quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Artistas doam sangue e solidariedade


Arte e solidariedade no "Xeiro Verde"
Neste sábado, 02/02, de 7h30 às 16h, a Fundação Hemopa receberá a ação de cidadania em favor da doação de sangue, em parceria com o Sistema Brasileiro de Televisão-SBT/Pará, que este ano tem como tema: “Doe sangue.Doe medula.Atitude que salva. Amor que cura”. A meta será de 700 comparecimentos.
Antecedendo a ação, na manhã desta quinta-feira (31), o hemocentro recebeu visita dos componentes da banda “Xeiro Verde”, Hellen Patrícia e Adailson Júnior; e a dupla sertaneja “Juliano & Cristiano”. Eles aproveitaram a oportunidade para doar sangue e convocar a população para participar da ação solidaria promovida pelo SBT/Pará, no qual eles estarão se apresentando, juntamente com outros artistas da terra. “Também vamos doar alegria e muita energia para todos os doadores que comparecerem no Hemopa, nesse sábado”, disse o cantor Juliano, que comemorou mais um ano de vida, doando sangue. Ele faz aniversário e quem ganha são os pacientes que precisam de transfusão para sobre viver.


“Estou muito feliz em participar dessa campanha e sei o quanto é importante a doação de sangue, para salvar vidas”, disse seu parceiro, Cristiano, que precisou de doações de sangue para um familiar, e pode ver o quanto é difícil o trabalho do Hemopa para captar novos doadores. Segundo a gerente de Captação de Doadores, Juciara Farias, essa parceira com o SBT/Pará é estratégica para reforçar o estoque de bolsas de sangue, no período das festividades do carnaval, quando a demanda transfusional dos hospitais do Estado aumentam em torno de 20%. “Estamos aguardando todos os doadores e toda a população para participar da dessa ação, doando sangue e solidariedade para quem tanto necessita”, disse a gerente, informando que o candidato à doação terá um lanche especial e ainda poderá se divertir com as apresentações musicais de artistas locais, na área do estacionamento do hemocentro.
Dupla sertaneja canta e salva
vidas, doando sangue

Para finalizar, Juciara Farias enfatizou que somente no dia 02/02, não haverá cadastro de doadores de medula óssea, por uma questão logística, tendo em vista o grande fluxo de doadores no sábado. No entanto, ela afirma que os voluntários poderão fazer o cadastro a partir do dia 4 de fevereiro.

Estão confirmados para participarem do show solidário: Banda Acordalice, Banda B3, Tiago de Santa Izabel (forró), Sorriso Moleque, Valéria Paiva, Banda Nega Lora, Tiago Costa, Rancho Não Posso Me Amofiná, Banda AR-15, Camila Tavares, Marlon Branco e Élida, Juliano e Cristiano e Jorginho Gomez. Se faz necessário afirmar que todos eles participarão voluntariamente dessa ação em favor da vida.
Jorginho Gomez e Banda antigo parceiro
pela vida.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Essa é a terceira edição da parceria que já salvou a vida de aproximadamente 5.232 pacientes Ano passado, com a parceria do SBT/Belém, a campanha de doação de sangue do carnaval do Hemopa, realizada no período de 11 a 18/02, resultou em 2.686 comparecimentos, que possibilitou o atendimento geral de aproximadamente 10.744 pessoas.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudável e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
A novidade do Hemopa é que os doadores podem obter o resultado desses exames pela internet, através do site www.hemopa-pa.gov.br, em até 30 dias.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

Principais ações realizadas em 2012

Política Estadual do Sangue
Responsável pela coordenação da Política Estadual de Sangue do Pará, a Fundação Hemopa abastece 218 hospitais conveniados com o Sistema Único de Saúde (SUS), entre eles, grandes emergências, maternidades e UTI´s, que corresponde a cobertura transfusional de aproximadamente 98%. Hoje a hemorrede paraense é composta por 48 unidades, sendo que 3 Hemocentros Regionais (Marabá, Santarém e Castanhal), 5 Núcleos de Hemoterapia (Abaetetuba, Altamira,Tucuruí, Redenção e 40 Agências Transfusionais (AT´s) na capital e interior do Estado.

Pará supera média nacional de doações.Obrigada!

Atendendo decreto presidencial nº 6.932, de 11/08/09, que dispõe sobre a simplificação do atendimento ao público, o hemocentro lançou a segunda edição da “Carta de Serviços”, visando orientar, indicar seus compromissos de atendimentos e facilitar o acesso aos serviços e produtos oferecidos pela hemorrede estadual, formas de acesso e contatos, norteando o cidadão como utilizar nossos serviços. .
Assistência Hemoterápica
Somente ano passado, houve a coleta de 162 mil bolsas de sangue e 120.131 atendimentos transfusionais. Atualmente, a população doadora de sangue no Brasil é de 1.9%. Na Região Norte é de 1.5%. No Pará passou de 1.7% para 2.2%, superando a média nacional. Em 2013, a direção do hemocentro vai melhorar ainda mais seus resultados, alcançando a meta da Organização Mundial de Saúde (OMS), que preconiza um volume de coleta entre 3% a 5% da população brasileira.

Isso significa maior sensibilização, fidelização, cidadania e maior voluntariado, beneficiando diretamente os usuários dos serviços. No entanto, as ações não teriam êxito sem a parceria de instituições públicas e privadas.

Para reforçar o estoque, a Gerência de Captação de Doadores (GECAD) ampliou suas ações com a implementação do Programa Doador do Futuro, promovendo oficinas para “Formação de Multiplicadores”, junto aos professores das redes de ensino público e privado da capital e interior paraense, resultando na capacitação de 440 professores em 10 0ficinas, realizadas em Belém, Marabá, Castanhal, Santarém, Altamira, Abaetetuba, Capanema, Tucuruí e Redenção.

Pacientes com atendimento de equipe multidisciplinar

Outra importante ação do Hemopa focou o projeto "Agente da Doação", que objetiva a capacitação de profissionais dos Programas de Agentes Comunitários da Saúde (PACS) e do Saúde Família (PSF), da Região Metropolitana de Belém (RMB), com promoção de oficinas. A ação obteve excelente saldo com 16 oficinas que contabilizou a participação de 325 participantes. A ação obteve excelente saldo com 16 oficinas que contabilizou a participação de 325 participantes.
A Fundação Hemopa detém o título de maior produtor de plasma para a indústria Hemobras, para produção de hemoderivados que salvam milhares de vidas no país de pessoas com hemofilia, pacientes queimados, com câncer, entre outras doenças.
Assistência Hematológica

Para melhorar cada vez mais o atendimento, o hemocentro destinou investimentos para capacitação em Hemoglobinopatias para 535 profissionais da área de saúde do interior do Estado, viando o diagnóstico precoce das patologias, o que vai reduzir o encaminhamento de pacientes para atendimento na capital.

O Hemopa não apenas coleta, processa, armazena, irradia e distribui o sangue para a rede hospitalar do Estado, o órgão disponibiliza serviços de atendimento médico para pacientes portadores de doenças hematológicas, através de equipe multidisciplinar com biomédicos, farmacêuticos bioquímicos, odontológicos, fisioterapeutas, fisiatras, enfermeiras, assistentes sociais, psicólogos e pedagogos, que somente em 2012, efetivou 7.610 atendimentos de pacientes entre adultos e crianças. Desse total, 600 deles são portadores de hemoglobinopatias, sendo que 282 pacientes com patologias sob controle. Para 2013, o foco das ações hematológicas estarão voltadas para o controle das coagulopatias e melhor qualidade de vida dos portadores da doença.
No mesmo período foram realizados 111.125 exames laboratoriais de apoio diagnóstico.
Inovações Tecnológicas

Capacitação contínua para melhorar cada vez mais atendimento

Em junho do ano passado, o parque laboratorial do Hemopa implantou o teste do NAT (Teste Ácido Nucléico), que utiliza a metodologia de biologia molecular por PCR em Tempo Real, para detecção do HIV e do HCV (Vírus da Hepatite C), x, diminuindo a janela imunológica de 70 dias para 11 dias para detecção do vírus da Hepatite C e, de 28 dias para 11 dias para detecção do vírus do HIV no sangue dos doadores. A Fundação HEMOPA realiza o NAT em 100% do sangue coletado no Estado, representando mais tranquilidade, mais qualidade e maior segurança para o receptor.
Ainda destacamos outro serviço: Resultado de exames “on line” para doadores e pacientes, que podem obter esses laudos, através do site do Hemopa, oferecendo mais agilidade e conforto no atendimento aos usuários .
Apoio a Transplantes
Outro importante investimento foi a ampliação do Laboratório de Imunogenética, responsável pelo apoio laboratorial do Programa de Transplantes do Estado, com realização de exames pré-transplantes, inclusive, de pacientes renais oriundos dos municípios de Redenção, Marabá, Santarém, Bragança e Altamira.

Oferecido desde 2002, o hemocentro possui serviço de cadastramento de candidatos à doação de medula óssea, por meio do Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome), cuja sede fica no Instituto Nacional do Câncer (INCA), no Rio de Janeiro. A lista é consultada por pacientes que aguardam por transplante de medula. O Hemopa já enviou cerca de 86.437 mil inscrições ao Redome. No Pará, cerca de 150 pacientes aguardam por um doador compatível de medula óssea.
Em busca de novas alternativas para aumentar as chances de encontrar doador de medula óssea compatível, fora da família, o disponibiliza o único Banco de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário (BSCUP) da Região Norte, que atualmente possui 88 bolsas em seu bioarquivo. Para tanto, o hemocentro possui uma unidade coletadora de células tronco de bebês na maternidade do hospital da “Santa Casa”.
Principais metas para 2013

Maior integração entre Hemopa & sociedade

Construção da nova sede do Hemocentro Regional de Castanhal; construção do prédio anexo do Hemocentro Coordenador de Belém; além de obter a Acreditação internacional da Associação Americana de Bancos de Sangue (AABB).
Para fechar o ano de 2012, a Fundação Hemopa redefiniu sua missão, visão e valores institucionais que passaram a ser: Missão: “ Atender com segurança e qualidade, as demandas da sociedade na área do sangue e coordenar a hemorrede do Estado” . Visão: “Ser um centro de referência na área do sangue até 2015” , Valores: “Comprometimento, Integração, Humanização e Respeito”.
Serviço: O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h30. Maiores informações: 08002808118.

Parcerias estimulam doação de sangue


A melhoria dos serviços depende das instituições parceiras

Nos dias primeiro e dois de fevereiro, de 8h às 11h30, a Fundação Hemopa receberá apoio da Associação Solidária “A Partilha”, do município de Santa Bárbara, com distribuição de material educativo incentivando a doação voluntária de sangue, especialmente, durante a campanha do carnaval, que o hemocentro realizará no período de 4 a 0/02, na sede em Belém. A panfletagem vai acontecer nas praças da Batista campos e da República.
A ação será realizada simultaneamente nas barreiras da Polícia Rodoviária Estadual, aproveitando a “Operação do Carnaval”. Os membros dessa associação também vão colaborar com a campanha do carnaval, distribuindo camisetas aos candidatos que efetivarem as doações, na sede do hemocentro, até o dia 9/02.
“O carnaval está no sangue do paraense”. É o tema da mobilização que se estenderá por toda a hemorrede, abrangendo os municípios de Marabá, Castanhal, Santarém, Abaetetuba, Altamira, Tucuruí,Capanema e Redenção. Nessa unidades, a campanha vai é o dia 08/02.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado. O resultado dos exames dos doadores podem ser obtidos on line, através do site: WWW.hemopa.pa.gov.br, em 30 dias após a coleta do sangue.
Para cadastro de doação de medula óssea: Está bem de saúde e ter entre 18 e 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Santarém integra o carnaval da hemorrede estadual

Antes de cair na folia, doe sangue
A partir do dia quatro de fevereiro tem início a campanha de doação de sangue do Hemocentro Regional de Santarém que terá como tema “O carnaval está no sangue do paraense.A solidariedade também.Doe sangue”, no período de 4 a 8 de fevereiro, de 7h30 às 13h. A ação terá a meta de coletar 250 bolsas de sangue, que vai reforçar estoque de estartégico da unidade e, assim, garantir atendimento da demanda transfusional da rede hospitalar daquela região.
Responsável técnico pelo hemocentro, o médico Waldir Mesquita aposta na superação da meta de campanha. “Contamos com adesão de voluntários e apoio de instituições parceiras”, comentou, ressaltando que a doação de sangue não impede diversão. Para ele, as ações contínuas, desenvolvidas pela hemorrede estadual, visam maior sensibilização, fidelização, cidadania e maior voluntariado, beneficiando diretamente os usuários dos serviços. No entanto, as ações não teriam êxito sem a parceria de instituições públicas e privadas.
A campanha de doação de sangue do carnaval será desenvolvida nas oito unidades da hemorrede que envolverão o Hemocentro Coordenador Belém, Castanhal, Marabá, Altamira, Tucuruí, Abaetetuba, Capanema, Redenção e Tucuruí.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudável e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
A novidade do Hemopa é que os doadores podem obter o resultado desses exames pela internet, através do site www.hemopa-pa.gov.br, em até 30 dias.
Serviço: O Hemopa Santarém espera por você na Av. Frei Vicente, S/N. Entre Alameda 30 e Alameda 31. Bairro: Aeroporto Velho CEP: 68.040-040.Fone: (93) 3522.7763 / 3522.1448 / 3522.1143, ou ainda: 08002808118, de 2ª a 6ª, de 8h às 18h, e aos sábados até ás 17h.

Hemopa Abaetetuba recebe reforço para campanha do carnaval

Campanha ganha fôlego com instituições parceiras
Está agendado para o período de 04 a 08 de fevereiro, a campanha de estímulo à doação de sangue do Hemonúcleo de Abaetetuba (Henab). A ação tem a finalidade de manter estoque estratpgico para atendimento transfusional da rede hospitalar, no feriadão do carnaval, quando a demanda aumentar em cerca de 20%. A meta será de 200 doações no período.
Bastante otimista, o responsável técnico pelo Henal, o médico Elias Serruya, convida funcionários, familiares, instituições parcerias e a sociedade em geral para aderir à campanha para que a unidade possa garantir atendimento satisfatório da demanda transfusional do município e demais localidades vizinhas. ‘Antes de cari na folia, faça sua parte, doe sangue”, sugeriu.
Quem pode doar sangue: Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e peso acima de 50 quilos é um doador em potencial. O candidato deve estar bem alimentado. É necessário apresentar documento oficial original e com foto. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.
Serviço: O Hemopa Marabá espera por você na Rod. Transamazônica, Quadra 12, S/N.Entre Av. Hiléia e Av. Amazônia. Bairro: Amapá .Fone: (94) 3324.1645 / 3324.1810.E-mail: mailto:hemopa@skorpionet.com.br.%2008002808118, de 2ª a 6ª, de 8h às 18h, e aos sábados até ás 17h.

Hemopa em Marabá incentiva doação de antes do carnaval

Está programado para o período de 4 a 8 de fevereiro, a campanha de doação de sangue do Hermocentro Regional de Marabá, que tem como tema ‘O carnaval está no sangue do paraense. A solidariedade também. Doe sangue”. A unidade conta com apoio dos voluntários para atingir a meta de 250 doações, que vão suprir estoque estratégico da unidade para atendimento satisfatório da demanda transfusional do Sul do Pará.
Colabore com a vida, doando sangue
Segundo o responsável técnico do hemocentro, dr. Fernando Monteiro, a mobilização solidária contará com a colaboração de instituições públicas e privadas de Marabá, que atuam na sensibilização de voluntários da doação de sangue. “Estamos preparando uma grande campanha que recepcionará os voluntários com alegria e lanche especial.Tudo para agradecer o gesto de amor ao próximo, especialmente, num período festivo em que a hemorrede estadual enfrenta redução do número de comparecimento de doadores”, ressaltou, demonstrando bastante otimismo no alcance da meta de doações.
Quem pode doar sangue: Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e peso acima de 50 quilos é um doador em potencial. O candidato deve estar bem alimentado. É necessário apresentar documento oficial original e com foto. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.
Serviço: O Hemopa Marabá espera por você na Rod. Transamazônica, Quadra 12, S/N.Entre Av. Hiléia e Av. Amazônia. Bairro: Amapá .Fone: (94) 3324.1645 / 3324.1810.E-mail: mailto:hemopa@skorpionet.com.br.%2008002808118, de 2ª a 6ª, de 8h às 18h, e aos sábados até ás 17h.

Palestra por vídeo conferência

O Núcleo de Ensino e Pesquisa (Nepes) realiza palestras através de vídeo conferencia na sala de aula do Nepes. No dia 29/01, de 14h às 15h30, horário de Brasília, palestra sobre: Reações Transfusionais, palestrante: Dra. Youko Nukui. Dia 30/01, 09h às 10h30, palestra: Os Fundamentos do PNQH, palestra: Dra. Jane Martins.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Sema e Hemopa firmam parceria

Uma reunião com representantes da Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa) sobre captação de doadores em instituição pública reuniu servidores no auditório da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), nesta sexta-feira, 25. A Gerência de Treinamento e Desenvolvimento (GTD) do órgão firmou uma parceria com o Hemopa para incentivo interno à doação. “O servidor público deve ser um exemplo à sociedade civil de solidariedade e cidadania“, considerou a gerente da GTD, Regina Magno.
Segundo o Hemopa, para uma cidade estar com o estoque em dia, 5% da população deverá ser doadora. “Em Belém, apenas 1,7% da população pratica a doação de sangue, o que dificulta pra nós, pois recebemos por dia 300 solicitações de bolsas de sangue das redes pública e privada”, explicou a assistente social do Hemopa, Olinda Carvalho. Os servidores fizeram o “Hemotur”, conheceram, por meio de slides, todo o processo de doação, da fase da triagem à coleta. Muitos mitos foram esclarecidos, como contaminação de doador, doação em jejum e anemia. Alguns servidores, que costumam viajar para regiões consideradas endêmicas, tiraram dúvidas sobre o espaço de tempo necessário para a doação. A previsão para a ação na Sema será depois do carnaval, período característico por ter uma baixa de doadores. A campanha será estendida para a comunidade do entorno.

Agência Pará.

SBT/Belém faz ação de cidandia com doação de sangue


Adicionar legenda
No próximo sábado, 02, de 7h30 às 16h, a Gerência Regional do SBT/Belém, promoverá mobilização para impulsionar as doações de sangue. A meta será de 700 comparecimentos. A ação de cidadania contará com produção de entrevistas, flashes, chamadas na Tv, participação de personalidades e programação ao vivo da sede do hemocentro, para incetivar a doação voluntária de sangue. A programação de responsabilidade social contará com show de artistas da terra, entre eles, Banda Acordalice, Banda B3, Tiago de Santa Izabel (forró), Sorriso Moleque, Valéria Paiva, Banda Nega Lora, Tiago Costa, Rancho Não Posso Me Amofiná, Banda AR-15, Camila Tavares, Marlon Branco e Élida, Juliano e Cristiano e Jorginho Gomez. A meta será de 700 comparecimentos de voluntários. Mais informações:08002808118.
 Os detalhes da programação foram definidos na manhã de hoje (28), na sede da Fundação Hemopa, que contou com a presença de representantes da emissora e do hemocentro.

Hemopa Capanema prepara campanha do carnaval

Casal de doadores Higino Corrêa e Gilda
Em sintonia com o hemocentro coordenador de Belém, o Hemonúcleo de Capanema (Henca), realizará campanha de doação de sangue “O carnaval está no sangue do paraense. A solidariedade também. Doe sangue”, no período de 04 a 08 de fevereiro, para reforçar estoque de sangue da unidade, visando garantir o atendimento transfusional do feriadão do carnaval, quando a demanda reduz em torno de 25%. A meta da campanha será de 100 coletas/dia, de 7h30 às 12h.
Sob a responsabilidade técnica do dr. Jaques Neves, o Henca tem a responsabilidade de atender a rede hospitalar local e de outros cinco os municípios: Bragança, Salinópolis, Ourém, Augusto Corrêa e Primavera. Com uma média mensagem de 200 coletas, das doações efetivadas, 50% são do segmento jovem, 35% do sexo feminino e 70% são do tipo espontâneas.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sanguínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado. Os resultados doa exames já podem ser obtidos via on line, através do site:WWW.hemopa.pa.gov.br, após 30 dias da coleta de sangue.
Serviço: Hemopa Capanema espera por você na BR 308, KM zero, S/N - Bairro São Cristóvão - Capanema /PA Mais informações: (91) 3462-2744/2329 ou 8002808118, de 2ª a 6ª, de 8h às 18h, e aos sábados até às 17h.


sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

capacitação na hemorrede

Para melhorar cada vez mais o atendimento, a Fundação Hemopa destinou investimentos para capacitação em Hemoglobinopatias para 535 profissionais da área de saúde do interior do Estado, em 2012, visando o diagnóstico precoce das patologias, o que vai impactar concretamente em 2013, na redução dos encaminhamentos de pacientes para atendimento na capital.
Somente em 2012, efetivou 7.610 atendimentos de pacientes entre adultos e crianças.

Hemopa quer aumentar doação aos sábados

Cerca de 1% das doações são de pessoas com mais de 60
Estimular a população a fazer da doação de sangue um programa de final de semana. Esse é o objetivo da Fundação Hemopa para incentivar a coleta sangue aos sábados, tendo que em vista que pesquisa realizada pelo hemocentro, revelou que muitos voluntários não tem tempo para efetuar o gesto solidário durante a semana.
 Desde que o Hemopa ampliou o serviço de 7h30 até às 17h, o hemocentro o número de comparecimento de doadores vem crescendo gradativamente, com uma média 150 doações naquele dia; e chegando a 200 coletas, em período de campanhas internas com instituições parcerias.

Milhares de pacientes  precisam de sua solidariedade

O aposentado Hamilton Fernandes, 63, sempre que pode atende os chamados do Hemopa. “Acho que todas as pessoas devem ajudar ao próximo. É o mínimo que podemos fazer como ser humano”, disse, informando que a referida doação que estava fazendo, atendia a convocação do hemocentro. “Comecei a doar sangue, após ver vários comerciais na TV, pedindo para comparecer ao Hemopa e doar sangue”.
Do outro lado da solidariedade, está a dona de casa, Lidiane dos Santos, 37, que é portadora de Anemia Ferropriva e há que há cinco anos faz tratamento na Fundação. “Sem a doação de sangue, não tenho vida normal”, disse a paciente que estava pelo terceiro dia consecutivo recebendo transfusão. A doença é um tipo de anemia mais comum e é causada pela deficiência de ferro (sideropénia, que é um dos principais constituintes da hemoglobina, responsável pelo transporte de oxigênio para os tecidos
A gerente de Captação de Doadores do Hemopa, a assistente social Juciara Farias enfatiza que a coleta aos sábados é bem mais calma que nos dias de semana. “O atendimento é mais rápido do que durante a semana, tendo em vista o número menor de candidatos. Faça de sua doação de sangue um programa de final de semana”, incentivou, sugerindo que o candidato pode vir acompanhado de filhos ou sobrinhos e assim dar um bom exemplo de cidadania e solidariedade.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudável e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
A novidade do Hemopa é que os doadores podem obter o resultado desses exames pela internet, através do site www.hemopa-pa.gov.br, em até 30 dias.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Hemopa intensifica captação hospitalar

A Fundação Hemopa passará a intensificar ações do programa de “Captação Hospitalar”, através de sua Gerência de Captação de Doadores (Gecad), a partir de fevereiro, com visitas, palestras e distribuição de material educativo sobre doação de sangue na rede hospitalar do Estado, que atualmente é composta por cerca de 218 hospitais. Somente em Belém são 85. A ação visa elevar o número de coletas para manter estoque regular de sangue.
A ação terá início com atuação da equipe técnica do hemocentro, junto ao corpo funcional e familiares de usuários dos hospitais “Ophir Loiola”, “Ordem Terceira” e “Porto Dias”, onde o hemocentro já possui parceria para disseminação da importância da adesão ao programa para captação de doadores na rede hospitalar, especialmente de familiares e amigos de pacientes internados e que precisam de transfusão de sangue para sobreviver ou ter maior qualidade de vida.
Segundo a titular da Gecad, a assistente social Juciara Farias, a parceria tem o objetivo de captar novos doadores e tirar dúvidas acerca da doação de sangue, através de palestras e distribuição de informativos que auxiliem e incentivem esse ato solidário.
De acordo com a programação, nos dias 7 e 8/, as assistentes sociais da Gecad, estarão no Hospital “Porto Dias”. No dia, 13, será vez do Hospital “Ophir Loiola” receber a equipe de técnicos do Hemopa. Funcionários e usuários do hospital “Ordem Terceira”, devem visita até o final de fevereiro.
De acordo com Juciara Farias, o hemocentro desenvolve diversos programas para sensibilizar e captar doadores voluntários de sangue, entre eles: Programa Agente da doação; Programa Doador do Futuro; Empresa Cidadã. O órgão ainda compõe parcerias com diversas instituições públicas e privadas. “Todas as nossas parcerias têm o objetivo de formar novos doadores voluntários e tornar a doação de sangue um hábito, ajudando, dessa forma, a manter os estoques de bolsas de sangue do hemocentro para suprir a demanda transfusional da hemorrede estadual”, afirmou a assistente social
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudável e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
A novidade do Hemopa é que os doadores podem obter o resultado desses exames pela internet, através do site www.hemopa-pa.gov.br, em até 30 dias.
Para parcerias: Gerência de Captação de Doadores, de 2ª a 6ª-feira, de 8h às 18h, pelo fone: 3224-5048 / 3242-9100 Ramal: 205/243.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Manual mostra serviços oferecidos pelo Hemopa

A Fundação Hemopa começou o ano oferecendo importante instrumento de consulta aos seus usuários ao lançar a segunda edição da “Carta de Serviços”, visando orientar, indicar seus compromissos de atendimentos e facilitar o acesso aos serviços e produtos oferecidos pela hemorrede estadual, formas de acesso e contatos, norteando o cidadão como utilizar nossos serviços. A ação atende decreto presidencial nº 6.932, de 11/08/09, que dispõe sobre a simplificação do atendimento ao público, o hemocentro. O manual pode ser obtido em qualquer linha de atendimento da Fundação.
Serviço: O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109.Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h30. Maiores informações: 08002808118.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Associação dá suporte às ações de captação de doadores

Além de reforçar estoque de sangue na Fundação Hemopa, membros da associação “A Partilha”, do município de Santa Bárbara, também darão suporte às ações de captação, encaminhando doadores ao hemocentro, que podem efetivar a coleta, através do Código:1472, até o final deste ano. A meta será de 1000 coletas ao longo de 2013.
A entidade é um movimento solidário que atende a população mais carente com a doação de roupas, alimentos não perecíveis, entre outros. Este ano, a associação dará destaque especial ao estímulo à doação voluntária de sangue, com desenvolvimento da campanha. “Doar sangue é um ato solidário”.
Outras ações serão desenvolvidas em prol do aumento da doação de sangue com a parceria da associação, entre elas, destacamos a atuação om distribuição de panfletos com orientações sobre doação de sangue cadastro de doação de medula óssea, nos dias primeiro e dois de fevereiro, nas praças da “Batista Campos” e da “República”. Eles também pretendem compor parceria com a Polícia Rodoviária Estadual, para distribuição de material informativo,durante operacionalização da Operação do Carnaval.
Os membros da "A Partilha" foram devidamente capacitados para atuar como captadores de doadores, no dia 15/01. A oficina "Formação de Captadores" foi realizada pela assistente social Olinda Campos.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
A novidade do Hemopa é que os doadores podem obter o resultado desses exames pela internet, através do site www.hemopa-pa.gov.br, em até 30 dias.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

Empresa cidadã estimula doação de sangue

A Fundação Hemopa comemora e agradece as 61 doações voluntárias de sangue de funcionários e familiares da empresa “Dínamo Engenharia”, em campanha realizada sábado passado (19), de 8h às 12h. As coletas atenderão cerca de 244 pacientes, reforçando estoque estratégico do hemocentro para atendimento transfusional do início da semana.
A atividade faz parte do programa “Empresa Cidadã”, desenvolvido pelo hemocentro. A ação envolve funcionários e clientes de empresas parceiras da área privada, visando o reforço do estoque estratégico de sangue do hemocentro, através de iniciativas de responsabilidade social.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Empresa cidadã contribui para estoque de sangue do Hemopa

Neste sábado, 19, de 8h às 12h, a Fundação Hemopa receberá voluntários da empresa “Dínamo Engenharia”, que realizará sua segunda campanha de incentivo à doação de sangue que envolverá familiares e comunidade do bairro do Tapanã. As coletas serão efetivadas na sede do hemocentro, em Belém. A meta será de 80 doações.
A atividade faz parte do programa “Empresa Cidadã”, desenvolvido pelo hemocentro. A ação envolve funcionários e clientes de empresas parceiras da área privada, visando o reforço do estoque estratégico de sangue do hemocentro, através de iniciativas de responsabilidade social.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado. O resultado dos exames dos doadores podem ser obtidos on line, através do site: WWW.hemopa.pa.gov.br, em 30 dias após a coleta do sangue.
Para cadastro de doação de medula óssea: Está bem de saúde e ter entre 18 e 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

Comunidade escolar doa sangue

Antes da campanha, eles fizeram "Hemotur"
A Fundação Hemopa agradece os 161 comparecimentos de professores, estudante e familiares, durante campanha externa realizada na Escola “David Salomão Mufarrej”, na Av. Tamandaré, 256. A ação foi realizada ontem (17), de 7h às 16h, na sede do referido estabelecimento de ensino, que superou a meta de 100 voluntários.
Antecedendo a campanha, os estudantes da "David Mufarrej", estiveram no Hemopa, assistiram palestra e fizeram "Hemotur", que é um breve passeio pela instituição para obsrvar as atividades desenvolvidas na área técnica, onde ocorre o processamento das bolsas coletadas, para conhecer tudo quer acontece desde a entrada até a saída do sangue para a rede hospitalar. A visita é orientada por técnicos da Gerência de Captação de Doadores (Gecad).
Instituições interessadas em compor parceria com Hemopa para o desenvolvimento do Programa Doador do Futuro, devem entrar em contato com a Gecad, de segunda a sexta-feira, de 8h às 18h; e aos sábado até às 17h. Mais informações: 3224-5048/3242-9100- R- 205.

Programa sensibiliza estudantes para a doação de sangue

Visitas são direcionadas por técnicos do Hemopa
A Fundação Hemopa está participando da Feira da Ciência da escola de Ensino Fundamental e Médio “Regina Coêlho”, na Av. Rio Solimões, 419, no PAAR, Ananindua, com estande para informações sobre a importância da participação da sociedade no processo da doação voluntária de sangue, que está sendo repassada pela a assistente social Maria Cláudia Silva Oliveira. A ação que começou às 8h, se estenderá até às 12h.
Antecedendo a ação, dia 15, os alunos do “Regina Coelho”, visitaram o Hemopa. Eles foram encaminhados para o auditório, onde assistiram palestra sobre doação de sangue, ministrada pela assistente social Lilian Bouth. Logo em seguida, eles fizeram o “Hemotur”, que é um passeio orientado pelas instalações do prédio para conhecer a rotina da área técnica, onde eles tomam conhecimento básico sobre todo o processamento das bolsas de sangue, desde sua entrada,  até  a sua saída para a distribuição na rede hospitalar.
A ação faz do Programa Doador do Futuro que o hemocentro desenvolve desde 1994, com a finalidade de levar ás escolas de ensino fundamental e médio, informações precisas e corretas sobre o ato de doar sangue, contribuindo para a formação de uma nova cultura em relação à doação voluntária de sangue.
Visita alunos da Escola "David Mufarrej"
Hoje, o hemocentro colhe os frutos desse trabalho com o registro de pouco de mais de 50% das coletas efetivadas no Pará são do segmento jovem (18/29 anos). Saõ diversas atividades desenvolvidas que vai desde a sensibilização, que envolve professores, alunos e a comunidade atendida pelo estabelecimento escolar, até a realização de campanha de doação de sangue e também cadastro para doação de medula óssea.
Segundo a titular da Gerência de Captação de Doadores (Gecad), a assistente social Juciara Farias, em 2012, o setor ampliou suas ações com a realização de oficinas para “Formação de Multiplicadores”, junto aos professores das redes de ensino público e privado da capital e interior paraense, resultando na capacitação de 440 professores em 10 0ficinas, realizadas em Belém, Marabá, Castanhal, Santarém, Altamira, Abaetetuba, Capanema, Tucuruí e Redenção.
A instituições interessadas em compor parceria com Hemopa para o desenvolvimento do Programa Doador do Futuro, devem entrar em contato com a Gecad, de segunda a sexta-feira, de 8h às 18h; e aos sábado até às 17h. Mais informações: 3224-5048/3242-9100- R- 205.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado. O resultado dos exames dos doadores podem ser obtidos on line, através do site: WWW.hemopa.pa.gov.br, em 30 dias após a coleta do sangue.
Para cadastro de doação de medula óssea: Está bem de saúde e ter entre 18 e 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Doadores podem eleger “Rei momo” com a doação de sangue

A campanha de doação de sangue encabeçada pelos cinco candidatos ao cargo de "Rei Momo" do carnaval de Belém, foi lançada oficialmente na manha de hoje (17), na sede a Fundação Hemopa, com a presença do idealizador da ação solidária, André Lobato, mais conhecido como “Kaveira”, acompanhado de Élida Braz e sua “bandinha”. Agora é só escolher o candidato e doar sangue até o final deste mês. A meta será de 50 doadores para cada candidato a “rei Momo”.
A contabilidade dos votos será verificada a partir da identificação da cor da senha de cada candidato. A disputa solidária vai funcionar da seguinte forma: O “Tonelada”, do bairro da Jaderlândia, recebeu a senha de cor azul; O “Tarugo”, que vai representar o bairro do Jurunas, recebeu a cor verde; o “Baiacu”, da Matinha, vai concorrer com a cor Laranja; o “Zulu”, da Pedreira, com a senha de cor Vermelha; o “Tijolão”, da Cidade Velha, vai concorrer com a senha de cor amarela. Portanto, os doadores terão que informar o técnico do Hemopa, no ato do seu cadastro, a cor do respectivo “Rei Momo” de sua preferência.
Para Andre Kaveira, a idéia da ação é transformar o “Rei Momo” em um ícone para sociedade. “O novo “Rei Momo” será um símbolo da solidariedade ao estimular a população a doar sangue. Vamos incentivar o amor ao próximo”, disse, apostando no sucesso da ação em favor do banco de sangue do Hemopa, especialmente, nessas semanas que antecedem o feriadão do carnaval, quando a necessidade transfusional aumenta em torno de 20%.
Para a gerente de Captação de Doadores do hemocentro, Juciara Farias, o Hemopa constitui uma grande rede de parceria que colabora fundamentalmente com o trabalho voluntário que é sinônimo de vida com a doação de sangue. “Toda parceria é importante para fomentar a grande missão que o Hemopa tem para melhorar a saúde da população”, ressaltou, enfatizando que essa parceria mostra que a doação pode ser associada com entretenimento e alegria. Ela aproveitou a oportunidade para afirmar que o doador pode salvar vidas, se divertir no feriadão momesco, sem prejuízo à sua saúde.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado. O resultado dos exames dos doadores podem ser obtidos on line, através do site: WWW.hemopa.pa.gov.br, em 30 dias após a coleta do sangue.
Para cadastro de doação de medula óssea: Está bem de saúde e ter entre 18 e 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

Hemopa amplia parque laboratorial

Com o final de 2012, a Fundação Hemopa tem muito a comemorar com suas realizações para melhorar cada vez mais atendimento aos usuários. Entre elas, destacamos a ampliação do Laboratório de Imunogenética, que é responsável pelo apoio laboratorial do Programa de Transplantes do Estado, que realiza exames pré-transplantes, inclusive de pacientes renais oriundos dos municípios de Redenção, Marabá, Santarém, Bragança e Altamira.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Campanha externa na “David Mufarrej”

A comunidade atendida pela Escola “David Salomão Mufarrej”, na Av. Tamandaré, 256, entre as ruas Bom Jardim e Monte Alegre, está se mobilizando em favor da campanha de doação de sangue que a Fundação Hemopa realizará nesta quinta-feira, 17, de 7h às 16h, na sede do referido estabelecimento de ensino. A meta será de 100 coletas.
Quem pode doar sangue: Ter boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Menores de 18 anos somente com autorização dos pais ou responsáveis. Peso acima de 50 kg. Portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Mais informações: 08002808118.

Mais qualidade e segurança transfusional

Em junho do ano passado, o parque laboratorial do Hemopa implantou o teste do NAT (Teste Ácido Nucléico), que utiliza a metodologia de biologia molecular por PCR em Tempo Real,  para detecção do HIV e do HCV (Vírus da Hepatite C), x,  diminuindo a janela imunológica de 70 dias para 11 dias para detecção do vírus da Hepatite C e, de 28 dias para 11 dias para detecção do vírus do HIV no sangue dos doadores. A Fundação HEMOPA realiza o NAT em 100% do sangue coletado no Estado, representando mais tranquilidade, mais qualidade e maior segurança para o receptor.

Hemopa supera índice nacional de população doadora de sangue

Se você parar para pensar muitas pessoas precisam de uma doação de sangue em qualquer canto do Brasil, mas infelizmente não são todos que a recebem quando necessário, porque nem todos percebem a importância da doação de sangue, apesar da Organização Mundial de Saúde (OMS) determinar a necessidade variável entre 3% e 5% da população brasileira praticar esse ato solidário.
No Brasil, estatísticas apontam que apenas 1.9% da população é doadora de sangue habitual. Na região Norte é de 1.5%. No Pará esse índice passou de 1.7% para 2.2%, superando a média nacional.
A direção do hemocentro comemora o aumento do número de doadores em 2012. No entanto, entende que precisa melhorar cada vez e atingir a meta de 3%, em 2013.

Sangue é tema de samba enredo de escola jurunense

Nesta quinta-feira, às 14h, a Fundação Hemopa receberá a visita do presidente do Grêmio Recreativo e Beneficente Jurunense “Rancho Não Posso Me Amofiná” , José Roberto Teixeira, que será recebido pela presidente em exercício do hemocentro, dra. Socorro Ferreira e por técnicas da Captação de Doadores do Hemopa. A visita tem a finalidade de estreitar parceria entre as duas instituições para celebrar a escolha do samba enredo da escola de samba, que vai levar para a avenida, no desfile do carnaval de Belém, o tema “Com sangue de minha alma”, que abordará a doação de sangue como gesto de amor universal.

Hemopa recebe Rei Momo

Nesta quinta-feira, 17, às 10h, está confirmada visita dos candidatos a "Rei Momo" do carnaval de Belém, na sede da Fundação Hemopa, em Belém. A ação de responsabilidade social, faz parte da programação para reitalização do carnaval de Belém, coordenada por André Kaveira, que vai eleger o novo Rei Momo”. Os seis candidatos passam por várias provas, através de uma gincana.Entre elas, está o encaminhamento de doadores de sangue. Quem enviar o maior número de voluntários, até o final deste mês, vence a prova. A gincana solidária foi lançada no dia 11, por André Kaveira, no Portal da Amazônia. A meta é que cada candidato a “Rei Momo” encaminhe, pelo menos 50 doadores ao hemocentro. A ação vai colaborar com o estoque de sangue e muitas pessoas serão beneficiadas. A gerente de Captação de doadores do Hemopa,a assistente social Juciara Farias, agradece a parceria que vai gerar novos doadores ao hemocentro, que necessita de doações, especialmente, neste mês, quando a região Norte é abalada por intensas chuvas, o que acaba dificultando o acesso de voluntários ao hemocentro. “Vamos torcer para todos os candidatos, pois todos eles estarão contribuindo para salvar as vidas de muitas pessoas. Louvamos a ação”, destacou. A disputa solidária vai funcionar da seguinte forma: os candidatos à doação de sangue deverão informar ao técnico do Hemopa, no ato de seu cadastro, a cor da senha do respectivo candidato a “Rei Momo”. O “Tonelada”, do bairro da Jaderlândia, recebeu a senha de cor azul; O “Tarugo”, que vai representar o bairro do Jurunas, recebeu a cor verde; o “Baiacu”, da Matinha, vai concorrer com a cor Laranja; o “Zulu”, da Pedreira, com a senha de cor Vermelha; o “Tijolão”, da Cidade Velha, vai concorrer com a senha de cor amarela. Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado. O resultado dos exames dos doadores podem ser obtidos on-line, através do site: WWW.hemopa.pa.gov.br, em 30 dias após a coleta do sangue. Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Doação faz bem para o espírito

Doador desde 1982, o funcionário público, José Abner dos Anjos, 58, doou pela primeira vez para o filho que estava hospitalizado e precisava de 10 bolsas de sangue. Desde então, se tornou doador de sangue assíduo. “Eu me sinto bem em doar, se pudesse, doaria todo mês. Sei da grande importância desse gesto. Já vivi outro lado da situação”, disse José Abner.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

Impedimentos temporários para a doação de sangue.

Algumas situações impedem a doação de sangue, temporariamente, entre elas: febre, gripe ou resfriado, gravidez, puerpério(parto normal, 90 dias; cesariana, 180 dias), uso de alguns medicamentos, pessoas que adotaram comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis, extração dentária, apendicite, hérnia, amigdalectomia, ingestão de bebida alcoólica no dia da doação, transfusão de sangue: 1 ano, tatuagem: 1 ano, vacinação: o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de vacina.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

Doar sangue: um simples gesto que salva vidas

Seja doador, você também.

Apesar da necessidade diária de doação de sangue na hemorrede brasileira, a atividade é normatizada por normas técnicas do Ministério da Saúde (MS) para proteger a saúde do doador e do receptor, garantindo assim, sangue com qualidade e quantidade para atendimento da demanda transfusional, entre elas, destacamos: o doador deve apresentar documento oficial com foto; estar bem de saúde; ter entre 16 e 67 anos (menor de 18 anos, com autorização dos pais ou responsáveis);- pesar mais de 50 quilos; não estar em jejum; evitar apenas alimentos gordurosos nas 4 horas que antecedem a doação.
Após a doação de sangue, alguns cuidados são fundamentais. O doador de evitar esforços físicos exagerados por pelo menos 12 horas; aumentar a ingestão de líquidos; não fumar por cerca de 2 horas; evitar bebidas alcóolicas por 12 horas; manter o curativo no local da punção por pelo menos de 4 horas; não dirigir veículos de grande porte, trabalhar em andaimes, praticar paraquedismo ou mergulho.
Segundo a assistente social Lilian Bouth, da Gerência de Captação de Doadores (Gecad), da Fundação Hemopa, muitas informações equivocadas, sobre o processo da doação de sangue, ainda fazem parte do imaginário de boa parte da população. Por exemplo, a mulher tem as mesmas condições de doar sangue que os homens. “Os únicos impedimentos temporários para as mulheres são os períodos de gestação e amamentação. Fora isso, temos as mesmas condições físicas para salvar vidas, doando sangue”, ressaltou, explicando que os homens podem doar a com intervalo de 60 dias, realizando até quatro doações por ano; e as mulheres com intervalo de 90 dias, efetivando anualmente três doações por ano.
Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O resultado dos exames dos doadores podem ser obtidos on line, através do site: WWW.hemopa.pa.gov.br, em 30 dias após a coleta do sangue.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Gincana solidária faz carnaval com alegria e solidariedade

Agora é só aguardar as doações.
Foi dada a largada para que os seis candidatos à "Rei Momo" do carnaval de Belém enviem doadores à Fundação Hemopa, a partir de hoje, até o final deste mês. A gincana solidária foi lançada nesta manhã, por André Kaveira, no Portal da Amazônia. A meta é que cada candidato a “Rei Momo” encaminhe, pelo menos, 50 doadores ao hemocentro. A ação vai colaborar com o estoque de sangue e muitas pessoas serão beneficiadas.
Para a assistente social Lilian Bouth, da Gerência de Captação de Doadores (Gecad), a mobilização solidária vai servir de reforço e ajudar no restabelecimento do banco de sangue do hemocentro, que no início deste mês, sofreu um abalo com a redução de aproximadamente 20% do volume de coletas. No entanto, do dia 07 até ontem (10), houve registro de regularização do estoque estratégico de sangue com o saldo de 1.459 comparecimentos de voluntários e 1.108 coletas de bolsas de sangue, que vai atender cerca de 4.432 pacientes. “Agradecemos a parceria e estaremos aguardando as doações dos voluntários de vários bairros de Belém”, comentou Lilian Bouth, explicando que cada candidato recebeu uma senaha com cores distintas, que vai contabilizar as doações feitas.
O “Tonelada”, do bairro da Jaderlândia, recebeu a senha de cor azul; O “Tarugo”, que vai representar o bairro do Jurunas, recebeu a cor verde; o “Baiacu”, da Matinha, vai concorrer com a cor Laranja; o “Zulu”, da Pedreira, com a senha de cor Vermelha; o “Tijolão”, da Cidade Velha, vai concorrer com a senha de cor amarela. “Os doadores encaminhados terão que informar na Recepção de Doadores, no ato de seu cadastro, a cor da senha de seu candidato”, orientou a assistente social.
Para o idealizador da gincana solidária, André Kaveira, o “Rei Momo” tem que dar exemplo de alegria e cidadania. “Doar sangue é um ato de amor. Um rei tem dar o exemplo para a sociedade, com atitudes que inspire a população”.

Lilian Bouth (centro) agradeceu a parceria solidária

Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado. O resultado dos exames dos doadores podem ser obtidos on-line, através do site: WWW.hemopa.pa.gov.br, em 30 dias após a coleta do sangue.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.







Voluntários dificuldades para doar sangue


Parabenizamos pela ação solidária

Um grupo de 25 voluntários do município de Eldorado dos Carajás, Sul do Estado, deu um grande exemplo de solidariedade na manhã desta sexta-feira, 11, ao percorrer 101 quilômetros, sob intensa chuva que abala a região, para doar sangue no Hemocentro Regional de Marabá.

Segundo a assistente social Roberta Duarte, eles são colaboradores do programa “Munic[ipio vem ao hemopa”, desenvolvido pela Captação de Doadores, para incentivar o ato solidário na população das localidades vizinhas. ‘Eles fazem do grupo “ Vida” , e periodicamente doam sangue, reforçando estoque estratégico do Hemocentro Regional”, comentou, agradecendo e paraebizando a visita desses doadores. “É um exemplo de cidadania,solidariedade e persistência”, destacou.
Quem pode doar sangue: Qualquer pesssoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e peso acima de 50 quilos é um doador em potencial. O candidato deve estar bem alimentado. É necessário apresentar documento oficial original e com foto. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.

Serviço: O Hemopa Marabá espera por você na Rod. Transamazônica, Quadra 12, S/N.Entre Av. Hiléia e Av. Amazônia. Bairro: Amapá . Funcionamento para coleta de sangue, de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 13h. Fone: (94) 3324.1645 / 3324.1810.E-mail: àmailto:hemopa@skorpionet.com.br. Outras informações:8002808118, de 2ª a 6ª, de 8h às 18h, e aos sábados até ás 17h.

Hemopa restaura estoque de sangue

Desde a segunda-feira (7), a Fundação Hemopa comemora a regularização do estoque estratégico de sangue com o satisfatório saldo de 1.459 comparecimentos de voluntários e 1.108 coletas de bolsas de sangue, que vai atender cerca de 4.432 pacientes que necessitam de transfusão para sobreviver. Os dados se referem ao período de 7 a 10/01, que correspondem a uma média diária de 277 doações, superando a meta de 250 coletas/dia. O hemocentro agradece a adesão da sociedade na restauração do banco de sangue. Na primeira semana deste mês, o hemocentro enfrentou dificuldades com a redução de aproximadamente 20% do numero de coletas. Mais informações: 08002808118.Acesse:WWW.hemopa.pa.gov.br

Agentes de saúde são capacitados para atuar na captação de doadores


Agentes de saúde do Riacho Doce
Em 2012, a Fundação Hemopa traçou e executou ações para impulsionar a doação voluntária de sangue e cadastro de doadores de medula óssea, em vários segmentos da sociedade com realização de oficinas para “Formação de Agentes da Doação”, junto aos membros dos Programas Saúde Família (PSF) e Agentes Comunitários de Saúde (ACS), de vários bairros e distritos da Região Metropolitana de Belém (RMB), com o objetivo de formar consciências críticas sobre o processo e voluntariado da doação de sangue e cadastro de doação de medula óssea, estimulando esses gestos solidários em suas respectivas áreas de atuação para potencializar o atendimento da demanda da rede hospitalar.

A ação obteve excelente saldo com 16 oficinas que contabilizou a participação de 325 participantes; 203 doações de sangue e 44 novos cadastros de doadores de medula, todos dos próprios agentes. Durante as atividades, coordenadas pela Gerência de Captação de Doadores (Gecad), foram realizadas pesquisas com os participantes, cujo conteúdo revelou que 65% deles nunca havia doado sangue 34% já eram doadores.
Para a assistente social Alessandra Leite, o resultado final de realização e participações nas oficinas é bastante satisfatório. “Vamos manter o programa em 2013 para continuar formando captadores da doação de sangue. O êxito de nossas ações dependem fundamentalmente de parcerias”, comentou, informando, que a primeira oficina do ano foi realizada ontem (10) com cerca de 30 ACS do município de Santa Izabel.

Agentes de saúde do Barreiros

Ano passado, o Hemopa formou captadores de doadores de sangue com agentes de saúde da Pirajá, Bengui, Canal do Galo, Cristo Redentor, Cabanagem, Mangueirão, Parque Verde, Vila São José, Uma, Carmelândia, Tapanã I e II, Barreiro II, Agulha, Outeiro, Águas Negras, Paracuri II, Visconde, Paracurí, Barreiro, Parque Amazônia e Sacramenta.
As oficinas contaram com palestras sobre os seguintes temas: “O atendimento a Pacientes na Fundação HEMOPA”, “Atuação da Captação de Doadores de Sangue no HEMOPA”, “Planejamento das Estratégias de ação para efetivação do Projeto agente da doação junto ao programa saúde da família”, Apresentação dos trabalhos e discussão/plenária. Os agentes também assistiram vídeo sobre o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome), seguido de discussão sobre o tema.

Instituições interessadas em firmar parceria com o hemocentro devem entrar em contato com a Gecad, de 2ª a 6ª-feira, de 8h às 17h; e aos sábados de 8h às 16h, através dos fones:32245048 ou 32429100 R- 205.
Agentes de Saúde da Agulha
Quem pode doar: candidatos com boa saúde; idade entre 18 anos completos e 67 anos, 11 meses e 29 dias. Podem ser aceitos candidatos à doação de sangue com idade de 16 e 17 anos, com o consentimento formal do responsável legal. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.