quarta-feira, 27 de março de 2013

Hemopa comemora Páscoa com seus pacientes


pacients e familiares participaram da festa

Na manhã desta quarta-feira (27), a Fundação Hemopa recebeu crianças pacientes portadoras de doenças hematológicas atendidas pelo hemocentro, para comemoração alusiva a Páscoa.
A ação foi promovida pela Gerência de Serviço Social (Geses), e foi realizada no auditório do hemocentro de 9h às 11h da manhã. A atividade teve o objetivo de dinamizar ações socioculturais e recreativas atendendo ações do projeto de “Humanização no Atendimento”, para maior integração entre a instituição e os pacientes/familiares atendidos.

Muita alegria e dewscobcentração na festa

Durante o evento, houve sessão de cinema, com filme sobre o verdadeiro sentido da Páscoa. Logo após, foi servido lanche aos presentes, em seguida houve distribuição de ovos de chocolate. “É muito gratificante poder oferecer essa festinha para os pacientes, e isso só foi possível com a colaboração das instituições parceiras do Hemopa, que sempre estão dispostos a nos ajudar fazendo doações”, destacou a assistente social Cristina Socorro Mendes, gerente do Serviço Social de Pacientes, que agradeceu especialmente a empresa de Transportes “Transcurumin”; aos alunos do curso de Serviço Social, da Escola Superior da Amazônia (Esamaz); e a Panificadora Umarizal.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. O atendimento para pacientes é de segunda a sexta-feira, de 7h às 19h, e aos sábados atendimento só em regime de urgência. Mais informações pelo: 08002808118.


Hemopa Marabá comemora centenário da cidade com solidariedade.

O Hemocentro Regional de Marabá participará da programação comemorativa do “Centenário” da cidade, cujo aniversário será dia 05 de abril. A data terá o mês inteiro de festejos, entre eles, a realização de campanha de estímulo à doação de sangue naquele município que, atualmente, destaca-se no cenário da hemoterapia do Brasil com 39% de doação feminina, ultrapassando a meta brasileira de 30%, que muitos hemocentros ainda não atingiram.Para compartilhar o aniversário com a população de Marabá, o gerente do hemocentro local, dr. Fernando Monteiro e sua equipe de captação de doadores, lançou concurso para a escolha da melhor frase para tema da campanha de doção de sangue,. O vencedor ganhará um aparelho de celular, doado pela empresa “Dacar Veículos”, ainda terá acesso à dupla sertaneja “César Menotti e Fabiano”, que estará se apresentando em show, no dia do aniversário da cidade. Os interessados em participar do concurso têm até o dia 02/03, para concorrer aos prêmios. A campanha se dará do dia 05/03 até o final do mês.

Hemopa investe em capacitação e melhora atendimento hematológico


Dra. Saide Trintade 
A Fundação Hemopa vem investindo continuamente na capacitação de profissionais da hemorrede e da área da saúde pública para melhorar cada vez mais o atendimento de pacientes hematológicos, encaminhados pela rede básica de saúde para tratamento no hemocentro, visando a redução do índice de morbimortalidade no Estado do Pará.
Somente ano passado, a Fundação capacitou 545 pessoas com a realização da ”Capacitação em Doença Falciforme e outras Hemoglobinopatias”, envolvendo profissionais que atuam na capital e no interior paraense. Este ano, o treinamento foi retomado e atualizou os conhecimentos para 140 profissionais de Belém. Em seguida, o curso foi promovido no Hemocentro Regional de Castanhal, nos dias 6 e 7 deste mês, que resultou em 133 participações. Nos dias 20 e 21, a oficina foi realizada no Hemonúcleo de Abaetetuba (Henab), e envolveu 107 profissionais da saúde.
A capacitação tem o objetivo de atualizar os conhecimentos da equipe de saúde da hemorrede e de outras unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) para o diagnóstico precoce e da terapêutica adequada dos casos de hemoglobinopatias.
A programação da oficina seguirá nos dias 17 e 18/04, no Hemonúcleo de Capanema (Henca). Nos dias 24 e 25 de abril, no Hemonúcleo de Tucuruí (Hentu). Nos dias 8 e 9 de maio, no Hemonúcleo de Altamira (Henal). Dias 22 e 23 de maio, será a vez dos profissionais do município de Redenção passar pela atualização dos conhecimentos sobre hemoglobinopatias. Dias 5 e 6 de junho, a oficina vai acontecer em Marabá. O evento científico será encerrado em Santarém, nos dias 19 e 20/06.
Capacitação realizada em Redenção em 2012
Segundo a coordenadora de Atendimento Ambulatorial do Hemopa, Dra. Saíde Trindade, a realização dessa atividade só foi possível com o repasse de recursos financeiros do Ministério da Saúde (MS), através do convênio nº 673/2009.
Dos 32.577 pacientes cadastrados no hemocentro, 597 são portadores da doença. Eles recebem tratamento com equipe multiprofissional composta por médicos, enfermeiros, fisiatras, fisioterapeutas, assistentes sociais, psicólogos, odontólogos, pedagogos e farmacêuticos, que garante atendimento especializado proporcionando melhor qualidade de vida aos que dependem dos serviços.
O conteúdo programático da ”Capacitação em Doença Falciforme e outras Hemoglobinopatias”, é o mesmo para a capital e interior paraense, quando os participantes debatem os seguintes temas:Atenção integral da doença falciforme, a realidade do Brasil, Diagnóstico precoce das hemoglobinopatias, Fluxo de atendimento à pessoa com traço falciforme e doença falciforme,  Atendimento Multiprofissional na doença falciforme I, Saúde bucal, Atendimento farmacêutico,  Atendimento social, Atendimento psicológico, Atendimento Multiprofissional I , Atendimento de enfermeiros, Atendimento Fisioterápico, Protocolo de atendimento da doença falciforme I,  Crise Álgica,  Sequestro esplênico,  Infecções,  Hiperesplenismo
Protocolo de atendimento na pessoa com doença falciforme II,  Alterações ósseas,  Priapismo, Gestação, Cirúrgico, Tratamento na pessoa com doença falciforme,  Transfusão crônica,  Hidroxuréia, Quelação de ferro,  Transplante de medula óssea,  AVC na doença falciforme.


Anemia falciforme
 É uma das doenças hereditárias mais comuns no Brasil. Ela é causada por uma modificação (mutação) no gene (DNA) que, em vez de produzir a hemoglobina A, produz uma hemoglobina chamada S. Se uma pessoa recebe um gene do pai e outro gene da mãe, que produzem a hemoglobina S, ela possui um padrão genético chamado SS, causador da anemia falciforme. Essa mutação genética, que produz a hemoglobina S, proliferou há muitos séculos no continente africano e, por isso, essa doença é muito presente no nosso país, cuja população tem em sua base de constituição os povos africanos.
Nas pessoas com anemia falciforme, as hemácias, em determinadas situações, assumem a forma de “meia lua” ou “foice”, daí o nome falciforme. Assim, as hemácias não oxigenam o organismo de maneira satisfatória, porque tem dificuldade de passar pelos vasos sangüíneos, causando má circulação, muitas dores e diversos outros problemas.
As pessoas com anemia falciforme (SS) apresentam sintomas muito diversificados. Enquanto algumas podem apresentar sintomas brandos, outras, tem sintomas graves, como crises de dores ósseas, dores na barriga, infecções repetidas. A intensidade das crises varia conforme a idade da pessoa e a presença de outros tipos de hemoglobinas associadas com a hemoglobina S. Os bebês têm mais infecções e dores, com inchaço nas mãos e nos pés. Nas crianças maiores, as dores ocorrem mais nas pernas, nos braços e no abdome.
Traço falciforme
Se uma pessoa receber de um dos pais o gene para hemoglobina S e do outro o gene para hemoglobina A, ela não terá a doença, e sim o traço falciforme (AS). Portanto, essa pessoa não precisa de tratamento porque a doença não se desenvolverá. Caso tenha filhos ou filhas com outra pessoa que também herdou o traço, existe a possibilidade de ela ter uma criança com anemia falciforme (SS).
A dra. Saide Trindade faz um alerta para que as pessoas diagnosticadas com doença falciforme devem ser cadastradas nos Programas Estaduais de Atenção Integral e tratadas de acordo com as normas do MS. As pessoas diagnosticadas com traço falciforme tem direito a orientação e informação genética na rede pública de saúde, conforme instrução do MS. Para se informar mais sobre o tratamento e a orientação sobre o traço falciforme, procure o posto de saúde mais próximo. Mais informações: 3241.1299/32429100/R- 327/08002808118.

terça-feira, 26 de março de 2013


A Fundação Hemopa deseja a todos os servidores e a sociedade em geral uma Feliz Páscoa!

Páscoa é renascimento...
É passagem...
É mudança e transformação...
É ser novo um mesmo ser
Que recomeça pela própria libertação.
Esperanças renovadas,
E um arco-íris rasga o céu
E parece balbuciar que Jesus ressurgiu
para nos provar que o amor incondicional existe, 
assim como a vida eterna.

Feliz Páscoa!

Hemopa convoca doadores antes do feriadão da Páscoa

A Gerência de Captação de Doadores (Gecad) da Fundação Hermopa informa que o hemocentro não funcionará para coleta de sangue nos dias 28 e 29/03, por ser ponto facultativo no Estado. No entanto, o expediente neste sábado será de 7h30 às 14h. Então, os antigos e novos doadores podem se programar para salvar vidas e suprir estoque de sangue do Hemopa para atendimento no feriadão da Páscoa.
Segundo a titular da Gecad, a assistente social Juciara Farias, a instituição conta com apoio de instituições públicas e privadas para a realização de campanhas externas que contribuem decisivamente para aumento das doações de sangue no Estado, que passou de 1.8% para 2.2% da população doadora no Pará. “Com o deslocamento de boa parte da população para o interior paraense, sugerimos a doação onde houver unidade do Hemopa. Ou ainda, que antes de viajar, passe aqui na sede do hemocentro para doar sangue e ficar com a consciência tranqüila que fez uma Páscoa mais feliz para muitos pacientes”, destacou.

Muitas pessoas dependem da sua doação de sangue

Juciara Farias aproveita a oportunidade para desejar uma feliz Páscoa para todos aqueles que colaboram com a vida, doando sangue. Às instituições parceiras ela deseja a manutenção dessas relações para melhorar cada vez mais o atendimento.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum.  O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado. O resultado dos exames dos doadores podem ser obtidos on line, através do site: WWW.hemopa.pa.gov.br, em 30 dias após a coleta do sangue.
Para cadastro de doação de medula óssea: Está bem de saúde e ter entre 18 e 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

O serviço de Ouvidoria da Fundação Hemopa publica o seguinte elogios.

" Gostaria de parabenizar a toda equipe de hematologista, pois o atendimento é de 1ª qualidade, especialmente os atendentes da transfusão, marcação de consulta. A fisiatra Nelma Salim e fisioterapeuta Shirley DE Farias Fonteneli pela atenção. Em geral a toda família do HEMOPA”, da paciente Aminadabe Pereira Lima.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

Usuária agradece atendimento de qualidade

“Boa tarde!  Chamo-me Diene Josiane de Paiva Ribeiro, tenho 39 anos, sou pedagoga, casada, mãe de dois filhos adolescentes, e como paciente desta instituição gostaria de expressar-me. No ultimo dia 07/03, fui para minha primeira consulta no HEMOPA, e ao aguardar pela minha vez na sala de espera, fui surpreendida pela equipe de profissionais que se apresentou com cortesia à todos. O grupo era composto por uma  assistente social, uma pedagoga e uma enfermeira. Elas repassaram orientação e esclarecimento sobre vários assuntos  pertinentes à "Saúde da Mulher", já que estávamos a véspera do "Dia Internacional da mulher" . Foram abordados vários tema, entre eles: câncer de colo de útero e mama; climatério; pré-natal e violência contra mulher. Quero ressaltar minha satisfação pela palestra, pela oportunidade de tirar algumas dúvidas, que mesmo numa consulta rápida não seria possível. Percebi um trabalho dinâmico com entrega de panfletos explicativos, e isso é muito proveitoso para quem está em espera. Toda a equipe está de parabéns pela iniciativa!! Espero o trabalho continue não só no HEMOPA, mas em todos os órgãos de saúde do Estado do Pará, pois o que é bom para população tem que ser incentivado e propagado. Minha consulta também foi ótima com o dr. Sérgio Antônio Batista dos Santos, que foi muito atencioso. Obrigada pelo bom atendimento, HEMOPA!

sexta-feira, 22 de março de 2013

Igreja Adventista salva vidas com a doação de sangue


 "Ele doou tudo pra você doar um pouco". É o tema da campanha de doação voluntária de sangue que será realizada dias 23 a 27 deste mês, pela Igreja Adventista do 7º Dia, em parceria com o Hemonúcleo de Capanema (Henca). A ação tem a finalidade de reforçar o estoque de sangue da unidade para atendimento pleno da demanda transfusional da rede hospitalar daquela localidade e municípios vizinhos. A meta será de 200 coletas.
O primeiro dia da campanha, neste sábado, a coleta se dará de 8h às 16h. No domingo (24), o atendimento será de 8h às 12h. De 25 a 27, de 7h30 às 12h30.O projeto solidário foi lançado em 2005 envolvendo jovens adventistas do Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, Equador, Bolívia e Peru. No Pará, a parceria teve início em 2006 e perdura até hoje. A ação já obteve reconhecimento até da Organização Mundial de Saúde (OMS).
Segundo a responsável pelo serviço de Captação de Doadores do Henca, a assistente social Luiza Helena Progênio de Santana, a parceria da Igreja Adventista vai suprir a unidade com bolsas de sangue para atendimento de transfusão, sobretudo, no feriadão das festividades da Páscoa, quando normalmente a rede hospitalar necessita de maior número de doações. “Agradecemos muito as parcerias em favor da doação de sangue. Essas iniciativas de responsabilidade social ajudam a melhorar cada vez mais nossos serviços”, comentou, agradecendo também a parceria das Secretarias de Saúde e Educação do município, que ajudarão na captação e transporte dos doadores para o Henca.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.  Os resultados doa exames já podem ser obtidos via on line, através do site:WWW.hemopa.pa.gov.br, após 30 dias da coleta de sangue.
Serviço: Hemopa Capanema espera por você na BR 308, KM zero, S/N - Bairro São Cristóvão - Capanema /PA, de 7h30 às 12h. Mais informações: (91) 3462-2744/2329 ou 8002808118, de 2ª a 6ª, de 8h às 18h, e aos sábados até às 17h.

Henca no trote dos calouros

Denise Silva é uma das doadoras de Capanema. Parabéns!

No próximo dia 27, o  Hemonúcleo de Capanema (Henca), participará  do “Trote Solidário” dos calouros do Pólo Universidade Federal do Pará, Campus  Capanema. Uma equipe de técnicos do Serviço de Captação do Henca participará da aula inaugural. Na oportunidade, os calouros assistirão palestras sobre doação de sangue, cadastro de doadores de medula, captação e agendamento de doadores.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Os resultados doa exames já podem ser obtidos via on line, através do site:WWW.hemopa.pa.gov.br, após 30 dias da coleta de sangue.
Serviço: Hemopa Capanema espera por você na BR 308, KM zero, S/N - Bairro São Cristóvão - Capanema /PA, de 7h30 às 12h. Mais informações: (91) 3462-2744/2329 ou 8002808118, de 2ª a 6ª, de 8h às 18h, e aos sábados até às 17h.

Agentes de saúde do Benguí são capacitados para captação de doadores

Alessandra Leite explica importância da parceria

 A Fundação Hemopa reiniciou nesta sexta-feira, 22, a atividade de capacitação com 40 membros do Programa Saúde Família (PSF) e dos Agentes Comunitários de Saúde (PAC´s), da Região Metropolitana de Belém (RMB), para que se tornem multiplicadores de informações sobre a doação voluntária de sangue  e cadastro de doação de medula óssea em suas respectivas áreas de atuação, para potencializar o atendimento da demanda da rede hospitalar.
A primeira turma deste ano é composta por agentes do Distrito do Bengui. Durante a oficina, na manhã de hoje, eles assistiram palestra sobre “O atendimento a Pacientes na Fundação HEMOPA”, “Atuação da Captação de Doadores de Sangue no HEMOPA”, “Planejamento das Estratégias de ação para efetivação do Projeto agente da doação junto ao programa saúde da família”, Apresentação dos trabalhos e discussão/plenária. Os agentes também assistiram vídeo sobre o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome), seguido de discussão sobre o tema.
O agente Everton prometeu captar muitos doadores
Participando pela vez desse tipo de treinamento, o agente Everton Batista, 20 anos, acredita ser muito importante esse novo aprendizado. “É meu dever como agente de saúde repassar tudo o que estou aprendendo sobre doação, para a comunidade. Dessa forma vou expandir a importância da doação de sangue na sociedade”, ressaltou ele.
A atividade que é coordenada pela Gerência de Captação de Doadores (Gecad), capacitou 180 agentes ano passado, através da realização de 11 oficinas que culminaram em campanhas externas que somaram 203 comparecimentos.
A retomada da parceria se consolidou com o apoio do atual coordenador da Atenção Básica do município de Belém, Yuji Ikuta.
Instituições interessadas em firmar parceria com o hemocentro devem entrar em contato com a Gecad, de 2ª a 6ª-feira, de 8h às 17h; e aos sábados de 8h às 16h, através dos fones:32245048 ou 32429100 R- 205.
Agentes aprendem como captar doadores de sangue
Quem pode doar: candidatos com boa saúde; idade entre 18 anos completos e 67 anos, 11 meses e 29 dias. Podem ser aceitos candidatos à doação de sangue com idade de 16 e 17 anos, com o consentimento formal do responsável legal. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118. 

quinta-feira, 21 de março de 2013

HRSP estimula doação de sangue na região

Grupo de Amigos que incentivam a doação de sangue

 Desde a segunda-feira (18), o Hospital Regional do Sudeste do Pará (HRSP) está realizando campanha “Não fique de fora. Seja um Doador”, em parceria com o Hemocentro Regional de Marabá. No primeiro dia a ação, quando a coleta foi efetivada nas instalações do hospital, houve o comparecimento de 127 voluntários e 111 doações, superando a meta de 100 coletas.  No entanto, a ação estratégica prossegue até o dia 22, com o encaminhamento de voluntários até a sede do hemocentro.
Essa é a 18ª edição da campanha, organizada pela responsável técnica da Agência Transfusional do HRSP, Dra Socorro Leão que também é  coordenadora do “Grupo Amigos de Sangue do HRSP”, que está promovendo diversas atividades para a sensibilização de funcionários, familiares de pacientes e a comunidade em geral para a doação de sangue no hemocentro local.
Socorro Leão destacou a importância da campanha para atender a demanda transfusional da região, especialmente com a aproximação do feriadão da Páscoa. “Visamos atender e suprir o estoque de sangue do hemocentro não apenas para o atendimento ao HRSP, mas para  todos os hospitais do Sul do Pará”, disse, destacando que as campanhas organizadas no hospital representam um importante acréscimo no estoque de bolsas de sangue do hemocentro de Marabá. “É um exemplo a ser seguido pelos demais serviços de saúde da região”. Ela finalizou, agradecendo instituições parcerias, entre elas, a Unimed- Sul do Pará, Sinacom, SESPA e o apoio da empresa Correntão Rural.
Ambiente animado para receber os doadores 
Quem pode doar sangue: Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e peso acima de 50 quilos é um doador em potencial. O candidato deve estar bem alimentado. É necessário apresentar documento oficial original e com foto. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.
Serviço: O Hemopa Marabá espera por você na Rod. Transamazônica, Quadra 12, S/N.Entre Av. Hiléia e Av. Amazônia. Bairro: Amapá .Fone: (94) 3324.1645 / 3324.1810.E-mail: mailto:hemopa@skorpionet.com.br.%2008002808118, de 2ª a 6ª, de 8h às 18h, e aos sábados até ás 17h.

Doações no Hospital de Clínicas reforçam estoque de sangue do Hemopa

Comunidade doou sangue e muitas vidas serão salvas

 O estoque estratégico de sangue da Fundação Hemopa ganhou importante reforço com a 17ª campanha externa de doação de sangue e de cadastro de doadores de medula óssea, realizada nos dias 19 e 20 deste mês, em parceria com a Agência Transfusional do Hospital de Clínicas “Gaspar Viana”, que resultou no significativo saldo de 358 voluntários e 104 novos registros de doadores de medula óssea.
 “Ajude o coelhinho da  Páscoa distribuir alegria”, foi o tema da ação que contou com a maciça participação de familiares de usuários daquele hospital, bem como de funcionários e comunidade atendida. Segundo a gerente de Captação de Doadores do Hemopa, a assistente social Juciara Farias, a ação faz parte do programa de “Captação de Doação Hospitalar”, que envolve o corpo clínico da rede hospitalar do estado, visando a sensibilizar familiares e/ou acompanhantes de pacientes para a importância da doação de sangue para garantir a reposição do produto, tendo em vista a grande quantidade de pacientes internados nos 218 hospitais do Estado.
Doar sangue não dói e nem transmite doenças
Para ela, se faz necessário a formulação de ações educativas dentro dos hospitais, que possam  exercer importante papel na melhoria do atendimento, ao estimular a doação de sangue entre os usuários.
As ações externas continuam nesta sexta-feira (22), de 8h às 14h, com coleta de sangue e cadastro de doadores de medula óssea no 8º Distrito de Suprimentos da Marinha. A meta será de 100 doações e 50 novos cadastros.No dia 30/03, haverá ação estratégica na Assembleia de Deus, de 9h às 14. A coleta será realizada na Passagem Ariri, nº 89, no bairro de Val de Cans, A meta será de 60 doações voluntárias.
Os interessados em compor parceria com a Fundação Hemopa devem entrar em contato com a Gerência de Captação de Doadores (Gecad), de 2ª a 6ªfeira, de 8h às 18h, e aos sábado até às 17h, através do fone: 3224.5048 ou 32429100- R-205.
Juciara Farias ressalta a importância das paarcerias
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudável e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
A novidade do Hemopa é que os doadores podem obter o resultado desses exames pela internet, através do site www.hemopa-pa.gov.br, em até 30 dias.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

Campanha no “Gaspar Viana” supera meta de doações


 A Fundação Hemopa agradece todos os 156 voluntários que participaram dia 19, da campanha externa de doação de sangue e cadastro de medula óssea, em parceria com o Hospital de Clínicas “Gaspar Viana”. A ação continua hoje (20), até às 17h. A meta é conseguir 150 bolsas de sangue por dia e cadastrar cerca de 80 novos candidatos à doação de medula óssea.
Juciara Farias agradece aos doadores
“Ajude o coelhinho da Páscoa distribuir alegria”. É o tema da 17ª edição da campanha que, assim como as demais, tem o objetivo de potencializar o número de doações no hemocentro coordenador, em Belém. A mobilização marca a retomada da unidade móvel de coleta de sangue que estava em manutenção técnica preventiva, desde o ano passado.
Bastante satisfeita com a adesão de familiares e da comunidade em geral à campanha, a gerente de Captação de Doadores do Hemopa, a assistente social Juciara Farias, ressalta a importância da parceria da rede hospitalar na captação de doadores. “Essa parceria é de extrema necessidade para atender a rede hospitalar. É um exemplo a seguido por outras instituições que necessitam dos serviços prestados pelo hemocentro”, destacou, reforçando a importância da colaboração do corpo clínico dos hospitais no envolvimento dos familiares de pacientes no processo da doação voluntária de sdangue.
A campanha obteve adesão de familiares de pacientes
Durante a campanha, os voluntários participam de sorteio de brindes, distribuição de camisetas e lanche especial aos voluntários. Uma gincana solidária foi organizada entre os servidores do hospital para estimular ainda mais a captação. A competição vai mais além: os três setores da instituição que mais enviarem doadores receberão cestas de chocolates variados.
O calendário de campanhas externas prossegue nesta sexta-feira (22), de 8h às 14h, com coleta de sangue e cadastro de doadores de medula óssea no 8º Distrito de Suprimentos da Marinha. A meta será de 100 doações e 50 novos cadastros.
No dia 30/03, haverá ação estratégica na Assembleia de Deus, de 9h às 14. A coleta será realizada na Passagem Ariri, nº 89, no bairro de Val de Cans, A meta será de 60 doações voluntárias.
Atuação do serviço de captação de doadores 
Os interessados em compor parceria com a Fundação Hemopa devem entrar em contato com a Gerência de Captação de Doadores (Gecad), de 2ª a 6ªfeira, de 8h às 18h, e aos sábado até às 17h, através do fone: 3224.5048 ou 32429100- R-205.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudável e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
A novidade do Hemopa é que os doadores podem obter o resultado desses exames pela internet, através do site www.hemopa-pa.gov.br, em até 30 dias.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

quarta-feira, 20 de março de 2013

Fundação Hemopa investe em responsabilidade socioambiental

Ao longo dos anos, a sociedade está cada vez mais voltando as atenções e esforços às práticas consciente e sustentável de interagir e usufruir dos recursos do naturais planeta. Diante desse panorama, a Fundação Hemopa desenvolve gestão de gerenciamento de resíduos que podem oferecer riscos ao meio ambiente e à saúde pública, através de programas de responsabilidade socioambiental.

“É um esforço em conjunto para garantir a prática e a manutenção de ações com qualidade, segurança e de preservação do meio ambiente”, comentou a enfermeira Kati Seixas, que coordena as atividades, que visam melhora qualidade de vida, do meio ambiente, maior aproveitamento dos recursos naturais, além de evitar desperdícios de matérias primas.
Dentre as ações socioambientais desenvolvidas pelo Hemopa, destacam-se a realização de oficinas de “Gerenciamento de Resíduos”, em 2011 e 2012, envolvendo todos os servidores da hemorrede estadual, conforme previsto no convênio nº 1627/2007, cujos recursos foram repassados pelo Ministério da Saúde (MS).
A capacitação cumpriu seu papel de manter aplicação de uma estratégia ambiental de forma preventiva e integrada, em processos, produtos e serviços, visando aumentar sua eficiência e reduzir riscos ao homem e ao meio ambiente. Além disso, o hemocentro está investindo em pequenos programas de consciência ambiental, como a ECO dicas, que são pequenos informativos, que oferecem informações sobre economia de energia, água, papel e outros.
Segundo ela, a divulgação dessas informações contará com o apoio de vários setores, entre eles, Gestão de Pessoas e de Comunicação Integrada. “As orientações estarão ao alcance de todos servidores e usuários dos serviços do hemocentro, incluindo os informativos semanais, fonia, quadros de aviso, espalhados por todo, nos desktop dos computadores, nas redes sociais da Fundação, entre outros, sugerindo mudança de hábito e comportamento no cotidiano, especialmente, no público interno, aos mostrar alternativas para a diminuição dos impactos ambientais no exercício das tarefas no hemocentro, bem como em casa e em todos ambientes de convívio social.
Mas o que é responsabilidade socioambiental?
Segundo o site WWW.terceirosetoronline.com.br,é a prática de ações e iniciativas em benefício da sociedade e do ambiente, visando a melhoria da qualidade de vida das pessoas e o desenvolvimento do ser humano. Ter responsabilidade social implica em pensar em desenvolver-se de forma sustentável, em criar uma estratégia de desenvolvimento econômico em sintonia com as demandas e questões sociais e a utilizar, de forma consciente, os recursos disponíveis no meio ambiente, permitindo a satisfação da necessidade atual sem comprometer a possibilidade das gerações futuras. “Faça sua parte: Aprenda, pratique e divulgue”.

terça-feira, 19 de março de 2013

Hemopa repassa experiência em Ouvidoria


Silvânia Assunção (centro) recebendo

A socióloga e ouvidora da Fundação Hemopa, Silvânia Assunção, ministrou palestra sobre “OUVIDORIAS PÚBLICAS DO PARÁ: Obstáculos a transpor, caminhos a seguir", durante o " II Encontro da Ouvidoria do 13° CRS/SESPA”, que foi realizado no período de 14 e 15 deste mês, no município de Cametá. O evento foi voltado para os gestores municipais da região do Baixo Tocantins.
Segundo ela, a atividade vem sofrendo melhorias constantes para garantir a qualidade do atendimento aos seus usuários, contribuindo dessa forma para a democratização e transparência das ações e agilidade nas respostas aos anseios da sociedade. O Serviço de Ouvidoria, ao contrário do que muitas pessoas imaginam, não é só para reclamar. São várias as considerações: elogios, sugestões, reclamações, esclarecimento de dúvida etc.
De acordo com Silvânia Assunção, o Hemopa é o único órgão do Estado que possui esse serviço on line, por meio de seu site que proporciona contato em tempo em real com o usuário. Se a demanda for encaminhada para resolução de processos, o interessado receberá o número do registro que possibilita o acompanhamento da consideração. O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109. Mais informações; 08002808118.

segunda-feira, 18 de março de 2013

Instituições parceiras incentivam doações de sangue

A Fundação Hemopa está intensificando ações de campanhas externas em parceria com várias instituições parceiras com o objetivo de potencializar o número de doações no hemocentro coordenador, em Belém.
Campanhas externas impulsionam doação de sangue
De acordo com a programação elaborada, nos dias 19 e 20 deste mês, será realizada coleta de sangue com a unidade móvel no Hospital de Clínicas “Gaspar Viana”, de 9h às 17h. Será a “XVII Campanha de Doação de Sangue e Medula Óssea”. Este ano o tema é “Ajude o coelhinho da Páscoa a distribuir alegria”. Nesta edição a meta é conseguir 150 bolsas de sangue por dia e cadastrar cerca de 80 novos candidatos à doação de medula óssea.
Segundo a médica hematologista Iê Fernandez, gerente da Agência Transfusional da FHCGV, cerca de 450 transfusões de sangue são realizadas por pacientes da instituição todos os meses. “A ampliação do cadastro de doadores de medula óssea, permite aos portadores de doenças hematológicas uma maior chance de obter um doador compatível, e assim realizar o transplante, que pode representar a cura da doença”, ressaltou Iê Fernandez.
A ação envolverá os servidores do hospital, usuários, acompanhantes e comunidade atendida, que receberão informações sobre a importância da participação de todos no processo da doação de sangue e de medula óssea. De acordo com os organizadores da campanha, haverá t sorteio de brindes, distribuição de lanches e camisetas aos doadores. Uma gincana, entre os servidores do hospital também foi organizada para incentivar ainda mais a captação. Além disso, os três setores da instituição que mais enviarem doadores receberão como prêmio cestas de chocolates variados.
Dando prosseguimento a programação de campanhas externas, no dia 22, de 8h às 14h, haverá coleta de sangue e efetivação de cadastro de doadores de medula óssea no 8º Distrito de Suprimentos da Marinha. A meta será de 100 doações e 50 novos cadastros.
O calendário de campanha será encerrado dia 30, com ação estratégica na Assembleia de Deus, de 9h às 14. A coleta será realizada na Passagem Ariri, nº 89, no bairro de Val de Cans, A meta será de 60 doações voluntárias.
Os interessados em compor parceria com a Fundação Hemopa devem entrar em contato com a Gerência de Captação de Doadores (Gecad), de 2ª a 6ªfeira, de 8h às 18h, e aos sábado até às 17h, através do fone: 3224.5048 ou 32429100- R-205.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudável e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
A novidade do Hemopa é que os doadores podem obter o resultado desses exames pela internet, através do site www.hemopa-pa.gov.br, em até 30 dias.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

quarta-feira, 13 de março de 2013

Mulheres de Marabá atendem apelo de campanha de doação de sangue

O Hemocentro de Marabá realizou campanha “Mulher, quando você doa sangue a vida se multiplica”, nos dias 07 e 08 deste mês, em homenagem à todas as doadoras do município, que aliás, é referência nacional com o significativo índice de 39% das doações efetivadas naquela região. A ação resultou em 71 coletas, superando a meta de 50 doações.
Hemocentro homenageou funcionárias e doadoras
Durante a mobilização, as voluntárias que compareceram à sede do hemocentro regional foramrecebidas com música ambiente, oferta de serviços de beleza, sorteio de brindes, distribuição de bombons e lanche especial. Tudo isso para agradecer esse gesto solidário do segmento feminino.
Bastante satisfeita com o grande comparecimento das doadoras, a assistente social Roberta Duarte, parabenizou todas as doadoras e funcionárias do hemocentro. “Não podiamos esquecer das servidoras que também receberam sua justa homenagem”, comentou , estendendo seus agradecimentos a todas as instituições parceiras que colaboram para o sucesso das ações desenvlvidas para elevar, cada vez mais, o número de doações em Marabá, que tem a responsabilidade de atender a demanda transfusional da rede hospitalar so sul do estado.
O Hemocentro Regional de Marabá espera por você na Rod. Transamazônica, Quadra 12, S/N.
Entre Av. Hiléia e Av. Amazônia. Bairro: Amapá CEP: 68.502-290
Fone: (94) 3324.1645 / 3324.1810. Mais informações:08002808118.

Hospital Regional de Marabá estimula doação de sangue


Campanha deve sensibilizar comunidade marabaense

No período de 18 a 22 deste mês, será realizada a campanha “Não fique de fora. Seja um Doador”, promovida pelo Hospital Regional do Sudeste do Pará-HRSP”, com a parceria do “Grupo Amigos de Sangue”, com apoio do Hemocentro Regional de Marabá, que está sob a responsabilidade técnica do dr. Fernando Monteiro. Os candidatos à doação serão encaminhados para a sede daquele hemocentro. Essa será a 18ª edição da campanha.
Dentro da programação, no dia 19, as coletas serão efetivadas nas instalações do Hospital Regional, de 8h às 17h, com a participação de familiares de pacientes e a comunidade atendida pelo hospital.
Mais informações:08002808118.

Hemopa homenageia suas funcionárias no Dia Mulher


Dr Licurgo Nunes
A Fundação Hemopa, através da Assessoria de Gestão de Pessoas (Agespe) homenageou as funcionárias da hemorrede estadual pelo Dia Internacional da Mulher. No hemocentro coordenador Belém, a homenagem deu-se no dia 08 passado, de 10h às 12h, no auditório da instituição, que ficou lotado pelas servidoras.
Durante a manhã, houve apresentação do Coral do Hemopa, que é composto somente por servidores que são regidos por Cleison Martins. Logo em seguida, as funcionárias tiveram a oportunidade de assistir a apresentação do Grupo Musical “Chorinho”.
A programação contou ainda com palestra sobre “Câncer de Mama”, ministrada pelo oncologista/ginecologista/mastologista, dr. Licurgo Nunes Bastos Júnior.

A servidora Euzamar Gaby foi uma das sorteadas
Durante toda a programação, no Hall de entrada do auditório, foram ofertados serviços de beleza em parceria com a empresa “Mary Kay”, com maquiagem, limpeza de pele, entre outros. O evento encerrado com sorteio de brindes entre as funcionárias.



Campanha da mulher supera meta de doações


Doadoras Cláudia e Débora- Salvando Vidas
A Fundação Hemopa agradece a significativa participação de 632 doadoras durante a campanha “Mulher, quando você doa sangue a vida se multiplica”, realizada pelo hemocentro nos dias 8 e 9 deste mês, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. A ação superou a meta de 100 voluntárias/dia.
Atendendo ao apelo da campanha, as colegas assistentes sociais do hospital da Santa Casa de Misericórdia do Pará, Débora Costa, 23, e Cláudia Fonseca, 42, realizaram sua primeira doação, logo após participarem de curso de “Captação Hospitalar”, no auditório do hemocentro. “Após o treinamento, dia 8/03, fiquei sensibilizada e decidi participar da campanha para ajudar as pessoas que tanto necessitam desse gesto de amor, que é a doação de sangue”, ressaltou Débora.
Doadora Flávia Margarete
Cláudia sempre teve vontade de doar. Ela aproveitou a oportunidade de estar no hemocentro para realizar seu sonho solidário. “Não pensei duas vezes em efetivar a doação, que coincidiu com as comemorações ao Dia da Mulher. Foi uma ótima experiência”, afirmou.
Doadora experiente, a operadora de caixa, Flávia Barbosa, 38, salva vidas com sua doação de sangue há três anos. Ela sempre faz questão de participar da campanha em homenagem à mulher. “Venho doar sangue e ainda sou homenageada”, comentou doadora, com um grande sorriso.
Durante os dois dias de campanha, quem compareceu ao Hemopa para doar sangue teve a oportunidade de assistir apresentação do Coral do Hemopa e dispor de oferta de serviços de beleza, entre eles, maquiagem, massagem e estética, além de distribuição de camisetas e lanche especial. Tudo isso para parabenizar e agradecer antigas e novas doadoras de sangue.
Apresentação do Coral do hemopa
A campanha contou com o importante apoio da Força Sindical da Mulher, Cruz Vermelha, Movimento Familiar Cristão, Escola de Enfermagem D.N.A, SESPA, através da Coordenação Estadual no Programa de Saúde da Mulher; Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (SejuDh), através da Coordenadoria Estadual contra a Violência da Mulher; Polícia Feminina-PA, Unimed, por meio do Grupo Sorria.
Parcerias
Simultaneamente à campanha na sede do hemocentro, a Fundação Hemopa participou, no dia 09, da Ação Mulher 2013, do Sesc em parceria com a Tv Liberal, na Praça da Batista Campos, de 9h às 14h, com repasse de orientações e distribuição de material educativo sobre doação de sangue e cadastro para doação de medula óssea.
Doadora Priscila Roberta recebendo kit 
Da mesma forma, técnicos do hemocentro participaram também da Ação de Cidadania, da Associação de Mulheres de Negócios de Ananindeua, dia 10, na Praça da Bíblia, de 9h às 13h. A direção do Hemopa agradece e parabeniza todas as instituições parceiras que colaboram para que o hemocentro melhore cada vez mais seu atendimento, beneficiando diretamente seus usuários.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudável e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
A novidade do Hemopa é que os doadores podem obter o resultado desses exames pela internet, através do site www.hemopa-pa.gov.br, em até 30 dias.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

quarta-feira, 6 de março de 2013

Campanha Dia Internacional Mulher


A Fundação Hemopa está elaborando vasta programação para campanha de incentivo à doação de sangue nos dias 8, 9/03, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado dia 08. “Mulher, quando você doa sangue a vida se multiplica”. É o tema da ação estratégica para aumentar a coleta de sangue no segmento feminino que é responsável por 29% das doações efetivadas na hemorrede estadual. A meta da campanha é de 100 comparecimento/dia.
Com programação versátil, o hemocentro vai oferecer no dia 08, apresentação do Coral do Hemopa, e entrega de camisetas promocionais. No dia 09, oferta de serviços de estética, beleza e massagem. Os dois dias de campanha com lanche especial. Tudo isso para parabenizar e agradecer antigas e novas doadoras de sangue.
A campanha contará com apoio da Força Sindical da Mulher, Cruz Vermelha, Movimento Familiar Cristão, escola de Enfermagem D.N.A, SESPA (coord. Estadual no programa de saúde da mulher), SEJUDH (coord. Estadual contra a violência da mulher). Polícia Feminina-PA, Unimed – Grupo Sorria.  

Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudável e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
A novidade do Hemopa é que os doadores podem obter o resultado desses exames pela internet, através do site www.hemopa-pa.gov.br, em até 30 dias.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118

terça-feira, 5 de março de 2013

Hemopa Capanema homenageia doadoras de sangue

Em sintonia com o Hemocentro Coordenador, em Belém, o Hemonúcleo de Capanema, está realizando campanha de doação de sangue em homenagem ao público feminino. “Mulher, quando você doa sangue, a vida se multiplica”. É o tema da ação estratégica, que começou nesta segunda-feira e vai até sexta-feira (8), com o objetivo de manter atendimento transfusional da rede hospitalar daquela região do Salgado. A meta é de 50 doações/dia.

Faça a sua parte, doe sangue.

Segundo a responsável pelo serviço de Captação de Doadores do Henca, a assistente social, Luiza Helena Progênio, muitas surpresas esperam as doadoras. “estamos realizando sorteios de brindes, oferecendo lanche especial e música ambiente para animar as voluntárias”, comentou,
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado. O resultado dos exames dos doadores podem ser obtidos on line, através do site: WWW.hemopa.pa.gov.br, em 30 dias após a coleta do sangue.
Para cadastro de doação de medula óssea: Está bem de saúde e ter entre 18 e 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

sexta-feira, 1 de março de 2013

Reunião de Desempenho Institucional


Na próxima terça-feira (05), a Fundação Hemopa realizará a 2º Reunião de Análise Crítica de Desempenho Institucional, referente ao exercício 2012, no auditório do hemocentro, de 8h às 12h e 14h ás 18h. A ação contará com a participação da alta administração, coordenadores, assessores e gerentes da hemorrede estadual que apresentarão os resultados da gestão, a partir do cumprimento das metas de governo.
Sob a coordenação da Assessoria Técnica e de Planejamento (Astep), através da economista Terezinha negrão Gomes, a atividade é uma ferramenta administrativa do modelo de gestão de resultados adotada pelo Governo do Estado com a finalidade de integrar, articular e direcionar esforços de todos os agentes públicos para o cumprimento dos compromissos assumidos. “O processo deve ser estendido como uma prática sistêmica e contínua que visa a excelência nas atividades desenvolvidas pela organização”, comentou, ressaltando que a avaliação é uma forma de prestação de contas à população. A reunião estará aberta para participação de todos os servidores.

Sespa e parceiros inauguram em shopping o Termômetro da Doação

Da Redação
Agência Pará de Notícias
Foto: Portal Saúde (PE)
A Central de Transplantes do Pará, em parceria com a Faculdade Maurício de Nassau e o Conselho de Jovens Empresários (Conjove), da Associação Comercial do Pará (ACP), inaugura nesta sexta-feira (1º), às 18h, no Parque Shopping Belém, o Termômetro da Doação, um painel interativo que mostra os números atualizados de doações de órgãos e transplantes feitas no Pará, assim como o número de pacientes na fila de espera por um órgão. O painel ficará exposto no shopping até 24 de março, com o objetivo de sensibilizar a população e estimular a doação e transplantes de órgãos e tecidos no Estado.
Segundo a coordenadora da Central de Transplantes, Ana Cristina Beltrão, todas as parcerias são bem vindas quando se trata de estímulo à doação de órgãos, porque muitas pessoas dependem desse gesto de amor para sobreviver. Ela ressalta que a pessoa não precisa ter documento para comprovar que é doador de órgãos. “Basta expressar essa vontade em vida e informar a família sobre o desejo, já que é a família que autoriza ou não a doação dos órgãos para transplante”, explica.
De acordo com a Central de Transplantes, em 2012, foram feitos 334 transplantes de órgãos e tecidos no Pará, dos quais 49 de rim (sete intervivos) e 285 de córnea. Atualmente, a fila de espera tem 785 pessoas aguardando transplante de córnea e 790 de rim.
A programação no shopping também terá, nos fins de semana, atividades educativas desenvolvidas pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Faculdade Maurício de Nassau, Conjove, Secretaria Municipal de Saúde de Belém (Sesma), Fundação Hemopa, Associação de Renais Crônicos e Transplantados do Pará (ARCT-PA) e Associação Paraense dos Amigos do Fígado (Apaf), dentre outros parceiros.
Dias 2 e 3, a atividade será voltada à doação de sangue e de medula óssea, sob responsabilidade do Hemopa. Além da orientação, sempre às 18h e 18h15, os visitantes terão a oportunidade de ouvir depoimentos de pessoas transplantadas, de familiares de doadores e de pacientes que aguardam na fila de espera.
Conforme a agenda, os dias 8, 9 e 10 de março serão dedicados à doação e transplante de fígado; os dias 14, 15, 16 e 17, ao rim, incluindo verificação de pressão arterial, exame de glicose e de urina no horário das 16h às 22h; e os dias 22, 23 e 24 de março, reservados para a doação e transplantes de córnea e coração. 
Texto:

Roberta Vilanova - Sespa
Fone: (91) 4006-4822 / 4823 / (91) 8116-7719