quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Feira da Ciência incentiva a solidariedade da doação de sangue



Alunos fazem "Hemotur" para conhecer os serviços
A realização da oficina para “formação de multiplicadores da doação de sangue”, pelo Hemonúleo de Capanema (Henca) já está colhendo frutos dessa semente lançada em maio deste ano, com o convite para participação da unidade  na XI Feira de Ciência da Escola de Ensino Fundamental e Médio São José”, no próximo dia 9.
 Antecedendo a ação, a equipe do Serviço Social do Henca, comandada pela assistente social Luiza Helena , recebeu na manhã do dia 30/10, alunos da EEEFM "São José", do município de Santa Luzia do Pará (localizado há 47 Km de Capanema), para conhecer as instalações e o fluxo de doação de sangue. O Hemotur é uma ação de responsabilidade do Serviço Social. “É uma visitação dirigida, onde os alunos conhecem o passo-a-passo da doação de sangue, desde o cadastro até a distribuição de hemocomponentes para rede hospitalar do município.
Comunidade escolar atender programa "Doador do Futuro"
O processo de sensibilização com o corpo docente e a comunidade escolar do “São José” para a qual a equipe de captação do Henca foi convidada, contará com palestras e exibição de vídeos com informações e orientações sobre doação de sangue e cadastro de medula óssea. “Parabenizamos a equipe pedagógica da escola, representada pelos professores Antônio Edmilson Sobrinho e Benedita do Socorro Silva”, ressaltou Luiza Helena, estendendo os agradecimentos à iniciativa solidária dos alunos do referido estabelecimento de ensino.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
 Serviço: Hemopa Capanema espera por você na BR 308, KM zero, S/N - Bairro São Cristóvão - Capanema /PA Mais informações: (91) 3462-2744/2329 ou 8002808118, de 2ª a 6ª, de 8h às 18h, e aos sábados até às 17h.

Café cultural incentiva a leitura

A reunião contou com seleto grupo apreciadores da leitura

No último dia 30/10, a Fundação Hemopa, através do Serviço de Assistência à Saúde do Servidor (SASS), realizou o projeto “Café cultural”, de 11h às 12h, na sala de estar, visando incentivar a leitura. A programação do mês de outubro propôs aos servidores e familiares a realização de troca de livros. Os participantes foram para a reunião  munidos de um livro que já foi lido, e trocaram com por outros com os colegas de trabalho de vários setores do hemocentro.

Empresa de Capanema incentiva doação de sangue

Empresa cidadania incentiva doação entre funcionários

O Hemonúcleo de Capanema, sob a direção do médico Jaques da Silva Neves, recebeu na manhã desta quarta-feira, um grupo de funcionários da empresa “Mejer Agroflorestal”, localizada no município de Bonito. A ação deu início a importante parceria com a unidade, através do Projeto "Empresa Cidadã", que envolve funcionários e clientes de empresas privadas, visando o reforço do
estoque estratégico da hemorrede, através da sensibilização para a doação de sangue, estimulando a responsabilidade social.
Durante a visita, eles conheceram as instalações do hemocentro e logo em seguida uns doaram sangue e outros efetivaram cadastro para doação de medula óssea.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Serviço: Hemopa Capanema espera por você na BR 308, KM zero, S/N - Bairro São Cristóvão - Capanema /PA Mais informações: (91) 3462-2744/2329 ou 8002808118, de 2ª a 6ª, de 8h às 18h, e aos sábados até às 17h.

O Hemopa quer ouvir você.


A Fundação Hemopa, através do serviço de Ouvidoria divulga alguns dos registros feitos por usuários  do Hemocentro Regional de Santarém:
 ”Só tenho a elogiar o atendimento do Hemopa Santarém. Fui muito bem atendida desde a recepção de doadores, triagem e na sala de coleta melhor ainda, onde recebi todas as orientações possíveis. Fico feliz pelo atendimento e agradeço pela preocupação com os pacientes”, da doadora Lia Mara Araújo dos Anjos.
“O atendimento foi excelente.Nota 10”, da doadora de sangue Edna Braga.
Silvânia Assunção divulgando o serviço aos usuários
“O atendimento foi ótimo e me senti bastante segura do que estava fazendo”, da doadora de sangue Juvenilda da Silva Barros.
“As pessoas são muito carinhosas com os pacientes e com os doadores. Recebemos atenção em todos os setores”, do doador Eleilson Silva.
“Gostei muito do atendimento. Muito bom , mesmo”, do doador Sebastião Martins.
A doadora de sangue Lourdes Assunção, do Hemonúcleo de Capanema, também mandou seu recado à equipe da unidade: “O atendimento é de primeira categoria. Os funcionários são excelentes em todos os setores.Parabéns”.
Segundo a responsável pelo serviço na Fundação Hemopa, a socióloga Silvânia Assunção, Silvânia Assunção ressaltou a população em geral precisa tomar conhecimento sobre o serviço para melhorar cada vez mais os serviços oferecidos, por meio da sua opinião, críticas construtivas, elogios e sugestões diversas.
São várias as formas de fazer valer a Ouvidoria, entre elas, o 08002808118, de 2ª a 6ª de 8h às 18h, e aos sábados até às 17h. A ligação é grátis para todo o Estado do Pará. Outras formas: formulário e presencial em todas as unidades nos municípios de Santarém, Castanhal,Marabá,Abaetetuba, Altamira,Tucuruí, Redenção e Capanema; por email:ouvidoria@hemopa.pa.gov.br; ou ainda on line, por meio do site www.hemopa.pa.gov.br.

Comunicado Nepes

O Núcleo de Ensino e Pesquisa (Nepes) comunica que foi publicado no Diário Oficial do Estado, as Normas para utilização da Sala de Aula, conforme a seguir:

1. A sala de aula deverá ser utilizada, prioritariamente, para atividades ligadas ao ensino, tais como:
1.1. Aulas de gradução co o constituições conveniadas;
1.2. Apresentação de trabalhos, atividades cientificas da Fundação Hemopa;
1.3. Uso para estudo para estagiários, pesquisadores e servidores desta Fundação Hemopa;
1.4. Reunião mensais do Comitê de Ensino em Pesquisa – CEP/Hemopa;
1.5. Teleconferências;
1.6. Estudos de procedimentos operacionais padrões

O uso será por meio de agendamentos. Mais informações: 3242-9100 ramal 361 – Nepes.

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Campanhas externas ajudam a reforçar estoque sangue

A Gerência de Captação de Doadores (Gecad) intensifica ações para sensibilizar a população para a doação voluntária de sangue e cadastramento de doadores de medula óssea, visando formação de estoque de sangue para atendimento satisfatório da demanda transfusional da rede hospitalar.

No dia 23/10, aconteceu a campanha de doação de sangue e cadastro de medula óssea, na Escola Superior da Amazônia (Esamaz), de 8h às 16h, na rua Municipalidade, que contou com a participação de 201 voluntários à doação de sangue. No dia 27/10, foi realizada na Igreja Batista do Telégrafo, 8h às 16h, na rua Curuçá, nº 700, campanha de doação de sangue e cadastro de medula óssea, que resultou no comparecimento de 63 candidatos a doação. E envolveu a comunidade do entorno, através de celebração de cultos e do movimento de jovens da igreja.

Campanhas previstas

Dia 06/11, de 8h às 16h, será promovida palestra para alunos do curso de Medicina da Universidade Estadual do Pará (UEPA) com o objetivo de formar agentes multiplicadores da doação. Previsão de 100 coletas. Doação de sangue e Cadastro de medula óssea.

Dia 08/11, de 08h as 16h, Escola Abelardo Leão Conduru, Av. Lalor Mota, s/n – Carananduba –Mosqueiro. Previsão de 150 coletas. Doação de sangue e Cadastro de medula óssea.

Dia 14/11, de 8h as 16, Escola Teodoro Bentes, rua Padre Julio, 1090 – Icoaracir. Previsão de 100 coletas. Doação de sangue e Cadastro de medula óssea.

Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado. O resultado dos exames dos doadores podem ser obtidos on line, através do site: WWW.hemopa.pa.gov.br, em 30 dias após a coleta do sangue.

Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto

Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Parcerias elevam doações de sangue


A Gerência de Captação de Doadores  (Gecad) intensifica ações para sensibilizar a população para  a doação voluntária de sangue e cadastramento de doadores de medula óssea, visando formação de estoque de sangue para atendimento satisfatório da demanda transfusional da rede hospitalar.
As doações de sangue reforçam estoque
Na quinta-feira, 25, de 8h às 12h, foi realizada oficina para formação de agentes multiplicadores para cerca de 50 funcionários da sede do INSS de Belém. A atividade foi desenvolvida pelas assistentes sociais da Gecad, Nazaré Veríssimo e Janete Araújo, que ministraram palestras interativas, promoveram dinâmica de grupos e conduziram exibição de vídeos.
Segundo Nazaré Veríssimo, a ação deverá culminar em campanha interna com doação de sangue e cadastro de doação de medula óssea, com data a ser definida até a primeira quinzena de dezembro deste ano.
Nesta sexta-feira, 26, de 8h às 16h, será promovida palestra para alunos do curso de Medicina da Universidade Estadual do Pará (UEPA) com o objetivo de formar agentes multiplicadores. A ação resultará em campanha de doação de sangue e cadastro de medula óssea, dia 08 de novembro, de 19h às 21h.
Neste sábado, 27, será realizada na Igreja Batista do Telégrafo, 8h as 16h, na rua Curuçá, nº 700, que envolverá a comunidade que está sendo convidada a participar, através de celebração de cultos e do movimento de jovens da igreja. A meta será de coletas.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado. O resultado dos exames dos doadores podem ser obtidos on line, através do site: WWW.hemopa.pa.gov.br, em 30 dias após a coleta do sangue.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Hemopa está concorrendo com “Servidor Nota 10”


Os órgãos que compõem a administração pública estadual escolheram seus representantes para a quinta edição do Servidor Nota 10, a mais importante premiação de reconhecimento por mérito profissional concedida aos funcionários públicos do Estado, que está de volta em 2012. Os 62 eleitos serão homenageados pelo governo em cerimônia solene nesta sexta-feira (26), às 19h30, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, encerrando a programação especial da Semana do Servidor.
A Fundação Hemopa será representada pela servidora Sônia Monteiro, que foi eleita entre mais de funcionários da hemorrede estadual. Muito estimada pelos colegas de trabalho, ela atua há 23 anos no Hemocentro Regional de Castanhal e sempre se destacou por seu profissionalismo e dedicação, contribuindo para a manutenção da qualidade dos produtos e serviços prestados aos usuários.
Sônia Monteiro é a nossa Servidora Nota 10
Com o prêmio Servidor Nota 10, o programa de valorização da Escola de Governo do Estado (EGPA) promove o reconhecimento a quem se destaca no desempenho funcional na administração pública estadual. Os  escolhidos de cada órgão receberão certificados assinados pelo governador Simão Jatene, medalhas e o prêmio de R$ 1 mil. O eleito “Servidor Nota 10 do Estado” receberá certificado, medalha e o prêmio de R$ 30 mil.
"O servidor deve crescer pelo reconhecimento do mérito, e a Escola de Governo oferece oportunidades para isso. O principal objetivo é valorizar o funcionário, fazendo com que ele se sinta bem e orgulhoso de ser um servidor público”, diz o diretor de Desenvolvimento e Valorização de Pessoas da EGPA, Raymundo Albuquerque, ressaltando a proposta de incentivo à meritocracia no governo do Estado.
Os eleitos como Servidor Nota 10 em cada órgão estadual foram avaliados em quesitos como assiduidade, disciplina, iniciativa, produtividade, competência interpessoal, trabalhos de relevância, relacionamento com o público, atualização e reciclagem profissional, integração ao projeto de governo e responsabilidade, também levando em conta toda a vida funcional do servidor inscrito.
Criado em 2003, o programa “Servidor Nota 10” foi suspenso em 2006 e retorna este ano, como parte da Agenda Mínima de Governo, dentro do Programa Gestão de Qualidade. Os prêmios serão entregues aos servidores de cada órgão estadual com o melhor desempenho durante o ano, segundo a opinião dos colegas que integrarão a comissão avaliadora.
Texto:Daniele Brabo – EGPA./Vera Rojas- Hemopa

Estado abre programação especial em homenagem aos servidores





A abertura da programação alusiva ao Dia do Servidor Público ocorreu nesta quarta-feira (24), com a apresentação de diversas ações voltadas aos funcionários do Estado. O vice-governador Helenilson Pontes abriu o evento, no auditório da Fundação Tancredo Neves, onde a Feira do Servidor concentra diversos serviços e atividades voltados para a valorização dos profissionais do serviço público.

Uma das atrações da programação
é a Mostra de Artes do Servidor Público do Estado,
com trabalhos variados de funcionários de diversos órgãos
As atividades fazem parte do Programa de Valorização do Servidor Público Estadual e do Programa de Saúde e Segurança Ocupacional do Servidor. Na ocasião, foi apresentado o trabalho desenvolvido pelo Instituto de Assistência dos Servidores do Estado (Iasep), cujo presidente, Kléber Miranda, detalhou as três principais ações de atendimento. A primeira delas é o Iasep Movel, que descentraliza os atendimentos das clínicas e laboratórios, levando aos órgãos públicos consultas e exames, sem gastar a cota anual do Plano Assist.

Kleber Miranda também destacou o Assistlar, atendimento domiciliar dedicado aos pacientes com dificuldade de locomoção que ainda necessitam da assistência do plano. O Iasep inovou ainda com o Programa Vitalidade, que já atende 200 pacientes crônicos, buscando garantir a qualidade de vida dos segurados e dos dependentes acima de 60 anos. “O instituto tem como meta a valorização do servidor público, com a oferta de serviços de qualidade de atenção à saúde”, ressaltou.

Valorização – Durante a programação, o diretor da Escola de Governo do Pará (EGPA), Rui Martini, também apresentou o Programa de Formação de Gestores Públicos e Qualificação dos Servidores, voltado principalmente para capacitar o funcionário recém-admitido no serviço público, com a oferta de diversos cursos e especializações que valorizam o profissional e melhoram a qualidade do serviço oferecido à população.

O vice-governador do estado Helenilson Pontes destacou a importância do servidor público na execução das políticas públicas voltadas para a melhoria da qualidade de vida da população. “O Estado tem, entre suas metas, oferecer ao funcionário a oportunidade de se capacitar e crescer no serviço público. Além da especialização profissional, a população também ganha ao ter serviços prestados por servidores capacitados”, destacou.

Representando os servidores públicos, a funcionária da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) Eliana CristIna agradeceu ao governo do Estado por priorizar a nomeação dos concursados, incluindo ela mesma, que foi nomeada ano passado após prestar concurso em 2008. “Não é fácil ser servidor público. Hoje o Estado oferece capacitação a esse profissional, que tem uma missão muito maior, de servir à sociedade”, disse.

Ainda em comemoração ao Dia do Servidor, celebrado domingo (28), a secretária de Estado de Administração, Alice Viana, anunciou a parceria com 16 academias de ginástica em Belém, que vão oferecer ao trabalhador e familiares segurados a oportunidade da prática de exercícios físicos com descontos de 5% a 50%.

Até o dia 26, o Iasep oferece, no hall Ismael Nery, do Centur, ações de cuidado à saúde, com exames básicos e consultas médicas nas áreas da odontologia, urologia, fonoaudiologia e oftalmologia. Também estão disponíveis serviços de emissão de documentos (RG, certidão de nascimento e carteira profissional), além da sensibilização sobre responsabilidade social e informações sobre doação de sangue e cadastro para doação de medula óssea.



Texto:
Danielle Ferreira - Secom
Fone: (91) 3202-0912 / (91) 9117-7020/ 8272-3665
Email: danielleferreira@agenciapara.com.br

Secretaria de Estado de Comunicação
Rodovia Augusto Montenegro, km 09 - Coqueiro - Belém - PA CEP.: 66823-010
Fone: (91) 3202-0901
Site: www.agenciapara.com.br Email: gabinete@secom.pa.gov.br

Governo festeja Dia do Servidor


No período de 24 a 27 de outubro, o governo do Estado do Pará, através da Secretaria de Estado de Administração (Sead), que é vinculada à Secretaria Especial de Estado de Gestão (Seges), realiza um conjunto de ações em homenagem ao “Dia do Servidor Público”, que é comemorado no dia 28 de outubro.
Assistente social Juciara Farias orienta visitante no estande
 A Fundação Hemopa está participando dessas ações com estande no Centur, onde técnicas da Gerência de captação de Doadores (Gecad) do hemocentro estão repassando informações sobre os serviços prestados pelo hemocentro, além de distribuição de material educativo sobre doação voluntária de sangue, cadastro de doadores de medula óssea, além de agendamento de doação de sangue.
O projeto faz parte do Programa de Valorização do Servidor Público Estadual e do Programa de Saúde e Segurança Ocupacional do Servidor.Todas as atividades como atendimento de saúde, atividades culturais - concertos, show musical, tetro e feira de talentos -, conscientização e responsabilidade social, além de cuidados estéticos e ações de cidadania, serão sem custo e acontecerão na Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves (FCTPN) - antigo Centur -, com patrocínio do Banco do Estado do Pará (Banpará) e em parceria com diversos órgãos da Administração Estadual, no horário das 15h às 20h, organizado pela Diretoria de Gestão da Política de Saúde Ocupacional do Servidor (DSO/Sead).
O encerramento dos eventos se dará com a I Corrida e Caminhada do Servidor Público Estadual, no dia 27 de outubro, no Parque ambiental do Utinga, com inscrição de 1.000 vagas, pelo site da Sead, com o objetivo de proporcionar um momento de saúde, lazer e descontração. A trilha da corrida terá extensão de oito quilômetros e da caminhada de quatro quilômetros, com atrativos no início, durante e no final do percurso. A estimativa é de 1000 participantes.
Parceiros: Sead, Seges, FCTPN, Fundação Carlos Gomes, Instituto de Artes do Pará (IAP), Escola de Governo do Estado Pará (EGPA), Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa), Secretaria de Estado de Saúde (Sespa), Banco do Estado do Pará (Banpará), Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (IASEP), Imprensa Oficial do Estado do Pará (IOEPA), Fundação de Telecomunicações do Pará (Funtelpa).
Mais informações na Diretoria de Política de Gestão de Saúde Ocupacional do Servidor (DSO) (91) 3246-3683 / 3246 4660.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Liga de Hemoterapia e Hematogia do Pará

 Na próxima quinta-feira, 25/10, acontecerá a reunião da Liga de Hemoterapia e Hematogia do Pará (Lahhepa), às 19h30, no auditório do Hemopa, com palestra sobre: “Poliglobulia/Trambocitemia” que será ministrada pela dr. Iê Bentes, médica hematologistas, da Fundação Hemopa. 

Mais informações: lahhepa@hotmail.com

Link: http://fundacaohemopa.blogspot.com.br/search?q=liga

Passo a Passo para emissão de Resultados Online


1 - Acessar a página do HEMOPA no endereço http://www.hemopa.pa.gov.br/;

2 - Clicar no link de Resultado Online Doação na página do Hemopa completamente carregada;

3 - Ao clicar no link, aparecerá a tela com as caixas de textos para a insersão dos dados : Protocolo (sem os zeros à esquerda), Data de Nascimento (sem as barras "/"), Senha e uma quarta caixa para digitar os caracteres que aparece na imagem em vermelho;

4 - Para visualizar o seu resultado, os dados estão em seu protocolo entregue logo após seu atendimento na recepção;

5 - Preencha os dados conforme imagem abaixo e clique em login:

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Instituições intensificam campanha externas


Nesta terça-feira, 23, de 8h às 16h, a Fundação Hemopa realiza campanha externa  de doação de sangue em parceria com a Escola Superior da Amazônia (Esamaz). A coleta será efetivada em espaço montado, cedido pela instituição de ensino. A ação faz parte de atividades que estão impulsionando a doação de sangue e cadastro de doação de medula óssea na capital, visando garantir atendimento satisfatório da demanda hospitalar.
Acadêmicos de Medicina em campanha anterior.
No dia 25, ação será na Universidade Estadual do Pará (UEPA), de 8h às 16h, na Av.Almte. Barroso, 2623. Dia 27, na Igreja Batista do Telégrafo, 08h às 16h, na rua Curuçá, 700. Dia 01/11, de 8h às 16h, o hemocentro estará promovendo coleta de sangue junto à escola “Teodora Bentes”, na Rua Pe.Júlio, 1090, em Icoaraci.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado. O resultado dos exames dos doadores podem ser obtidos on line, através do site: WWW.hemopa.pa.gov.br, em 30 dias após a coleta do sangue.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Hemopa premia vencedores do concurso de pintura

Pacientes expressam sua versão sobre  ser criança

“Ser criança é......”.Foi o tema inspirador para cerca de 20 crianças pacientes atendidas pela Fundação Hemopa, durante concurso de pintura infantil, realizado dia 9/10, em comemoração alusiva ao Dia da Criança. Na manhã desta sexta-feira (29), o hemocentro premiou com um kit de pinturas os três vencedores: na categoria A- Angel Rafael, 6 anos. Na categoria B, Ana Paula, 8 anos. Na categoria C, Dário Vilas Boas, 11 anos. As pinturas serão divulgadas no site do Hemopa e nas suas redes sociais.
O concurso que envolveu pacientes com a faixa etária entre quatro e 12 anos, fez parte da programação elaborada pelo hemocentro para cerca de 100 pequenos pacientes.
A ação começou com campanha que arrecadou 239 livros infantis, até o dia 05 deste mês. No dia 9, houve a “Caravana da Leitura”, do Centur, apresentação de teatro de bonecos e o concurso. No dia 11, foi promovido passeio no museu “Emílio Goeldi”. As atividades que envolveram cerca de 100 crianças, teve o objetivo de estimular a leitura infantil e despertar talentos artísticos em pacientes hematológicos menores de idade.
A equipe do Serviço Social de Pacientes ficou bastante satisfeita com o resultado geral das atividades. “Tivemos um boa participação de nossas crianças que se divertiram muito com atividades recreativas e educacionais”, comentou a assistente social , enfatizando a importância de ações interativas entre o hemocentro e os usuários dos serviços.

Hemocentro parabeniza médicos da hemorrede estadual


A Fundação Hemopa parabeniza todos os médicos pelo seu dia, comemorado nesta quinta-feira (18), em especial os profissionais da hemorrede estadual que atendem os cerca de 33 mil pacientes hematológicos cadastrados na instituição, proporcionando atendimento especializado e melhor qualidade de vida aos que possuem doenças crônicas, entre elas,  anemia falciforme e hemofilia.
Atualmente, o hemocentro possui 48 médicos distribuídos entre o Hemocentro Coordenador Belém, Hemocentros Regionais de Castanhal, Marabá e Santarém; e nos Hemonúcleos de Abaetetuba, Altamira, Tucuruí, Redenção e Capanema.
Dra.Iêda Pinto:Experiência e dedicação na área do sangue
Parte integrante do corpo funcional, a dra. Iêda Solange Pinto, atualmente respondendo pela Assessoria Técnica (Astec), é funcionária do hemocentro há 29 anos. Experiente médica hematologista e hemoterapêuta, ela não esconde o amor pela profissão escolhida. “O melhor de tudo é poder exercer a medicina de forma humanizada. Sei que muitas vezes não podemos curar o paciente, mas me conforta saber que podemos proporcionar melhor qualidade vida, através de atendimento especializado”.
Sua colega de trabalho, a médica Simone Oliver Maués, concursada do Hemopa há quatro anos, ressalta conseguiu realizar um sonho de criança ao se formar em Medicina. Outro sonho recentemente realizado foi ingressar no hemocentro. “Quando soube do concurso do Hemopa me dediquei bastante para conseguir minha vaga. Sempre tive uma excelente impressão desta instituição”, destacou. Lotada na triagem de doadores, ela destaca a vivência e a interação com vários setores como pontos positivos e de maior diferencial, o que normalmente não acontece num ambiente hospitalar. Ambas as médicas finalizaram desejando parabéns para todos médicos e colegas de trabalho.
A presidente do Hemopa Dra. Luciana Maradei parabeniza e agradece o profissionalismo, a ética e a dedicação de cada médico da hemorrede.
História da Medicina no Brasil
Dra Simone Oliver: realizou o sonho de atuar no Hemopa.
A Academia Nacional de Medicina é uma instituição médica centenária, fundada no Brasil em 1829 pelo Dr. Joaquim Cândido Soares de Meireles sob o nome de Sociedade de Medicina. Posteriormente foi chamada Academia Imperial de Medicina. Recentemente foi presidida pelo Dr. Neves Manta. Há 100 membros titulares que ingressam na instituição mediante apresentação de teses científicas. Numa de suas dependências, um pequeno Museu mostra, por exemplo, o primeiro estetoscópio chegado ao Brasil.
Até o século XIX floresciam curandeiros, alguns charlatães, feiticeiros. O primeiro médico prático do Rio de Janeiro foi Aleixo Manuelo velho, em meados do século XVII. Os caboclos empregavam a vaga medicina dos pajés e os negros, seus amuletos e ervas. Em certas ruas, barbeiros apregoavam drogas, faziam sangrias. Não havia Faculdade de Medicina e os cariocas que desejavam curar seus semelhantes eram obrigados a ir estudar em Coimbra. A medicina do tempo do Primeiro Reinado, embora D. João VI tivesse trazido alguns bons médicos para o Rio de Janeiro, era do "tipo caseiro": rodelinhas de limão nas frontes para enxaquecas, suadouros de sabugueiro e quina, para as febres: cataplasmas contra as asmas: antipirina para as dores de cabeça; banhos de malva para as dores nas cadeiras; um "cordial" contra a insônia e, para os loucos, o Hospício, na Praia Vermelha.
O Rio de Janeiro foi sempre no tempo colonial um verdadeiro "campo experimental" para remédios, tal sua quantidade. Além de serem imitados os de Portugal, havia especialidades indígenas ou africanas. Na Farmacopeia de Vigier, de 1766, são anotados: para a sífilis, carne de víbora em pó; para a tuberculose pulmonar ou "chaga de bofe", açúcar rosado com leite de jumenta ou cabra; para a verminose, raspas de chifre de veado; para a calvície, pomada de gordura humana retirada dos enforcados; nas anginas, pescoço de galo torrado e pulverizado; para panarícios, pasta de minhocas; havia chás feitos com excrementos de gatos e cães, percevejos, urina, carne e pele de sapos e lagartixas. Uma emulsão conhecida como ´da castidade´ era dada a padres e freiras como antiafrodisíaco: levava água de alface, rosas e sementes de papoulas.
Após abrir os portos do Brasil às nações amigas de Portugal, D. João VI assinou, em 18 de fevereiro de 1808, o documento que mandou criar a Escola de Cirurgia da Bahia (Atual UFBA) e deu início ao ensino da medicina no país.[4] A Faculdade de Medicina daUFRJ foi criada pelo príncipe regente D. João, por Carta Régia, assinada em 5 de novembro de 1808, com o nome de Escola de Anatomia, Medicina e Cirurgia e instalada no Hospital Militar do Morro do Castelo. 
Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Hemopa Marabá faz capacitação em hemoglopinopatias



Representantes de 14 instituições de saúde do município de Marabá participaram da "Capacitação de Doenças Falciformes e outras Hemoglobinopatias", nos dias 17 e 18/10, no auditório da Uepa, daquela lçocalidade, de 8h às 18h. O evento promovido pela Fundação Hemopa, através do Hemocentro Regional de Marabá, que atualizou conhecimentos da equipe de saúde da hemorrede e de outras unidades do Sistema Único de Saúde (SUS), para o diagnóstico precoce e da terapêutica adequada dos casos de Doença Falciforme e outras hemoglobinopatias, reduzindo o índice da morbimortalidade no Estado do Pará.
A capacitação que conta com recursos do MS, através do convênio nº 673/2009, será realizada nas unidades da hemorrede localizadas nos municípios de Castanhal, Marabá, Santarém, Altamira, Tucuruí, Capanema, Abaetetuba e Redenção.
Segundo a médica hematologista Saide Trindade, da Gerência de Hematologia.  a Doença Falciforme é genética e de maior incidência no Brasil. No Pará, dos 32.577 pacientes cadastrados no hemocentro, 597 são portadores da doença e recebem atendimento ativo. Eles recebem tratamento com equipe multiprofissional composta por médicos, enfermeiros, fisiatras, fisioterapeutas, assistentes sociais, psicólogos, odontólogos, pedagogos e farmacêuticos, que garante atendimento especializado proporcionando melhor qualidade de vida aos que dependem dos serviços.
Anemia falciforme
 É uma das doenças hereditárias mais comuns no Brasil. Ela é causada por uma modificação (mutação) no gene (DNA) que, em vez de produzir a hemoglobina A, produz uma hemoglobina chamada S. Se uma pessoa recebe um gene do pai e outro gene da mãe, que produzem a hemoglobina S, ela possui um padrão genético chamado SS, causador da anemia falciforme. Essa mutação genética, que produz a hemoglobina S, proliferou há muitos séculos no continente africano e, por isso, essa doença é muito presente no nosso país, cuja população tem em sua base de constituição os povos africanos.
Nas pessoas com anemia falciforme, as hemácias, em determinadas situações, assumem a forma de “meia lua” ou “foice”, daí o nome falciforme. Assim, as hemácias não oxigenam o organismo de maneira satisfatória, porque tem dificuldade de passar pelos vasos sangüíneos, causando má circulação, muitas dores e diversos outros problemas.
As pessoas com anemia falciforme (SS) apresentam sintomas muito diversificados. Enquanto algumas podem apresentar sintomas brandos, outras, tem sintomas graves, como crises de dores ósseas, dores na barriga, infecções repetidas. A intensidade das crises varia conforme a idade da pessoa e a presença de outros tipos de hemoglobinas associadas com a hemoglobina S. Os bebês têm mais infecções e dores, com inchaço nas mãos e nos pés. Nas crianças maiores, as dores ocorrem mais nas pernas, nos braços e no abdome.
Traço falciforme
Se uma pessoa receber de um dos pais o gene para hemoglobina S e do outro o gene para hemoglobina A, ela não terá a doença, e sim o traço falciforme (AS). Portanto, essa pessoa não precisa de tratamento porque a doença não se desenvolverá. Caso tenha filhos ou filhas com outra pessoa que também herdou o traço, existe a possibilidade de ela ter uma criança com anemia falciforme (SS).
A médica faz um alerta para que as pessoas diagnosticadas com doença falciforme devem ser cadastradas nos Programas Estaduais de Atenção Integral e tratadas de acordo com as normas do Ministério da Saúde (MS). As pessoas diagnosticadas com traço falciforme tem direito a orientação e informação genética na rede pública de saúde, conforme instrução do MS. Para se informar mais sobre o tratamento e a orientação sobre o traço falciforme, procure o posto de saúde mais próximo.
Programação:Fluxo de atendimento ao traço falciforme e doença falciforme, Atendimento Multiprofissional na doença falciforme I, Saúde Bucal,  Atendimento farmacêutico, Atendimento social,  Atendimento psicológico
Atendimento Multiprofissional na doença falciforme II, Atendimento de enfermeiros,  Atendimento fisioterápico, Protocolo de atendimento da doença
falciforme I, Síndrome toráxica aguda, Sequestro esplênico, Infecções,  Hiperesplenismo, Protocolo de atendimento da doença, falciforme II,  Alterações ósseas,  Priapismo, Gestação, Cirurgia, Quelação de ferro/Transplante de medula óssea, AVC na doença falciforme,Talassemia, Anemia ferropriva: diagnóstico e tratamento,  Visita ao Hemocentro e orientações práticas aplicadas.

I Corrida e Caminhada do Servidor será no dia 27


Com o objetivo de valorizar e proporcionar um momento de saúde, lazer e descontração ao servidor público estadual, o governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Administração (Sead), que é vinculada à Secretaria Especial de Estado de Gestão (Seges), realiza a I Corrida e Caminhada do Servidor Público Estadual que marcará o encerramento das ações do Dia do Servidor Público. A corrida e a caminhada acontecerão no dia 27 de outubro, no Parque Ambiental do Utinga, com patrocínio do Banco do Estado do Pará (Banpará) e organização da Diretoria de Política de Gestão de Saúde Ocupacional do Servidor (DSO/Sead). A estimativa é de 1000 participantes.

As inscrições são gratuitas e estão sendo feitas pelo site da Sead (www.sead.pa.gov.br). Para efetivar a inscrição do servidor que se cadastrou pelo site, o mesmo deve levar 1 kg de alimento não perecível na Diretoria de Saúde Ocupacional (DSO/Sead), localizada na Av. Gentil Bittencourt, n° 2175, no período de 08 a 22 de outubro, de segunda a sexta (dias úteis), no horário entre 11h e 16h. No momento do cadastro o servidor deverá indicar uma instituição para que os alimentos sejam doados. A instituição mais votada receberá 1 tonelada de alimentos.

A corrida tem um percurso de 8 km e a caminhada de 4 km, com largada às 6h30, no dia 27 (sábado), Poderão participar os 1.000 primeiros servidores públicos, ativos, do Poder Executivo Estadual que efetivarem suas inscrições doando 1kg de alimento.  Durante o percurso os participantes contarão com a presença de atrativos que prometem animar ainda mais o evento, como artistas de rua, som ambiente instalados em pontos estratégicos, DJ, entre outros. No final haverá ainda a participação e pronunciamento do governador, Simão Jatene, do vice-governador e secretário Especial de Estado de Gestão, Helenilson Pontes, da Secretária de Estado de Administração, Alice Viana, e da secretária Adjunta de Administração, Ruth Pina, além de um 'Aulão' de aeróbica.

“Não preciso discorrer sobre os benefícios que os exercícios físicos proporcionam ao ser humano. Não só a melhoria física do corpo, mas a qualidade nos relacionamentos interpessoais, profissionais e particulares do Servidor. É um dos grandes objetivos do governo do Estado promover a qualidade de vida do servidor.”, ressalta a secretária de Administração, Alice Viana.

As premiações e outras informações sobre a Corrida e Caminhada do Servidor podem ser encontrados no site. O servidor que desejar participar deve ler o regulamento por completo.

_

Assessoria de Comunicação da Sead (Ascom/Sead)
(91) 3289-6219  |  (91) 8883-2885

Dia do Servidor terá 4 dias de programação


 
No período de 24 a 27 de outubro, o governo do Estado do Pará, através da Secretaria de Estado de Administração (Sead), que é vinculada à Secretaria Especial de Estado de Gestão (Seges), realiza um conjunto de ações em homenagem ao “Dia do Servidor Público”, que é comemorado no dia 28 de outubro. O projeto faz parte do Programa de Valorização do Servidor Público Estadual e do Programa de Saúde e Segurança Ocupacional do Servidor.

Todas as atividades como atendimento de saúde, atividades culturais - concertos, show musical, tetro e feira de talentos -, conscientização e responsabilidade social, além de cuidados estéticos e ações de cidadania, serão sem custo e acontecerão na Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves (FCTPN) - antigo Centur -, com patrocínio do Banco do Estado do Pará (Banpará) e em parceria com diversos órgãos da Administração Estadual, no horário das 15h às 20h, organizado pela Diretoria de Gestão da Política de Saúde Ocupacional do Servidor (DSO/Sead).

“Além da homenagem, é também a confirmação do valor destes trabalhadores perante a sociedade que, ao final, é quem usufrui dos serviços prestados. Considerando o grande número de servidores e a grande parcela de contribuição que estes prestam ao Estado, torna-se indispensável que os gestores do serviço público se preocupem não só com a geração de folhas de pagamento, mas consideravelmente com a promoção de iniciativas que os valorizem”, destacou a secretária de Estado de Administração, Alice Viana.

O encerramento dos eventos se dará com a I Corrida e Caminhada do Servidor Público Estadual, no dia 27 de outubro, no Parque ambiental do Utinga, com inscrição de 1.000 vagas, pelo site da Sead, com o objetivo de proporcionar um momento de saúde, lazer e descontração. A trilha da corrida terá extensão de oito quilômetros e da caminhada de quatro quilômetros, com atrativos no início, durante e no final do percurso. A estimativa é de 1000 participantes.

Parceiros: Sead, Seges, FCTPN, Fundação Carlos Gomes, Instituto de Artes do Pará (IAP), Escola de Governo do Estado Pará (EGPA), Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa), Secretaria de Estado de Saúde (Sespa), Banco do Estado do Pará (Banpará), Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (IASEP), Imprensa Oficial do Estado do Pará (IOEPA), Fundação de Telecomunicações do Pará (Funtelpa).

Mais informações na Diretoria de Política de Gestão de Saúde Ocupacional do Servidor (DSO) (91) 3246-3683 / 3246 4660.

Concurso de pintura marcou comemoração Dia das Crianças



Categoria A- Angel Rafael
Foi divulgado nesta manhã de quinta-feira (18), o resultado do concurso de pinturas com pacientes atendidos pela Fundação Hemopa, na faixa etária de quatro a 12 anos. A ação fez parte da programação alusiva ao Dia da Criança, realizado nos dias 9 e 11/10, que contou com campanha que arrecadou 239 livros infantis, “Caravana da Leitura”, do Centur, e passeio no museu “Emílio Goeldi”. As atividades que envolveram cerca de 100 crianças, teve o objetivo de estimular a leitura infantil e despertar talentos artísticos em pacientes hematológicos menores de idade.
Categoria B- Ana Paula 
O concurso de pinturas, que foi dividido nas categorias A, B e C, de acordo com a faixa estaria dos 18 concorrentes, vai premiar nesta sexta-feira, às 10h, na sala de estar do hemocentro, os seguintes participantes: na categoria A- Angel Rafael, 6 anos. Na categoria B, Ana Paula, 8 anos. Na categoria C, Dário Vilas Boas, 11 anos. As pinturas serão divulgadas no site do Hemopa e nas suas redes sociais.  
Categoria C: Dário Vilas Boas
A programação começou com campanha que arrecadou 239 livros infantis, que foram arrecadas até o dia 5/10.  A significativa coleta vai oferecer maior opção de leituras para as crianças atendidas pela Fundação. No dia 9, o Hemopa recebeu a unidade móvel do Centur  com a "Caravana da leitura", que apresentou ainda teatro infantil e incentivou a leitura entre os presentes, inclusive, aos acompanhantes das crianças.
Dando prosseguimento a programação, no dia 11, os pacientes participaram de um passeio ecológico no museu “Emílio Goeldi” . “É um momento de distração e felicidade, que eu tenho a oportunidade de compartilhar com a minha filha”, disse Ivete do Socorro, mãe da pequena Jamile Cristina, 10 anos, portadora de anemia falciforme.  Na oportunidade a equipe da Geses, realizou entrega de brinquedos e distribuição de lanche.

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Encontro da qualidade reuniu mais de 100 voluntários


A Fundação Hemopa recebeu cerca 120 voluntários entre servidores e representantes de 35 organizações parceiras, durante o “I Encontro da Qualidade”, realizado nesta quarta-feira, de 8h ás 18h, no auditório da instituição. O evento tem a finalidade de contribuir para a continuidade do desenvolvimento de tecnologias de gestão pela qualidade, assim como buscar a difusão das informações geradas sobre o assunto.
Servidores e representantes de instituições lotaram auditório
Os participantes foram recepcionados pela presidente do hemocentro, Dra. Luciana Maradei, que após dar boas vindas aos presentes, fez o lançamento Programa HEMOPA.com – Círculos de Oportunidades de Melhorias, visando redução de custos e aumento da produtividade, por meio de sugestões repassadas pelos servidores e colabores. Na oportunidade, a médica apresentou a “Carta de Serviços”, que atende decreto presidencial de 11/08/09, que vai orientar e facilitar acesso aos serviços e produtos oferecidos pelo hemocentro aos usuários.
“Queremos contribuir para melhorar a capacidade estratégica e de gestão das organizações públicas do Estado. Para isso, tivemos a ideia de compartilhar a gestão com diversos segmentos da sociedade, organizando este evento, que esperamos que seja o primeiro entre muitos", disse, agradecendo a presença de cada participante. “É daí que vem a esperança de transformação do serviço público e é daí que vem o orgulho que sentimos de fazer parte dessa transformação”.
Lígia Garcia (preto) recebeu homenagem do GESPÚBLICA
A titular do Núcleo da Qualidade (NQ), do Hemopa, a socióloga Ligia Garcia, recebeu a medalha de honra do Gespública/PA, pelos seus 10 anos de atuação no GESPÙBLICA, que foi entregue pela enfermeira Haley Maria Almeida.
Logo em seguida, às 9h, o professor e especialista Gleydson dos Santos Silva, da Fundação Hemopa, falou sobre as “ Tendências da Gestão de Pessoas: Gestão por Competências”. A enfermeira Haley Maria Almeida de Sousa, do GESPÚBLICA/DF, ministrou palestra sobre “Alinhamento Estratégico e Resultados na Administração Pública”.
As atividades prosseguiram com exposição do dr. Marcelo Addas Carvalho, do Hemocentro de Campinhas (SP), que vai falou   sobre “ O impacto do PNQH na Hemorrede Nacional”.  A apresentação em seguida foi um CASE, do  Prof. Dr. Thiago Dias Costa, da UNIVERSIDADE FEDERAL/ PA, sobre “ A implantação do Modelo de Gestão por Competências na UFPA”.
Palestrantes recebem certificados 
Outro CASE apresentado foi da dra. Simone Pipolos Costa Fernandes sobre  “Processo de Seleção Interna: A Experiência do TRT 8º Região.” TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 8ª REGIÃO/ PA - AP .
As atividades da manhã foi encerrada com apresentação do coral do Hemopa, composto apenas por servidores do hemocentro, que tem a regência do professor de música, Cleison Duarte. O coral faz parte do programa “Vida Viva”, que propõe, entre outras coisas, ações educativas e de interação entre funcionários e a comunidade.
Pela parte da tarde, os trabalhos foram retomados com apresentação de CASE A Reengenharia na Cobertura Transfusional do Estado do Pará”, pela diretora Técnica do Hemopa, Dra. Socorro Ferreira.  Após, a dra. Vânia Maria da Rocha Abensur, apresentou CASE sobre “A experiência do TRT 14ª Região com o GESPÚBLICA, presidente do TRT 14ª Região Rondônia e Acre.
Em seguida, a titular do Núcleo de Qualidade do Hemopa, a socióloga Lígia Garcia falou sobre “O Balanced Scorecard e Gestão Estratégica”.  A profª. Izabela Jatene abordou o tema sobre “Responsabilidade Social e Cidadania”, PROPAZ/PA.
O evento foi encerrado com entrega de seis medalhas aos voluntários e certificados para 12 instituições parceiras do GESPÚBLICA.