sangue do hemocentro que garantiu atendimento satisfatório de aproximadamente 10 mil pacientes da rede hospitalar, no feriadão momesco, cujas doações foram coletadas durante a campanha do carnaval, de 22/02 a 03/03.
De acordo com o cronograma, nesta quinta-feira, 10, a unidade móvel de coleta de sangue estará até às 16h, na Agência do Banco do Brasil, da Avenida Presidente Vargas. No dia 15, de 8h às 17h, no estacionamento da Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na Rodovia Arthur Bernardes. No dia 17, de 8h às 17h, na sede do movimento Pró-Jovem, na Rodovia Mário Covas.Todas as campanhas externas tem a meta de 100 doações/dia.
Segundo a gerente de Captação de Doadores do Hemopa, a assistente social Juciara Farias, ano passado foram desenvolvidas 136 campanhas externas que resultaram em 5.182 coletas. “É um quantitativo de coleta bastante significativo que melhora nosso atendimento transfusional”, afirmou, enfatizando a importância da participação popular nessas campanhas externas, quando o Hemopa vai em busca do doador que, por algum motivo, não tem tempo de vir até o hemocentro.
Ela explica a importância dessas ações junto a comunidade, tendo em vista a grande responsabilidade do Hemopa em atender a demanda estadual de sangue no Pará. Em 2010, o hemocentro coletou 93.502 bolsas de sangue que asseguraram o atendimento de 146.344 pacientes.As instituições interessadas em formar parceria para desenvolvimento de campanhas externas devem entrar em contato com a Gerência de Captação de Doadores (GECAD), de 2ª a 6ª, de 8h às 17h, e aos sábados até ás 12h, através do 32245048.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portando documento de identidade oficial e com foto pode doar sangue. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.
O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118

Esperança de vida no sangue de cordão umbilical

No primeiro semestre deste ano a rede hospitalar do estado ganhará duas unidades de coleta de sangue de cordão umbilical e placentário nas maternidades da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (FSCMP) e Hospital de Clínicas “Gaspar Viana”.O serviço faz parte do Banco de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário (BSCUP) da Fundação Hemopa, que está realizando a fase de treinamento em serviço dos profissionais que atuarão nas duas unidades. O BSCUP aumentará as chances de localização de doadores para pacientes que necessitam de transplante de medula óssea, através da disponibilidade de células tronco de cordão umbilical e placentário. O projeto é inovador e prevê somente no primeiro ano de funcionamento cerca de mil coletas.
As unidades funcionarão dentro dos centros obstétricos dos referidos hospitais de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. O material coletado será enviado e armazenado no Laboratório de Criopreservação do HEMOPA que disponibilizará futuramente aos centros transplantadores.
Para responsável técnica do BSCUP, a dra. Ana Luiza Meireles esse serviço é uma esperança de vida para tantas pessoas que poderão contar com esta nova opção de tratamento médico, voltado principalmente para patologias hematológicas, como o paraense Marcos Antônio Alves Timbó, de 28 anos, natural do município de Altamira ( 898 Km de Belém), que há dois anos luta pela vida, em busca de doador compatível para a cura da aplasia medular
A unidade de coleta da Santa Casa conta com uma enfermeira habilitada validando a rotina de coleta, por se tratar de um período de treinamento em serviço para que a criopreservação viabilize o transplante, explicou, enfatizando que podem participar do programa mães com menos de 36 anos, cujo bebê venha nascer com idade gestacional maior de 35 semanas e peso superior a 2 Kg.Antes do parto a mãe deverá passar por uma triagem clínica.
A doação do sangue de cordão umbilical não causa danos para a mãe e nem para pó bebê e só pode ser feito com a autorização da mãe.A doação beneficiará pacientes que precisam de transplante de medula óssea que não encontraram doador familiar compatível.
No próximo dia 21, a diretoria do Hemopa reunirá com técnicos do Instituto Nacional do Câncer (INCA) para definição e avaliação de custos e capacitação. O BSCUP do Pará faz parte da Rede BRASILCORD, criada pelo Ministério da Saúde (MS), sob a coordenação do Instituto Nacional do Câncer (INCA), para expandir esse serviço no País e aumentar de 35% para 90% as chances de encontrar doador compatível.

Hemopa homenageia servidoras


Nesta sexta-feira, 11, às 12h, a Fundação Hemopa prestará homenagem alusiva ao Dia da Mulher para as funcionárias com apresentação do Coral de Vozes do hemocentro, no auditório da instituição.Em seguida será servido Brunch às presentes com o objetivo de provocar maior integração entre as colegas de trabalho .
A programação conta ainda com oferta de serviços de beleza de 9h às 16h para as servidoras. O evento será promovido pela Assessoria de Gestão de Pessoas (AGESP) e Serviço de Assistência à Saúde do Servidor (SASS). Para titular da AGESP, a assistente social Gisele Miranda a data não poderia passar em branco, até porque mais de 70% da força de trabalho na hemorrede é do sexo feminino. “É mais uma forma de dizer muito obrigada a todas servidoras que fazem do Hemopa um centro de referência na qualidade dos serviços no Brasil”, afirmou.

sexta-feira, 4 de março de 2011

Parabéns, Mulheres!

A presidente da Fundação Hemopa, dra. Luciana Maradei e sua diretoria parabeniza todas as mulheres e em especial as servidoras da hemorrede em homenagem ao seu dia comemorado em 08/03.
Origem da data
A ideia da existência de um Dia Internacional da Mulher surge na virada do século XX, no contexto da Segunda Revolução Industrial e da Primeira Guerra Mundial, quando ocorre a incorporação da mão-de-obra feminina, em massa, na indústria. As condições de trabalho, frequentemente insalubres e perigosas, eram motivo de frequentes protestos por parte dos trabalhadores. Muitas manifestações ocorreram nos anos seguintes, em várias partes do mundo, destacando-se Nova Iorque, Berlim, Viena (1911) e São Petersburgo (1913).

O primeiro Dia Internacional da Mulher foi celebrado em 28 de Fevereiro de 1909 nos Estados Unidos, por iniciativa do Partido Socialista da América, em memória da greve das operárias da indústria do vestuário de Nova York, em protesto contra as más condições de trabalho. Em 1910, ocorreu a primeira conferência internacional de mulheres, em Copenhaga, dirigida pela Internacional Socialista, quando foi aprovada proposta da socialista alemã Clara Zetkin, de instituição de um dia internacional da Mulher, embora nenhuma data tivesse sido especificada.No ano seguinte, o Dia Internacional da Mulher foi celebrado a 19 de Março, por mais de um milhão de pessoas, na Áustria, Dinamarca, Alemanha e Suíça.
Poucos dias depois, a 25 de Março de 1911, um incêndio na fábrica da Triangle Shirtwaist mataria 146 trabalhadores - a maioria costureiras. O número elevado de mortes foi atribuído às más condições de segurança do edifício. Este foi considerado como o pior incêndio da história de Nova Iorque, até 11 de setembro de 2001. Para Eva Blay, é provável que a morte das trabalhadoras da Triangle se tenha incorporado ao imaginário coletivo, de modo que esse episódio é, com frequência, erroneamente considerado como a origem do Dia Internacional da Mulher.
No Ocidente, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado durante as décadas de 1910 e 1920. Posteriormente, a data caiu no esquecimento e só foi recuperada pelo movimento feminista, já na década de 1960, sendo, afinal, adotado pelas Nações Unidas, em 1977

Campanha em Santarém Novo

O Hemonúcleo de Capanema (Henca) em parceria com as Secretarias Municipais de Saúde e Educação promoveu no dia 26/02, uma ação e cidadania no município de Santarém Novo, que reuniu a comunidade da Vila Santo Antônio, disponibilizando vários serviços como a emissão de documentos, dosagem de glicose, verificação de pressão arterial, corte de cabelo, atualização do cadastro do Programa Bolsa-família e atividades culturais. O Núcleo de Capanema realizou atividades de captação de doadores de sangue e orientações em saúde, além da distribuição de preservativos masculinos e femininos, na Escola Municipal de Ensino Fundamental “Santa Angélica e na Unidade de Saúde da Família Santo Antônio.

GESES combate violência contra mulher

A gerência de Serviço Social (Geses) promoveu palestra educativa sobre “Violência contra a mulher- Lei Maria da Penha”, em parceria com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Seju-DH), através do Núcleo Maria do Pará, no dia 28/02/11 às 9h, na Recepção de Pacientes da Fundação Hemopa que reuniu pacientes e familiares. A atividade faz parte do projeto de Humanização Sala de Espera que visa desenvolver ações educativas, planejadas e articuladas para a promoção da saúde e da qualidade de vida da demanda pelo ambulatório do Hemopa. Segundo a titular da Geses, a ação faz parte das comemorações alusivas ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 08/03.

Parabéns, aniversariantes!

A presidente do Hemopa e sua diretoria parabeniza todos aniversariantes da hemorrede.
Semana de 07 a 14 de Março. Sede: Belém: Herika dos Santos (07), Paula Amarantes (08), Sergio Oliveira (08), Mauro Augusto Moraes (08), José Roberto Murta (09), Ana Luisa Langanke (10), Deomarina Sales (10), Gleice de Melo (10), Jose Ribamar Leite (11), Hilda Rego (12), Regiane de Freitas (12), Paulo Roberto Xavier (12), Maria Inez Sena (13), Eloi Pimentel (13), Tânia Regina Costa (14). Castanhal: Thaise Cristina Sampaio (11). Santarém: Tatiane Silva (08), Maria Ivone Fernandes (11), Rodrigo Oliveira (14). Marabá: Irene Almeida (08), Jose Carlos Gomes (10). Altamira: Inaldo Martins (07), Kleber Farias da Silva (09).
O Hemopa espera por você na Trav.Pe.Eutíquio, 2109.Mais informações:08002808118.

Mais 2.600 doadores participaram da campanha

A Fundação Hemopa encerrou sua campanha de incentivo à doação de sangue e de medula óssea do carnaval, nesta quinta-feira, 03, com o significativo comparecimento de 2.655 voluntários, que deverá atender mais de 10 mil pacientes. No entanto, a direção do hemocentro informa que neste sábado, 5, o serviço de coleta vai até às 17h, retornando somente às 12h do dia 9.
A solidariedade das pessoas que aderiram a campanha “Neste carnaval faça a alegria correr em suas veias.Doe sangue”, viabilizará o atendimento da demanda transfusional do período momesco, quando normalmente a hemorrede enfrenta dificuldades com a redução de aproximadamente 35% das doações.
Os doadores do período receberam um kit com camiseta, preservativos, material educativo, lanche especial e música ao vivo na copa, além de outras atrações, entre elas, a apresentação do Bloco do Grupo Especial ‘Sapo Muiraquitã”, que levará o tema da doação de sangue e medula óssea para a avenida do samba, no desfile oficial da Prefeitura de Belém, no dia 07.
Com vasta programação, no dia 25, o Hemopa fez o arrastão do “Bloco da Solidariedade” composto por funcionários, doadores, familiares e a sociedade em geral. Hoje, no encerramento, houve a apresentação d bloco “Crias do Curro Velho”, que fizeram a alegria de todos no hemocentro.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portando documento de identidade oficial e com foto pode doar sangue. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.
Para fazer cadastro de doação de medula óssea basta estar bem de saúde e ter entre 18 e 55 anos. O horário de atendimento é o mesmo para coleta de sangue.
Serviço:O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118 ou pelo site: www.hemopa.pa.gov.br

quarta-feira, 2 de março de 2011

Belém sediará o III Pan Amazônico

A presidente da Fundação Hemopa, dra. Luciana Maradei coordenou a segunda reunião para definição da programação cientifica do III Congresso Pan -Amazônico de Hematologia e Hemoterapia, que será realizados nos dias 26 e 27/05, no Centro de Convenções e Feiras da Amazônia- HANGAR. O evento será promovido pela Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia- ABHH receberá participantes de todas as regiões do Brasil e de outros países, com o objetivo de promover intercâmbio e troca de experiências e conhecimentos.Mais informações, acesse o site www.panamazonico.com.br.

Feliz aniversário!

A Fundação Hemopa parabeniza os aniversariantes da semana- 28/02 a 07/03

Carmem Carolina Cruz (01), Bruna Silva (01), Shirley Wesche (02), Ana Lucy Pinto (02), Ida do Carmo Brito (03), Teresinha de Jesus Ribeiro (03), Maria de Nazaré Cardoso (03), Regina Lima (03), Cynara Fonseca (05), Edson Araujo (05), Francisco Carlos Lopes (06), Herika dos Santos (07). Abaetetuba: Jacilene Cardoso (04). Santarém: Anaides do Socorro Martins (04), Denes Melo (05). Tucurui: Carlos Conde Junior (01). Altamira: Gisele Cristina da Silva (05), Inaldo Martins (07).

Hemopa Marabá com campanha do carnaval

A partir desta segunda-feira, dia 28, o Hemocentro Regional de Marabá inicia sua primeira grande ação estratégica deste ano com o desenvolvimento da campanha de doação de sangue e de medula óssea com o tema “Neste carnaval deixe a alegria correr nas veias. Doe sangue”. A ação que se estenderá até o dia 04/03 tem a meta de 300 coletas, durante a semana. As coletas formarão estoque de sangue para atendimento da demanda transfusional da unidade. A abertura oficial da campanha, às 8h30, promete muita animação com a apresentação do Grupo de Dança Yaguara e da Torcida Organizada do Águia de Marabá (TOAM), com a finalidade de chamar atenção da sociedade em geral e convidá-los a comparecer no Hemocentro.

Quem pode doar sangue: Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e peso acima de 50 quilos. É necessário portar documento de identidade original e com foto.Mais informações: 08002808118

terça-feira, 1 de março de 2011

Trote solidário mobiliza universitário

O Hemopa recebeu calouros do curso de Medicina da Universidade Federal do Pará, dia 25, às 10h, no auditório do hemocentro. A ação faz parte do “Trote pela Vida” que incentiva universitários à pratica da doação de sangue e de medula óssea.Eles foram recebidos pela diretora Técnica, Dra. Socorro Ferreira e pela gerente de Captação de Doador, a assistente social Juciara Farias, que ministraram palestras sobre a importância da sociedade.
Os calouros também fizeram o “Hemotur” pela instituição e em seguida doaram sangue e outros efetivaram cadastro para doação de medula óssea.No dia 29/03 será realizada campanha externa no Campus Básico da UFPA junto a comunidade acadêmica. Este ano, o Hemopa já efetuou o “Trote pela Vida”, com calouros da Universidade Estadual do Pará (UEPA), Centro de Estudos Superiores (CESUPA) e Unama.
Atualmente o segmento jovem é responsável por mais de 50% das coletadas na hemorrede estadual.O programa existe desde 1994 para estimular essa prática solidária entre os novos universitários de estabelecimentos de ensino superior da rede pública e privada do estado.
Serviço: Para doar sangue: estar saudável, ter entre 18 e 65 anos e peso acima de 50 quilos.Trazer documento oficial, original e com foto. O Hemopa fica na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Fone:08002808118.

Campanha não atinge meta e Hemopa convoca doadores

Nesta quinta-feira, dia 03, o Hemopa encerra campanha de incentivo à doação de sangue e de medula óssea do carnaval. “No carnaval faça deixe a alegria correr em suas veias.Doe Sangue”.É o tema da ação que começou dia 22/02, e já registrou o comparecimento de 1.827 voluntários que corresponde a uma média diária de 228 candidatos, que ainda não atingiu a meta de 300 coletas/dia. A solidariedade dessas pessoas atenderá demanda transfusional do período momesco, quando normalmente a hemorrede enfrenta dificuldades com a redução de aproximadamente 35% das doações.

Os doadores do período recebem um kit com camiseta, preservativos, material educativo, lanche especial e música ao vivo na copa. A programação contou ainda com o arrastão do “Bloco da Solidariedade”, dia 26. Composto por funcionários, doadores e familiares, o bloco levou alegria e descontração pelo Bairro da Batista Campos e elevou o número de comparecimento da coleta com 168 comparecimentos, quando num sábado normal esse número não passa de 80.

Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e portando documento de identidade oficial e com foto pode doar sangue. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.

Para fazer cadastro de doação de medula óssea basta estar bem de saúde e ter entre 18 e 55 anos. O horário de atendimento é o mesmo para coleta da sangue.

Serviço:O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118 ou pelo site: www.hemopa.pa.gov.br

Difusão da Carta de Serviços

O titular do Núcleo da Qualidade do Hemopa, a socióloga Lígia Garcia participou na manhã de hoje, 01, do Encontro para Difusão da Carta de Serviços visando à Cooperação entre as Instituições Públicas Brasileiras para a Melhoria dos Processos Organizacionais, na Caixa Econômica Federal, sita à Av. Magalhães Barata nº 138 – 3º andar – Nazaré, de 9h às 12h. O evento foi promovido pelo pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – MP; por meio da Secretaria de Gestão - SEGES, e a Advocacia-Geral da União – AGU.

O Encontro faz parte das iniciativas no Governo Federal para maior interlocução e parceria entre as Organizações da Administração Pública, com o objetivo de elevar a qualidade do serviço público prestado ao cidadão brasileiro em consonância com as orientações enunciadas pelo Decreto Cidadão - Decreto Presidencial nº. 6.932, de 11 de agosto de 2009.

Geses promove palestra

A gerência de Serviço Social (Geses) promoveu palestra sobre “Violência contra a mulher- Lei Maria da Penha”, em parceria com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Seju-DH), através do Núcleo Maria do Pará, no dia 28/02/11 às 9h, na Recepção de Pacientes da Fundação Hemopa que reuniu pacientes e familiares.

A atividade faz parte do projeto de Humanização Sala de Espera que visa desenvolver ações educativas, planejadas e articuladas para a promoção da saúde e da qualidade de vida da demanda pelo ambulatório do Hemopa. A ação faz parte das comemorações alusivas ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 09/03.
Lei Maria da Penha

O caso nº 12.051/OEA, de Maria da Penha (também conhecida como Leticia Rabelo) foi o caso homenagem à lei 11.340. Ela foi agredida pelo marido durante seis anos. Em 1983, por duas vezes, ele tentou assassiná-la. Na primeira com arma de fogo, deixando-a paraplégica, e na segunda por eletrocução e afogamento. O marido de Maria da Penha só foi punido depois de 19 anos de julgamento e ficou apenas dois anos em regime fechado.
Em razão desse fato, o Centro pela Justiça pelo Direito Internacional e o Comitê Latino-Americano de Defesa dos Direitos da Mulher (Cladem), juntamente com a vítima, formalizaram uma denúncia à Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA, que é um órgão internacional responsável pelo arquivamento de comunicações decorrentes de violação desses acordos internacionais.
Essa lei foi criada com os objetivos de impedir que os homens assassinem ou batam nas suas esposas, e proteger os direitos da mulher.