sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Campanha de doação de sangue bate recorde com de 1.600 coletas


Comunidade atende apelo da campanha

Encerrou nesta sexta-feira (28), às 12h, a 14ª edição da campanha “Dividir sangue é multiplicar vidas”, promovida pelas mineradoras Albras, Hydro e Alunorte, em parceria com a Fundação Hemopa, que bateu recorde com 1.641 doações de sangue de empregados, terceirizados, familiares e comunidade do município de Barcarena. A ação tem o objetivo de reforçar estoque estratégico do hemocentro para atendimento satisfatório da demanda transfusional da primeira quinzena de outubro, por ocasião das festividades do Círio de Nazaré, quando a cidade recebe milhares de turistas, que eleva a necessidade transfusional em aproximadamente 20%.
A campanha deste ano, também superou a meta de mil coletas previstas para o período de 25 a 28/09. Dezenas de profissionais das instituições envolvidas estiveram unidos por quatro dias na operacionalização dessa grande campanha que acontece anualmente há 14 anos, e que ao longo dos anos, somadas a este novo quantitativo, somam 20.233 doações.

Professora espera campanha para doar sangue anualmente

Bastante satisfeita, a presidente do Hemopa, Dra. Luciana Maradei agradeceu e parabenizou todos os envolvidos na ação que vai salvar vidas de milhares de pacientes internados na rede hospitalar. “Essa onda de solidariedade é comovente. É impressionante ver e saber da responsabilidade social e do voluntariado estimulados pelas mineradoras à causa da doação de sangue. Nosso muito obrigada”, ressaltou a médica.
A professora Socorro Oliveira, 45 anos, foi uma das voluntárias que contribuíram para o sucesso da ação. “Soube da campanha no último dia. Ainda bem que consegui doar e ajudar a salvar vidas”, comentou, afirmando que participa da campanha todos os anos. Da mesma forma, o empregado de uma prestadora de serviços à Alunorte, Marcos Roberto da Silva Ferreira, 36 anos, comemorou sua primeira doação. “Antes tinha resistência. A sensação de ajudar é muito boa. Agora vou doar sempre que puder”, assegurou ele.  

Jovens do grupo "Sanshine" passarão a
 acompanhar calendário das campanhas

A campanha obteve e apoio de várias instituições parcerias das mineradoras, entre elas, inclusive de estudantes do colégio “Sistema Elite de Ensino” e escola “Dom Ângelo Frozi” e jovens da Igreja Adventista do 7º Dia, através do “Projeto Vidas por Vidas”, que devem aderir anualmente à campanha das empresas de mineração.
O resultado on line dos exames no sangue do doador, em campanhas internas ou externas, pode ser obtido através do site WWW.hemopa.pa.gov.br, 30 dias após a doação.
Interessados em compor parceria com o hemocentro, entrar em contato com a Gerência de Captação de Doadores (Gecad), 32245048, de 2ª a 6ª, de 8h às 17h; e aos sábados até às 16h.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

Hemopa continua com arrecadação de livros infantis


Estimular a leitura infantil em pacientes hematológicos até doze anos, atendidos pela Fundação Hemopa. É o principal objetivo da programação comemorativa ao Dia da Criança que está sendo realizado pela Gerência do Serviço Social (Geses), que já arrecadou 143 livros infantis, a meta é de 200 volumes.

Nos dias 9 e 11 de outubro, os pacientes atendidos pela Fundação participarão do concurso de pintura, atividades educativas e recreativas. A meta será envolver cerca de 100 crianças. A arrecadação dos livros infantis se dará até o dia 05 de outubro, na Geses, de 2ª 6ª, de 8h às 17h. Segundo a titular da Geses, a assistente social Cristina do Socorro Mendes dos Santos, a arrecadação de livros infantis será direcionada para revitalizar o acervo na “brinquedoteca” da instituição, que serve como entretenimento que antecede o atendimento dos pequenos pacientes hematológicos. “Esse é um momento de descontração para nossas crianças que têm atendimento orientado com pedagogas e outros profissionais da equipe multidisciplinar. Então, se faz necessário a maior diversificação de livros para a leitura infantil”, enfatizou, solicitando a adesão de funcionários, familiares, amigos e da sociedade em geral.

Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. O atendimento para pacientes é de segunda a sexta-feira, de 7h às 19h, e aos sábados atendimento só em regime de urgência. Mais informações pelo: 08002808118.

Campanha encerra hoje com desafio de bater marca do ano passado

O terceiro dia da campanha “Dividir sangue é multiplicar vidas”, promovida pela Fundação Hemopa, em parceria com as empresas Alumínio do Brasil S.A (Albras) e Hydro Alunorte, resultou em 1.309 doações de sangue, superando a meta de 1.000 doações, sendo que 351coletas no dia 25, 518, dia 26, e 440 bolsas ontem (27). A ação conta com o envolvimento de empregados, terceirizados, familiares e comunidade do município de Barcarena, e encerra hoje (28), às 12h, com o desafio e a expectativa de superar a marca de 1.592 coletas do ano passado.

Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.

A novidade do Hemopa é que os doadores podem obter o resultado desses exames pela internet, através do site www.hemopa-pa.gov.br, em até 30 dias.

Serviço: As doações acontecem no ambulatório da Albras. Nesta quinta-feira, 27, o atendimento será de 7h30 às 17h, e na sexta-feira, 28, último dia da campanha, a coleta será realizada de 7h30 e às 12h.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Estudantes do ensino médio dão exemplo de cidadania



Voluntários da solidariedade
 Cerca de 100 alunos do ensino médio de Barcarena doaram sangue para a Campanha “Dividir Sangue é Multiplicar Vidas” A campanha “Dividir Sangue é Multiplicar Vidas”, promovida pelas empresas Albras e Hydro Alunorte, em parceria com o Hemopa, que atingiu a meta de 1000 coletas em apenas dois dias de mobilização, que teve início dia 25 e se estenderá até às 12h desta sexta-feira (28).

Na manhã de ontem (26), a mobilização contou com a participação de cerca de 100 alunos de escolas de Barcarena. A presença dos jovens, além de revelar o compromisso com a cidadania, contribuiu para atingir a marca de 869 doações, se aproximando da meta da campanha que é de 1000 coletas, e foi atingida na manhã dessa quinta-feira (27).
Alunos da escola Elite, de Barcarena, fazendo o cadastro.
A avaliação da técnica de enfermagem do trabalho da Hydro Alunorte, Miriam Melonio, sobre o segundo dia do evento foi positiva, uma vez que o número de pessoas aumentou em relação ao dia anterior. Ela falou sobre a importância de realizar uma campanha com a parceria entre as duas empresas em prol de uma causa tão nobre. “Através de ações como essa podemos exercer nossa cidadania e com isso a gente ajuda uma entidade e, mais ainda, ajuda pessoas que precisam. Então todos os anos nós reforçamos o estoque de sangue do Hemopa”, avaliou Mirian.

Doação segura


Os profissionais do Hemopa acompanham de perto todo o processo de doação de sangue, desde a triagem até o armazenamento das bolsas. Os equipamentos utilizados na campanha são próprios da Fundação. Todo esse cuidado é para garantir a segurança de quem doa e de quem recebe o sangue.


O casal de namorados Hiago Bruno e Claudia Guimarães,
juntos ajudando a salvar vidas


Por este motivo Miriam explicou quais são os preparativos para que candidato possa realizar a doação. “Nós começamos com a ficha cadastral, passando pela verificação de pressão e outros exames necessários”, afirmou. Quem estiver apto passa para a sala de coleta e depois recebe um lanche para repor as proteinas. Cada bolsa contém cerca de 460 ml, podendo beneficiar até quatro pessoas. 
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.

A novidade do Hemopa é que os doadores podem obter o resultado desses exames pela internet, através do site www.hemopa-pa.gov.br, em até 30 dias.

Serviço: As doações acontecem no ambulatório da Albras. Nesta quinta-feira, 27, o atendimento será de 7h30 às 17h, e na sexta-feira, 28, último dia da campanha, a coleta será realizada de 7h30 e às 12h.




quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Campanha de mineradoras com mais de mil doações em apenas dois dias.

Campanha obteve reforço de alunos de Barcarena
O segundo dia da campanha “Dividir sangue é multiplicar vidas”, promovida pela Fundação Hemopa, em parceria das empresas Alumínio do Brasil S.A (Albras) e Hydro Alunorte, resultou em 1.049 doações de sangue, sendo que 351 dia 25, e 518 bolsas hoje (26). A ação que conta com o envolvimento de empregados, terceirizados, familiares e comunidade do município de Barcarena, vai até esta sexta-feira (28), com a meta de coletar um total de 1.000 doações.
Seguindo o exemplo do pai, Cristovão Gomes de Oliveira Filho, 16 anos, fez sua primeira doação na manhã desta quarta-feira. “Sempre que ia doar sangue meu pai me levava junto. Hoje eu pude fazer isso junto com ele. Estou muito feliz”, afirmou ao lado de um pai que não disfarçava seu orgulho.
Aluno da escola “Sistema de Ensino Elite”, Cristão Gomes também veio junto com cerca de 80 colegas que aderiram ao movimento solidário que está mobilizando o município de Barcarena. Os alunos compareceram à Albras acompanhados da orientadora do estabelecimento, a psico-pedagoga Quitéria Soares. A ação ainda obteve apoio de estudantes da Escola “Dom Ângelo Froze”, que trouxe 11 docentes sob a coordenação da professora de educação física, Clissia Lucia de Aguiar.

Pai e filho doam sangue juntos
Bastante satisfaeita, a diretora Técnica do Hemopa, dra. Socorro Ferreira afirma que a tendência é aumentar o número de comparecimento de doadores a cada dia de campanha. “Aposto na superação da meta de mil doações”, comentou, ressaltando o agradecimento à recepção que a ação sempre obteve entre os empregados das mineradoras, bem como da população local.
A 14ª edição da campanha “Dividir sangue é multiplicar vidas”, está sendo realizada no ambulatório da Albras, de 25 a 27, de 7h30 e 17h. Na sexta-feira, 28, será até ás 12h. Ano passado a campanha rendeu 1.592 doações voluntárias entre empregados, terceirizados, familiares e comunidade de Barcarena. Em 13 anos de parceria já foram efetuadas 18.592 coletas que atenderam cerca 55. 776 pacientes
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

Secretário de saúde prestigia campanha de doação de sangue em Barcarena


Dr. Hélio Franco parabeniza iniciativa de amor fraterno

Até ás 13h30 de ontem (25), a campanha “Dividir sangue é multiplicar vidas”, promovida pela Fundação Hemopa, em parceria das empresas Alumínio do Brasil S.A (Albras) e Hydro Alunorte, já havia coletado 181 doações efetivadas por empregados, terceirizados, familiares e comunidade do município de Barcarena. A ação que prossegue até o dia 28, tem o desafio de coletar mil bolsas de sangue, que vão suprir o estoque estratégico do hemocentro para atender a demanda transfusional da rede hospitalar pública e privada do Pará.
A abertura da 14ª edição da campanha contou com a presença do secretário de Estado de Saúde do Pará, dr. Hélio Franco, que parabenizou a iniciativa solidária das mineradoras. “Fico emocionado com esse exemplo extraordinário de fraternidade demonstrada por vocês, através das campanhas ao longo desses anos. Por isso, estou aqui para agradecer as equipes organizadoras do evento e aos voluntários que salvam vidas com as doações de sangue”, ressaltou.
A campanha senbiliza empregados e a comunidade em geral

O vice-presidente da Albras, Takashi também agradeceu a todos que colaboram direta e indiretamente para o sucesso da parceria. “É sempre um momento de prazer participar mais uma vez dessa campanha que envolve empregados, terceirizados e a comunidade e que vai contribuir para a melhoria de vida no Pará”, destacou ele.
Da mesma forma, o diretor interino da Hydro Alunorte, Joaquim Ribeiro, elogiou a organização e o resultado das sucessivas campanhas de doações de sangue. “Nada mais importante do que salvar vidas com a doação de sangue. Estamos aqui para ajudar e todos estão de parabéns”, enfatizou.
om a palavra, a diretora Técnica do Hemopa, Com a palavra, dra. Socorro Ferreira, no ato representando a presidente do hemocentro, dra. Luciana Maradei, fez uma breve retrospectiva do das campanhas realizadas juntamente com as dificuldades e emoções vivenciadas. “O Hemopa se mobiliza para realizar essa campanha. É uma parceria que deu certo. A doação já está incorporada na cultura das empresas. Vocês estendem o braço para que vidas sejam salvas”.
A campanha está sendo realizada no ambulatório da Albras, de 25 a 27, de 7h30 e 17h. Na sexta-feira, 28, será até ás 12h.
Empregados tem a cultura da doação voluntária de sangue

Ano passado a campanha rendeu 1.592 doações voluntárias entre empregados, terceirizados, familiares e comunidade de Barcarena. Em 13 anos de parceria já foram efetuadas 18.592 coletas que atenderam cerca 55. 776 pacientes.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Hemopa inicia peregrinação de Nossa Senhora de Nazaré.

A partir desta terça-feira, 25, a Fundação Hemopa, através da Assessoria de Gestão de Pessoas (Agesp) promoverá Peregrina Interna da imagem de Nossa Senhora de Nazaré., que visitará todos os andares do hemocentro. A programação religiosa será encerrada dia quatro de outubro com a visita a imagem peregrina que faz parte das festividades do Círio 2012.
Segundo Gisele Miranda, cada andar terá um responsável eleito para a decoração do altar onde a imagem será acolhida para as orações, ficando sob a responsabilidade da Agesp o material de oração e as celebrações.
De acordo com o calendário, a peregrinação interna se dará nas seguintes datas: 25- GERAP.Dia 26- Anexo I, no hall de entrada. 27- na recepção de paciente, sala de espera. Dia 28- Recepção Doador, sala de espera. Dia 01/10- 1º andar, hall do elevador. Dia 02/10- 2º andar, hall elevador. Dia 03/10- 3º nadar- hall elevador. Dia 04/10- 3º andar- Auditório. Sempre às 8h30.

Mineradoras realizam campanha de doação de sangue

Começa nesta terça-feira, 25, a 14ª campanha de doação voluntária de sangue em parceria com as mineradoras Alumínio do Brasil S.A (Albras) e Hydro Alunorte, que se estenderá até o dia 28. Ano passado a campanha rendeu 1.592 doações voluntárias entre empregados, terceirizados, familiares e comunidade de Barcarena. Em 13 anos de parceria já foram efetuadas 18.592 coletas que atenderam cerca 55. 776 pacientes. Este ano, a campanha tem a meta de 1.000 doações.
Empregados e comunidade de Barcarena atendem apelo da campanha
A ação estratégica vai suprir estoque de sangue do hemocentro que tem a responsabilidade de abastecer a rede hospitalar do Estado, que é composta por 218 casas de saúde.Somente em Belém são 85. Em outubro, por exemplo, a demanda transfusional costuma aumentar em torno de 20% em razão do elevado fluxo de visitantes por ocasião do Círio de Nazaré, quando a cidade recebe milhares de turistas.
A campanha será realizada no ambulatório da Albras, de 25 a 27, de 7h30 e 17h. Na sexta-feira, 28, será até ás 12h. Para a coordenadora da campanha e enfermeira do trabalho da Albras, Amanda Reis, o principal objetivo da campanha é captar doadores para que possam participar frequentemente das doações. "É uma campanha que desperta nos empregados, na família e na comunidade o ato voluntário. Uma doação salva até quatro vidas. Existem aquelas pessoas que doam todos os anos e aguardam o momento da campanha para doar. Eles esperam ansiosos para participar da programação ", afirmou.
A presidente da Fundação Hemopa, dra. Luciana Maradei, agradece e parabeniza as mineradoras não apenas pelo número de coletas realizadas ao longo dos anos, mas sobretudo, pelo despertar da cultura do ato solidário da doação nos empregados, terceirizados, familiares e a população do município de Barcarena. “A parceria é fundamental para o êxito de nossas ações. Muito obrigada pela demonstração anual de amor ao próximo, através da doação de sangue”, enfatizou a médica.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Mineradoras fazem campanha



Mineradoras com cultura da doação de sangue

No período de 25 a 28 deste mês, a Fundação Hemopa renova a parceria com as mineradoras Albras e Hydro, com a 14ª campanha de doação de sangue que envolverá empregados, terceirazadas e a comunidade de Barcarena. A meta será de 1.000 doações. Ano passado, foram coletadas 1.592 bolsas de sangue, superando a previsão de mil coletas. Ao longo dos 13 anos em que o evento acontece foram arrecadadas 18.592 doações, que atenderam cerca de 56 mil pessoas. A ação tem importante contribuição para melhoria da saúde pública do Estado, ao reforçar estoque de sangue para atendimento da demanda transfusional da rede hospitalar.

Agentes de saúde estimulam doação de sangue no Paracuri


Clarice disse que está  preparada para captar doadores

A agente comunitária de saúde do Paracuri, Clarice Gomes, 58 anos, foi uma das 30 pessoas que passaram por treinamento na manhã desta sexta-feira (21), na Fundação Hemopa, que promoveu mais uma oficina para “Formação de Agentes Multiplicadores”, para agentes do bairro do Paracuri, do Distrito de Icoaraci. A ação foi realizada de 8h às 12h, na sede do hemocentro com a finalidade formar consciências críticas sobre o processo e voluntariado da doação de sangue e cadastro de doação de medula óssea. “Esse tipo de treinamento é muito importante para mim, pois além de aprender sobre o processo da doação voluntária de sangue, posso repassar para minha comunidade tudo que aprendi”, ressaltou, afirmando que a partir de agora será uma captadora de doadores, inclusive, no circulo familiar e de amizades.

Com mais esse treinamento, o hemocentro, por meio da Gerência de Captação de Doadores (Gecad), capacitou 210 novos agentes multiplicadores da doação de sangue na Região Metropolitana de Belém (RMB).

Durante as atividades eles assistiram palestras sobre “O atendimento a Pacientes na Fundação HEMOPA”, “Atuação da Captação de Doadores de Sangue no HEMOPA”, “Planejamento das Estratégias de ação para efetivação do Projeto agente da doação junto ao programa saúde da família”, Apresentação dos trabalhos e discussão/plenária. Os agentes também assistirão vídeo sobre o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome), seguido de discussão sobre o tema.
Instituições interessadas em firmar parceria com o hemocentro devem entrar em contato com a Gecad, de 2ª a 6ª-feira, de 8h às 17h; e aos sábados de 8h às 16h, através dos fones:32245048 ou 32429100 R- 205.

Quem pode doar: candidatos com boa saúde; idade entre 18 anos completos e 67 anos, 11 meses e 29 dias. Podem ser aceitos candidatos à doação de sangue com idade de 16 e 17 anos, com o consentimento formal do responsável legal. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.


Final de semana com doação de sangue

Alunos do "orlando Bitar": cidadania começa desde cedo
Neste sábado, 22, a Fundação Hemopa recebe, mais uma vez, voluntários da doação de sangue da Igreja Adventista do 7º Dia, através do projeto “Vidas por Vidas”, e alunos da Escola de Ensino Médio “Orlando Bitar”, transformando a coleta aos sábados num programa solidário de final de semana. A atuação de instituições parceiras vem contribuindo decisivamente para a restauração do estoque estratégico do hemocentro. A meta de coleta da mobilização interna será de 100 doações.
O diferencial da colaboração dos estudantes do “Orlando Bitar” é que eles vêem acompanhados de pais ou responsáveis. Para a gerente de Captação de Doadores, a assistente social Juciara Farias, a iniciativa deve servir de exemplo para a sociedade em geral. “Ao doar sangue, traga um parente ou amigo. Assim foraremos estoque de sangue para atendimento satisfatório da demanda traansfusional da rede hospitalar”, ressaltou.
Interessados em compor parceria com o Hemopa, devem entrar em contato com a Gerência de Captação de Doadores (Gecad), de segunda a sábado, de 7h30 às 17h, pelo fone: 3224-5048 / 3242-9100 Ramal: 205/243.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118

Hemonúcleo de Abaetetuba em feira da ciência

Hemopa esclarece  dúvidas e estimula solidariedade
O Programa Doador do Futuro, cujo trabalho educativo visa levar ás escolas de ensino fundamental e médio, informações precisas e corretas sobre o ato de doar sangue, contribuindo para a formação de uma nova cultura em relação à doação voluntária de sangue, foi um dos destaques da “I Feira do Vestibular/UFPA - I FEIVESTE, realizado no Campus Universitário do Baixo Tocantins, em Abaetetuba,dia 19 deste mês.
A participação no evento deu-se através da equipe de Captação de Doadores do Hemonúcleo de Abaetetuba (Henal), com esclarecimento de dúvidas, distribuição de material educativo sobre a importância da participação da sociedade no processo da doação voluntária de sangue e do cadastrado de doadores de medula óssea. As informações foram repassadas
pelas servidoras Jalva Mary Sousa da Cruz, Rosa Maria Mata Lobato, coordenada pela assistente social Marléa de Nazaré Dias Sobrinho.
A feira envolveu um público alvo formado por estudantes de Ensino Fundamental e Médio, cursinhos de vestibular e universitários. O evento que foi organizado pelo Diretório Acadêmico da UFPA, contou com exposições, palestras e apresentações culturais.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Serviço: O Hemopa Abaetetuba espera por você na Av. Santos Dumont, S/N. Mais informações: (91) 37511394/4031. Funcionamento para coleta de sangue: de segunda a sexta-feira, de 8h às 12h. Atendimento transfusional:24h.Ou ainda, 08002808118, de 2ª a 6ª, de 8h às 18h; e aos sábado até às17h.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Associação dos defensores públicos firma parceria para doação de sangue


Hemopa firma parceria com ADPEP/PA para captação de doadores

A presidente da Fundação Hemopa, dra. Luciana Maradei e sua diretora Técnica, dra. Socorro Ferreira, receberam nesta manhã de quinta-feira, 21, a presidente da Associação dos Defensores Públicos do Pará (ADPEP Pará), Marialva de Sena Santos, que esteve acompanhada do Tesoureiro da instituição, Raimundo Pinho. A visita teve a finalidade de estabelecer parceria com o hemocentro para sensibilização da doação voluntária de sangue, durante ação de cidadania "Defensor em Ação", que será realizada 19/10, em um shopping da Rod.Augusto Montenegro. Na oportunidade, a ADPEP/PA, vai potencializar a divulgação sobre o papel institucional do defensor público.
A defensora pública enfatizou que a intenção é manter a parceria com o Hemopa para realização de campanha de doação de sangue, cadastro de doadores de medula óssea e ações educativas em eventos promovidos futuramente pela associação, envolvendo os cerca de 294 defensores públicos do Estado, além dos demais funcionários da ADPEP e Defensoria Pública do Estado.
Durante o evento do dia 10 de outubro, técnicos do Hemopa participarão do evento com ação educativa para esclarecimento de dúvidas e distribuição de material educativo, induzindo a doação de sangue e efetivação do cadastro de doadores de medula óssea para a sede do hemocentro, tendo em vista a impossibilidade técnica de efetuar a coleta de sangue na área do shopping. “Não temos a menor dúvida do sucesso da ação, como também da continuidade dessa parceria para a melhoria contínua do atendimento transfusional aos nossos usuários”, comentou Luciana Maradei.

Hemopa capacita agentes comunitários de saúde

Nesta sexta-feira, 21, de 8h às 12h, Fundação Hemopa, através da Gerência de Captação de Doadores (Gecad) promove mais uma oficina para “Formação de Agentes Multiplicadores”, que deve contar com a participação de aproximadamente 30 membros do Programa  de Agentes Comunitários de Saúde (PACS), do bairro do Paracuri, do Distrito de Icoaraci, com o objetivo de formar consciências críticas sobre o processo e voluntariado da doação de sangue e cadastro de doação de medula óssea, estimulando esses gestos solidários em suas respectivas áreas de atuação para potencializar o atendimento da demanda da rede hospitalar.
Este ano, o hemocentro já treinou  180 novos agentes multiplicadores da doação de sangue na Região Metropolitana de Belém (RMB). Durante a atividade, os participantes assistirão palestra sobre “O atendimento a Pacientes na Fundação HEMOPA”, “Atuação da Captação de Doadores de Sangue no HEMOPA”, “Planejamento das Estratégias de ação para efetivação do Projeto agente da doação junto ao programa saúde da família”, Apresentação dos trabalhos e discussão/plenária. Os agentes também assistirão vídeo sobre o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome), seguido de discussão sobre o tema.
Instituições interessadas em firmar parceria com o hemocentro devem entrar em contato com a Gecad, de 2ª a 6ª-feira, de 8h às 17h; e aos sábados de 8h às 16h, através dos fones:32245048 ou 32429100 R- 205.
Quem pode doar: candidatos com boa saúde; idade entre 18 anos completos e 67 anos, 11 meses e 29 dias. Podem ser aceitos candidatos à doação de sangue com idade de 16 e 17 anos, com o consentimento formal do responsável legal. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.
Foto: Agentes Comunitários de Saúde do Bengui.

HEMO 2012

O Congresso Brasileiro de Hematologia e Hemoterapia (HEMO) 2012 está de braços abertos para te receber!’. É assim que a cidade do Rio de Janeiro (RJ) espera acolher, entre os dias 8 e 11 de novembro, o maior evento brasileiro de hematologia e hemoterapia. Como de praxe, a programação da próxima edição do Congresso apresentará novidades como o 1º Simpósio da International Society for Laboratory Hematology – 2012 Best of ISLH, o 1º Encontro de Nutrição e o 1º Encontro de Comunicadores de Hemocentros. Segundo a diretora geral do Hemorio e presidente do Hemo 2012, Clarisse Lobo, “a programação foi detalhadamente construída de forma a agregar conhecimento, com valorização da abordagem na vida real da Hematologia e da Hemoterapia, enfatizando as tendências da abordagem multiprofissional no nosso meio”. Além do olhar prático, afirmou Clarisse, “o Hemo traz ainda as atualizações científicas que vão nortear os próximos degraus evolutivos da nossa especialidade”.

Para abrir as atividades do congresso no dia 8 de novembro, o Programa Educacional apresentará os temas Onco-hematologia, Hemoterapia, Anemias, Hemostasia e Hematologia Pediátrica, entre 8h30 e 12h30. A entrada para as palestras é gratuita para quem estiver inscrito no congresso. A sala tem capacidade limitada de lugares que serão ocupados de acordo com o horário de chegada dos congressistas. A partir das 14h, os workshops corporativos apresentam a ‘Super Quinta’. Paralelamente, o 12º Encontro de Enfermagem em Hematologia, Hemoterapia e TMO e o 8º Simpósio de Psicologia Hospitalar em Hematologia irão inaugurar a programação dos Eventos Multidisciplinares.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Hemopa arrecada livros infantis para o Dia da Criança

Estimular a leitura infantil em pacientes hematológicos até doze anos, atendidos pela Fundação Hemopa. É o principal objetivo da programação comemorativa ao Dia da Criança que será realizado pela Gerência do Serviço Social (Geses), nos dias 9 e 11 de outubro. Os participantes ainda poderão concorrer ao concurso de pintura e participar de atividades educativas e recreativas. A meta será envolver cerca de 100 crianças. A arrecadação dos livros infantis se dará até o dia 05 de outubro, na Geses, de 2ª 6ª, de 8h às 17h.

"Brinquedoteca" educa e distrai pacientes na pediatria

Segundo a titular da Geses, a assistente social Cristina do Socorro Mendes dos Santos, a arrecadação de livros infantis será direcionada para revitalizar o acervo na “brinquedoteca” da instituição, que serve como entretenimento que antecede o atendimento dos pequenos pacientes hematológicos. “Esse é um momento de descontração para nossas crianças que têm atendimento orientado com pedagogas e outros profissionais da equipe multidisciplinar. Então, se faz necessário a maior diversificação de livros para a leitura infantil”, enfatizou, solicitando a adesão de funcionários, familiares, amigos e da sociedade em geral.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. O atendimento para pacientes é de segunda a sexta-feira, de 7h às 19h, e aos sábados atendimento só em regime de urgência. Mais informações pelo: 08002808118.


Hentu capacita profissionais da região

Nos dias 18 e 19, deste mês, foi realizado no auditório do campus da Universidade Estadual do Pará (UEPA), do município de Tucuruí,  “Capacitação em Doença Falciforme e outras hemoglobinopatias”, promovido pela unidade do Hemopa naquela localidade. A ação teve o objetivo capacitar equipe de saúde da hemorrede e outras unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) para o diagnóstico precoce e terapêutica adequada em pessoas com doença falciforme e outras hemoglobinopatias, promovendo a redução da morbidade no Estado do Pará. O evento contou com mais de 40 participantes.
A ação faz parte da programação alusiva aos 34 anos da Fundação Hemopa, comemorado no dia dois de agosto. A capacitação conta com recursos do MS, através do convênio nº 673/2009. Dos 32.577 pacientes cadastrados no hemocentro coordenador Belém, 597 são portadores da doença. Eles recebem tratamento com equipe multiprofissional composta por médicos, enfermeiros, fisiatras, fisioterapeutas, assistentes sociais, psicólogos, odontólogos, pedagogos e farmacêuticos, que garante atendimento especializado proporcionando melhor qualidade de vida aos que dependem dos serviços.
Sediado pelo Hemonúcleo de Tucuruí (Hentu), os participantes do evento tiveram a oportunidade de debater os seguintes temas: Atenção integral da doença falciforme, a realidade do Brasil, Diagnóstico precoce das hemoglobinopatias, Fluxo de atendimento à pessoa com traço falciforme e doença falciforme, Atendimento Multiprofissional na doença falciforme I, Saúde bucal, Atendimento farmacêutico, Atendimento social, Atendimento psicológico, Atendimento Multiprofissional II , Atendimento de enfermeiros, Atendimento Fisioterápico, Protocolo de atendimento da doença falciforme I, Crise Álgica, Sequestro esplênico, Infecções, Hiperesplenismo, Protocolo de atendimento na pessoa com doença falciforme II, Alterações ósseas, Priapismo, Gestação, Cirúrgico, Tratamento na pessoa com doença falciforme, Transfusão crônica, Hidroxuréia, Quelação de ferro, Transplante de medula óssea, AVC na doença falciforme.
O evento será estendido para a hemorrede estadual, com o seguinte cronograma: Dias 26 e 27/09: Altamira. Dias 03 e 04/10: Capanema. Dias 17 e 18/10: Marabá. Dias 21 e 22/11 Santarém. Dia: 24 e 25/10 Redenção.
Anemia falciforme
É uma das doenças hereditárias mais comuns no Brasil. Ela é causada por uma modificação (mutação) no gene (DNA) que, em vez de produzir a hemoglobina A, produz uma hemoglobina chamada S. Se uma pessoa recebe um gene do pai e outro gene da mãe, que produzem a hemoglobina S, ela possui um padrão genético chamado SS, causador da anemia falciforme. Essa mutação genética, que produz a hemoglobina S, proliferou há muitos séculos no continente africano e, por isso, essa doença é muito presente no nosso país, cuja população tem em sua base de constituição os povos africanos.
Nas pessoas com anemia falciforme, as hemácias, em determinadas situações, assumem a forma de “meia lua” ou “foice”, daí o nome falciforme. Assim, as hemácias não oxigenam o organismo de maneira satisfatória, porque tem dificuldade de passar pelos vasos sangüíneos, causando má circulação, muitas dores e diversos outros problemas.

As pessoas com anemia falciforme (SS) apresentam sintomas muito diversificados. Enquanto algumas podem apresentar sintomas brandos, outras, tem sintomas graves, como crises de dores ósseas, dores na barriga, infecções repetidas. A intensidade das crises varia conforme a idade da pessoa e a presença de outros tipos de hemoglobinas associadas com a hemoglobina S. Os bebês têm mais infecções e dores, com inchaço nas mãos e nos pés. Nas crianças maiores, as dores ocorrem mais nas pernas, nos braços e no abdome.

Henab realiza capacitação em hemoglobinopatias

Nos dias 12 e 13 deste mês, foi realizado no auditório do Ministério Público do município de Abaetetuba, “Capacitação em Doença Falciforme e outras hemoglobinopatias”,  promovido pela Hemonúcleo de Abaetetuba (Henab). A ação teve o  objetivo capacitar equipe de saúde da hemorrede e outras unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) para o diagnóstico precoce e terapêutica adequada em pessoas com doença falciforme e outras hemoglobinopatias, promovendo a redução da morbidade no Estado do Pará. O evento contou com 61 participantes, envolvendo os municípios de Barcarena, Moju, Igarapé Miri e Abaetetuba.
A ação faz parte da programação alusiva aos 34 anos da Fundação Hemopa, comemorado no dia dois de agosto. A capacitação conta com recursos do MS, através do convênio nº 673/2009. Dos 32.577 pacientes cadastrados no hemocentro coordenador Belém, 597 são portadores da doença. Eles recebem tratamento com equipe multiprofissional composta por médicos, enfermeiros, fisiatras, fisioterapeutas, assistentes sociais, psicólogos, odontólogos, pedagogos e farmacêuticos, que garante atendimento especializado proporcionando melhor qualidade de vida aos que dependem dos serviços.
Sediado pelo Hemonúcleo de Abaetetuba (Henab), os participantes do evento tiveram a oportunidade de debater os seguintes temas: Atenção integral da doença falciforme, a realidade do Brasil, Diagnóstico precoce das hemoglobinopatias, Fluxo de atendimento à pessoa com traço falciforme e doença falciforme, Atendimento Multiprofissional na doença falciforme I, Saúde bucal, Atendimento farmacêutico, Atendimento social, Atendimento psicológico, Atendimento Multiprofissional II , Atendimento de enfermeiros, Atendimento Fisioterápico, Protocolo de atendimento da doença falciforme I, Crise Álgica, Sequestro esplênico, Infecções, Hiperesplenismo, Protocolo de atendimento na pessoa com doença falciforme II, Alterações ósseas, Priapismo, Gestação, Cirúrgico, Tratamento na pessoa com doença falciforme, Transfusão crônica, Hidroxuréia, Quelação de ferro, Transplante de medula óssea, AVC na doença falciforme.
O evento será estendido para a hemorrede estadual, com o seguinte cronograma: Dias 18 e 19/09, em Tucuruí. Dias 26 e 27/09: Altamira. Dias 03 e 04/10: Capanema. Dias 17 e 18/10: Marabá. Dias 21 e 22/11 Santarém. Dia: 24 e 25/10 Redenção.
Anemia falciforme
É uma das doenças hereditárias mais comuns no Brasil. Ela é causada por uma modificação (mutação) no gene (DNA) que, em vez de produzir a hemoglobina A, produz uma hemoglobina chamada S. Se uma pessoa recebe um gene do pai e outro gene da mãe, que produzem a hemoglobina S, ela possui um padrão genético chamado SS, causador da anemia falciforme. Essa mutação genética, que produz a hemoglobina S, proliferou há muitos séculos no continente africano e, por isso, essa doença é muito presente no nosso país, cuja população tem em sua base de constituição os povos africanos.
Nas pessoas com anemia falciforme, as hemácias, em determinadas situações, assumem a forma de “meia lua” ou “foice”, daí o nome falciforme. Assim, as hemácias não oxigenam o organismo de maneira satisfatória, porque tem dificuldade de passar pelos vasos sangüíneos, causando má circulação, muitas dores e diversos outros problemas.

As pessoas com anemia falciforme (SS) apresentam sintomas muito diversificados. Enquanto algumas podem apresentar sintomas brandos, outras, tem sintomas graves, como crises de dores ósseas, dores na barriga, infecções repetidas. A intensidade das crises varia conforme a idade da pessoa e a presença de outros tipos de hemoglobinas associadas com a hemoglobina S. Os bebês têm mais infecções e dores, com inchaço nas mãos e nos pés. Nas crianças maiores, as dores ocorrem mais nas pernas, nos braços e no abdome.

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Walter Guimarães

A Fundação Hemopa lamenta profundamente a morte do colunista social Walter Guimarães, na madrugada desta terça-feira, vítima de parada cardiorrespiratória. Walter era um dos mais renomados colunistas de nosso Estado e sempre contribuiu para a divulgação das ações desenvolvidas por esta instituição, sensibilizando seus leitores ao ato solidário da doação voluntária de sangue.

Aqui, nossos pêsames à família e a sociedade paraense que perdeu importante jornalista.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Mutirão social salva vidas com a doação de sangue


Voluntários "Vidas por Vidas", doaram sangue e salvaram vidas

No último sábado, 15, a Fundação Hemopa recebeu um mutirão de solidariedade com 397 voluntários e 310 coletas sangue que vão atender cerca de 1.240 pacientes. O estoque de sangue foi restaurado graças à adesão de instituições parceiras, entre elas, ativistas sociais da ONG “Colorindo Sonhos”, a juventude da Igreja Adventista do 7º Dia, por meio do projeto “Vidas por Vidas”, alunos do curso de serviço social, da Escola Superior da Amazônia (Esamaz), e alunos da Escola de Ensino Médio “Orlando Bitar”. O significativo saldo de coletas, superou a meta de 100 doações aos sábados.
Durante todo o dia, cerca de 40 alunos do “Orlando Bitar“ estiveram no hemocentro dando continuidade a campanha interna da escola. A ação foi incentivada pelo do professor de Biologia José Antônio Moreira Júnior. Neste sábado os alunos estiveram doando sangue sob a coordenação da professora Kátia Tavares. “É uma ação muito importante. Abracei essa causa e vim participar”, disse a professora.
A ONG “Colorindo Sonhos” abraçou a causa da doação de sangue e trouxe 20 pessoas para doar. Um ônibus lotado de jovens do “Vidas por vidas” movimentou a sede do hemocentro. Somando a esse contingente de voluntários, cerca de 20 alunos da “Esamaz”, doaram sangue.
Bastante satisfeita com a representativa da sociedade civil organizada, a gerência de Captação de Doadores do Hemopa, a assistente social Juciara Farias, agradeceu cada doação de sangue. “É muito bom perceber a mudança de comportamento dos jovens em relação às causas sociais e de promoção da vida”, destacou, sugerindo a doação de sangue aos sábados como um programa de final de semana entre a família e ou amigos.

Segundo ela, a intenção da direção do hemocentro é fazer com que as pessoas passem a agendar as doações de sangue. “Todos nós agendamos participações em compromissos sociais. Porque não fazer o mesmo com a doação de sangue?”, indagou, informando que se todas as pessoas que atendem critérios básicos para a doação de sangue, fizessem isso pelo menos duas vezes ao ano, a hemorrede brasileira não enfrentaria eventuais crises com a insuficiência de estoque.

Alunos do "Orlando Bitar":um exemplo de cidadania.

Interessados em compor parceria com o Hemopa, devem entrar em contato com a Gerência de Captação de Doadores (Gecad), de segunda a sábado, de 7h30 às 17h, pelo fone: 3224-5048 / 3242-9100 Ramal: 205/243.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Instituições parceiras incrementam banco de sangue





Pacientes com doenças crônicas dependem da doação a vida toda

Neste sábado, 15, a Fundação Hemopa estará com campanhas internas de doação de sangue com instituições parceiras para restabelecer o estoque de sangue, especialmente os do tipo negativo que sofreu uma baixa de aproximadamente 20%, que poderá interferir no atendimento satisfatório da rede hospitalar.

O dia será bastante movimentado com várias mobilizações solidárias, entre elas, com os alunos da escola “Prof. Orlando Bitar”, que estarão no hemocentro participando de palestras de sensibilização, no auditório da instituição. Logo após, alunos juntamente com seus pais ou responsáveis doarão sangue. Neste mesmo dia, Hemopa receberá universitários da “Escola Superior da Amazônia” (ESAMAZ), que participarão da gincana social, com palestras e campanha de doação de sangue. Paralelamente, funcionários e adeptos da ONG “Colorindo Sonhos”, doarão sangue.

Ainda tem mais. Voluntários do projeto “Vidas por Vidas”, da Igreja Adventista do 7º Dia, farão mais uma ação solidária com coleta de sangue e cadastro de doadores medula óssea. Nesse dia ainda haverá campanha externa com ação cidadania do SEST/ SENAT, da Rod. Augusto Montenegro, 765, de 8h às 15h.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sanguínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Interessados em compor parcerias: Gerência de Captação de Doadores - de segunda a sexta, de 7h às 17h, pelo fone: 3224-5048 / 3242-9100 Ramal: 205/243
Serviço:O Hemopa funciona na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Horário para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.



quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Hemopa intensifica captação de doadores

Para  intensificar a doação voluntária de sangue, a Fundação Hemopa, através da Gerência de Captação de Doadores (Gecad), vem firmando parceria com várias instituições públicas e privadas para incentivar a doação voluntária de sangue e novos cadastros de doadores de medula óssea.

Faça do sábado um programa de final de semana:doe sangue

Nos dias 10,11 e 12, assistentes sociais ministraram palestras para a comunidade escolar do colégio “Madre Celeste”, da Marambaia. A ação culminará em campanha externa prevista para o dia 20 deste mês, de 8h às 15h. Nos dias 10 e 11, o Hemopa recebeu doações de sangue de alunos da escola “Prof.Orlando Bitar”, superando a meta de 100 comparecimentos para 137 participações. Desses candidatos, 93 efetuaram doação de sangue, que devem salvar cerca de 372 vidas.
No dia 14, o hemocentro participará do “IV RH na Praça”, de 8 às 12h, na praça da República, com estande para distribuição de material educativo e repasse de informações sobre doação de sangue, cadastro de doação de medula óssea e agendamento de doação de sangue aos sábados.
Neste sábado, 15, o dia será bastante movimentado com várias mobilizações solidárias, entre elas, com os alunos da escola “Prof. Orlando Bitar”, estarão no hemocentro participando de palestras de sensibilização, no auditório da instituição. Logo após, alunos juntamente com seus pais ou responsáveis doarão sangue. No sábado, 15, o Hemopa receberá universitários da “Escola Superior da Amazônia” (ESAMAZ), que participarão da gincana social, com palestras e campanha de doação de sangue. Na manha deste mesmo dia, funcionários e adeptos da ONG “Colorindo Sonhos”, doarão sangue.

Aluno do "Orlando Bitar" dá exemplo de cidadania

Ainda tem mais. Voluntários do projeto “Vidas por Vidas”, da Igreja Adventista do 7º Dia, farão coleta de sangue e cadastro de doadores medula óssea. Nesse dia ainda haverá campanha externa com ação cidadania do SEST/ SENAT, da Rod. Augusto Montenegro, 765, de 8h às 15h.
Dando prosseguimento com as ações, no dia 22, o Hemopa estará em parceria com a Arquidiocese de Belém, no Largo da Sé, durante “II Ação Solidária- Evangelizando através da ação de cidadania”, que vai oferecer vários serviços, entre eles, material e informações sobre doação de sangue a cadastro de doadores de medula.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sanguínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Interessados em compor parcerias: Gerência de Captação de Doadores - de segunda a sexta, de 7h às 17h, pelo fone: 3224-5048 / 3242-9100 Ramal: 205/243
Serviço: O Hemopa funciona na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Horário para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

Policiais Federais protestam solidariamente com doação sangue

Nesta quinta-feira,13, agentes da Polícia Federal em greve, estiveram na Fundação Hemopa doando sangue, em protesto solidário para restaurar o estoque de sangue do hemocentro que se encontra em baixa, especialmente, dos tipos negativos, cuja redução na coleta chegou a 20%.

Policiais fazem protesto solidário e salvam vidas.

Segundo o presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Pará, Roger Barros, cerca de 50 agentes da corporação comparecerão ao hemocentro até o fim deste dia. “Sempre ouvimos noticias que o Hemopa está precisando de sangue, então nos reunirmos para ajuda à sociedade paraense”, disse, ressaltando a importância do ato solidário para a melhoria do atendimento da rede hospitalar.
A gerente de Captação de Doadores, a assistente social Juciara Farias, parabenizou a iniciativa de responsabilidade social dos policiais federais. “È muito gratificante receber doações de servidores públicos que pensam no bem estar da população usuária dos serviço”.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde: idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 quilos. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Alunos do “Orlando Bitar” salvam vidas


Prof.Moreira e seus alunos recebendo informações sobre doação

Alunos da Escola Estadual de Ensino Médio “Prof. Orlando Bitar” estão desde o mês de agosto comparecendo na Fundação Hemopa para se habilitar à doação de sangue. Até esta quarta-feira, 12, houve o comparecimento de 137 voluntários, incluindo parentes e amigos. Desses candidatos, 93 efetuaram doação de sangue, que devem salvar cerca de 372 vidas.
A ação faz parte do Programa Doador do Futuro que visa levar às escolas de ensino fundamental e médio, informações precisas e corretas sobre o ato de doar sangue, contribuindo para a formação de uma nova cultura em relação à doação voluntária de sangue. O resultado concreto dessa ação é refletida nos 42% de doações voluntárias de sangue do segmento jovem.
Somente este ano o Hemopa já atuou em 21 escolas da rede pública de ensino na Região Metropolitana de Belém (RMB), com 51 atividades desenvolvidas e envolvimento de 2066 estudantes. Para a gerente de Captação de Doadores do Hemopa, a assistente social Juciara Farias, a iniciativa de professores e alunos do “Orlando Bitar” estimula o voluntariado no segmento jovem e estudantil.

Pai doa sangue junto com filho do "Orlando Bitar" 

A ideia de incentivar os alunos a doar surgiu através do professor José Antônio Moreira Júnior, que leciona Biologia na escola. “Nos últimos tempos vi muitas notícias que o Hemopa estava precisando de sangue, resolvi ajudar e convidei meus alunos”, disse. Para aqueles que não tinham condições físicas de doar, ele sugeriu que levassem alguém para fazer a doação. O prof. Moreira adiantou que já está tratando com a direção do referido colégio para incluir o movimento solidário na programação anual da instituição.
Juciara Farias parabenizou e agradeceu a iniciativa do prof. Moreira que vai salvar mais de 370 vidas, tendo em vista que cada bolsa de sangue atende até três pacientes adultos.

Aluna atende apelo para doação de sangue

Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sanguínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.

Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
Para parcerias: Gerência de Captação de Doadores - de segunda a sexta, de 7h às 17h, pelo fone: 3224-5048 / 3242-9100 Ramal: 205/243
Serviço: O Hemopa funciona na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Horário para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.