quinta-feira, 28 de julho de 2011

palestra no Hemopa

"Ensaios quimioluminescentes na triagem sorológica. Banco de sangue: Uma nova realidade". Este é o tema da palestra que será ministrada pelo dr. Airton Caldeira Silva, no auditório da Fundação Hemopa, às 9h30.

Igreja incentiva doação de sangue

“Mãos que ajudam”.É o nome do projeto que neste sábado, 30, reunirá cerca de 120 mil voluntários em ações sociais em todo Brasil. No Pará, cerca de 100 voluntários deverão comparecer no hemocentro para efetivar a doação de sangue e cadastro de doadores de medula óssea. A iniciativa é da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.
Com caráter diversificado, o projeto trata de ajuda humanitária e serviço comunitário abrangendo a promoção e apoio para ações de combate a dengue, ajuda aos hospitais públicos, distribuição de kit`s para bebês, preservação de locais públicos de lazer e reformas de escolas públicas.
Para a gerente de Captação de Doadores do Hemopa, a assistente social Juciara Farias, a parceria com a Igreja de Jesus Cristo potencializa o comparecimento de candidatos à doação de sangue e medula óssea, bem como, além de disseminar a importância da participação da sociedade mo processo da doação de sangue, através do esclarecimento e repasse de informações corretas sobre o tema aos participantes do projeto em todo Brasil..
“Nós só temos a agradecer essa importante contribuição especialmente porque o Hemopa está vivenciando uma grande dificuldade com a insuficiência do número de coletas neste período de férias escolares, quando boa parte da população se desloca para fora da cidade”, comentou, sugerindo que doação de sangue antes das pessoas saírem de Belém.
Juciara Farias destacou que outra importante medida para incrementar a coleta de sangue é que a partir de agosto o Hemopa ampliará o horário da coleta de sangue aos sábados que passará de 7h30 às 12h30 para até às 17h.
Quem pode doar sangue: Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e peso acima de 50 quilos é um doador em potencial. O candidato deve estar bem alimentado. É necessário apresentar documento oficial original e com foto. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Veraneio afeta estoque de sangue

A Fundação Hemopa convoca doadores com os tipos de sangue O Negativo e O Positivo para atender a demanda transfusional da rede hospitalar que está enfrentando dificuldades com estoque insuficiente de sangue, devido ao período do veraneio quando o comparecimento de doadores na sede do hemocentro reduz em torno de 30%. As doações deverão suprir as necessidades de pacientes internados em mais de 200 hospitais conveniados com o Sistema Único de Saúde (SUS), entre eles, grandes emergências, maternidades e UTI´s.
A diminuição do número de coletas de bolsas de sangue está sendo registrada desde o início deste mês com a chegada das férias escolares quando boa parte da população se desloca da capital. Nem mesmo a campanha de incentivo à doação do veraneio “Verão também é estação do calor humano.Doe sangue”, atingiu a meta de 300 coletas/dia. A gerência de Captação de Doadores (Gecad) vem intensificando ações com a coletas externas em parcerias com instituições públicas e privadas.
Para a titular do serviço, a assistente social Juciara Farias, a dificuldade na captação de doadores no mês de julho esbarra no esvaziamento de Belém. “As dificuldades são grandes, mas nossa determinação em manter o estoque é bem maior”, ressaltou, lançando convite aos que ficaram em Belém para reforçar o estoque de sangue para atendimento da rede hospitalar. Ela garantiu que a doação de sangue não dói, não vicia e não impede diversão.
A partir de agosto o Hemopa ampliará o horário da coleta de sangue aos sábados que passará de 7h30 às 12h30 para até às 17h. A assistente social também está apostando na Portaria nº 1.353, do Ministério da Saúde (MS), publicada em junho, que estabeleceu o novo Regulamento Técnico de Procedimentos Hemoterápicos, que ampliou a faixa etária para doação de sangue de 16 até 68 anos. Com essa medida o MS acredita que aproximadamente 14 milhões de brasileiros sejam incentivados a serem doadores em potencial.
Quem pode doar sangue: Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e peso acima de 50 quilos é um doador em potencial. O candidato deve estar bem alimentado. É necessário apresentar documento oficial original e com foto. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

Controle o estresse!

Saiba como controlar o estresse
Em uma conferência, ao explicar para a platéia a forma de controlar o estresse, o palestrante levantou um copo com água e perguntou:
-"Qual o peso deste copo d'água? ". As respostas variaram de 250g a 700g.
O palestrante, então, disse:
- "O peso real não importa.Isso depende de por quanto tempo você segurar o copo levantado."
"Se o copo for mantido levantado durante um minuto, isso não é um problema. Se eu mantenho ele levantado por uma hora, eu vou acabar com dor no braço. Mas se eu ficar segurando um dia inteiro, provavelmente eu vou ter cãibras dolorosas e vocês terão de chamar uma ambulância."
E ele continuou:
- "E isso acontece também com o estresse e a forma como controlamos o estresse. Se você carrega tua carga por longos períodos, ou o tempo todo, cedo ou tarde a carga vai começar a ficar incrivelmente pesada e, finalmente, você não será mais capaz de carregá-la". "Para que o copo de água não fique pesado, você precisa colocá-lo sobre alguma coisa de vez em quando e descansar antes de pegá-lo novamente. Com nossa carga acontece o mesmo. Quando estamos refrescados e descansados nós podemos novamente transportar nossa carga."
Algumas formas de administrar o estresse:
1 * Aceite que há dias em que você é o pombo e outros em que você é a estátua.
2 * Mantenha sempre as palavras leves e doces pois pode acontecer de você precisar engolir todas elas.
4 * Dirija com cuidado. Não só os carros apresentam defeitos e têm recall do fabricante.
5 * Se não puder ser gentil, pelo menos tenha a decência de ser vago.
6 * Se você emprestar $200 para alguém e nunca mais ver essa pessoa, provavelmente valeu a pena pagar esse preço para se livrar dessa má pessoa.
7 * Pode ser que o único propósito da tua vida seja servir de exemplo para os outros.
8 * Nunca compre um carro que você não possa manter.
9 * Quando você tenta pular obstáculos lembre que está com os dois pés no ar e sem nenhum apoio.
10 * Ninguém se importa se você consegue dançar bem. Para participar e se divertir no baile, levante e dance, pronto.
11 * Uma vez que a minhoca madrugadora é a que é devorada pelo pássaro, durma até mais tarde sempre que puder.
12 * Lembre que é o segundo rato que come o queijo - o primeiro fica preso na ratoeira. Saiba esperar.
14 * Quando tudo parece estar vindo na tua direção, provavelmente você está no lado errado da estrada.
15 * Aniversários são bons para você. Quanto mais você tem, mais tempo você vive.
16 * Alguns erros são divertidos demais para serem cometidos só uma vez..
17 * Podemos aprender muito com uma caixa de lápis de cor. Alguns têm pontas aguçadas, alguns têm formas bonitas e alguns são sem graça. Alguns têm nomes estranhos e todos são de cores diferentes, mas todos são lápis e precisam viver na mesma caixa.
18 * Não perca tempo odiando alguém, remoendo ofensas e pensando em vingança. Enquanto você faz isso a pessoa está vivendo bem feliz e você é quem se sente mal e tem o gosto amargo na boca.
19 * Quanto mais alta é a montanha mais difícil é a escalada. Poucos
conseguem chegar ao topo, mas são eles que admiram a paisagem do alto e fazem as fotos que você admira dizendo "queria ter estado lá".
20 * Uma pessoa realmente feliz é aquela que segue devagar pela estrada da vida, desfrutando o cenário, parando nos pontos mais interessantes e descobrindo atalhos para lugares maravilhosos que poucos conhecem.
"Portanto, antes de voltarem para casa, depositem sua carga de trabalho/vida no chão. Não carreguem para casa. Vocês podem voltar a pegá-la amanhã, com tranquilidade."

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Secretarias Especiais reduzirão custos da administração pública


Uma nova estrutura administrativa para o Executivo estadual será implantada, a partir de agosto, com a criação de cinco Secretarias Especiais - Gestão; Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção; Infraestrutura e Logística para o Desenvolvimento Sustentável; Proteção e Desenvolvimento Social, e Promoção Social. A nova estrutura foi divulgada nesta quinta-feira (21), no Diário Oficial do Estado.
O governador Simão Jatene já havia anunciado as mudanças no último dia 11 de junho, durante reunião com os dirigentes das secretarias de Estado e dos órgãos das administrações direta e indireta.
À Secretaria Especial de Gestão ficam vinculadas as Secretarias de Estado de Administração (Sead), de Fazenda (Sefa) e de Planejamento, Orçamento e Finanças (Sepof), o Instituto de Gestão Previdenciária (Igeprev), Instituto de Assistência aos Servidors (Iasep), Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental (Idesp), Escola de Governo (EGPA), Loteria do Estado (Loterpa), Imprensa Oficial (Ioepa), Empresa de Processamento de Dados (Prodepa) e Banco do Estado (Banpará).
Vinculadas à Secretaria Especial de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção estão as Secretarias de Estado de Agricultura (Sagri) e de Pesca e Aquicultura (Sepaq), a Agência de Defesa Agropecuária (Adepará), Junta Comercial (Jucepa), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Centrais de Abastecimento (Ceasa), Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e Companhia de Desenvolvimento Industrial (CDI).
À Secretaria Especial de Infraestrutura e Logística para o Desenvolvimento Sustentável ficam vinculadas as secretarias de Estado de Transportes (Setran), de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano, de Obras Públicas (Seop), de Ciência, Tecnologia e Inovação, e de Meio Ambiente (Sema), o Instituto de Terras do Pará (Iterpa), Instituto de Desenvolvimento Florestal (Ideflor), a Agência Estadual de Regulação e Controle de Serviços Públicos (Arcon), Companhia de Saneamento (Cosanpa), Companhia de Portos e Hidrovias (CPH), Companhia de Gás do Pará, Companhia de Habitação (Cohab) e Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapespa).
No âmbito da Secretaria Especial de Proteção e Desenvolvimento Social estão as secretarias de Estado de Saúde Pública (Sespa), de Assistência Social (Seas), de Trabalho, Emprego e Renda (Seter) e de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), o Hospital Ophir Loyola, Fundação Santa Casa de Misericórdia, Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia (Hemopa), Hospital de Clínicas Gaspar Viana e Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa).
À Secretaria Especial de Promoção Social ficam vinculadas as secretarias de Estado de Educação (Seduc), de Cultura (Secult) e de Esporte e Lazer (Seel), a Universidade do Estado do Pará (Uepa), Instituto de Artes do Pará (IAP), Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves, Fundação Carlos Gomes e Fundação Curro Velho.
Vinculados diretamente à Governadoria estão Casa Civil, Casa Militar, Consultoria Geral do Estado, Procuradoria Geral do Estado (PGE), Auditoria Geral do Estado (AGE), Ação Social Integrada ao Palácio do Governo (Asipag), Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa), Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe) e Departamento de Trânsito (Detran).
Reorganização - Além da criação das Secretarias Especiais, a reestruturação inclui outras mudanças, entre as quais a extinção das secretarias de Governo (Segov) e de Projetos Estratégicos (Sepe), e ainda da Coordenadoria de Cooperação Internacional. Outra alteração é a criação da Secretaria de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano, resultado da fusão entre Seir (Integração Regional) e Sedurb (Desenvolvimento Urbano e Regional). A Sedect (Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia) e Sedes (Assistência e Desenvolvimento Social) serão substituídas pelas Secretarias de Ciência, Tecnologia e Inovação e de Assistência Social, respectivamente. A Funcap (Fundação da Criança e do Adolescente) será a Fundação de Atendimento Socioeducativo.
A secretária de Estado de Administração, Alice Viana, explicou que a nova estrutura tem como estratégia principal facilitar a integração e articulação dos órgãos do governo, além de reduzir custos. “As novas secretarias devem formular as diretrizes gerais e incentivar a adoção de mecanismos de gestão, que contribuam para elevar a eficiência e a transparência no uso dos recursos públicos”, enfatizou a secretária, durante o Seminário de Gestão Estratégica do Governo do Pará, realizado no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, no último dia 16 de junho, reunindo secretários e gestores das administrações direta e indireta.
Manuela Viana - Secom

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Hemopa parabeniza motoristas

Com a especificidade dos produtos e serviços prestados pela Fundação Hemopa , a categoria de motorista tem a fundamental importância de conduzir o sangue à rede hospitalar para salvar vidas. Nesta segunda-feira, 25, quando se comemora o Dia Nacional dos Motoristas, o hemocentro parabeniza e agradece cada um dos 51 profissionais do volante distribuídos pela hemorrede, que transformam as vias de transporte como as veias que levam sangue para todo o corpo, garantindo a vida dos pacientes que necessitam de transfusão para sobreviver.
Com 27 anos no hemocentro, o motorista Frabriciano Jacob da Silva Tavares, não esconde seu orgulho em ter contribuído para construção da história do Hemopa. “No nosso dia o que mais desejo é a valorização e respeito pela categoria, e que possamos continuar unidos e colaborando para o crescimento do hemocentro que é minha segunda casa”, disse, ressaltando a saudade da convivência com o dr. João Carlos Saraiva, com o qual trabalhou por muitos anos como motorista da presidência. Ao longo desses anos, Jacob destaca a felicidade da construção de muitas amizades com colegas de profissão, pacientes e doadores. Outro motivo de orgulho é sua família constituída pela mulher Janete Maria Repolho Azevedo e seus filhos, Bruno Jacob, João Vitor, Hugo Rafael, Raí, Joice e Jaqueline.
Atualmente o Hemopa possui 51 motoristas, sendo que 30 na sede do hemocentro Coordenador de Belém, sete no Hemocentro Regional de Castanhal; seis em Marabá; e oito em Santarém. Responsável pela oferta do serviço, a Gerência de Transportes (Getra) é um dos setores mais movimentados do hemocentro e o mais cobrado também. Para o gerente de área, Mauro Freitas, o dia-a-dia dos transportes é dinâmico. “Não temos um dia parecido com o outro. Todos os dias temos novas vivências e emoções porque transportamos cargas, pessoas, sangue e vida”, ressaltou, parabenizando toda sua equipe pelo profissionalismo e dedicação.
“Nossos parabéns a todos os motoristas da hemorrede que nos conduzem com segurança, profissionalismo e amor pela instituição”, desejam a presidente do Hemopa, dra. Luciana Maradei e a diretora Técnica, dra. Socorro Ferreira. “Congratulo-me com os colegas motoristas pela data comemorativa, reconhecendo a importância da atividade para que o Hemopa cumpra sua finalidade institucional”, destacou o diretor Administrativo e Financeiro, o consultor jurídico Helder Pantoja,
Origem da data
Comemora-se o Dia do Motorista em 25 de julho porque também é Dia de São Cristóvão, o padroeiro deste profissional do volante. Cristóvão significa "aquele que carrega Cristo".Certa vez foi carregar um menino e, como a criança ficava cada vez mais pesada, disse que parecia que carregava o mundo nas costas. O menino, então, falou: "Não carregas o mundo, carregas seu criador. Sou Jesus, aquele a quem serves".





Foto 1- Parte da equipe de motorista da Fundação Hemopa.Foto 2- Jacob com sua esposa Janete marcando presença em confraternização do hemocentro.

terça-feira, 19 de julho de 2011

Mineradora recebe funcionários do Hemopa

Funcionários do Hemopa visitaram as instalações da empresa Alumínio Brasileiro S/A (Albrás), para conhecer o trabalho das instituições com atuação da brigada de incêndio, gestão de pessoas e qualidade de vida no trabalho. Os temas foram abordados durante palestra ministrada pelo Chefe de Segurança, Willians Cruz.Participantes: Gisele Miranda, Maria de Lurdes, Suzana Repolho, Regina Martinho, Fabricia Ribeiro, Celso Ribeiro, Reinaldo Leite, Jocivaldo Batista, Sérgio de Oliveira, Cláudio dos Santos, Flávio Sodré Filho .

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Veraneio ainda não aqueceu as doações de sangue

Em plena campanha de estímulo à doação voluntária de sangue desde o dia primeiro deste mês, a Fundação Hemopa ainda não atingiu a meta de 300 coletas/dia. Até ontem (13), houve registro de 2.469 comparecimentos que corresponde e média diária de 224 voluntários. Com o tema “Verão também é estação do calor humano.Doe sangue”, a ação estratégica se estenderá até o final de julho, com a expectativa de alcançar a meta de doações e atender satisfatoriamente a demanda transfusional da rede hospitalar do Estado, que acolhe milhares de pacientes que necessitam desse ato solidário para sobreviver ou melhorar a qualidade de vida.
Apesar do reduzido comparecimento na campanha do veraneio, o aposentado Nei Nazareno de 65 anos, atendeu a convocação com grande satisfação ao tomar conhecimento da publicação da Portaria Ministerial nº 1.353, do Ministério da Saúde (MS), que ampliou a faixa etária para doação de sangue até 68 anos. “É uma imensa alegria poder retornar ao Hemopa, e continuar a salvar vidas”, afirmou o doador que faz parte do segmento responsável por mais de 1% das coletas efetivadas no Pará. Ele repete o gesto solidário desde os 30 anos de idade.
A ação estratégica de julho também prevê a inscrição ao cadastro de doadores de medula óssea, graças ao sistema de informatização integrado do hemocentro, que possibilita ao candidato à doação de sangue, também coletar amostra para cadastro de doação de medula.Tudo ao mesmo tempo.
Quem pode doar: candidatos com boa saúde; idade entre 18 anos completos e 67 anos, 11 meses e 29 dias. Podem ser aceitos candidatos à doação de sangue com idade de 16 e 17 anos, com o consentimento formal do responsável legal.
Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118

Governo capacita funcionários

Desde o dia 04 deste mês, a Escola de Governo do Estado do Pará (EGPA) está oferecendo uma grade de cursos para funcionários públicos ativos e inativos. De 18 a 22, será realizada oficina de “Customização de roupas”, de 8h às 12h, com inscrição até hoje (14). De 25 a 29, será promovido curso de “Auto maquiagem”, de 8h às 12h, com inscrição até o dia 21.
De agosto a setembro, às segundas e quartas-feiras, será realizada oficina de “Iniciação teatral para seleção do elenco do Auto do Natal”, de 14h às 18h, com inscrição até o dia 31/07. A oficina teatral oferece oferecerá 40 vagas para a pré-seleção
A EGPA também está oferecendo inscrições para a 12ª Feira de Talentos até o dia 27/07.No ato da inscrição, o interessado deverá apresentar uma amostra do trabalho que será comercializado durante o evento. Importante apresentar cópia do último contracheque e documento de Identidade.
A feira será realizada no dia 04 de setembro, na Praça da Batista Campos com disponibilidade de 94 barracas.
Somente em julho, o Governo já promoveu oficinas de Bordado em fita, Confecção de sabonetes, Tapeçaria, Origame, no período de 04 a 15/07.

Hemopa homenageia homens com campanha

“Doar sangue é o simples ato de querer bem ao próximo, mesmo que não o conheça. E este gesto não precisa mostrar que você é homem, e sim, ser humano.". A frase incentivadora é do doador de sangue Jefferson Leão da Silva, 49 anos, que será um dos homenageados pela Fundação Hemopa,nesta sexta-feira, 15, quando se comemora o Dia Nacional do Homem. O hemocentro estará mobilizado para parabenizar, agradecer e estimular o segmento masculino a elevar cada vez mais a coleta de sangue no Pará. Atualmente eles são responsáveis por quase 80% das coletas efetivadas no Estado.
Com o tipo de sangue O negativo, Jefferson Leão que é agente administrativo do Hemopa, doou 27 vezes, o que significa ter ajudado a salvar cerca de 108 pacientes adultos. Ele repete esse ato solidário desde 1997, estimulado no dia-a-dia do trabalho, convivendo com a necessidade diária de captação de doadores para suprir a rede hospitalar paraense com aproximadamente 218 estabelecimentos de saúde e milhares de pacientes aguardando transfusão para sobreviver ou melhorar a qualidade de vida.
Segundo a gerente de Captação de Doadores, assistente social Juciara Farias, durante todo o dia haverá distribuição de canetas personalizadas aos voluntários que realizarem a coleta de sangue. Ela adianta ainda que, simultaneamente, o candidato à doação também poderá fazer o cadastro de doação de medula óssea, que graças ao sistema integrado de informática, pode realizar as duas ações de cidadania em uma única vez.
Apesar do período de férias escolares em que o Hemopa amarga dificuldades com redução de quase 30% nos comparecimentos de doadores, Juciara Farias aposta no incremento de doações, nesta sexta. “Mas para quem se deslocar de Belém para o interior do estado, pode e deve doar sangue nas unidades da Fundação”, sugeriu, apontando as cidades de Marabá, Santarém, Castanhal, Redenção, Capanema, Altamira Tucuruí e Abaetetuba.
Quem pode doar: candidatos com boa saúde; idade entre 18 anos completos e 67 anos, 11 meses e 29 dias. Podem ser aceitos candidatos à doação de sangue com idade de 16 e 17 anos, com o consentimento formal do responsável legal.
Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118. Foto 1-Jefferson Leão já salvou mais de 100 pessoas com suas doações.Foto 2-Hemopa aposta na doação masculina para incrementar estoque de sangue.

terça-feira, 12 de julho de 2011

Hemopa estimula doação masculina

Na próxima sexta-feira, 15, quando será comemorado o Dia do Homem, a Fundação Hemopa promoverá mobilização para incentivar a doação de sangue e o cadastro de doadores de medula óssea no segmento masculino, que atualmente é responsável por cerca de 70% das coletas efetivadas no Estado. A meta será de 300 coletas.
Durante a ação estratégica haverá distribuição de canetas personalizadas, doadas por instituições parcerias, como forma de homenagear os homens solidários. Para a gerente de Captação de Doadores, a assistente social Juciara Farias, a campanha vai proporcionar que os homens possam fazer outras pessoas felizes com a doação de sangue. “São milhares de pacientes internados na rede hospitalar aguardando um gesto solidário para sobreviver”, destacou.
A mobilização também vai reforçar o estoque técnico de sangue do hemocentro que está enfrentando dificuldades com a insuficiência de bolsas em função das férias escolares, que até o momento, registra uma redução de aproximadamente 30% do número de comparecimentos de candidatos à doação de sangue no hemocentro Coordenador Belém.
Quem pode doar: candidatos com boa saúde; idade entre 18 anos completos e 67 anos, 11 meses e 29 dias. Podem ser aceitos candidatos à doação de sangue com idade de 16 e 17 anos, com o consentimento formal do responsável legal.
Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Sugestão de entrevistados pelo “Rock na Veia”:
Carlos Moutinho - (91) 8213-2233 (Coordenador do Projeto Rock na Veia Ananindeua) .E-mail: cpmoutinho@hotmail.com
Sheila Silva-(91) 8242-7025 (Coordenadora Geral do Projeto Rock na Veia Ananindeua).Para maiores informações acessem:
www.rocknaveiaananindeua.tk
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

Roqueiros incentivam doação de sangue

Na manha desta terça-feira,12, foi realizado a terceira edição do "Projeto Rock na Veia", que mobilizou roqueiros e cidadãos para mais uma campanha de doação voluntária de sangue e novos cadastros de doadores de medula óssea. A concentração foi na Praça Batista Campos, em Belém.Eles seguiram até a sede do Hemopa, na Serzedelo Corrêa com Caripunas, onde doaram sangue e outros efetivaram o cadastro de doação de medula.
O Projeto Rock na Veia, que teve a sua segunda edição em abril deste ano, no município de Ananindeua, resultou em 26 coletas de sangue e 87 novos cadastros. Naquela oportunidade, o projeto ainda promoveu ação de cidadania com oferta de serviços e entretenimento ao público presente ao evento, que teve origem com a iniciativa da Organização Não Governamental (ONG) Esckola de Rock de Ceilândia, no Distrito Federal. A ideia do projeto é unir música, diversão e arte à questões sociais.
Para Carlos Moutinho, batarista da banda organizadora do projeto, na Região Metropolitana de Belém (RMB), a Lúthien, e um dos coordenadores do projeto, o “Rock na Veia” tem dois objetivos: a ação solidária, que conscientiza as pessoas para a importância da doação de sangue e o incentivo às bandas. “É uma oportunidade para que os artistas divulguem seus trabalhos”, destacou, adiantando que outras ações semelhantes estão previstas para acontecer nos meses de setembro e novembro, deste ano.
A gerente de Captação de Doadores do Hemopa, a assistente social Juciara Farias, recebeu a proposta da nova campanha do “Rock na Veia” com bastante otimismo, levando-se em consideração o excelente resultado da ação anterior. “Nosso interesse não está apenas no quantitativo de doações, mas também, na repercussão do evento e na formação de opinião positivo sobre o tema na população em geral, e especificamente nos fãs do rock”, ressaltou.
Quem pode doar: candidatos com boa saúde; idade entre 18 anos completos e 67 anos, 11 meses e 29 dias. Podem ser aceitos candidatos à doação de sangue com idade de 16 e 17 anos, com o consentimento formal do responsável legal.
Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Sugestão de entrevistados pelo “Rock na Veia”:
Carlos Moutinho - (91) 8213-2233 (Coordenador do Projeto Rock na Veia Ananindeua) .E-mail: cpmoutinho@hotmail.com
Sheila Silva-(91) 8242-7025 (Coordenadora Geral do Projeto Rock na Veia Ananindeua).Para maiores informações acessem:
www.rocknaveiaananindeua.tk
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118. Foto 1- Grupo de roqueiros concentrado na Pça da Batista Campos, seguiu para doação na sede do Hemopa.Foto 2- O roqueiro e doador de sangue, Carlos Moutinho.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Hemopa convoca doadores de sangue tipo Negativo

A Fundação Hemopa está enfrentando dificuldade na captação de doadores de sangue do tipo O Negativo para atendimento transfusional de pacientes da rede hospitalar pública e privada do Estado. A insuficiência momentânea desse tipo de sangue raro é um fenômeno que ocorre eventualmente na hemorrede brasileira. No Pará não é diferente. Para reverter o quadro e atender satisfatoriamente as solicitações, o hemocentro desenvolve ações diversas entre elas, a ampliação do horário de coleta de sangue aos sábados, que em agosto passará de 7h30 para às 17h, além de realização de campanhas estratégicas na hemorrede estadual e ações externas com coletas nas unidades móveis em parceria com instituições públicas e privadas.
Para a gerente de Captação de Doadores, a assistente social Juciara Farias, a Portaria nº 1.353, do Ministério da Saúde (MS), publicada este mês, que estabelece o novo Regulamento Técnico de Procedimentos Hemoterápicos, com novos critérios para a doação de sangue no Brasil, vai reforçar o estoque de sangue dos hemocentros do País. “A nova legislação aumentará a segurança para quem doa e recebe sangue e inova ao ampliar a faixa etária para candidatos à doação, atingindo jovens entre 16 e 17 anos (mediante autorização dos pais ou responsáveis) e ampliação para idosos com até 68 anos”, comemora, destacando que com essas medidas, a previsão do MS é que aproximadamente 14 milhões de brasileiros sejam incentivados a serem doadores em potencial.
No entanto, ela alerta que os candidatos à doação de sangue, beneficiados pela ampliação de idade, só poderão efetivar seu gesto solidário, depois que o Hemopa consolidar as adaptações em seus procedimentos internos. “Logo que isso seja promovido, informaremos a imprensa para convocação da doação desses segmentos da sociedade”, avisou, prevendo que até o final do mês de julho, todos os ajustes já terão sido concluídos.
O Hemopa possui o programa “Clube de Doadores Raros”, que atualmente congrega apenas 975 voluntários, que são acionados quando há necessidade de transfusão sanguínea dos respectivos tipos de sangue. O clube existe desde 1994 e precisa ser revitalizado com pelo menos mais 15% de associados, ressaltou Juciara Farias.
De acordo com ela, o tipo de sangue mais comum entre a população brasileira é O Positivo com 55% na população brasileira, seguido do A Positivo com 27%.
O sangue tem sua classificação em grupos com a presença ou ausência de um antígeno na superfície das hemácias. Os grupos mais importantes são: ABO e Rh (+e-). A incidência desses grupos varia de acordo com a raça por tratar-se de fator hereditário. No caso de transfusão, o ideal é o paciente receber sangue do mesmo tipo que o seu. A incidência dos tipos de sangue Negativo na população: O: 4%; A:2,5%;B:1%;AB: 0,5%.
A assistente social convoca antigos e novos doadores de sangue do tipo raro para evitar priorização de atendimento de urgência e emergência para efetivarem a coleta de sangue, e evitar a priorização do atendimento de urgência e emergência.
Quem pode doar sangue: Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e peso acima de 50 quilos é um doador em potencial. O candidato deve estar bem alimentado. É necessário apresentar documento oficial original e com foto. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.
Números da solidariedade: A prevalência dos tipos de sangue na população do estado: O Positivo: 55%. O Negativo: 4%. A Positivo: 27%. A Negativo: 2,5%. B Positivo: 8%. AB Negativo 1%.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

Funcionários do Hemopa doam sangue

A Fundação Hemopa está mobilizando funcionários da hemorrede para campanha interna de doação voluntária de sangue, sobretudo, dos tipos negativos para reforçar estoque estratégico do hemocentro que enfrenta dificuldades na captação de doadores e função do período de férias. Isso tem interferido no atendimento transfusional, especialmente dos sangues raros.
O tipo de sangue mais comum entre a população brasileira é O Positivo com 55% na população brasileira, seguido do A Positivo com 27%.
O sangue tem sua classificação em grupos com a presença ou ausência de um antígeno na superfície das hemácias. Os grupos mais importantes são: ABO e Rh (+e-). A incidência desses grupos varia de acordo com a raça por tratar-se de fator hereditário. No caso de transfusão, o ideal é o paciente receber sangue do mesmo tipo que o seu. A incidência dos tipos de sangue Negativo na população: O: 4%; A:2,5%;B:1%;AB: 0,5%.
Quem pode doar: candidatos com boa saúde; idade entre 18 anos completos e 67 anos, 11 meses e 29 dias. Podem ser aceitos candidatos à doação de sangue com idade de 16 e 17 anos, com o consentimento formal do responsável legal.
Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Veraneio com falta de sangue negativo

O Hemopa pode priorizar atendimento transfusional de urgência e emergência se persistir a insuficiência de sangue dos tipos negativos no estoque do hemocentro, que encontra-se desabastecido para atender satisfatoriamente a demanda transfusional de 218 hospitais paraenses, sendo que somente em Belém são quase 90. A situação agravou-se com a chegada do período de férias, quando boa parte da população desloca-se da capital ou do estado, reduzindo em quase 30% o número de comparecimentos de candidatos à doação.
O Hemopa aproveita a oportunidade da campanha do veraneio “Verão também é estação do calor humano.Doe sangue”, que começou dia 4, e se estenderá até o dia 15 deste mês, com a meta de 300 coletas/dia, para revitalizar o “Clube de Doadores Raros”, que atualmente congrega apenas 975 voluntários, que são acionados quando há necessidade de transfusão sanguínea dos respectivos tipos de sangue negativos. O clube existe desde 1994 e precisa elevar o número de voluntários em pelo menos mais 15%, informou a gerente de Captação de Doadores do Hemopa, a assistente social Juciara Farias.
De acordo com ela, o tipo de sangue mais comum entre a população brasileira é O Positivo com 55% na população brasileira, seguido do A Positivo com 27%.
O sangue tem sua classificação em grupos com a presença ou ausência de um antígeno na superfície das hemácias. Os grupos mais importantes são: ABO e Rh (+e-). A incidência desses grupos varia de acordo com a raça por tratar-se de fator hereditário. No caso de transfusão, o ideal é o paciente receber sangue do mesmo tipo que o seu. A incidência dos tipos de sangue Negativo na população: O: 4%; A:2,5%;B:1%;AB: 0,5%.
A ação estratégica de julho também prevê o aumento do número de inscritos no cadastro de doadores de medula óssea. Referência do serviço desde 2002, o Hemopa já enviou mais de 63 mil cadastros ao Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome), que fica no Instituto Nacional do Câncer (INCA), no Rio de Janeiro, cuja lista é consultada por pacientes que precisam encontrar doadores compatíveis fora do círculo familiar, ou seja, doadores não aparentados.
“Hoje o hemocentro dispõe de sistema integral de informatização que permite ao candidato à doação de sangue, se quiser, também coletar amostra para cadastro de doação de medula.Tudo ao mesmo tempo.Basta querer ser solidário”, sugeriu Juciara Farias.
Quem pode doar sangue: Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e peso acima de 50 quilos é um doador em potencial. O candidato deve estar bem alimentado. É necessário apresentar documento oficial original e com foto. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

Foto 1- Redução de doadores em período de férias.Foto 2- Oferta de sangue caiu em torno de 30%.foto 3- Bolsa de sangue é fracionada para atender até 4 pacientes adultos.

terça-feira, 5 de julho de 2011

Instituições incentivam doações de jovens

Os jovens ao atingir 18 anos, além de votar e ajudar a decidir os rumos do país, dirigir, viajar por conta própria, também podem salvar vidas doando sangue, fazendo parte de uma corrente sanguínea, com centenas de milhares de voluntários em todo o Brasil. Para incentivar esse voluntariado , o Hemopa firmou parceria com instituições públicas e privadas que darão reforço a campanha do veraneio “Verão também é estação do calor humano.Doe sangue”, que começou ontem (4) e se estenderá até o dia 15, com a meta de 300 coletas/dia.
Nesta campanha o hemocentro conta com a parceria das Auto Escolas “Meta” e “Foca” com a pratica de trabalho educativo ao orientar e distribuir material impresso sobre o tema, sobretudo, ao público jovem que procura o serviço. Os estabelecimentos de ensino superior e instituições militares são outros importantes parceiros do hemocentro para incentivar o ato solidário entre jovens a partir dos 18 anos.
No próximo dia 12, de 8h às 15h, o hemocentro estará com sua unidade móvel para campanha externa em parceria com a Prefeitura Municipal de Belém, para doação de sangue e cadastro de doadores de medula óssea
No entanto, a gerente de Captação de Doadores do Hemopa, a assistente social Juciara Farias destaca que desde ontem (4) o hemocentro está recebendo doações de sangue de jovens a partir dos 16 anos, conforme Portaria Ministerial nº 1.353, que estabelece o novo Regulamento Técnico de Procedimentos Hemoterápicos, com novos critérios para a doação de sangue no Brasil. “Passamos por adaptações nos procedimentos internos para acolher essa nova demanda de doadores que deve aumentar em cerca de 14 milhões de coletas em todo Brasil”, informou.
A campanha do verão, assim como essas parcerias, são praticadas nas unidades do interior do estado, tais como: Marabá, Santarém, Castanhal, Abaetetuba, Altamira, Tucuruí, Redenção e Capanema. “Cada unidade estabelece parcerias com instituições locais que atuam como agentes multiplicadores da doação de sangue”, explicou Juciara Farias que aposta na superação de coletas da campanha, que ganhou apoio com a ampliação da idade da doação de sangue que agora aceita candidatos de 16 a 68 anos.
Para doar, o candidato deve estar bem alimentado. É necessário apresentar documento oficial original e com foto. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum.
Quem pode doar: candidatos com boa saúde; idade entre 18 anos completos e 67 anos, 11 meses e 29 dias. Podem ser aceitos candidatos à doação de sangue com idade de 16 e 17 anos, com o consentimento formal do responsável legal. E, em caso de necessidades tecnicamente justificáveis, o candidato cuja idade seja inferior a 16 anos ou superior a 68 anos somente poderá ser aceito após análise pelo médico do serviço de hemoterapia.
Peso mínimo de 50 kg . Candidatos com peso abaixo de 50 Kg podem ser aceitos após avaliação médica e desde que respeitados critérios específicos estabelecimentos na Portaria 1.353/11.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 12h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Agilidade na coleta por aférese

O atendimento de Plaquetaférese da Fundação Hemopa ficou mais ágil com a aquisição de mais uma máquina.Implantado em abril de 1998, o procedimento de Plaquetaférese transfusional coleta sangue total e o separa em componentes. Com isso, a máquina de Aférese retém as plaquetas e devolve simultaneamente ao doador, as hemácias, leucócitos e plasma. Em outras palavras: o doador só retira o componente do sangue que o paciente vai precisar. O procedimento é indicado, principalmente, em pacientes com risco de hemorragias. Além de não oferecer riscos de contaminação de doenças ao doador, a Plaquetaférese oferece a vantagem de um único doador retirar 10 unidades de produto mais concentrado, diminuindo a possibilidade de reação adversa no paciente, uma vez que a coleta convencional de sangue utiliza vários doadores para retirar o quantitativo que a Aférese retira de um único indivíduo.
O horário de coleta é de 8h às 13h, de segunda a sexta-feira.Mais informações:08002808118.

HEMOPA abre campanha do veraneiro


A partir de hoje (4), a Fundação Hemopa passa a receber doações voluntárias de sangue de jovens de 16 e 17 anos e pessoas de até 68 anos, atendendo Portaria Ministerial nº 1.353, que estabelece o novo Regulamento Técnico de Procedimentos Hemoterápicos, com novos critérios para a doação de sangue no Brasil. A ampliação da idade para doação deve regular do estoque de sangue do hemocentro que atualmente enfrenta dificuldades com a insuficiência de sangue dos tipos Negativos, interferindo no atendimento satisfatório da demanda transfusional no Estado do Pará. Outra importante medida é a realização da campanha do veraneio “Verão também é estação do calor humano.Doe sangue”, que começa hoje, e se estenderá até o dia 15 deste mês. A meta é de 300 coletas/dia.
A direção do hemocentro também tomou outras ações para aumentar o número de comparecimento de doadores com a ampliação do horário de coletas aos sábados, que passou de 7h30 às 12h30, para até às 17h. Para a gerente de Captação de Doadores, a assistente social Juciara Farias, as novas medidas deverão dar maior fôlego para o serviço. “Estamos apostando na superação da meta de campanha e na elevação das coletas no Estado do Pará com o voluntariado de jovens e pessoas da chamada Terceira Idade”, ressaltou.
Com a nova portaria que prevê o aumento da segurança para quem doa e recebe sangue no país e inova ao ampliar a faixa etária para candidatos à doação, o MS aposta que aproximadamente 14 milhões de brasileiros sejam incentivados a serem doadores em potencial.
Segundo a assistente social, o Hemopa consolidou adaptações em seu sistema integrado de informática e padronizou o documento que pais ou responsáveis autorizam a doação de jovens doadores beneficiados com a Portaria Ministerial. Ela informou que atualmente o segmento jovem é responsável por 48% das coletas efetivadas no Estado, e os doadores de até 65anos, em torno de 1%.
Ela informou ainda que a campanha do veraneio vai acontecer também nos municípios de Marabá, Santarém, Castanhal, Redenção, Capanema, Abaetetuba, Altamira e Tucuruí. “A campanha deve regularizar a insuficiência de sangue do tipo negativo, cujo estoque está reduzido em mais de 80%”, destacou, convidando antigos e novos doadores com sangue raro para efetivar a coleta de sangue antes de se deslocar de Belém no período das férias.
FAIXA ETÁRIA – A partir desta nova legislação, jovens entre 16 e 17 anos (mediante autorização dos pais ou responsáveis) e idosos com até 68 anos também poderão doar sangue no Brasil. Pela norma anterior, a doação era autorizada para pessoas com idade entre 18 e 65 anos de idade.
Com a ampliação da faixa etária para doação, a expectativa do governo federal é ampliar o volume de sangue coletado no Brasil que, atualmente, chega a 3,5 milhões de bolsas por ano. Esta quantidade é considerada suficiente; porém, o esforço do MS é atingir os padrões recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS): cerca de 5,7 milhões de bolsas de sangue por ano. Para o próximo ano, a meta é que o país registre, anualmente, quatro milhões de bolsas.
HUMANIZAÇÃO – A Portaria 1.353 estabelece medidas voltadas à humanização nos serviços de hemoterapia a partir da capacitação de profissionais da Rede Brasileira de Hemocentros (Hemorrede). “O objetivo é melhorar a atenção e o acolhimento dos candidatos à doação”, explica o coordenador de Sangue e Hemoderivados do MS, Guilherme Genovez.
Desde 2004, o Ministério da Saúde é responsável por normatizar e coordenar a política de sangue, componentes e hemoderivados no país. A Portaria 1.353 aprimora e substitui a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) nº 153/04, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), responsável pela regulação sanitária dos serviços de hemoterapia.
QUEM PODE DOAR SANGUE Candidatos com: boa saúde; Idade entre 18 anos completos e 67 anos, 11 meses e 29 dias. Podem ser aceitos candidatos à doação de sangue com idade de 16 e 17 anos, com o consentimento formal do responsável legal. E, em caso de necessidades tecnicamente justificáveis, o candidato cuja idade seja inferior a 16 anos ou superior a 68 anos somente poderá ser aceito após análise pelo médico do serviço de hemoterapia.
- Peso mínimo de 50 kg . Candidatos com peso abaixo de 50 Kg podem ser aceitos após avaliação médica e desde que respeitados critérios específicos estabelecimentos na Portaria 1.353/11.

O Hemopa espera por você na Tv. PE. Eutíquio, 2109. Mais informações: 08002808118.