terça-feira, 11 de julho de 2017

Diminuição nas doações de sangue pode chegar a 40% este mês

No Pará, o mês de julho é dedicado ao veraneio, quando boa parte da população da região metropolitana de Belém e também de outros municípios polo do estado aproveita o recesso escolar para buscar o lazer ou o relaxamento nos balneários espalhados pelas diversas regiões do estado. Mas se por um lado o período é sinônimo de diversão para centenas de pessoas, por outro é de preocupação, principalmente para os pacientes que necessitam de transfusão de sangue, já que o número de doações feitas à Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa) cai significativamente. Nesta primeira semana do mês, a sala de coleta do hemocentro já começou a ficar vazia. E a redução no número de doações deve chegar a 40%.
A gerente de Captação de Doadores do Hemopa, Juciara Farias, alerta que essa queda pode interferir no atendimento transfusional da rede hospitalar, o que provoca a necessidade de priorizar demandas de urgência e emergência e também o adiamento de cirurgias eletivas (sem risco de morte). “A redução no número de doadores voluntários em julho já é prevista pelos hemocentros de todo o Brasil. E, sabendo disso, atuamos de forma estratégica para tentar evitar um possível desabastecimento, por meio da realização de campanhas e da convocação de doadores por telefone e pelas redes sociais. Mesmo assim, precisamos chamar atenção da população em geral para que não falte sangue nos mais de 200 hospitais do Pará”, ratifica.
Entre os critérios básicos para ser um doador de sangue estão: ter entre 16 e 69 anos (menores devem estar acompanhados do responsável legal), ter mais de 50kg, estar bem de saúde e portar documento de identificação original e com foto. Mas não há qualquer impedimento ao doador que tenha viagem programada. “Esse é um ato de amor ao próximo e depende apenas da vontade do voluntário. Então o convite é: antes de viajar, procure o hemocentro e doe sangue. Não há qualquer problema em pegar a estrada em seguida”, comenta a gerente.
A assistente social lembra ainda que o Hemopa mantém a Unidade de Coleta Castanheira, que fica no trajeto de quem vai sair de Belém: no térreo de acesso ao Pórtico Metrópole, na BR-316, Km 01, que funciona no mesmo horário de atendimento da sede do Hemocentro. “Lá, oferecemos a mesma segurança e conforto para coleta sangue”, assegura Juciara.
Uma única doação de sangue pode ajudar até quatro pacientes. Como o técnico em refrigeração Carlos André, portador de uma doença de nome complicado e considerada rara, a Hemoglobinúria Paroxística Noturna (HPN). “Ele sentia muito cansaço e tinha uma anemia constante e profunda. O diagnóstico veio há um ano e ele sempre precisa de sangue”, explica a esposa, Josi Maia.
A HPN é uma doença adquirida, pode atingir pessoas em qualquer faixa etária e se caracteriza por afetar as células-tronco dos pacientes. Nela, a medula óssea não é capaz de repor os glóbulos vermelhos que estão sendo destruídos. Nesta semana, Josi acompanhou o marido em mais uma transfusão de sangue no Hemopa. Dessa vez foram necessárias duas bolsas de sangue. “Só nesse mês já é a terceira vez que ele precisa fazer transfusão. Então, pra ele, esse sangue é vida. Ele sempre sai daqui muito melhor”.
Parcerias: Nesse mês considerado fundamental para o hemocentro, Juciara Farias aposta nos hospitais como os grandes parceiros na promoção da doação de sangue entre seus colaboradores e pacientes. “É vital que os amigos e familiares de paciente dependentes de transfusões de sangue encaminhem doadores ao Hemopa”, ressalta.
Um exemplo disso poderá ser visto no dia 12, quando será realizada campanha de doação de sangue e cadastro de medula óssea no Hospital Oncológico Infantil, que fica na Travessa 14 de Março, à esquina da Avenida Magalhães Barata. As doações serão feitas de 8h as 16h.
Serviço: A sede do Hemopa fica na travessa Padre Eutíquio, 2109, bairro de Batista Campos. As doações também podem ser feitas na Estação Coleta Castanheira, que fica do térreo do Pórtico Metrópole, na BR-316, Km 1. O horário de funcionamento é de 7h30 as 18h, de segunda a sexta-feira, e de 7h30 as 17h, aos sábados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário