segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Unidade móvel de coleta de sangue no centro da cidade

Descentralização da coleta para aumentar doações de sangue


Na manhã desta terça-feira (1º), a Fundação Hemopa estará dando início ao calendário de campanhas externas de doação de sangue em parceria com várias instituições com a finalidade de suprir estoque técnico de sangue, que vem enfrentando dificuldades com a redução de aproximadamente 30% do número de comparecimentos de voluntários.
O cronograma de campanha começa nos dias 1, 2, 15 e 16, com a unidade móvel de coleta de sangue na Av. Presidente Vargas esquina com a Rua Santo Antônio, em frente ao prédio do Banco do Brasil, de 8h às 15h. No dia 22, de 10h às 19h, haverá ação em parceria com o Shopping Center Castanheira. No dia 24, de 15h às 20h, na Faculdade da Amazônia (FAMAZ), na Av. Doca de Souza Granco, 72. Dia 25, na unidade da Rede Celpa, de 8h às 16h, na Rod. Augusto Montenegro, Km 08. Nos dias 30 e 31, será realizada campanha em parceria com o Hospital Metropolitano, 8h às 17h, na BR 316, Ananindeua.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

Jovens adventistas doam sangue

Dr. Jaques Neves parabeniza doadora da campanha



A campanha de doação de sangue realizada sábado passado, 28, pelo Hemonúcleo de Capanema (Henca) em parceria com a Igreja Adventista do 7º Dia, por meio do projeto “Vida por Vidas”, obteve o excelente saldo de 59 coletas, que viabilizar o atendimento aproximado de 236 pacientes adultos.
O responsável técnico pelo Henca, dr. Jaques da Silva Neves, esteve na campanha apoiando e agradecendo os voluntários dessa ação solidária que vai suprir o estoque de sangue daquela unidade que, juntamente com o Hemocentro regional de Castanhal, tem a responsabilidade de abastecer a rede hospitalar da região do Salgado.
Para a assistente social Luiza Helena Progênio a campanha foi um sucesso. “É muito bonito ver pessoas de todas as idades doando não apenas seu sangue, mas um pouco do seu tempo para salvar vidas, no sábado”, observou, parabenizando a organização da campanha e todos os doadores.
Instituições interessadas em compor parceria com o Henca, entrar em contato com o serviço de Captação de Doadores.
Para doar sangue a pessoa estar bem de saúde, ter entre 16 a 67 anos, sendo que menores de 18 anos com autorização dos pais ou responsáveis; e pesar a partir de 50 kg.
Serviço:O Hemopa Capanema esta localizado na Br 308, Km Zero s/n, ao lado do posto Pacheco, Bairro: São Cristovão, Capanema - Pará.
Contado (91) 3462-2329 / 2744.


II Curso Avançado em Citogenômica do Câncer: Abordagem teórico-prática de Citogenômica e Biologia Molecular aplicada a Onco-hematologia realizado pelo Laboratório de Citogenômica do Câncer da Universidade Federal do Ceará. O curso ocorrerá em dois módulos: módulo teórico (40horas) período de 20 a 23 de novembro no Seara Paria Hotel em Fortaleza - CE e o módulo prático (40 horas) no Laboratório de Citogenômica do Câncer – UFC período de 25 a 28 de novembro de 2013. Programação e inscrição através do site www.citogenomicadocancer.com.br.
Mais informações: 85-33668312

Campanha em Barcarena supera expectativas e garante bolsas de sangue ao Hemopa



 A 15ª Campanha de Doação Voluntária de Sangue, das empresas Albras e Hydro Alunorte, em parceria com a Fundação Hemopa, encerrou nesta sexta-feira, 27, com a marca vitoriosa de 1.596 doações.
A programação foi realizada no município de Barcarena desde a última terça-feira, com o intuito de coletar bolsas de sangue para repor os estoques do hemocentro público do Estado, que registrou este mês uma queda de 40% no número de doadores.  “A avaliação é muito positiva, é um trabalho que tem dado certo, resultado da parceria, a cada ano alinhamos os passos. O doador vem e é atendido rapidamente, não espera muito tempo e quem ganha são os pacientes que recebem a doação”, afirmou Maria de Socorro Ferreira, diretora técnica do Hemopa.
O último dia da campanha, que seguiu até o meio-dia, foi o mais movimentado. Somente pela manhã, 318 doadores estiveram no local para cumprir o papel de ajudar a salvar vidas, quantidade acima da esperada pelas empresas.
A analista da Área de Qualidade da Hydro Alunorte, Karina Trindade, foi a última doadora da campanha. "É uma satisfação muito grande poder doar um pouco de mim para alguém que, com certeza, vai precisar. De uma certa maneira, é muito gratificante se doar ao próximo. A campanha é importante porque nós saímos um pouco do ambiente industrial para ajudar outras pessoas", comemorou.
As doações foram coletadas no ambulatório a Albras que, neste período, é equipado para que a coleta de sangue seja feita de forma especializada e segura. “A campanha é feita em equipe. Unimos esforços para conseguir mobilizar cada vez mais voluntários. Esta é uma iniciativa que não se vê em nenhum lugar do Brasil. Pra todos nós, é fundamental”, explicou Rubya Silva, enfermeira do trabalho da Albras e uma das organizadoras do evento
Este ano, a campanha trouxe como tema "Há 15 anos presenteando a vida! Comemore doando vida de presente." em celebração aos quinze anos de parceria entre as instituições em prol da solidariedade. Para isso, os doadores que não deixaram de doar em nenhuma das campanhas também foram homenageados. Mas, além deles, técnicos de enfermagem das empresas e do Hemopa que, todos os anos, marcam presença na campanha são peças fundamentais e contribuem para fazer a diferença. Um deles é José Ribamar Leite, ou “Riba” como é conhecido, técnico de hemoterapia da Fundação. “Vemos que todos os anos a quantidade de voluntários é crescente. Ficamos felizes em contribuir”, concluiu.

sábado, 28 de setembro de 2013

Hemopa de Capanema coleta sangue neste sábado


Faça da doação de sangue um programa de final de semana. Neste sábado, até às 17h, você poderá salvar vidas, participando da campanha de doação de sangue promovida pelo Hemonúcleo de Capanema (Henca) em parceria com a Igreja Igreja Adventista do 7º Dia, através do projeto “Vida por Vidas”. A ação vai reforçar banco de sangue da unidade que tem a responsabilidade de abastecer os hospitais da região do salgado.

Segundo a assistente social do Henca, Luiza Helena Progênio, a ação estratégica é de extrema importância paraa suprir o estoque de sangue da instituição, e sobretudo, para estimular o ato solidário no segmento jovem da Igreja. A parceria já acontece há vários anos. Venha e participe de nossa campanha, mas não esqueça de trazer documento original e com foto”, recomendou.
Para doar sangue a pessoa estar bem de saúde, ter entre 16 a 67 anos, sendo que menores de 18 anos com autorização dos pais ou responsáveis; e pesar a partir de 50 kg.
O Hemopa Capanema esta localizado na Br 308, Km Zero s/n, ao lado do posto Pacheco, Bairro: São Cristovão, Capanema - Pará.
Contado (91) 3462-2329 / 2744.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Campanha com mineradoras deve coletar mais de mil doações de sangue


Representantes das instituições parceiras abrem a campanha
A Fundação  Hemopa deu início na manhã desta terça-feira, 24, a XV edição da campanha de doação sangue em parceria com as empresas Albras e Hydro/Alunorte,  no município de Barcarena. Ao longo desses anos, a ação efetivou a coleta de  20.917 bolsas de sangue que ajudaram a salvar cerca de 83.668 pacientes. A  ação estatégica deste ano tem a  meta de 1.200 doações, e se estenderá até a próxima sexta-feira, 27.
A campanha tem o objetivo de restaurar estoque de sangue do hemocentro que contabilizou a redução de aproximadamente 30% do comparecimento de voluntários no início deste mês. A ação também vai suprir o atendimento transfusional  da primeira quinzena de outubro, quando a cidade recebe grande fluxo de turistas, o que pode provocar aumento na demanda transfusional da rede hospitalar.
Funcionários das mineradoras atendem apelo da campanha
“Há 15 anos presenteando a vida. Comemore doando a vida de presente”. É o tema da ação que foi aberta oficialmente às 8h30, pelo diretor presidente interino da Albras, Takashi Nakamura, que deu boas vindas aos voluntários que chegaram para doar sangue desde às 7h30. “É com muita satisfação que nos reencontramos na XV campanha. Agradeço a participação dos empregados, dos voluntários que nos ajudam a desenvolver essa ação e aos doadores de sangue da comunidade local”.
Logo em seguida, o diretor Industrial da Hydro/Alunorte, Geraldo Brittes, deu boas vindas aos presentes, ressaltando a importância do ato da doação voluntária de sangue. “Não conhecemos quem vai receber o sangue da gente que é um presente, porque o sangue não se compra e nem se vende. A doação tem muito valor para a humanidade”, comentou, destacndo a necessidade de incetivar esse ato solidário. Brittes encerrou falando da sua satisfação em participar do evento pela primeira vez.
Jovens realizam sua primeira doação de sangue. Um exemplo
A diretora Técnica do Hemopa, dra. Socorro Ferreira, que participa da campanha desde sua primeira edição, falou em nome da presidente do hemocentro, dra. Luciana Maradei. Segundo ela, a primeira campanha teve a meta de 300 coletas. “Hoje nós coletamos quase duas mil bosas de sangue. Fico muito feliz e acompanhar toda a evolução dessa ação que conta com o compromisso da direção das duas empresas e apoio dos empregados, terceirizados e da população local”, disse, comemorando o fato de hoje em dia, testemunhar filhos de funcionários doando sangue, à exemplo de seus pais. “Fico muito ao atravessar esse rio com a sensação do dever cumprido, a cada final de campanha”, desabafou, apostando em mais um sucesso da ação estratégica.
Eduardo Santos comemora sua primeira doação
Em seguida, o técnico de hemoterapia, José Ribamar Costa Leite, que é funcionário do Hemopa há 19 anos, entregou certificado para Takashi Nakamura que doou sangue nas 15 campanhas, e hoje, ele repetiu o gesto logo cedo, sendo o segundo doador do dia. Mais 13 pessoas vão receber a homenagem.
A partir das 9h, a campanha recebeu a visita de aproximadamente 80 estudantes do Sistema de Ensino “Elite”, de Barcarena, para doar sangue. A maioria jovens entre 16 e 19 anos. O menores de 18 anos, apresentaram autorização assinada pelos pais ou responsáveis. Segundo a coordenadora do Programa de Responsabilidade Social Shirlenney Godinho,desde 2007 que a instituição apoia essa campanha.
O estudante Eduardo Santos, 17 anos, fez parte dessa turma de novos doadores. “Acho muito positivo o ato da doação de sangue. Já tinha a vontade de participar dessas campanhas e hoje realizei meu desejo em salvar vidas”, disse o adolescente que promete se tornar um doador frequente.
Pais de jovem doador apoiam iniciativa solidária
Outro colega, Rafael Ribeiro Ferreira Bernardo, 16 anos, doou sangue com a devida autorização de seus pais, Conceição e Fernando Ferreira Bernardo, que são doadores de sangue e funcionários ds Albras. “Estamos felizes em ser exemplo para nosso filho que engajou nessa campanha que ajudo a organizar há 15 anos”, disse a mãe com apoio de seu marido, que não escondia seu orgulho pela atituide solidária de seu filho.

Segundo a assessoria de imprensa das mineradoras, o primeiro doador de sangue da campanha foi empregado Anito Rangel Matos Martins, que é operador de produção da Albras. A primeira doação de sangue pela Hydro/Alunorte foi feita pelo também operador de produção, Renise Pereira Barbosa.

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Hemopa faz palestra no Senai

Nesta quinta-feira, 19, a técnicas da Gerência de Captação de Doadores (Gecad) da Fundação Hemopa ministrarão palestras de sensibilização para cerca de 200 alunos do curso de “Educação à Distância”, do Senai. Serão quatro palestras para turmas de 50 alunos, nos turnos da manhã e tarde. A ação tem o objetivo de incentivar a prática da doação de sangue e o cadastramento de doadores de medula óssea.
A atividade faz parte do programa “Empresa Cidadã” que o hemocentro desenvolve junto ás instituições da área privada, visando o comprometimento da direção e corpo funcional para a causa do voluntariado da doação de sangue habitual.

Parcerias incentivam doações de sangue

A Fundação Hemopa agradece a parceria com a Igreja Adventista do 7º Dia, através do projeto “Vida por Vidas”, realizada sábado passado (14) que resultou em 89 comparecimentos de voluntários. A gerente de Captação de Doadores, a assistente social Juciara Farias parabenizou os participantes. “Estamos em constante ação em parcerias com diversas instituições para restaurar atendimento transfusional da rede hospitalar”, ressaltou.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Alunos do “Madre Celeste” doam sangue




As doações contribuem para salvar vidas de muitas pessoas
A Fundação Hemopa retoma programação de campanhas externas de doação de sangue em parceria com várias instituições. Nesta quinta-feira, 12, de 8h às 15h, a ação estratégica será realizada na Escola “Madre Celeste”, no Conj Cohab, Gleba III, rua C10, no bairro da Marambaia. No próximo sábado, 14, a ação se dará em parceria com a Igreja Adventista do 7º Dia, através do projeto “Vida por Vidas”. A coleta será efetivada nas instalações da unidade móvel, de 8h às 15h, na Rua Bethânia, Al: Ananindeua, bairro do Benguí. Nos dias 17 e 18, a campanha será promovida na área do Shopping Castanheira, de 10h às 19h.
A restauração do estoque de sangue depende de parcerias
Instituições interessadas em compor parceria com o Hemopa, entrar em contato com 32245048/32425430, de 2ª a 6ª, de 8h às 18h; e aos sábados até às 15h. Segundo a gerente de Captação de Doadores, a assistente social Juciara Farias, essas ações reforçam os estoque de sangue do hemocentro que tem a responsabilidade de abastecer 218 hospitais paraenses.Somente em Belém são quase 90 casas de saúde.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Evasão de doadores de sangue interfere no atendimento hospitalar


 A Fundação Hemopa ainda enfrenta dificuldades com o baixo número de comparecimento de doadores não apenas no Hemocentro Coordenador, em Belém, como também no Hemocentro Regional de Santarém e nos Hemonúcleos de Redenção e Altamira. Na capital paraense, o registro de queda na quantidade de doações é de mais de 30%, que já está interferindo no atendimento transfusional, priorizando urgência e emergência.

Para restaurar a disponibilidade do produto à rede hospitalar, o Hemopa desenvolve campanhas externas em parceria com várias instituições. O cronograma de setembro começou nos dias 3, 4 e 5, com a unidade móvel na Av.Presidente Vargas, esquina com a Rua Santo Antônio, em frente ao prédio do Banco do Brasil, 8h às 15h. Os dois resultaram em 196 comparecimentos.
No dia 6, a campanha foi promovida em parceria com a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio “Benjamin Constant”, de 8h às 15h, que totalizou em 75 comparecimentos. Nesta quinta-feira, 12, de 8h às 15h, a ação estratégica será realizada em parceria com a Escola “Madre Celeste”, no Conj Cohab, Gleba III, rua C10, no bairro da Marambaia. No próximo sábado, 14, haverá campanha em parceria com a Igreja Adventista do 7º Dia, através do projeto “Vida por Vidas”. A coleta se dará com a unidade móvel, de 8h às 15h, na Rua Bethânia, Al: Ananindeua, bairro do Benguí. Nos dias 17 e 18, no Shopping Castanheira, de 10h às 19h.
Instituições interessadas em compor parceria com o Hemopa, entrar em contato com 32245048/32425430, de 2ª a 6ª, de 8h às 18h; e aos sábados até às 15h.

Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudável e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Hemopa adere ao projeto Hemorrede Sustentável do MS

Humberto Xavier falou para mais de 100 funcionários 
A Fundação Hemopa será um dos cinco hemocentros do Brasil a fazer parte do projeto  “Hemorrede Sustentável”, do Ministério da Saúde (MS), através da Coordenadoria Geral do Sangue e Hemoderivados (CGSH). O projeto foi apresentado na manhã desta segunda-feira, 9, pelo engenheiro Humberto Xavier, que faz parte da equipe do Laboratório de Sustentabilidade Aplicada à Arquitetura e ao Urbanismo (LaSUS) do MS.Ele esteve acompanhado por Gustavo Sales, que também é arquiteto e pesquisador da Universidade de Brasilia (UnB).
 Entre os principais objetivos do projeto, destacam-se a readaptação predial da hemorrede para reduzir os custos com a energia e produzir melhorias na qualidade dos serviços oferecido aos usuários.
O encontro foi realizado no auditório do Hemopa, às 11h, e contou com a presença de toda a direção, coordenadores, assessores, gerentes e dois servidores de cada setor para a socialização do assunto. Durante o evento, o engenheiro apresentou a metodologia para o desenvolvimento do projeto, que vai contar com várias fases, entre elas, o levantamento dos dados prediais, “Isso tudo vai implicar na reabilitação ambiental do hemocentro”, disse ele Humberto.
Assim como nos demais hemocentros escolhidos para participar do projeto “Hemorrede Sustentável”, a instalação predial do Hemopa será adaptada para aumentar o aproveitamento da luz e ventilação naturais e a arborização externa. Outras medidas serão tomadas, entre elas, a modernização dos sistemas de eletricidade e refrigeração. A presidente do Hemopa, Luciana Maradei adiantou a possibilidade futura do projeto ser estendido para as unidades da hemorrede do nosso estado. "Aceitamos desafios e já estamos dentro do projeto", afirmou.
Dra. Luciana Maradei (centro) recepcionou a comissão
A ex-presidente do hemocentro, dra. Maria de Fátima Pombo Montoril, que vai assumir a CGSH, também esteve presente e parabenizou a equipe pelo excelente ideia do projeto que vai reduzir custos e agregar conforto e maior qualidade ambiental para funcionários e usuários.
Em recente entrevista, o atual titular da CGSH, Guilherme Genovês, disse que o objetivo maior do projeto  é garantir a qualidade do sangue e do serviço. Segundo ele, a economia energética gerada por essa inteligência reduzirá os custos e o impacto financeiro para o Estado e, principalmente, dará mais conforto para funcionários e usuários dos serviços. 

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Falta de sangue interfere no atendimento transfusional

 O único hemocentro público do Pará, o Hemopa, enfrenta mais uma grave crise com a insuficiência do número de voluntários que reduziu em torno de 40%, interferindo no atendimento transfusional com adiamento de cirurgias (sem risco de vida) e atendimento de urgência e emergência. Hoje, Hemopa está coletando uma média diária de 150 bolsas, quando o ideal seria entre 250 a 300 unidades.
O estoque de sangue precisa do voluntariado
Para a gerente de Captação de Doadores, a assistente social Juciara Farias, o ato de doar sangue é uma causa de promoção da saúde, logo, todos os cidadãos são responsáveis pelo abastecimento de sangue na hemorrede do Estado. “Não temos outra fonte de coleta de sangue a não ser o voluntariado”, destacou, explicando que estimular a sociedade ao gesto, requer ações de educação continuada não apenas pelo serviço de captação do hemocentro, mas por todas as instituições parceiras, sobretudo, os estabelecimentos hospitalares que consomem o produto como medicamento.
“Restabelecer a saúde da população paraense, passa também, por manter o equilíbrio entre a demanda e a oferta de sangue”, observou, pontuando que a parceria com a rede hospitalar é fundamental, especialmente, aos hospitais de grande porte, entre eles, “Ophir Loyola”, Santa Casa de Misericórdia do Pará, Metropolitano e os dois Prontos Socorros Municipais de Belém. “É imprescindível que o corpo clínico solicite aos familiares de pacientes, doadores de sangue”, comentou, citando que outros segmentos também podem colaborar para o restabelecimento do estoque de sangue.
Muitos pacientes dependem da solidariedade para sobrevivcer
De acordo com a assistente social, historicamente vários os fatores que contribuem para a baixa dos estoques de sangue. Neste momento, o intenso e diário congestionamento do trânsito em nossa capital está dificultando o acesso dos voluntários até a sede do hemocentro, tendo em vista que a maioria deles reside no Distrito de Icoaraci e nos municípios de Ananindeua e Marituba.
Para reverter o quadro, a Fundação Hemopa prossegue com calendário de campanhas externas para doação voluntária de sangue, em parceria com instituições públicas e privadas. O cronograma de setembro começou nos dias 3, 4 e 5, com a unidade móvel na Av.Presidente Vargas, esquina com a Rua Santo Antônio, em frente ao prédio do Banco do Brasil, 8h às 15h. Os dois resultaram em 196 comparecimentos.
Amanhã, 6, a campanha se dará em parceria com a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio “Benjamin Constant”, de 8h às 15h. O estabelecimento fica localizado na Trav. Benjamin Constante, 497. No dia 12, de 8h às 15h, a ação estratégica será realizada em parceria com a Escola “Madre Celeste”, no Conj Cohab, Gleba III, rua C10, no bairro da Marambaia.
Instituições interessadas em compor parceria com o Hemopa, entrar em contato com 32245048/32425430, de 2ª a 6ª, de 8h às 18h; e aos sábados até às 15h.

A unidade está na Pres. Vargas até hoje.Doe sangue
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudável e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.